conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Rondonópolis

Sétima edição do O Rio é Nosso recolhe 26 toneladas de lixo do Arareau

Publicado

Foto: Assessoria

 Munidos de luvas e sacos de lixo, os participantes do Projeto O Rio é Nosso encararam, no sábado (8), novamente o desafio de retirar os entulhos encontrados às margens e no leito do Riberão Arareau. Ao longo dos 18 trechos demarcados, os voluntários removeram 26 toneladas de detritos. Da coleta saíram mobiliários e utilidades domésticas como sofás, colchões e tábuas de passar roupas entre outros, além de eletrodomésticos como televisões e computadores, peças de carros e os mais variados resíduos.

Organizado por uma parceria entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma), o Juizado Volante Ambiental (Juvam) e com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), o projeto reuniu membros de entidades do setor público e privado, além do terceiro setor.

Na sua sétima edição, O Rio é Nosso já faz parte do calendário de mobilizações envolvendo a sociedade de Rondonópolis e, segundo o secretário de Meio Ambiente, João Fernando Copetti Boher, a quantidade de pessoas engajadas na causa superou as expectativas que, inicialmente, previa 650 colaboradores.

“Tivemos 850 voluntários dedicando sua manhã de sábado e oferecendo sua mão de obra e esforço para a limpeza desse rio maravilhoso. Nós só temos a agradecer a eles e, como o nome do projeto afirma, O Rio é Nosso, é de todos nós. Por isso, insistimos em dizer que todos devem se envolver nessa questão do meio ambiente. Saúde ambiental é qualidade de vida para a população e a cidade merece esse apreço”, reforça. Copetti ainda lembra que toda a sociedade pode contribuir para o O Rio é Nosso durante o ano inteiro e de uma maneira muito simples: não depositando lixo no Arareau.

Veja Mais:  Projeto de lei que isenta moradores de pagar 'IPTU' tramita na câmara

Traçando um paralelo entre o volume de material coletado na primeira edição, em 2015 – que contabilizou 300 toneladas – e o deste ano, Copetti avalia que o evento tem atingido seu objetivo, que é de educar ambientalmente as pessoas para que cuidem da natureza e não descartem lixo em rios – que são locais inapropriados para isso. “Quando a quantidade retirada é cada vez menor, fica evidenciado que o cidadão está descartando menos detritos no Arareau e, assim, está mais consciente sobre a atitude correta em relação ao meio ambiente”, observa.

No entanto, ao se comparar a massa de resíduos entre o ano passado – 22 toneladas – e o atual, constata-se que houve um aumento desta vez. O secretário contextualiza, mas também, acredita que o fato é um alerta: “Por um lado tivemos mais pessoas participando do projeto e, em consequência, é possível pegar mais objetos. Porém, se ainda há o que recolher é porque alguém tem sido negligente e continua depositando o que não deve no Arareau. O ideal é termos muita gente ajudando mas, de preferência, nenhum descarte ou, pelo menos, uma porção cada vez menor de sujeira”.

Copetti também frisa que não é só o dia da coleta dos entulhos que marca a ação. Funcionando como motor para despertar a consciência ecológica e dinamizar reações práticas que beneficiem a natureza, O Rio é Nosso é um processo que começa bem antes do dia do evento. “Mais do que um ato de limpeza, propriamente dito, o projeto é um trabalho de conscientização ambiental. São 50 dias, em média, de preparação, divulgação e orientação dos colaboradores que vêm voluntariamente participar. E, mais do que isso, com esses cuidados, passamos para a população da área do entorno a ideia da importância da limpeza desses trechos”, assinala o secretário.

Veja Mais:  Com novas máquinas de hemodiálise atendimentos aumentam até 20% em Rondonópolis

Aqueles que identificarem qualquer descarte irregular devem denunciar à Semma. Além do telefone da Pasta – 3411-5108 –, pode-se entrar em contato com a Gerência de Fiscalização da Semma – 9 9231-0174 – ou com o Disque Denúncia – 9 9234-4005.

Comentários Facebook

Rondonópolis

Sanear informa interrupção no abastecimento de água na região do Residencial Rosa Bororo

Publicado

O Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis – Sanear informa que nesta terça-feira (18) a equipe estará trabalhando na troca da bomba do poço do Rosa Bororo com o intuito de melhoria no setor de abastecimento. Com isso, teremos desabastecimento de água nos residenciais Rosa Bororo e parte do Parque Universitário e Vila Olinda. A equipe vai levar o

A equipe do Sanear pede que, durante este período, os moradores racionem água, bem como, não realizem atividades que possam aumentar o consumo em suas casas, pois apesar da solução vir de forma rápida, a distribuição é gradativa, levando um pouco mais de tempo para que todas as residências sejam abastecidas normalmente.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sispmur acompanhou todo o processo eleitoral da eleição para diretores da rede municipal de Rondonópolis
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeito recebe ministro de Infraestrutura para visita ao terminal ferroviário e a obra da BR-364

Publicado

Foto: Assessoria

O prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio recepcionou nesta sexta-feira (14) o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas e o governador do Estado de Mato Grosso Mauro Mendes, ambos em sua primeira visita oficial ao município. A agenda foi marcada pela visita ao terminal ferroviário e a obra de travessia urbana da BR-364.

“É um orgulho ter a presença do ministro, é uma pessoa técnica extremamente qualificada, tem uma visão ampla sobre Mato Grosso, é muito importante porque Rondonópolis está se tornando uma referência nacional. É a cidade que mais exporta em Mato Grosso e está entre as 40 que mais exportam no país e a que mais importa no estado também. Quero parabenizar o governo federal pela vinda do ministro e por este objetivo de olhar mais pela região Centro-Oeste”, destacou o prefeito.

Pátio ainda falou da importância da visita do governador e da necessidade de olhar mais pelo município.

“É uma satisfação ter a primeira visita do governador a Rondonópolis e espero que assim possamos buscar caminhos e aproximar. Rondonópolis precisa ser retribuído pelo que oferece para o estado de Mato Grosso. Então é muito importante fazermos uma discussão sobre os problemas que a cidade passa e construir uma parceria para resolvermos os problemas como é do Anel Viário, a ponte da W-11, vou ajudar o estado a fazer a drenagem quero ser parceiro,” frisou o gestor.

Veja Mais:  Prefeitura entrega novos EPIs para agentes de combate a endemias

Em sua primeira visita oficial a Rondonópolis Mauro Mendes falou a visita do ministro Tarcísio Gomes de Freitas e sobre as obras do Estado no município.

“É uma importante visita do ministro para falarmos sobre logística e falarmos desta importante ferrovia que já chegou a Rondonópolis e gostaríamos para que ela possa prosseguir Mato Grosso adentro. Sobre o anel viário nós tínhamos marcado para dia 17 a abertura de licitação, mas tivemos que fazer um novo projeto. A W-11 é uma ponte importante, não só ela, mas todo o encabeçamento,” explicou o governador.

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas frisou que Mato Grosso será o estado que mais receberá investimentos do governo federal. “Mato Grosso é uma prioridade para o governo federal, pela pujança, pelo potencial, é o estado que seguramente vai receber a maior quantidade de investimentos. Já existem benefícios que vão beneficiar o Estado diretamente e indiretamente”, informou o ministro.

Ainda participaram da agenda, os senadores Wellington Fagundes – que fez o convite ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas – e Jayme Campos, a presidente da Assembleia Legislativa Janaína Riva, deputados federais e estaduais, vereadores, secretários municipais, entre outros.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Centro Pop faz campanha para arrecadar roupas e agasalhos

Publicado

Com a proximidade do inverno e a possibilidade das baixas temperaturas prejudicar a saúde das pessoas em situação de rua, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua – Centro Pop de Rondonópolis está realizando uma campanha para arrecadar roupas e calçados, principalmente roupas de frio.

Essa semana foram colocados quatro pontos de coleta que receberam uma caixa laranja identificada com o cartaz da campanha. Os interessados em contribuir doando peças novas ou usadas podem procurar as caixas que estão na Prefeitura, nas Secretarias Municipais de Promoção e Assistência Social e de Saúde e também na Câmara de Vereadores.

A coordenadora do Centro Pop, Cristiane dos Santos Ponce, explicou que a intenção é arrecadar roupas, calçados, toalhas, meias, agasalhos, mochilas entre outros itens. “Como a maioria das pessoas que vivem na rua são homens, a preferência é por peças masculinas, mas qualquer item que for doado será muito bem aproveitado”, comentou.

O Centro Pop mapeou em Rondonópolis quase 200 pessoas vivendo nas ruas da cidade. Todos os itens arrecadados serão repassados para esse público que passa diariamente na unidade para se alimentar e até tomar banho, aproveitando o kit higiene que recebe gratuitamente do município.

Além dos quatro pontos de coleta, os materiais podem ser doados também na sede do Centro Pop que fica na rua Poxoréo 840, no centro da cidade. Outros pontos de coleta deverão ser instalados para auxiliar na campanha que acontece até o dia 27 de julho.

Veja Mais:  UTI deve ser reaberta na segunda-feira em Rondonópolis

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana