conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Regras para fornecimento de insulina em Mato Grosso são alteradas

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Superintendência de Assistência Farmacêutica, informa que o Ministério da Saúde (MS) incorporou o medicamento “insulina ultrarrápida” no SUS, contemplando apenas pacientes com Diabetes mellitus tipo 1. Além da insulina ultrarrápida serão disponibilizadas agulhas para canetas aplicadoras do medicamento em um total de 31/mês por paciente.

Cabe contextualizar que o Estado de Mato Grosso já vinha fornecendo, com recurso próprio, insulina glargina e insulina ultrarrápida para os pacientes diabéticos tipos 1 e 2, conforme protocolo estadual intitulado “Protocolo clínico do estado do Mato Grosso: condutas terapêuticas complementares na Diabetes mellitus”. Entretanto, a incorporação da insulina ultrarrápida na relação nacional de medicamentos, com financiamento federal, exigiu alguns ajustes nas regras de acesso a este medicamento, especialmente no que tange a abertura e renovação de processos.

Nesse sentido, para ter acesso a insulina ultrarrápida o usuário com Diabetes mellitus tipo 1 deve se dirigir a Farmácia Estadual de Atendimento ao Componente Especializado portando os seguintes documentos: RG, CPF, laudo de solicitação de medicamento-LME, receituário médico devidamente preenchido, bem como exames que comprovem o diagnóstico da doença em observância ao Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas – Diabete Melito tipo 1.

A SES-MT continuará fornecendo insulina glargina e insulina ultrarrápida para pacientes diabéticos tipo 2 uma vez que estes não foram contemplados no protocolo federal. Já os pacientes diabéticos tipo 1 receberão insulina ultrarrápida proveniente do (MS) e por via estadual, a insulina glargina.

Veja Mais:  Aprosmat prestigia posse do novo presidente da Embrapa

No sentido de uniformizar as regras estaduais e federais, o protocolo estadual de diabetes passa a assumir um prazo de três meses para renovação dos processos de solicitação da insulina glargina, insulina ultrarrápida, linagliptina e pioglitazona tanto para os casos de Diabetes mellitus tipo 1 como para Diabetes mellitus tipo 2.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Estado solicita informações de gestores esportivos municipais

Publicado

A Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer de Mato Grosso está atualizando os dados dos gestores esportivos municipais. O recadastramento é necessário porque pode haver modificação no quadro funcional da estrutura que faz a gestão do esporte nos municípios. Com o cadastro atualizado, a Secretaria Adjunta terá mais agilidade na troca de informações e no fomento ao esporte e ao lazer em todo o Estado.

Para a atualização dos dados, a pasta disponibilizou um formulário que deve ser baixado, preenchido e encaminhado via e-mail para a Superintendência de Esporte e Lazer, área responsável pela atualização dos cadastro de gestores esportivos municipais.

Devem preencher e encaminhar o formulário os profissionais que atuam como secretários municipais de Esporte, coordenadores de Esporte ou diretores do Departamento de Esportes, conforme estrutura administrativa de cada cidade. Mesmo aqueles que estão no cargo há mais tempo podem encaminhar o formulário, assegurando assim que seus dados estejam também atualizados.

Em caso de dúvidas, pode-se entrar em contato com a Superintendência de Esporte e Lazer, por telefone (65 3613-4913), e-mail (desportoelazer@seduc2.mt.gov.br) ou pessoalmente no Ginásio Poliesportivo Professor Aecim Tocantins, em Cuiabá.
 
ACESSE AQUI O FORMULÁRIO. Depois de preenchido, envie para o e-mail desportoelazer@seduc2.mt.gov.br

Comentários Facebook
Veja Mais:  Produção de pequi gera renda para agricultores familiares
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende casal por furto de joalheria em São Paulo

Publicado

A partir de uma ação de policiais do 4º Batalhão de Várzea Grande, desencadeada nesta quarta-feira (16), a Polícia Militar mato-grossense esclareceu um mega furto ocorrido em uma joalheria da cidade de Barueri, interior de São Paulo, da qual o jogador Ronaldinho Gaúcho é o sócio-proprietário.

De acordo com o registro da polícia de São Paulo, foram furtados 400 relógios e dois computadores, entre outras mercadorias da empresa 18K Ronaldinho Participações. O furto foi notado no final de dezembro de 2018 e a queixa formalizada no dia 2 de janeiro.

Além de prender Altair Moreira da Silva Monteiro, 31, e sua mulher Solanyara Angélica Pereira Guimarães, 21, aqui foram recuperaram 148 relógios da marca 18K, 125 correntes de ouro, 80 pares de brincos, quatro anéis e dois computadores portáteis.

Altair Moreira já havia sido reconhecido na polícia paulista pelo sócio de Ronaldinho Gaúcho, por meio de fotografias de arquivo e imagens circuito interno do condomínio empresarial como sendo o homem que saiu do elevador levando caixas supostamente com os produtos furtados.

A prisão do casal aconteceu após a abordagem de dois homens que vendiam relógios e outras jóias no pátio de um posto de combustíveis do bairro Água Vermelha, em Cuiabá. Eles tinham recebido a mercadoria como pagamento de serviços prestados ao casal e levaram os policiais até Altair.

Veja Mais:  Sefaz realiza palestra em Sinop e Lucas do Rio Verde

Com Altair, abordado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, foram apreendidos 20 relógios. Os produtos estavam no carro ocupado por ele, um Corolla. Logo depois, na casa onde estava a mulher dele, na rua Salgado Filho, bairro Areão, também em Cuiabá, aconteceu a apreensão de uma mala com o restante da mercadoria.

Segundo narrativa registrada pelos policiais, Altair ainda tentou se passar por sócio da empresa 18K Ronaldinho Participações, ou seja, do ex-jogador, mas o argumentou não se sustentou depois que a PM recebeu as informações da polícia de São Paulo e do contato com o sócio do jogador que fez o registro da queixa.

Marido e mulher foram entregues à Polícia Judiciária Civil para os procedimentos criminais e administrativos que a ocorrência requer. Os dois homens abordados no posto de combustíveis estão arrolados como testemunhas.  

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Cafeicultores recebem orientação sobre controle de pragas e doenças no período das chuvas

Publicado

O cultivo do café é considerado a segunda economia do município de Nova Bandeirantes (1026 km ao Norte de Cuiabá), ocupa uma área de 1.200 hectares, com produtividade média de 68 sacas por/hectare, e produção de 1.800 quilos/hectare. São mais de 150 agricultores que cultivam as variedades Conilon (Coffea Canephora) e clones de Robusta (Coffea canephora). A técnica em agropecuária da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e extensão Rural (Empaer), Luma Maldaner orienta os produtores que no período chuvoso é importante o uso na lavoura do Controle Integrado de Pragas (MIP).

Luma explica que além do MIP é necessário realizar no período das chuvas o controle e a prevenção da broca dos frutos. O engenheiro agrônomo da secretaria Municipal de Agricultura de Nova Bandeirantes, Heitor Augusto Sella, reforça a ação sobre o Manejo Integrado das Doenças que se caracterizam como a antracnose, mancha – aureolada e cercosporiose. Ele considera doenças comuns nesse período, que pode causar queda na colheita e prejuízos para o produtor rural.

Conforme Heitor, o produtor rural recebe um calendário elaborado pela secretaria chamado de “fertirrigação do café”, ou seja, os fertilizantes e as quantidades que serão aplicados a cada mês na lavoura. Essa tabela é repassada aos produtores rurais que utilizam irrigação. Ele explica que 30% das lavouras apresentam baixo nível tecnológico, sem irrigação ou tratos culturais adequados, 50% tem um nível médio e utilizam apenas a irrigação e 20% possui alto nível tecnológico.

Veja Mais:  Secretaria começa formar novos servidores que atuarão no Sistema Penitenciário

De acordo com Luma, foi realizado um diagnóstico com o objetivo de caracterizar a situação atual e o nível tecnológico do setor de produção e comercialização no município, além de aprimorar os arranjos institucionais, aproximando o agricultor familiar da assistência técnica e extensão rural por meio de cursos e dias de campo. “Observamos resultados animadores, bem como o aumento das áreas cultivadas, tecnificação dos produtores em irrigação e manejo dos solos como adubação”, pontua.

O município faz parte do Programa de Revitalização da Cafeicultura no Estado de Mato Grosso (Pró-Café) desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) e Empaer, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Rondônia e Embrapa agrossilvipastoril) e prefeituras municipais.

O Pró-Café tem como objetivo fomentar e fortalecer a cadeia produtiva do café nas regiões Norte e Noroeste do estado como alternativa sustentável de geração de renda para conter o desmatamento nos municípios.

Café Clonal

A produção de café clonal, uma técnica desenvolvida pela Embrapa de Rondônia está sendo implantada no Estado. A técnica consiste na reprodução da planta de café, conservando todas as características produtivas, como resistência ou tolerância ao ataque de pragas e doenças, o que facilita a formação de lavouras homogêneas de alta produtividade. Antes a produtividade era de 25 sacas/hectare, e atualmente com a implantação do café clonal e inovações tecnológicas atinge a marca de 68 sacas de café por hectare.

Veja Mais:  Danças, artes, comidas e costumes dão identidade a Mato Grosso

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana