conecte-se conosco


Carros e Motos

Presidente da VW diz que picape Tarok chega em pouco mais de um ano

Publicado


VW Tarok no Salão do Automóvel 2018. Versão que será produzida em série deverá ser lançada até metade de 2020
Caue Lira/iG

VW Tarok no Salão do Automóvel 2018. Versão que será produzida em série deverá ser lançada até metade de 2020

A picape-conceito VW Tarok foi a grande surpresa deste Salão do Automóvel. Moldada para rivalizar com a Fiat Toro, ela apareceu sem aviso, e também chamou a atenção por estar praticamente pronta para ser produzida. AutoBuzz participou ontem de uma pequena coletiva de imprensa com o presidente da VW do Brasil, Pablo Di Si, e apurou que a novidade chega logo, mas não em menos de um ano. Embora não tenha falado de datas, dá para apostar que o modelo, totalmente projetado no Brasil, chegue às lojas no primeiro semestre de 2020.

LEIA MAIS:  Você de lembra das estrelas do Salão do Automóvel de 2008?

Além da VW Tarok , Di Si confirmou ainda para 2020 o lançamento do SUV Tarek, de porte médio, que virá da Argentina para desafiar o Jeep Compass. Portanto, os dois próximos anos representarão uma ofensiva sem precedentes da VW nos segmentos que mais crescem (em volume e margens de lucro) no Brasil e no mundo, o dos SUVs e picapes.


VW Tarok tem traseira arrojada com logo da marca com iluminação de LED, entre outros detalhes
Caue Lira/iG

VW Tarok tem traseira arrojada com logo da marca com iluminação de LED, entre outros detalhes

Questionado por AutoBuzz se a picape Tarok será produzida no Paraná, Di SI não confirmou, embora reconheça fazer sentido, não só pela plataforma em comum com o SUV compacto T-Cross (que será paranaense), mas também por ser a fábrica menos ocupada do Grupo na América do Sul, por enquanto. “Temos três turnos em São Bernardo e na fábrica de motores de São Carlos, dois turnos em Taubaté e uma fábrica Argentina repleta de modelos. A do Paraná trabalha em um turno, mas irá para dois em abril”. A fábrica paranaense produz ainda o Fox, o Golf e algumas unidades do Audi Q3 e do Audi A3 Sedan. Nos bastidores, especula-se que a montadora não terá pudor em tirar alguns deles de linha, em detrimento de modelos com forte potencial de vendas no país.

Veja Mais:  Mustang de 1000 cv, Challenger Hellcat e Ram 1500 no Salão do Automóvel 2018

LEIA MAIS: Pesquisa mostra que, em 2030, híbridos e elétricos terão até 30% do mercado

Além da VW Tarok nos planos da marca alemã


VW T-Cross é o novo SUV compacto da marca, que chega em abril de 2019, com a mesma base da picape VW Tarok
VW T-Cross

VW T-Cross é o novo SUV compacto da marca, que chega em abril de 2019, com a mesma base da picape VW Tarok

Quanto ao T-Cross, grande lançamento da marca no Salão, Di Si afirmou que ele vem para disputar a liderança com os quatro modelos mais vendidos hoje, HR-V, Creta, Renegade e Kicks. “Temos a grande vantagem de entrar num segmento que estamos completamente fora, por isso deveremos ter pouca canibalização interna, e muita migração de clientes de outras marcas”. Segundo o presidente, a VW vai crescer 36% este ano, mais que o dobro da média da indústria.

Mas para ele, o ano-chave será 2019, com a chegada do T-Cross. “Este segmento SUV ainda tem forte potencial de crescimento, e nos permitirá dar outro salto de patamar em 2019.” Embora não admita, a briga será pela liderança geral do mercado até 2020, hoje nas mãos da Chevrolet como marca e da FCA (Fiat-Jeep) como grupo.


Pablo Di Si se diz confiante no Brasil e confirma lançamentos como a versão de produção da VW Tarok
Divulgação

Pablo Di Si se diz confiante no Brasil e confirma lançamentos como a versão de produção da VW Tarok

AutoBuzz também questionou se não é um exagero ter quatro hatches compactos na gama. “Para uma marca global como a VW, não, embora esse mercado esteja evidentemente perdendo espaço para os SUVs”. Segundo Di Si, várias marcas estão abrindo mão de ter modelos de entrada. “Não será o nosso caso, já temos a próxima geração do Gol confirmada, e o novo Polo é um sucesso absoluto”. Di Si não comentou sobre o futuro dos modelos Fox e Up.

Veja Mais:  Salão do Automóvel receberá o novo Nissan Leaf que vem pela 1ª vez no Brasil

O executivo também foi questionado sobre a parceria global com a Ford, inicialmente na área de veículos comerciais, e até sobre a possibilidade de aproveitar a ociosidade da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, que poderia ser aproveitada para fazer modelos da VW. “Não posso comentar nada, apenas que há muitas discussões de alta cúpula, que em breve se tornarão públicas.”

LEIA MAIS: Ford quer recuperar território entre os SUVs no Brasil

Finalmente, Di Si se mostrou muito otimista com os rumos até agora apontados pela futura equipe econômica do governo brasileiro, o que implicará em alguns lançamentos, inclusive da VW Tarok . “Independentemente de questões sobre Rota 2030 e Mercosul, tudo sinaliza para um fortalecimento dos fundamentos econômicos do país”, declarou. “Estamos animados não só aqui no Brasil. Nossa matriz viu com bons olhos as escolhas ministeriais, em especial do futuro Ministro da Justiça Sérgio Moro”.

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

GM relança o sedã Monza, mas apenas na China e com certo apelo esportivo

Publicado

Chevrolet Monza RS: sedã exposto no Salão de Guangzhou, na China. Vidros escuros indicam que interior é um mistério
Reprodução/Autohome

Chevrolet Monza RS: sedã exposto no Salão de Guangzhou, na China. Vidros escuros indicam que interior é um mistério

A GM resolve relançar o Chevrolet Monza no mercado, mas apenas na China. Esqueça aquele sedã médio que foi vendido no Brasil entre meados dos anos 80 e 90. Agora o carro é apenas um sedã de porte intermediário, com 4,63 metros de comprimento por 1,79 m de largura, 1,48 m de altura e 2,63 m de entre-eixos.

Por enquanto, não foram divulgadas imagens oficiais do novo Chevrolet Monza, que está sendo mostrado no Salão de Guangzhou (China), informa o site chinês Autohome. Pelo visto, a ideia da GM foi dar um certo aspecto esportivo ao Monza, apresentado no evento chinês na versão RS, pintado de vermelho e com rodas diamantadas, entre outros detalhes.

Chevrolet Monza na versão RS tem para-choque traseiro exclusivo e um discreto defletor de ar na tampa do porta-malas
Divulgação

Chevrolet Monza na versão RS tem para-choque traseiro exclusivo e um discreto defletor de ar na tampa do porta-malas

O Monza chinês é fabricado sobre a plataforma D2XX, a mesma do Cruze atual. Tem linhas que seguem o estilo adotado em outros modelos da Chevrolet, como o Malibu e a nova geração do Prisma, que já foi vista na China, sem nenhum disfarce. Pode ser equpado com motor 1.0 ou 1.3, ambos sobrealimentados, que rendem entre 125 cv e 163 cv.

O Chevrolet Monza começou a ser vendido no Brasil apenas na configuração hatch, em 1982. No ano seguinte é que passou a ser oferecido como sedã. Foi fabricado até 1996, quando cedou lugar à primeira geração do Vectra. Durante todo esse tempo, o carro foi o mais vendido do País três anos seguindos, entre 84 e 86, um belo feito para um modelo médio.

Veja Mais:  Salão do Automóvel receberá o novo Nissan Leaf que vem pela 1ª vez no Brasil

Além do Chevrolet Monza, a China tem o Ford Escort

Ford Escort, assim como o Chevrolet Monza, fizeram sucesso no Brasil e ainda são vendidos na China
Divulgação

Ford Escort, assim como o Chevrolet Monza, fizeram sucesso no Brasil e ainda são vendidos na China

 No maior mercado de carros do mundo há também outro modelo que foi vendido no Brasil na mesma época do Monza, entre meados dos 80 e 90. Trata-se do Ford Escort, que por lá recebeu retoques no desenho e melhorias no motor 1.5 Ti-VCT, em abril último.

Entre outros itens, o novo Escort tem faróis e lanternas de LED da última geração sistema multimídia com tela de 8 polegadas, banco do motorista com ajustes elétricos, câmera de ré e partida por botão entre os principais equipamentos disponíveis.

No Brasil, o modelo da Ford chegou em 1983 e ficou até 1996, mesmo ano em que o Chevrolet Monza saiu de linha no Brasil. Entre as versões que mais ficaram marcadas, destaca-se a esportiva XR3, que teve até conversível, com motor 1.6 CHT, 1.8 AP e 2.0, das últimas unidades, já com injeção multiponto de combustível.

Fonte: Autohome

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Veja 5 promoções de Black Friday para começar 2019 de carro novo

Publicado

Varejistas comemoram a chegada da Black Friday, que é o período de maior faturamento do comércio em todo o ano. Este fenômeno nasceu nos Estados Unidos, nos dias que sucedem o feriado de Ação de Graças, antecedendo as compras de presentes para o Natal. É claro que esta onda atinge todos os setores do comércio, e você também pode aproveitar as promoções de Black Friday para comprar um carro novo.

Algumas marcas estão preparando grandes feirões para a Black Friday; outras estenderam as ofertas para o mês inteiro. Para ajudar na hora de comprar seu carro novo, a reportagem do iG Carros enumera as 5 melhores promoções de Black Friday entre as concessionárias.

1 – Volkswagen

Aproveite as promoções de Black Friday da Volkswagen para comprar o seu Novo Polo, com motor 1.6 MSI
Renato Maia/iG

Aproveite as promoções de Black Friday da Volkswagen para comprar o seu Novo Polo, com motor 1.6 MSI

As promoções da marca alemã estão asseguradas para todo o mês de novembro. Dependendo do modelo e das condições de financiamento que você está procurando, os descontos podem chegar a R$ 15 mil. O queridinho VW Polo com motor 1.6 MSI, de 120 cv, já pode ser adquirido por R$ 56.990, com 24 parcelas mensais de R$ 874, com entrada de R$ 37.071. Por mais R$ 99 nas parcelas, o cliente poderá levar a nova versão automática.

Entre as principais novidades, toda a linha Gol está deixando as lojas com nota fiscal de fábrica. Além disso, a primeira parcela do financiamento de toda a linha nacional e importada será debitada apenas depois do Carnaval.

Veja Mais:  JAC terá carro elétrico mais em conta do Brasil, a partir de junho de2019

2 – Peugeot

O SUV Peugeot 2008 chega para as promoções de Black Friday com condições especiais de parcelamento
Divulgação

O SUV Peugeot 2008 chega para as promoções de Black Friday com condições especiais de parcelamento

A Peugeot também preparou condições interessantes para a Black Friday, porém, todas acabam na próxima sexta-feira (23). Além do bônus, as linhas 208 e 2008 terão taxa zero no financiamento. A começar pelo Peugeot 208 1.2 Allure, que parte de R$ 52.990 com desconto de R$ 3 mil. Com entrada mínima de 60% deste valor, mais a divisão em 30 parcelas, o cliente poderá adquirí-lo com taxa zero.

Os descontos do SUV 2008 chegam a R$ 4 mil. O carro pode ser adquirido à vista por R$ 78.490, mas também há a opção do mesmo parcelamento com entrada de 60% e saldo dividido em 30 parcelas, com taxa zero.

3 – Renault

Você poderá sair de novembro com um Renault Captur automático, entre as promoções de Black Friday
divulgação/Renault

Você poderá sair de novembro com um Renault Captur automático, entre as promoções de Black Friday

Uma boa notícia para você que está pensando em comprar um SUV: a Renault oferece descontos de até R$ 15 mil em sua linha de utilitários esportivos. O Duster, em sua versão Expression 1.6, parte de R$ 62.990 à vista, ou R$ 37.794 com 24 parcelas de R$ 1.111 ao mês.

Quem se interessar pelo Captur Zen, com câmbio CVT, poderá adquirí-lo por R$ 78.990, ou entrada de R$ 47.394 e mais 24 parcelas de R$ 1.385. Vale lembrar que a versão já conta com controle eletrônico de tração e estabilidade, chave presencial com formato de cartão e quatro airbags.

Veja Mais:  Os espinhos no caminho do Citroën C4Cactus

4 – Hyundai Caoa

Hyundai ix35 tem descontos expressivos nas promoções de Black Friday da Caoa
Divulgação/Hyundai-CAOA

Hyundai ix35 tem descontos expressivos nas promoções de Black Friday da Caoa

As concessionárias Hyundai do Grupo Caoa estão oferecendo desconto de até R$ 4 mil pelo New Tucson 1.6. O SUV que parte de R$ 137.900 passa a custar R$ 133.900 com o valor promocional. A entrada mínima é de 80%, com saldo parcelado em 24 vezes de R$ 1.279. Tanto a documentação quanto o IPVA 2018 são gratuitos.

Em um arranjo semelhante, o Hyundai ix35 2.0 Flex 2019 está sendo oferecido por R$ 103.990, já considerando o desconto de R$ 5 mil. A entrada também é de 80% (R$ 88.720), mais um saldo parcelado em 24 vezes de R$ 1.048. Para ambos os modelos, a garantia é de 5 anos, sem limite de quilometragem, mas a promoção não vale para frotistas.

5 – Ford

Ford Ka Sedan 2019 é uma boa escolha familiar entre as promoções de Black Friday
Caue Lira/iG

Ford Ka Sedan 2019 é uma boa escolha familiar entre as promoções de Black Friday

A Ford também apostou em uma promoção para o mês inteiro. A linha Ka 2019 está sendo oferecida com taxa zero, e tanto Focus quanto Ranger ganharam descontos especiais. O Ka S 1.0 passa a custar R$ 41.990, com desconto de R$ 4 mil. O sedã, na versão SE, passa a custar R$ 45.990, no mesmo esquema.

Com condições especiais, o EcoSport SE 1.5 é um dos modelos de destaque em nossa lista de promoções de Black Friday . O abatimento pode chegar a R$ 9.260, dependendo do método de financiamento. O Fiesta SE 1.6 parte de R$ 48.990 com o bom desconto de R$ 7 mil, bem como o Focus SE 1.6 que também recebe um abatimento de R$ 9 mil (R$ 74.990). A Ranger Limited 3.2 terá valor promocional de R$ 182.990, dependendo das condições acertadas pelo cliente.

Veja Mais:  Audi Pebble Beach 18: Nasce elétrico que mistura moto, hatch e carro de corrida

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Conheça as quatro tendências escancaradas pelo Salão do Automóvel

Publicado


Salão do Automóvel 2018 teve mais de 750 mil visitantes e apresentou várias novidades, inclusive modelos elétricos
Divulgação

Salão do Automóvel 2018 teve mais de 750 mil visitantes e apresentou várias novidades, inclusive modelos elétricos

O Salão do Automóvel 2018 é um show para atrair o público, com supermáquinas, protótipos, tecnologias, test-drives e muita interação. Em todos esses quesitos, a 30ª edição superou as expectativas, o que ajudou a atrair quase 750 mil pessoas durante os 11 dias de evento. Mas tirando todo esse aparato lúdico, o que ficou deste evento em termos de mercado? Dentre as tendências apresentadas, quais vieram com mais força, para ficar? AutoBuzz aposta em quatro delas para os próximos anos.

LEIA MAIS:  Presidente da VW diz que picape Tarok chega em pouco mais de um ano

 1 – SUVs, SUVs e mais SUVs


Mitsubishi mostrou o novo Pajero Sport no Salão do Automóvel 2018, no Salão Paulo Expo
Caue Lira/iG

Mitsubishi mostrou o novo Pajero Sport no Salão do Automóvel 2018, no Salão Paulo Expo

Sim, eles já dominam a cena nas ruas, e foram a grande força em todos os estandes do Salão, comprovando que são muito mais que um modismo. E isso ficou mais evidenciado com a ausência de lançamentos nos segmentos mais tradicionais. Salvo raríssimas exceções, não foram vistas no Salão do Automóvel 2018 novidades entre hatches, sedãs, picapes e peruas.

De acordo com o novo estudo Automotive Brazil 2030, da Bright Consulting, o segmento de SUVs abrangerá 30% do mercado nacional até a metade da próxima década, uma elevação de 50% em relação ao tamanho atual (vai fechar o ano com 20% das vendas no Brasil). Vale lembrar que em 2010 eles não passavam de 6% do bolo.

 Sob esse ponto de vista mercadológico, o principal lançamento do Salão foi o VW T-Cross . Na verdade, foi a pré-estreia do modelo, já que ele só começa a ser produzido no Paraná em janeiro, e deve inundar as lojas em abril, desafiando o líder Honda HR-V e outros bem-vendidos SUVs compactos.

Veja Mais:  Toyota Fielder retorna ao mercado com duas versões  híbridas, de até 180 cv

LEIA MAIS:  Crossover SUV cupê seria o sucessor dos sedãs num futuro próximo?

Já a Ford destacou o Territory, rival do Jeep Compass que chega da China no fim do ano que vem. Também chamou a atenção no Salão que até as novidades de supermarcas eram dessa categoria, como o Rolls Royce Cullinan ou o Lamborghini Urus. E também das marcas premium, como o Audi Q8 ou o novo BMW X5. Uma verdadeira invasão SUV, em todos os territórios, estilos, tamanhos e faixas de preço.

 2 – Elétricos e híbridos perderam a timidez


Renault Zoe foi apresentado no Salão do Automóvel 2018 e já começou a ser vendidos nas concessionárias da marca
Caue Lira/iG

Renault Zoe foi apresentado no Salão do Automóvel 2018 e já começou a ser vendidos nas concessionárias da marca

Foi-se o tempo em que modelos com propulsão alternativa vinham para os salões apenas como carros de show. Só de modelos 100% elétricos foram três anúncios importantes no evento: Renault Zoe (R$ 149 mil), Nissan Leaf (R$ 178.400) e Chevrolet Bolt (R$ 185 mil). Baratos?

Longe disso. Mas eles enfim chegaram, e tendem a se popularizar aos poucos, inclusive com reduções de preço (as baterias ainda são o maior custo, mas vêm baixando rapidamente). A eletrificação não poupou as supermáquinas – o impressionante Audi e-tron foi só um exemplo.

De acordo com o minucioso estudo da Bright Consulting, até 2030 o Brasil terá em torno de 10% de veículos eletrificados no mix total de vendas. Enquanto os puramente elétricos não baixam de preço, os híbridos premium apresentam bom custo-benefício, com grande autonomia e pouca manutenção. Um dos destaques híbridos da mostra foi o Lexus UX, com preços partindo de R$ 170 mil. Portanto, mais interessante que os 100% elétricos, por enquanto.

Veja Mais:  JAC terá carro elétrico mais em conta do Brasil, a partir de junho de2019

 3 – Valorização do design brasileiro


VW Tarok no Salão do Automóvel 2018. Projeto concebido no Brasil dará origem à nova picape que chega em um ano e meio
Caue Lira/iG

VW Tarok no Salão do Automóvel 2018. Projeto concebido no Brasil dará origem à nova picape que chega em um ano e meio

A picape VW Tarok e o crossover Fiat Fastback foram, sem dúvida, as mais gratas surpresas desta edição do Salão do Automóvel. Em comum, eles têm o fato de serem modelos conceituais, embora muito próximos de serem lançados comercialmente. E, mais interessante, foram desenvolvidos por equipes de design que as duas montadoras mantêm no Brasil, com grande autonomia em relação às matrizes.

 A turma da VW claramente mirou na bem-sucedida Fiat Toro para desenvolver a Tarok. O presidente da VW, Pablo Di Si, afirmou a AutoBuzz que o modelo definitivo chega às lojas em pouco mais de um ano. Já o pessoal da Fiat deixou um recado claro para acalmar clientes e concessionários: a marca não vai entrar na praia do off-road mais raiz, território da irmã Jeep, mas a gama terá modelos que se aproximam do universo SUV. Um crossover bem similar ao Fastback chega às lojas em 2021 como topo da gama, e será apenas um dos três modelos dessa categoria que a marca terá até 2023, segundo seu presidente Antonio Filosa.

 4 – A nova “invasão” chinesa


Caoa Chery apresenta o SUV médio Tiggo 5X no Salão do Automóvel 2018. Chega no início de 2019
Caue Lira/iG

Caoa Chery apresenta o SUV médio Tiggo 5X no Salão do Automóvel 2018. Chega no início de 2019

Quando o governo Dilma criou, dentro do Inovar Auto, cotas e o Super-IPI para os importados, estava atendendo ao lobby das montadoras, que alertavam para uma suposta invasão chinesa. Na época, a JAC fazia barulho, inaugurando uma grande rede de revendas e tendo o apresentador Fausto Silva como garoto-propaganda. As medidas do governo surtiram efeito: algumas marcas chinesas fugiram, outras desistiram de vir, e três delas permaneceram no país em banho-maria.

Veja Mais:  Toyota registra patente do novo RAV4 no Brasil

Após o fim do Inovar Auto, no início deste ano, as condições voltaram a ser um pouco mais favoráveis para os importados, incluindo os chineses. A JAC (ausente do Salão) vem lançando SUVS, da mesma forma que a Lifan, que monta seus modelos em CKD no Uruguai. Mas o grande lance foi dado pelo Grupo Caoa, que comprou a operação local da Chery e tem se revelado uma nova força no varejo, graças à capilaridade e tradição de sua rede.

LEIA MAIS: Ford quer recuperar território entre os SUVs no Brasil

Com uma série de lançamentos no Salão do Automóvel, ela projeta ser a 11ª marca no ranking de vendas já em 2019. “Teremos capacidade para produzir e vender 40 mil unidades no Brasil no ano que vem”, afirmou a AutoBuzz o CEO da Caoa-Chery, Márcio Alfonso. A Chery já tinha uma fábrica em Jacareí, no interior de São Paulo. Com a aquisição pela Caoa, passou a ter uma segunda unidade fabril, em Goiás. A de São Paulo produzia o pequenino QQ e o Tiggo 2, e agora está montando também o sedã compacto Arrizo 5, com preços anunciados no Salão, a partir de R$ 66 mil.

 Já a planta goiana começou a produzir este mês o Tiggo 5X . Ele chega no começo do ano para brigar no segmento de Honda HR-V e cia. Outra grande aposta é o Tiggo 7, também revelado no Salão, que será produzido em Goiás a partir de fevereiro. Seu porte é semelhante ao do Jeep Compass, SUV mais vendido do país. A gama estará completa no fim de 2019 com o Tiggo 8 (outra atração na exposição), um SUV grande, para sete pessoas. Ironia do destino, a nova invasão chinesa, mostrada no Salão do Automóvel 2018 , está se dando com modelos feitos no Brasil, por um dos maiores comerciantes de carros do país.

Comentários Facebook
Continue lendo

Colunista

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana