conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Esportes

Seleção olímpica é convocada para competição e desfalca times no Brasileiro

Publicado


André Jardine de pé
CBF/Divulgação

André Jardine é o técnico da seleção olímpica

O técnico André Jardine convocou nesta quarta-feira a seleção olímpica que disputará o Torneio Maurice Rivello, na França, mais conhecido como Torneio de Toulon . O comandante listou 22 jogadores para disputa da competição, que será realizada entre os dias 1º e 15 de junho.

Leia também: TV Globo “dá o troco” no Palmeiras e coloca jogos da Copa do Brasil no PPV

Esta será a primeira etapa de preparação da seleção olímpica que, em janeiro do próximo ano, irá em busca de uma vaga nos Jogos de Tóquio 2020. O Pré-Olímpico será disputado na Colômbia e classificará duas seleções para as Olimpíadas no Japão.

Alguns nomes que atuam no futebol brasileiro foram chamados: Antony (São Paulo), Rodrygo (Santos), Pedro (Fluminense), Mateus Vital e Pedrinho (Corinthians), Lucão (Vasco), Ivan (Ponte Preta), Murilo (Cruzeiro), Guga (Atlético-MG), Iago Borduchi (Internacional), Renan Lodi (Athletico-PR) e Matheus Henrique (Grêmio).

Todos esses atletas serão desfalques de seus times no Brasileirão e perderão as 7ª, 8ª e 9ª rodadas. Além, também, de eventuais compromissos na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Leia também: Clubes poderão usar estádios da Copa América até a 8ª rodada do Brasileirão

Nesta edição do Torneio de Toulon, a seleção brasileira está no Grupo B, juntamente com Catar, Guatemala e os anfitriões franceses. Também estão na disputa da competição Japão, Chile, Inglaterra, Portugal, China, Bharein, Irlanda e México. Os primeiros colocados de cada chave, além do melhor segundo lugar se classificam para a semifinal.

Veja Mais:  Bolsonaro assinará termo de compromisso e GP de Fórmula 1 deve voltar ao Rio

“Entendemos a importância de estarmos iniciando este trabalho rumo aos Jogos Olímpicos , o que também é a busca pela manutenção da nossa medalha de ouro. Estamos indo com uma equipe forte, acreditamos bastante no potencial e experiência desses jogadores para atingirmos um bom nível de atuações rapidamente”, comentou André Jardine.

Octacampeão do Torneio de Toulon, o Brasil já teve diversos craques desfilando o seu talento na competição. Nomes como Cafu, Kaká, Leonardo e Márcio Santos (na edição de 1990), Taffarel e Mazinho (1987) e Jorginho já levantaram este troféu. Careca, Mozer, Adriano, César Sampaio e Juninho Pernambucano são mais alguns brasileiros que também se destacaram em outras edições do torneio.

“É uma satisfação participar de um torneio tão tradicional e levando uma Seleção com muitos bons nomes. Sabemos da história que o Brasil tem nesta competição e a gente acredita estar indo com um grupo à altura”, analisou Jardine.

Leia também: São Paulo ou Flamengo? Justiça exige que CBF decida destino da Taça das Bolinhas

A delegação brasileira se apresenta no dia 27 de maio no Brasil e embarca diretamente para Marselha, na França. A estreia da seleção olímpica está marcada para o dia 2 de junho contra a Guatemala. Três dias depois, o Brasil pega a França, em 5 de junho. O encerramento da primeira fase será no dia 8, contra o Catar.

Confira a lista de convocados:

Veja Mais:  Para Gundogan, se City almeja estar na elite precisa vencer a Liga dos Campeões


Goleiros

Lucão – Vasco da Gama
Lucas Perri – Crystal Palace (Inglaterra)
Ivan – Ponte Preta


Defensores

Gabriel – Lille (França)
Murilo Paim – Cruzeiro
Luiz Felipe – Lazio (Itália)
Lyanco – Bologna (Itália)
Emerson – Real Betis (Espanha)
Guga – Atlético-MG
Iago Borduchi – Internacional
Renan Lodi – Athletico-PR


Meio-campistas

Douglas Luiz – Girona (Espanha)
Thiago Maia – Lille (França)
Tabata – Portimonense (Portugal)
Wendel – Sporting (Portugal)
Mateus Vital – Corinthians
Matheus Henrique – Grêmio


Atacantes

Pedrinho – Corinthians
Matheus Cunha – RB Leipzig (Alemanha)
Rodrygo – Santos
Antony – São Paulo
Pedro – Fluminense​

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook

Esportes

Ex-jogador Roni é preso em Brasília durante o jogo Botafogo x Palmeiras

Publicado


Ex-jogador Roni%2C que passou por vários clubes no Brasil
Reprodução

Ex-jogador Roni, que passou por vários clubes no Brasil

O ex-jogador Roni, que foi atacante de clubes como Fluminense, Flamengo, Cruzeiro, Santos e Atlético-MG, que está com 42 anos, acabou sendo preso pela polícia do Distrito Federal durante o jogo entre Botafogo e Palmeiras, neste sábado, no Mané Garricha.

Roniéliton Pereira Santos, o nome real de Roni , é um dos alvos de uma operação deflagrada pela Polícia Civil do DF na tarde deste sábado.

Ele é o principal operador das partidas de futebol dos clubes cariocas fora do estado do Rio de Janeiro e, na operação, também foi detido o presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal, Daniel Vasconcelos.

A ação das autoridades ocorreu durante a partida em Brasília. Foram cumpridos sete mandados de prisão e 19 de busca e apreensão expedidos pela 15ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal. A operação é coordenada pela Divisão de Crimes contra a Ordem Tributária (Dicot).


Ex-jogador Roni é levado pela polícia do Distrito Federal
MICHAEL MELO/METRÓPOLES

Ex-jogador Roni é levado pela polícia do Distrito Federal

Depois de se aposentar dos gramados, Roni virou empresário e abriu a empresa “Roni7” para levar jogos para outras praças do país – principalmente dos cariocas. O ex-atacante é suspeito de fraude financeira em partidas realizadas no Mané Garrincha.

Roni estava em um camarote do estádio e a polícia o levou para delegacia com o jogo ainda em andamento. No final, o Palmeiras venceu o Botafoto por 1 a 0.

Veja Mais:  É daqui um mês! Confira as principais curiosidades da Copa do Mundo feminina

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Com VAR decisivo, Palmeiras vence o Botafogo em Brasília e segue na liderança

Publicado

Lance


Jogadores do Palmeiras comemorando
Rudy Trindade / FramePhoto / Agência O Globo

Palmeiras venceu o Botafogo em Brasília

Em um jogo bastante movimentado, com 11 cartões amarelos para o Botafogo e nenhum para o Palmeiras, foram os paulistas que saíram de campo com a vitória por 1 a 0. O gol foi marcado por Gustavo Gómez, em penalidade assinada pela arbitragem depois do uso do VAR , o árbitro de vídeo.

Leia também: VAR em ação! Confira os melhores memes sobre árbitro de vídeo na web

Mais de 30 mil torcedores foram ao Mané Garrincha, em Brasília (DF), na tarde deste sábado, assistir ao jogo que manteve o Palmeiras na liderança isolada do Campeonato Brasileiro para esta rodada.

Com o resultado, o time alviverde chegou a 16 pontos, na liderança do Brasileirão , não podendo ser alcançado nesta rodada – já o Botafogo ficou na sétima colocação, com nove pontos.

Pela competição, ambas as equipes voltam a campo no primeiro domingo de junho – enquanto o Alvinegro recebe o Vasco, o Verdão visita a Chapecoense. Antes, na quarta, o Bota enfrenta o Sol de América, no Nilton Santos, pela volta da segunda fase da Sul-Americana e, no dia seguinte, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, o Palmeiras recebe o Sampaio Corrêa.

PRESSÃO!

Devido ao fato de a partida ter sido disputada em Brasília, em um campo neutro, o Palmeiras, mesmo visitante, esteve em casa. A maior parte dos torcedores que foram ao Mané Garrincha acompanhar a partida foi do Verdão, que pressionou desde o minuto inicial – até com certa facilidade. Os comandados de Luiz Felipe Scolari chegaram com perigo com Deyverson, Dudu e Zé Rafael. O Botafogo pouco chegou ao ataque, mas conseguiu se segurar em um bom esquema defensivo, levando a partida ao intervalo com o placar sem gols.

Veja Mais:  Phelps sobre luta contra depressão: “Houve um momento que não queria estar vivo”

CARTÕES, VAR E GOL


Gustavo Gómez marcou o gol do Palmeiras de pênalti
Rudy Trindade / FramePhoto / Agência O Globo

Gustavo Gómez marcou o gol do Palmeiras de pênalti

Depois de muitos cartões amarelos para os jogadores do Botafogo no primeiro tempo, o panorama se repetiu no segundo. Com direito a dois no banco de reservas – Gustavo Bochecha e o preparador de goleiros Flávio Tênius -, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior distribuiu 11 cartões para o Alvinegro. E a arbitragem sendo acionada em campo seguiu com o uso do árbitro de vídeo, com pênalti marcado para o Palmeiras após Gabriel pisar em Deyverson. Aos 16, Gustavo Gómez foi para a cobrança e converteu, 1 a 0.

ACORDOU TARDE DEMAIS…

Atrás do marcador, o Botafogo passou a se arriscar mais, acordando em campo. Porém, acabou sendo tarde demais. Os comandados de Eduardo Barroca tiveram chances com Fernando e Gustavo Ferrareis, com o Palmeiras tentando o segundo, sem conseguir, com Diogo Barbosa em boa defesa de Gatito Fernández, e com Dudu, após passe de Lucas Lima. Fim de jogo, vitória do Verdão por 1 a 0, garantindo que terminará a rodada mais uma vez na liderança isolada. Jogo complicado, mas pontos justos pelo desempenho em campo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 PALMEIRAS

Estádio : Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data/hora : 25/5/2019, 16h (de Brasília)
Árbitro : Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes : Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Árbitro de vídeo : Adriano Milczvski (PR)
Renda/público : R$ 2.320.830,00 / 33.143 pessoas
Cartões amarelos : João Paulo, Gilson, Gustavo Bochecha, Leonardo Valencia, Flávio Tênius, Fernando, Gabriel, Gatito Fernández, Cícero, Diego Souza, Gustavo Ferrareis (BOT)

Veja Mais:  Com flores e faixas, Emiliano Sala é homenageado em jogo do Cardiff

GOL : Gustavo Gómez 16’/2ºT (0-1)

BOTAFOGO : Gatito Fernández, Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Cícero, João Paulo (Yuri 34’/2ºT) e Alex Santana; Leonardo Valencia (Gustavo Ferrareis intervalo), Diego Souza e Luiz Fernando (Igor Cássio 28’/2ºT). Técnico : Eduardo Barroca.

PALMEIRAS : ​Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan (Antônio Carlos 26’/2ºT) e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Bruno Henrique; Lucas Lima (Moisés 41’/2ºT), Zé Rafael (Gustavo Scarpa 28’/2ºT) e Dudu; Deyverson. Técnico : Luiz Felipe Scolari.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Valencia surpreende Barcelona na Copa do Rei e volta a ser campeão após 11 anos

Publicado

Lance


Valencia derrotou o Barcelona na final da Copa do Rei
AS.com / Reprodução

É campeão! Valencia derrotou o Barcelona na final da Copa do Rei

Bicampeão do Espanhol, o Barcelona entrou em campo neste sábado tentando conquistar mais um título na temporada. No estádio Benito Villamarín, em Sevilha, o time de Ernesto Valverde enfrentou o Valencia pela final da Copa do Rei . Os catalães não fizeram uma grande partida e foram derrotados por 2 a 1.

Foi o oitavo título do Valencia na história da competição.

Apesar da superioridade técnica do Barcelona, foi o Valencia que começou a partida em cima. Logo aos cinco minutos de jogo, o brasileiro Rodrigo Moreno recebeu uma bola em profundidade, driblou Cillensen e tocou para o gol, mas Piqué salvou em cima da linha. A primeira oportunidade do Barça veio aos 10 minutos, quando Messi finalizou prensado para a linha de fundo.

Leia também: VAR em ação! Confira os melhores memes sobre árbitro de vídeo na web

A pressão do Valencia surtiu efeito e a equipe abriu o placar com Gameiro aos 21 minutos. O atacante recebeu assistência de Gayá dentro da área e chutou forte, sem chances para o arqueiro do Barça. A equipe de Marcelino Garcia ampliou a vantagem aos 33 minutos com Rodrigo. Carlos Soler foi até a linha de fundo e cruzou na cabeça do brasileiro, que completou para o gol.

Sem criatividade, os catalães fizeram um primeiro tempo muito ruim e as principais jogadas só saíam dos pés de Messi. Aos 45 minutos da etapa inicial, o argentino fez um ótima jogada no meio-campo e bateu para o gol, mas o goleiro Doménech fez ótima defesa. A partida foi para o intervalo em 2 a 0 para o Valencia.

Veja Mais:  Artilheiro do Paulistão, santista Jean Mota sonha com a seleção brasileira

Leia também: Manchester United vai disputar a contratação de Griezmann com o Barcelona

Nos últimos 45 minutos, o Barça se atirou ao ataque e chegou mais vezes à meta de Doménech. Malcom e Vidal entraram no início do segundo tempo e o time passou a chegar mais a frente, mas sem eficácia. Aos 10 minutos, Messi tabelou com Malcom, driblou dois marcadores e finalizou, mas a bola bateu na trave. No rebote, Vidal chutou por cima do gol.

Depois da grande pressão, o Barcelona conseguiu chegar ao gol aos 27 minutos. Após escanteio, Lenglet cabeceou e obrigou o goleiro a fazer boa defesa, mas no rebote, a bola sobrou nos pés de Messi, que só empurrou para o gol.

Leia também: Lewandowski dá show e Bayern é campeão da Copa da Alemanha

O Barça seguiu tentando empatar, mas esbarrou na falta de pontaria e acabou sendo vice-campeão do torneio. Nos acréscimos, Gonçalo Guedes ainda perdeu duas incríveis chances de gol para o Valencia , mas ficou nisso.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana