conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Salão de Frankfurt mostra que os elétricos chegaram de vez

Publicado

source

O Salão de Frankfurt sempre foi conhecido como um dos maiores eventos do gênero no mundo. Porém, acabou perdendo um pouco o brilho com a queda da importância das exposições do gênero dentro da estratégia das fabricantes. Mesmo assim, na edição de 2019 deixa claro que a era da eletrificação veio para ficar.

LEIA MAIS: Confira a página especial dedicada ao Salão de Frankfurt 2019

Um dos modelos elétricos mais importantes mostrados no Salão de Frankfurt é o Volkswagen ID.3, considerado o herdeiro do Fusca. Entre outros motivos, porque estamos falando do primeiro carro de uma nova família de modelos que ficará conhecida como um marco na história da fabricante alemã depois do chamado “dieselgate”.

Com motor elétrico montado na traseira e preço que deverá ficar em torno de 39 mil euros na versao básica, o novo VW ID.3 vai dar origem a um SUV elétrico que tem boas chances de vir a ser vendido no Brasil, onde o primeiro sinal da eletrificação da fabricante será a chegada do Golf GTE híbrido, em novembro.

Ainda entre os compactos, a Mini mostra o hatch totalmente elétrico, com o mesmo conjunto co BMW i3, capaz de atingir 150 km/h e com autonomia em torno de 270 km, o Mini E ainda é um primeiro passo que será aprofeiçoado ao longo do tempo, uma vez que alguns concorrentes já chegam com mais capacidade de rodar sem precisar de recarga, como o próprio ID.3, cuja versão mais sofisticada por andar 550 quilômetros até precisar ser plugado na tomada.

Veja Mais:  Honda City da nova geração terá versão híbrida em 2021

LEIA MAIS: VW revela fotos oficiais do novo elétrico ID.3

Nora era no Salão de Frankfurt 2019 

Lamborghini Sian verde arrow-options
Newspress

Salão de Frankfurt 2019 foi o palco escolhido pela Lamborghini para mostrar o primeiro supecarro híbrido da marca

Saindo do campo dos modelos pequenos e indo para os supercarros, uma das poucas surpresas do Salão de Frankfurt fica por conta do Lamborghini Sian, o primeiro superesportivo híbrido da marca, que também deu o braço a torcer quando o assunto é eletrificação. A fabricante não abandonou o tradicional V12, que passou a funcionar em conjunto com motor elétrico, somando 808 cv, o que é suficiente para acelerar de 0 a 100 km/h em meros 2,8 segundos.

LEIA MAIS:  Híbrido de US$ 3,6 milhões, Lamborghini Sián é revelado por completo

A Porsche decidiu revelar seu novo talismã, o elétrico Taycan, cujas encomendas até agora dão a entender que logo o carro vai superar as vendas do lendário 911.  Com muita força e potência (750 cv na versão topo de linha) e autonomia que pode superar os 450 km, o carro tem futuro promissor pela frente. 

Entre os SUVs, uma das principais novidades é a tão esperada nova geração do Land Rover Defender , que também terá uma versão eletrificada. Com sofisticação de sobra, o novo modelo pode ter câmera 3D, multumídia com tela de 10 polegadas, sistema de reconhecimento de placas GPS atualizado em tempo real e até  algumas funções de direção autônoma.

Veja Mais:  O lado negro da Harley-Davidson Road King Special

Das marcas donas da casa, a Audi expõe uma porção de modelos renovados, entre os quais o A7 Sportback e a perua esportiva RS6 e até o conversível S5, com uam elegante combinacão de carroceria verde com interior caramelo, quase um oásis para quem estava acostumado com carrões de alta cilindrada, símbolos máximos do prazer ao dirigir, algo que parece que está ficando no passado.

 LEIA MAIS: Confirmado no Brasil, Land Rover Defender é apresentado em Frankfurt

A Mercedes também se mostra eletrificada com modelos com o van EQV, com autonomia um pouco acima de 400 quilômetros e com mais versões híbridas plug-in, inclusive do mais modesto Classe A. E antecipa o futuro, como o protótipo EQS, uma visão de como será o rival do Tesla Model S.  Confira na galeria acima os principais detalhes do Salão de Frankfurt

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook

Carros e Motos

Veja as primeiras impressões ao volante do novo Chevrolet Onix Plus

Publicado

source
Chevrolet Onix Plus azul arrow-options
Divulgação

Novo Chevrolet Onix Sedan ficou mais próximo do Cruze, modelo médio que passa a ficar um patamar acima da novidade

O carro mais vendido do Brasil inicia o seu “segundo ciclo” com o lançamento do novo Chevrolet Onix Plus. Trata-se de uma renovação completa, feita sobre uma nova plataforma global e estreando a família de motores turbo da GM. A versão sedã já está sendo distribuída entre os concessionários no pacote Premier, enquanto o hatch ficará apenas para novembro.

LEIA MAIS: GM mostra detalhes e preços do novo Chevrolet Onix Plus

Na comparação com o Prisma – que segue vivo na versão Joy – o Chevrolet Onix Plus está 3,6 cm mais espaçoso no banco traseiro. A extensão para os joelhos melhorou graças ao novo desenho dos assentos dianteiros inteiriços. Apesar de ter espaço suficiente para levar quatro adultos e uma criança sem apertos, os passageiros mais altos que viajarem no banco traseiro poderão raspar a cabeça no teto.

Salvo não contar com saída de ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro, o Onix Plus traz entrada USB para carregamento de celular. A partir do pacote LT 1 (R$ 57.190), já passa a integrar o carregador por indução, item que marca presença em modelos bem mais caros. 

O acabamento é feito inteiramente em plástico duro, com revestimento em tecido no encosto de braço das portas dianteiras. A qualidade dos materiais não supera a do Fiat Cronos, mas a GM fez um bom trabalho ao apostar em texturas para acrescentar um toque mais refinado. Nesta versão Premier, há opção de escolher entre duas cores para o acabamento: creme e cinza.

Veja Mais:  Honda City da nova geração terá versão híbrida em 2021

A GM não poupou esforços para deixar o modelo ainda mais conectado. Na versão 2020, o Onix surge com exatamente o mesmo plano de internet a bordo do Cruze. Os pacotes fechados em parceria com a operadora Claro começam em R$ 29,90 e oferecem boa cobertura. Até mesmo nas regiões em que o sinal do celular fica mais fraco, consegui fazer “upload” o vídeo que você confere abaixo – diretamente do carro.

O sistema MyLink apresenta uma nova interface, também importada do Cruze. Mesmo não contando com GPS nativo, é possível espelhar Waze e Google Maps por meio dos recursos Apple CarPlay e Android Auto. A GM ainda oferece o sistema On Star, com serviços de emergência, conciérge pessoal e road service

Acelerando o Chevrolet Onix Plus

interior do Chevrolet Onix Plus arrow-options
Divulgação

Acabamento é simples, mas agrada. Faltaram as hastes para trocas de marcas atrás do volante com boa empunhadura

Nos primeiros minutos ao volante, presto atenção nas características que a Chevrolet preservou entre as duas versões. O painel do  Onix continua inclinado na direção do motorista, mas a linha H do banco foi rebaixada. Isso permite que o condutor se ajuste de forma mais esportiva no habitáculo. O volante multifuncional é simples, mas tem boa empunhadura.

LEIA MAIS: GM terá 11 lançamentos no Brasil em 2019 e aposta nos elétricos

Por alguns instantes, senti que estava dirigindo o Cruze. O Onix tem comportamento direto e estável, aceitando provocações em curvas rápidas sem “cantar” os pneus – mérito do controle de estabilidade, equipamento de série. O novo motor 1.0 de três cilindros com duplo comando de válvulas no cabeçote mostra disposição quando o motorista solicita seus 118 cv de potência e 16,8 kgfm de torque. 

Veja Mais:  Jaguar I-Pace 2020: SUV elétrico de personalidade forte

A GM ainda não divulgou a aceleração de 0 a 100 km/h do modelo automático, mas fica claro que o sedã é ágil e topa retomadas com vigor. O câmbio de seis marchas é o mesmo da geração anterior, porém recalibrado. As trocas de marcha acontecem no momento certo e sem qualquer solavanco. 

Não há aletas para trocas atrás do volante, tampouco possibilidade de mudá-las pela alavanca. O time de engenharia encontrou a solução em dois pequenos botões no topo da manopla.

O isolamento acústico se mostrou satisfatório, mesmo quando elevei o motor aos 5.000 rpm no trajeto rodoviário. A Chevrolet declara que o modelo turbo pode aferir até 17 km/l na estrada, mas o melhor número que extraímos nos arredores de Porto Alegre foi 13,7 km/l – fora dos padrões de medição oficial, acelerando. 

Além das cinco estrelas para a segurança de adultos e crianças nos testes do Latin NCAP, o Onix Plus Premier chega às lojas equipado com sensor de ponto cego, assistente de estacionamento automático e farol tipo projetor. 

O porta-malas de 500 litros caiu para 469 l, mas a Chevrolet afirma que o espaço foi otimizado para atender às necessidades dos proprietários: “as pessoas carregam coisas, não malas”, brincam os executivos. 

 LEIA MAIS: GM mostra novo Tracker na China. SUV chegará ao Brasil em 2020

Conectado, seguro e econômico, o Chevrolet Onix Plus chega para balançar a categoria dos sedãs compactos. Por R$ 76.190, o modelo traz vários equipamentos e tecnologias de carros mais caros. Você ainda poderá solicitar um dos três pacotes de estilo disponibilizados pela GM: Adventure, Elegance e Sport.

Veja Mais:  Veja 5 protótipos de filmes que inspiraram as versões feitas em série

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Hyundai revela primeira imagem oficial do novo sedã compacto HB20S

Publicado

source

Motor Show

Hyundai HB20S azul arrow-options
Divulgação

Hyundai HB20S fica bem diferente da atual geração, principalmente quando visto de traseira



Depois de mostrar por inteiro o hatch HB20 e no mesmo dia em que a Chevrolet revelou o novo Onix Plus , a Hyundai divulga nesta  sexta-feira (13) a primeira imagem oficial da traseira do novo HB20S, cujo lançamento oficial acontece na próxima semana.

LEIA MAIS: Hyundai HB20 ainda pode surpreender o brasileiro?

A foto revela uma traseira de estilo fastback , pensada para dar ao modelo um visual mais esportivo. De acordo com a marca coreana, o porta-malas da nova geração do hatch passou de 450 litros para 475 litros.

LEIA MAIS: Hyundai HB20 tem detalhe do interior revelado antes da estreia

Junto da divulgação das primeiras imagens do novo HB20 , a Hyundai iniciou um cadastro de interessados em participar da pré-venda da nova geração do compacto. Até a tarde de hoje, a empresa somava mais de 56 mil inscritos.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Veja Mais:  Veja os sedãs médios com valor de seguro mais em conta
Continue lendo

Carros e Motos

Royal Enfield Bullet 500 ganha freio ABS na linha 2020

Publicado

source


Royal Enfield arrow-options
Divulgação

Royal Enfield Bullet 500 passa a ter mais segurança com freios a disco na roda traseira como item de série

A Royal Enfield acaba de anunciar a chegada de ABS e freio a disco na traseira da Bullet 500. O objetivo da marca é se enquadrar nas normas estabelecidas recentemente pelo Contran — a mesma que obrigou os freios combinados até nas motocicletas populares. O preço sugerido para o modelo topo de linha da fabricante é de R$ 19.990, nas concessionárias de São Paulo, Brasília (DF), Curitiba (PR) e Campinas (SP).

LEIA MAIS: Royal Enfield vai trazer as duas novas 650 cc ao Brasil, no início de 2020

O modelo, fabricado desde 1932 pela Royal Enfield , é um dos mais antigos do mundo ainda em produção. Apesar do visual distinto, tanto quadro quanto o motor são os mesmos presentes na Classic 500. Seu banco, porém, é inteiriço, as tampas laterais são quadradas e o para-lama traseiro é maior. Seu motor monocilíndrico de 499 cc de cilindrada, refrigerado a ar, de 27,2 cv e 4,2 kgfm.

As suspensões seguem o padrão e o garfo telescópico com tubos de 35 mm de diâmetro e curso de 130 mm na dianteira, junto a dois amortecedores a gás na traseira. O curso de 80 mm e o ajuste na pré-carga das molas foram pensados para dar mais conforto. Com 190 kg de peso total, o chassi tubular tipo diamante faz, por sua vez, com que tenha rigidez.

Veja Mais:  Veja os sedãs médios com valor de seguro mais em conta

LEIA MAIS: Royal Enfield Classic 500 Pegasus tem edição limitada de 60 unidades

Já o painel tem dois instrumentos redondos que ficam embutidos sobre a mesa superior da suspensão dianteira, onde também está o farol, duas luzes de posição e a chave de ignição. Nele, estão contidos velocímetro analógico com hodômetro total e as luzes-espia. Entre elas, três indicadores do sistema de injeção de combustível, do ABS e de alerta de reserva no tanque de combustível.

LEIA MAIS: Confira como anda a Royal Enfield Himalayan com apelo aventureiro

Vale lembrar que as novas Interceptor 650 e Continental GT 650 chegam ao Brasil no primeiro semestre de 2020. Ambas carregam o mesmo conjunto mecânico, mas a diferença está no estilo. A Interceptor segue um visual mais clássico, enquanto a Continental GT aposta em característica mais esportiva, inspirada nas café-racers. Entretanto, as maiores novidades da Royal Enfield são chassi e motor totalmente novos. Este último tem dois cilindros paralelos e 648 cc, que rende 74 cv e 5,3 kgfm.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana