conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Tecnologia

Quer saber como será no futuro? Aprenda a usar o FaceApp, o app que “envelhece”

Publicado

Nos últimos dias, as redes sociais foram tomadas por fotos de “velhinhos”. O responsável foi o FaceApp, aplicativo especializado em filtros que mudam a fisionomia das pessoas. A última atualiação do app permite ao usuário se “transformar” em idoso. 

Leia também: Como usar Dollify para criar caricaturas com o Android ou iPhone

Xuxa com filtro de idoso arrow-options
Reprodução/Instagram
Assim como a Xuxa, outros famosos entraram na brincadeira e usaram o FotoApp para “ficar idoso”

Se você tem curiosidade em saber como será a sua aparência no futuro, veja o passo a passo de como usar o FaceApp  e aplicar o ” filtro de idoso “:

1. Acesse a Google Play ou a Apple Store e faça o download do FaceApp. 

2. Ao abrir o aplicativo, permita o acesso às fotos em “ativar”.

FaceApp arrow-options
iG Tecnologia
Permita o acesso às fotos

3. Selecione a imagem desejada. 

4. Selecione o filtro “Idade” e, depois, “Idoso”. 

faceApp arrow-options
iG Tecnologia
Clique em “Idade” e “Idoso”, como indicado na imagem

Leia também: Como colocar música nos Stories do Instagram

5. Após o filtro ser processado, clique em “Aplicar”.

faceapp arrow-options
iG Tecnologia
Clique em “Aplicar”

6. No canto superior direito, selecione o ícone indicado abaixo para salvar.

faceapp arrow-options
iG Tecnologia
Clique no ícone indicado na imagem para salvar

Leia também: Como enviar uma imagem autodestrutiva no Instagram que se apaga após ser vista

Fim! Agora você já pode usar o FaceApp e se divertir ao descobrir como você e seus amigos serão no futuro.

Veja Mais:  O dia em que Jennifer Lopez transformou o Google: conheça a história

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Aplicativo permite pagar Uber e outros serviços com vale transporte; entenda

Publicado

source

Olhar Digital

passageira do 99 arrow-options
Divulgação
Empresa precisa se credenciar para que o colaborador possa utilizar o valor da passagem nos aplicativos de mobilidade

Agora, funcionários da empresa podem utilizar o valor do Vale Transporte além do transporte público. Essa é a promessa do novo app ABSMob (disponível para iOS e Android), que permite usar o benefício em apps como 99, Uber, Cabify, Yellow e outros modais. 

Uber traz ‘corridas silenciosas’ para o Brasil; entenda o recurso

Chegar mais rápido ao trabalho e melhorar o trânsito nas cidades são algumas das promessas da empresa. O aplicativo que já superou as fases iniciais de testes e ajustes, objetiva chegar a 50 mil usuários até o final deste ano e expandir para outras médias e grandes companhias.

Como funciona na prática

Acidente com patinete elétrico causa uma morte em Belo Horizonte

  1. A Audaz Tecnologia identifica quanto cada funcionário gasta com VT e integra via API com o aplicativo ABSMob;
  2. Por livre iniciativa, o funcionário informa no aplicativo toda vez que não utilizar o Vale Transporte para chegar ao trabalho;
  3. Parte deste valor não utilizado é creditada num cartão específico, que pode ser utilizado em aplicativos como Uber, 99 Taxi e Yellow, dentre outros. Ou como vale combustível para abastecer os seus carros;
  4. O funcionário que não utiliza vale transporte também pode ganhar, cadastrando-se como ‘caroneiro’ dos seus colegas. Assim, toda vez que ele dá uma carona, informa no app e recebe créditos em seu cartão.
Veja Mais:  Android ganha função de conversa automática com serviços emergenciais

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

É de graça! aprenda a cuidar de suas economias na internet sem gastar dinheiro

Publicado

source
contas arrow-options
shutterstock
Veja como aprender a cuidar do seu dinheiro de graça na internet


Para muitas pessoas, cuidar do próprio dinheiro pode parecer um bicho de sete cabeças , fazendo não sobrar quase nada no final do mês. Era justamente isso que acontecia com o empresário Rogerio Moraes, de 34 anos.

Ele conta que, no passado, gastava muito dinheiro sem necessidade, e não tinha muito controle sobre suas finanças . Há cerca de nove anos, Rogerio começou a aprender a cuidar do próprio dinheiro, e se orgulha em dizer que, de lá para cá, passou de devedor para investidor

Além de mudar sua vida, ele conta que aprender a cuidar de suas finanças mudou também a vida de sua família: hoje, ele já ensina o que sabe para os filhos de 8 e 12 anos. Tudo o que o empresário aprendeu sobre educação financeira veio da internet , sobretudo de canais no YouTube . “Não paguei por nenhum curso, foi tudo gratuito”, conta.

Leia também: É só encostar: saiba como usar o celular para fazer pagamentos

Os YouTubers do dinheiro

Como Rogerio, milhões de outras pessoas têm aprendido a cuidar do dinheiro na internet. As opções são muitas mas, dentre as mais populares, estão os canais no YouTube . Através da plataforma, é possível aprender desde as noções mais básicas para cuidar do dinheiro, até os assuntos mais aprofundados sobre o mercado financeiro

Veja Mais:  Propaganda na Netflix? Assinantes reclamam de teste do serviço de streaming

Com mais de 4 milhões de inscritos, um dos canais mais assistidos é o Me Poupe! , da jornalista Nathalia Arcuri. Conhecidos por tratarem de temas financeiros com uma linguagem simples , os vídeos se tornaram os preferidos para quem está começando a aprender sobre o assunto.

A autônoma Rebecca Jean Boyle, de 28 anos, conta que o Me Poupe! foi um dos maiores responsáveis para que ela aprendesse a cuidar do próprio dinheiro. 

Leia também: 7 extensões do Google Chrome que ajudam a economizar: aprenda como usar

Filha de um acionista da bolsa , investimento sempre foi um tema presente dentro de casa, mas Rebecca confessa que foi só com o YouTube que passou, de fato, a aprender sobre o assunto.

“Comecei a aprender no YouTube mesmo, pois eu não entendia nem os básicos de educação financeira, e conforme fui descobrindo e aprofundando no assunto, comecei a conversar com meu pai e pedir conselhos”, conta. Hoje, Rebecca investe na bolsa de valores e segue acompanhando YouTubers que falam sobre o assunto. 

O YouTube também foi a porta de entrada para que a assistente de vendas Jessika Aline, de 29 anos, aprendesse a cuidar do próprio dinheiro. Ela conta que não tinha o costume de guardar dinheiro para emergências e, hoje, já tem uma quantia considerável aplicada. “Me reeduquei de tal maneira que nem acredito”, afirma. 

Leia também: Youtubers famosos têm suas contas roubadas; veja com se proteger

Além do Me Poupe!, muitos outros canais do YouTube ensinam a cuidar das finanças. Dentre eles, estão O Primo Rico , Gustavo Cerbasi , Quero Ficar Rico , EconoMirna , André Bona , e muitos outros.

Veja Mais:  Associação que reúne Google e Facebook deixa conselho de publicidade

Sandra Blanco, consultora de investimentos da Órama, diz que há muitas boas opções disponíveis no Youtube para quem quer começar a organizar as finanças.

Para quem já está um pouco mais avançado e quer começar a investir, porém, ela aconselha um cuidado dobrado. “Nesse caso, eu realmente acho que precisa seguir e acompanhar pessoas que são especializadas e qualificadas para isso”, afirma. 

Cuidando do dinheiro na palma da mão

cofre arrow-options
iStock
Muitos aplicativos ajudam a poupar dinheiro


Além dos canais no YouTube, outra forma boa e gratuita de aprender a cuidar do dinheiro é através de aplicativos . Eles podem ser uma forma eficiente, sobretudo, para organizar as receitas e as despesas, mantendo todos os gastos em ordem. 

Dois aplicativos bastante populares são o Minhas Economias ( Android e iOS ) e o Toshl Finanças ( Android e iOS ).

Em ambos, é possível acrescentar todas as despesas e separá-las por categorias, o que pode ser um bom primeiro passo para entender os seus gastos. Os aplicativos geram gráficos completos sobre os principais lugares para onde o dinheiro está indo, ajudando o usuário a economizar

Leia também: Uber traz ‘corridas silenciosas’ para o Brasil; entenda o recurso

No Minhas Economias, ainda dá para estipular metas. Se o usuário coloca no app , por exemplo, que quer ir à Alemanha daqui a dois anos e que, para isso, precisa de uma determinada quantia de dinheiro, o software se encarrega de fazer a conta da economia mensal necessária, e sempre lembra o usuário de poupar. 

Veja Mais:  Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

Outra opção de aplicativo é o Organizze ( Android e iOS ). Além das funções presentes nos outros dois apps, este também possui uma aba mais voltada à educação financeira .

Por lá, é possível encontrar artigos e e-books interessantes sobre o assunto, a partir dos quais o usuário pode aprender ainda mais a cuidar do próprio dinheiro

Sites e blogs para aprender a cuidar do dinheiro

Além dos YouTubers e dos aplicativos , há também alguns sites e blogs que dão dicas de como cuidar melhor do seu dinheiro.

Algumas grandes corretoras de investimentos têm blogs próprios e, neles, é possível encontrar boas dicas para começar a se organizar. Alguns deles são o blog da Rico , da XP e da Órama .  

Leia também: Procurando hospedagem de sites? Saiba como encontrar a melhor opção

Além desses, muitos outros blogs também falam sobre assuntos relacionados a finanças e investimentos. Alguns deles são o Clube do Valor , Dinheirama , Quero Ficar RicoClube dos Poupadores e Professor Elisson de Andrade .

Aprender a organizar o próprio dinheiro é muito importante , e a internet tem opções muito ricas e diversas para aprender sobre isso. Porém, vale a pena sempre ter um olhar crítico sobre as informações e lembrar que não existe dinheiro fácil. Por isso, confira como não cair em dicas erradas na internet.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Cuidado! Golpes de Dia das Crianças no WhatsApp enganam mais de 85 mil pessoas

Publicado

source
whatsapp arrow-options
shutterstock
Confira os golpes do WhatsApp que circulam no Dia das Crianças

Duas campanhas falsas circulam pelo WhatsApp às vésperas do Dia das Crianças . Identificados pela empresa de cibersegurança Kaspersky , os golpes prometem dar brinquedos da RiHappy e gibis da Turma da Mônica de graça. Em menos de 24 horas, mais de 85 mil pessoas caíram em um dos golpes. 

Leia também: Dia das crianças: vendas em shopping devem crescer 6% neste ano

O primeiro golpe usa o nome da empresa RiHappy . Depois de clicar em um link que promete dar brinquedos de graça , a vítima é direcionada a um site gerido por criminosos. Foi justamente neste link que mais de 85 mil pessoas clicaram no último dia. 

golpe arrow-options
Divulgação/Kaspersky
O golpe promete brinquedos de graça


O site acessado pede que a pessoa responda três perguntas para ganhar o brinquedo, e depois solicita que o usuário encaminhe a mensagem para dez contatos ou cinco grupos no WhatsApp . Fazendo uso de uma prática de phishing , o objetivo do golpe é direcionar as pessoas para sites que mostram propagandas. O brinde, na realidade, não existe. 

golpe arrow-options
Divulgação/Kaspersky
Acessando o link, a vítima é direcionada a páginas com propagandas.




O segundo golpe que está circulando no WhatsApp promete dar gibis da Turma da Mônica de graça. E não é a primeira vez que os personagens de Mauricio de Sousa são usados como isca para crimes online : no início do mês, uma campanha similar era usada roubar dados de cartões de crédito das vítimas. 

Veja Mais:  Android ganha função de conversa automática com serviços emergenciais

Leia também: Dia das crianças: educação financeira também pode ser o presente

golpe whatsapp arrow-options
Divulgação/Kaspersky
O golpe promete gibis da Turma da Mônica


Depois de clicar no link divulgado pela campanha falsa no WhatsApp , a vítima tem que informar os seguintes dados pessoais: nome completo, e-mail e número de telefone. Neste caso, o objetivo do golpe é justamente roubar as informações das vítimas , que podem valer dinheiro para os criminosos. 

golpe arrow-options
Divulgação/Kaspersky
O objetivo do golpe é roubar dados pessoais das vítimas


Em nota à imprensa, o analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil Fabio Assolini explica que, embora pareça inofensivo que alguém detenha suas informações pessoais , esses dados podem render bastante dinheiro aos criminosos. Para se proteger, o especialista aconselha: “Para evitar ser vítima, é sempre importante checar nos sites oficiais das empresas se a oferta é verdadeira. Na dúvida, ligue para o centro de atendimento ao cliente”. 

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana