conecte-se conosco


Na Capital

Semob reforça Operação Carga Pesada e realiza mais de mil atuações em 2018

Publicado

Agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana autuaram 1.400 veículos pesados circulando pela área central de Cuiabá entre janeiro a dezembro de 2018. O trabalho faz parte da ampliação da “Operação Carga Pesada” e vem garantindo maior tranquilidade e segurança aos que trafegam pela região. Além disso, a força tarefa tem por objetivo promover o cumprimento do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

De acordo com o titular da Semob, Antenor Figueiredo, está em consonância com as demais ações da Prefeitura de Cuiabá. “Na questão da mobilidade, sempre citamos que parceria com a saúde. Se conseguimos coibir práticas irregulares –  que causam acidentes e mortes –, diminuiremos os gastos em atendimentos a essas demandas, e poderemos aplicar essa economicidade em melhorias dos serviços das duas pastas.”

Entre as infrações registradas estão o tráfego de veículos com Autorização Especial de Trânsito (AET) vencida, em horários proibidos à sua categoria de Peso Bruto Total (PBT) e horário de circulação diferentes do especificado na AET.  Como definido pelo CTB, estas irregularidades são classificadas como médias e equivalem a perca de quatro pontos na habilitação, além de multa no valor R$ 130,16.

Esse valor pode ser multiplicado por 20, caso o condutor cometa danos, use o veículo, deliberadamente ou perturbe a circulação na via sem autorização de alguma entidade de fiscalização. Nestes casos, a infração é considerada gravíssima.

Veja Mais:  Seminário de Educação abre inscrições para profissionais de toda a baixada cuiabana

Antenor acrescenta que os agentes também fazem as ações de educação no trânsito.  “Pode parecer algo pequeno, mas faz diferente quando o assunto é fiscalização e salvar vidas. Pois quando autuamos, também orientamos, para que o condutor-infrator entenda a relevância desse trabalho e o quanto sua postura pode interferir de forma negativa na vida dos demais”, ressalta o gestor.   

De acordo com a legislação, a restrição de veículos pesados circulando por vias centrais de Cuiabá variam com o Peso Bruto Total (PBT) de cada categoria. Até dez toneladas podem circular livremente; de dez a 24 toneladas não podem rodar na área central em horário de grande fluxo, que seria das 11h30 às 13h30 e das 17h30 às 19h30, e veículos acima de 24 toneladas só podem entrar na cidade das 20h às 6h. 

O diretor de Trânsito, Michell Diniz, observa ainda que dentre as diretrizes de circulação, existem as exceções. Ele explica que para alguns cumprimentos de serviços, a lei permite que esses veículos circulem fora desse quadro de horários, desde que haja uma autorização prévia para isso. Assim, os mesmo podem rodar nas vias, desde que sigam as especificações da autorização. 

“São veículos de grande porte, que excedem essas toneladas. Esses ficam permitidos circularem devido à sua demanda, em atendimento ao setor industrial de Cuiabá. Mas, somente, é permitido transitar nas vias periféricas da cidade, para não causar transtornos à fluidez do trânsito e este permanecer em harmonia” ressalta. 

Veja Mais:  Policlínica do Pedra 90 estará fechada neste sábado (03)

Os principais trechos de alta circulação desses veículos são as Avenidas Antártica e Fernando Correa, onde acontece a entrada e saída de cargas pesadas, para atender o setor industrial de Cuiabá. Além desta operação, a Semob está em constante monitoramento dessas regiões.

Comentários Facebook
publicidade

Na Capital

O prefeito me incubiu de implantar um novo ciclo na saúde de Cuiabá, afirma Possas

Publicado

A primeira semana como secretário municipal de Saúde de Cuiabá foi bastante intensa para o também procurador-geral do Município, Luiz Antônio Possas de Carvalho. Além da visita ao Pronto Socorro e posterior assinatura de medidas emergenciais para a unidade, o novo secretário reuniu-se com os secretários adjuntos da Pasta para apresentar-se e alinhar a metodologia de trabalho.

Participaram da reunião os secretários adjuntos de Gestão, Flavio Taques, de Planejamento e Operações, Milton Correa da Costa Neto e de Assistência em Saúde, Luiz Gustavo Palma. Além dele, também estiveram presentes o diretor administrativo do Hospital São Benedito, Oseas Machado, o diretor técnico do Pronto Socorro, Douglas Dolce, o diretor de Gestão do Pronto Socorro, Andrey Lago, o superintendente da Central de Regulação, João Milanez, e o assessor técnico de Gestão da Central de Regulação, Cleiton Miranda.

O novo secretário disse que a Saúde é o principal gargalo do município atualmente e que o prefeito Emanuel Pinheiro está trabalhando como nunca nenhum outro gestor municipal trabalhou em prol de solucionar os problemas deste segmento. “Estamos fazendo um esforço hercúleo para abrirmos o novo Pronto Socorro dentro do prazo estipulado pelo Governo Federal, de acordo com o programa Desafio Chave de Ouro. Além disso, vamos pensar e colocar em prática estratégias para melhorar a Atenção Básica e a Secundária. Vamos aproveitar essa mudança de página na secretaria para fazermos tudo o que tiver ao nosso alcance no sentido de melhorar os serviços de saúde para a nossa população. E para isso conto com o empenho de cada um dos senhores aqui presentes”, comentou Possas.

Veja Mais:  Câmara realiza primeira audiência pública para debater a LOA 2019

Ele falou ainda que gosta de trabalhar de maneira transparente, sempre prestando contas para a sociedade por meio da imprensa e que está aberto para escutar e analisar todas as ideias que os secretários adjuntos e diretores quiserem expor. O secretário abriu a palavra para os presentes, que fizeram uma rápida explanação de suas pastas e expuseram algumas questões mais urgentes a serem resolvidas.

Possas ouviu todos e marcou novas reuniões, segmentadas, para discutir os problemas de modo pontual. “Sempre que quiserem as portas do meu gabinete estarão abertas para recebê-los e estarei pronto para ouvi-los. Peço apenas que cumpram as demandas que forem determinadas para os senhores. Quero trabalhar em sinergia, com uma equipe coesa. Da minha parte terão todo o respaldo que precisarem”, finalizou.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Fazemos questão de ter o MPE inserido nesse processo, afirma Pinheiro

Publicado

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, esteve, na última sexta-feira, no Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPE-MT) buscando construir uma parceria entre o Executivo cuiabano e a instituição fiscalizadora. A ideia de Pinheiro é que os dois órgãos públicos trabalhem juntos na resolução das demandas referentes à área da saúde do município. Para isso, o gestor se encontrou com o titular da 10ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, promotor Mauro Poderoso de Souza, para iniciar as tratativas.

Na oportunidade, o prefeito disponibilizou o Plano Emergencial de Ativação do Novo Pronto Socorro, que será entregue à população neste mês de dezembro. Segundo ele, a iniciativa visa inserir o MPE dentro de uma força-tarefa em prol da inauguração e funcionamento do novo hospital, garantindo dessa forma uma participação efetiva da instituição nesse importante momento para a Capital mato-grossense. A proposta é que seja elaborado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), visando a realização de dois processos emergenciais: um licitatório para prestadores de serviços e outro seletivo de pessoal.

“Estamos promovendo uma verdadeira virada de página e dando início a um novo ciclo na saúde de Cuiabá e precisamos do MPE inserido dentro desse processo. Tenho o compromisso com a população cuiabana e com o Governo Federal de entregar o novo Pronto Socorro em funcionamento no fim deste ano. Essa transição será feita de forma segura e gradativa. Por isso, solicitei o apoio para que seja formalizado um TAC, pelo qual conseguiremos fazer as contratações emergenciais devido ao curto prazo. O documento terá a validade de 180 dias e, dentro desse prazo, trabalharemos paralelamente no lançamento de uma licitação e um processo seletivo dentro do prazo normal”, explica o prefeito.

Veja Mais:  Emanuel Pinheiro e Sintep dialogam avanços para a categoria

Ainda foram debatidas no encontro questões relacionadas aos servidores contratados da Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECS –  e da Secretaria Municipal de Saúde. Conforme encaminhado, as instituições públicas devem formular mais dois TACs, regularizando em 100% os dois casos. Uma nova reunião deve acontecer na próxima semana, com a presença de técnicos da ECS e da Prefeitura de Cuiabá, para discutir a melhor forma de construção do documento. O promotor aprovou a iniciativa do prefeito e se mostrou aberto à consolidação da parceria.

“Queremos aproveitar e resolver as demandas da saúde que chegam até nós e tramitam internamente e precisam ser resolvidas. Até porque essa é uma situação que iniciou em gestões passadas e se arrasta há décadas. Começou lá atrás, com o então prefeito Wilson Santos, passou por Chico Galindo, Mauro Mendes e agora está atingindo a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. Agora temos a oportunidade de tratar a situação como um todo e colocar um ponto final nessa problemática”, disse o promotor.

Comentários Facebook
Continue lendo

Na Capital

Benta Maria Barbosa da Cruz, escalada de superação e sucesso profissional

Publicado

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-language:EN-US;}

A história de Benta Maria Barbosa da Cruz na Prefeitura de Cuiabá, começa no ano de 1986, época em que Frederico Campos era o gestor da capital. Sua carreira profissional deu início aos 30 anos de idade, depois de ficar viúva e com oito filhos para criar, como relata. Ela destaca que na época, a ‘porta’ que foi aberta para que ela pudesse trabalhar foi na Secretaria de Obras Públicas onde tinha amigos que a ajudaram diante de sua situação difícil.

Sua trajetória no funcionalismo publico acabara de ser iniciada, porém, no começo, como contratada, até que em 1990 foi realizado pelo município de Cuiabá concurso público onde decidiu fazer a inscrição e estudar conseguindo assim a efetividade no cargo de serviços gerais.

Foram 27 anos trabalhando no mesmo local. Fez amigos e guardou muitas histórias, uma delas a ajuda que teve dos colegas, pois como tinha oito filhos para sustentar e recebia um salário mínimo apenas, os próprios servidores ajudavam dona Benta, como é conhecida, com atividades extras para que ela mesma pudesse aumentar a renda.

Veja Mais:  Jogos dos Servidores chegam a final no domingo com almoço de confraternização

‘’Lembro-me que trabalhava um período na secretaria e em outro fazia faxina na casa dos meus colegas. Foi com este suor que consegui criar meus filhos e fazer com que eles estudassem e se graduassem’’, relembrou com orgulho.

O início da carreira na secretaria atuou como auxiliar de serviços, depois foi para a copa e, em seguida, pela simpatia e desenvoltura, acabou sendo promovida para a recepção, onde permaneceu por oito anos.

Depois passou para o almoxarifado, no controle de materiais, e ainda teve a oportunidade de ser relatora de produtividade diária. Neste tempo, só não trabalhou na oficina e no posto de gasolina, áreas constante na estrutura da pasta de Obras.

“No início, é sempre difícil entrar em um emprego, ainda mais quando não se tem experiência. Eu tinha chefe que era bem exigente e fazia com que fizéssemos um trabalho perfeito. Mas, isso foi um ponto positivo na minha vida por que me tornei perfeccionista, em todos os meus a fazeres, e perdi o medo de desafios, tanto é que qualquer lugar em que eu fui remanejada, fui sem medo e fiz um bom trabalho’’, destacou.

Em 2010, pensando na aposentaria decidiu fazer um curso de Técnico de Alimentos e também de Gastronomia. O projeto de vida, na época, era trabalhar com pessoas diabéticas e hipertensas. Porém, acabou se envolvendo em um grave acidente, ao descer de um ônibus, e com isso teve que adiar seus planos.

Veja Mais:  A arte de ensinar

“Ainda não perdi minhas esperanças e acredito que tudo tem seu tempo. Depois que eu me aposentar pretendo colocar em prática tudo que sonhei’’, disse esperançosa.  

Atualmente, dona Benta está na Secretaria de Serviços Urbanos há quase cinco anos e desenvolve o trabalho administrativo no setor financeiro da pasta. Com 63 anos de idade e 32 anos de carreira, ainda não pensa em aposentadoria, já que, segundo ela, não conseguiria ficar em casa, então, como própria relata, “a ideia é trabalhar até quando o corpo permitir ou for aposentada compulsoriamente”.

Para a servidora, trabalhar na gestão Emanuel Pinheiro é gratificante, principalmente quando se vê a valorização do profissional servidor público, uma das marcas da atual administração.

 “Por estar tanto tempo no município, consigo ver a diferença de um gestor para o outro. Uns valorizam os servidores e outros não. Com Emanuel, desde o início, deu pra perceber que seríamos tratados com respeito”, finalizou dona Benta.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana