conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Rondonópolis

Prefeitura reduz em mais de 80% demanda reprimida de exames em Rondonópolis

Publicado

Foto: Assessoria

Chega a 80% a diminuição do tempo de espera dos pacientes para realização de exames na Rede Pública de Saúde de Rondonópolis em um comparativo realizado pela Secretaria Municipal de Saúde entre abril de 2017 e dezembro de 2018, quando o primeiro registro contabilizava 25.298 pessoas aguardando atendimento e, no último mês do ano passado, os dados apontavam 4.482 agendamentos.

Em relação às cirurgias eletivas, a redução da demanda reprimida supera a marca dos 70% durante o período de março de 2017 a dezembro de 2018, conforme os registros da Pasta. Isso corresponde a 9.409 pessoas na fila de espera no início de 2017 e 2.870 no final de 2018.

Esse resultado deve-se à preocupação da atual Gestão em proporcionar um serviço de qualidade e abrangência cada vez maior na área da Saúde. O efeitos do trabalho realizado já se fazem sentir em diversas especialidades.

Só as mamografia, por exemplo, que somavam 4.232 mulheres na expectativa por uma vaga no primeiro trimestre avaliado, caíram para números da ordem de 561, evidenciando a melhora na eficiência e rapidez do atendimento.

Segundo a Secretaria de Saúde, as ultrassonografias foram zeradas. No início de 2017 elas atingiam um patamar de 12.792 pessoas esperando pela investigação médica. Já as tomografias saíram de 480 pacientes na fila para 25.

Veja Mais:  Comissão elabora documento solicitando melhorias para apresentar na ANTT

Quando o quesito avaliado são as cirurgias eletivas, a Pasta zerou a demanda reprimida por cirurgias de cabeça e pescoço que, em março de 2017, era de 119 indivíduos. As intervenções pediátricas partiram de 375 pacientes para 145 na lista de espera.

Também os procedimentos cirúrgicos vasculares indicaram queda no tempo de atendimento, com 469 registros inicialmente e 214 pessoas ao final do período analisado.

Comentários Facebook

Rondonópolis

Investimento em monitoramento eletrônico de prédios públicos gera economia para o município

Publicado

A Prefeitura de Rondonópolis começou esta semana a instalação nos prédios públicos municipais de câmeras, sensores, alarmes e softwares para sistemas de monitoramento eletrônico. Os equipamentos de segurança foram adquiridos pelo município, que fará a gerência própria do sistema, não mais locando.

De acordo com o gerente do Departamento de Tecnologia da Informação e Modernização Institucional, Eder de Oliveira, já foram instalados no Paço Municipal os equipamentos de monitoramento pela empresa rondonopolitana, Digital Segurança Eletrônica, vencedora da concorrência pública, por meio de pregão eletrônico. Além do Paço Municipal, também já está em andamento a instalação dos kits de segurança no Cemitério da Vila Municipal da Vila Paulista. A intenção é dentro de 90 dias estar concluído o serviço de instalação em todos os prédios da Prefeitura de Rondonópolis.

“Por ter uma estrutura menor, a instalação dos equipamentos começou pelos órgãos da Secretaria Municipal de Administração, que é menos complexa que outras secretarias, como Saúde e Educação, que são maiores”, contou Eder, observando que a determinação do prefeito Zé Carlos do Pátio é de que a instalação dos equipamentos de segurança em todos prédios do município seja concluída dentro de 90 dias.

Antes, este serviço de monitoramento de prédios públicos era feito por uma empresa terceirizada, a Biptel. Mas, ao fim do contrato, o município, segundo Eder, baseado num estudo, avaliou que o melhor seria implantar e gerenciar o sistema de segurança eletrônica. Ao invés de locar, optou por adquirir os equipamentos e utilizar para monitorar os vigilantes patrimoniais, que são servidores efetivos.

Veja Mais:  Parque das águas em Rondonópolis tem nova academia de ginástica

“O estudo apontou um custo bem menor aos cofres públicos a prefeitura fazer a gerência do sistema de monitoramento”. Para ser ter uma ideia, somente no ano passado o município teve um custo de R$ 1,652.503,33 com a empresa prestadora do serviço contratada. Um valor maior do que está desembolsando agora para adquirir todos os equipamentos, que é o montante de R$ 1,5 milhões.

Os equipamentos têm três anos de garantia e assistência técnica. Além das câmeras, os circuitos de segurança dos prédios públicos contarão com central de alarme completa e sensores de movimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Programa Criança Feliz começa a ser implementado em Rondonópolis

Publicado

Para dar início às ações do Programa Criança Feliz em Rondonópolis, aconteceu nessa quarta-feira (20), no Centro de Esportes e Artes Unificado (CEU), uma palestra com orientações preliminares para as estagiárias e as supervisoras dos sete Centros de Referência e Assistência Social (Cras) do município. As orientações foram passadas pelas representantes da Secretaria de Estado e Assistência Social (Setas), Luciana Alves Rodrigues e Carla Cristina da Silva.

Implementado em Mato Grosso em 2017, o Programa do Governo Federal Criança Feliz é coordenado pela Setas e, além da participação da assistência social, integra ações de educação, saúde, justiça e direitos humanos com vistas a dar apoio e acompanhamento ao desenvolvimento infantil na primeira infância, que vai de zero a seis anos. Dessa maneira, abarca gestantes, crianças de até três anos e as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, além de crianças de até seis anos e famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e, ainda, aquelas com até seis anos que estão privadas do convívio familiar por questão de medida protetiva.

Visitas domiciliares, qualificação da oferta dos serviços socioassistenciais e de acolhimento e fortalecimento da intersetorialidade e da articulação de rede são algumas das atribuições da assistência social relacionadas ao Criança Feliz. “O município aderiu a esse programa federal e começa a executá-lo agora. Em Rondonópolis, nós incluímos na programação o atendimento a aldeias indígenas. E esse treinamento é sobre o papel da assistência social nas visitas domiciliares”, expõe a secretária de Promoção e Assistência Social, Márcia Rotili.

Veja Mais:  Controle Urbano inicia trabalho de identificação e organização de ambulantes

Luciana ressalta que, ao realizarem as visitas domiciliares, as estagiárias identificam as principais demandas do grupo familiar: “As visitadoras são um olhar sensível para perceber do que a família precisa. Após as visitas, elas transmitem essa informações às suas supervisoras para que elas possam dar os devidos encaminhamentos de forma que o Cras possa suprir as necessidades observadas”.

A partir da próxima semana, segundo Márcia, as estagiárias do Cras começam a realizar as visitas domiciliares.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Eventos movimentam Espaço Cultural Casario no fim de semana

Publicado

A agenda do primeiro fim de semana de outono está cheia de atividades artísticas para toda a família aproveitar e curtir gratuitamente o Espaço Cultural Casario, ambiente agradável às margens do Rio Vermelho, um ponto histórico considerado o berço da cidade de Rondonópolis.

Tem teatro de bonecos para criançada, produção de cerveja artesanal aberta ao público e muita música boa, com nomes de destaque no cenário da cidade: Kayto Oliveira, Flavio Rosa, Vital e a banda de rock Trilogia. É meta da Secretaria Municipal de Cultura atrair público para os eventos culturais que acontecem na cidade, por isso está contribuindo na divulgação dos eventos

A programação variada começa já nesta sexta-feira (22), a partir das 18 h, com uma experiência sensorial imersiva em frestas das caixas, que se transformam em palco para Cia. Pé de Pano e sua arte com bonecos contar histórias através de bonecos.

Serão duas histórias: “Luchin” e “Faísca” apresentadas no formato de Teatro “Lambe-lambe”, ou seja, o espetáculo teatral dos bonecos acontece dentro de uma caixa cênica.  De curta duração, a encenação é assistida por uma pessoa por vez.

Essa técnica de encenação recebeu o nome “lambe-lambe” por alusão às antigas máquinas fotográficas que povoavam as praças da muitas cidades brasileiras no início do século XX.

As apresentações vão até às 22h. Elas fazem parte da realização de mais uma edição do projeto “Artes tarde do que nunca – Ajuntamento Cultural de Múltipla Linguagem”, idealizado pelos ativistas culturais, Eduardo Acuña e Brunno Valente, para fomentar e disseminar as diversas vertentes artísticas locais no Casario.

Veja Mais:  Roni Cardoso destaca extinção de processo no TRE

O projeto é realizado várias vezes ao ano para proporcionar a troca de conhecimentos e experiências entre artistas das diversas formas de expressão e simpatizantes da cultura rondonopolitana.

O bom é que a diversão no Casario não para por aí. Para os amantes da música de qualidade, o Bar Dom Pedro tem como atração musical para noite de sexta-feira o cantor Vital Santos, que promete tocar o melhor da música popular brasileira e abrir com muito alto-astral e em grande estilo o fim de semana no marco zero de Rondonópolis.

No sábado (23) a diversão segue no Casario, com a realização da 2ª Edição do Sunset CR, a partir das 14h. Promovido pela Cervejaria Rondonópolis, fabricante das cervejas artesanais Casario, Marechal e Carreiros, o evento contará com produção ao vivo (brasagem) para o público a partir das 14h. Para animar os amantes da cerveja, Kayto Oliveira com sua voz e violão promete animar o público presente.

A programação continua com o melhor do bom e velho rock and roll. Para aqueles que esperam alguma coisa de um sábado à noite, o Casario será o endereço certo. A partir das 21 h, acontece o “Rock na Kombi” com a banda Trilogia, que promete agitar e fazer o público “mexer a cadeiras” . O evento é uma atração do Clube Rock Bar e Bar Dom Pedro.

Para encerrar bem o fim de semana e carregar as energias para a semana que se inicia, acontece no domingo (24), a partir das 18 horas, mais edição do projeto “Pôr do Sol no Casario”.

Veja Mais:  Mais dois cursos do "Qualifica Rondonópolis" são finalizados

Realizado com sucesso todos os domingos desde o início deste ano, o evento alia boa música e um dos mais belos espetáculos da natureza que brindam os moradores de Rondonópolis, o encantador pôr do sol que é visto, às margens do Rio Vermelho, na região do Casario,

Idealizado pelo cantor Kayto Oliveira e abraçado pelo ativista cultural Hemerson Pires, o tio Peruca, proprietário do Clube Rock Bar, o palco do “Pôr do Sol no Casario já recebeu grandes nomes do cenário musical local. Além de Kayto Oliveira, já encantaram o público: Gabi Carmo, Luizão, Anselmo Oliveira, Rafael Favacho, Junior Cruz, Wesley Oliver e a cantora e compositora rondonopolitana Karola Nunes, que vem se destacando no cenário musical da capital mato-grossense, onde vive atualmente.

Lazer e cultura

A secretaria municipal de Cultura incentiva a realização de eventos promovidos pelos comerciantes do Casario, pois movimentam o local, levando lazer e cultura para a população de Rondonópolis. “A gente quer e fica feliz de ver o Casario sempre cheio”, disse o secretário de Cultura, Humberto Campos.

Os finais de semana no Espaço Cultural Casario têm sido uma opção diferente na agenda dos rondonopolitanos. Com bares, restaurantes e atividades culturais variadas, o espaço vem sendo cenário para partilha de momentos alegres entre familiares, amigos e casais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana