conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Esportes

Vaticano cria equipe de atletismo e sonha com participação nas Olimpíadas

Publicado


A primeira equipe de atletismo do Vaticano
Reprodução / Athletica Vaticana / Facebook

A primeira equipe de atletismo do Vaticano

O Vaticano apresentou nesta quinta-feira (10) sua equipe oficial de atletismo com o intuito de competir em eventos internacionais, como os Jogos Olímpicos. O anúncio foi realizado em parceria com o Comitê Olímpico Italiano (CONI).

Leia também: Vaticano pode ir à Justiça contra foto do papa Francisco com camisa do Palmeiras

A primeira equipe de atletismo do Vaticano será formada por cerca de 60 corredores, sendo guardas suíços, padres, freiras, jornalistas, professores, farmacêuticos, jardineiros, funcionários do Museu do Vaticano, entre outros.

O grupo é liderado pelo monsenhor Melchor José Sánchez de Toca e ainda tem um professor de 62 anos como atleta. A meta é alcançar o nível olímpico.

“O sonho que sempre tivemos é ver a bandeira do Vaticano entre as delegações na cerimônia de abertura de uma Olimpíada”, explicou o religioso. Além disso, o principal objetivo é de que a formação da “Athletica Vaticana” possa representar não só a paixão pela corrida, mas acima de tudo a convicção de que o esporte pode ser um instrumento de solidariedade e uma experiência espiritual.

Leia também: Após doping, Brasil fica com bronze no atletismo dos Jogos Olímpicos 2008

A equipe já faz parte da Federação Italiana de Atletismo e agora tentará afiliar-se à Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês). Com isso, poderá participar de competições como os Jogos dos Estados Pequenos da Europa e os Jogos do Mediterrâneo, que serão disputados na Argélia, em 2021.

Veja Mais:  Árbitro é suspenso após esquecer moeda e promover jokenpô entre capitãs

A associação esportiva foi apresentada ao Vaticano pelo presidente do Pontifício Conselho da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi, que, segundo ele, recebeu o apoio do papa Francisco .

Leia também: Organização ligada ao papa Francisco indica Neymar a prêmio por “bons valores”

“Sempre vou abençoar as coisas positivas”, teria dito o Pontífice. Os atletas do Vaticano iniciaram os treinamentos há pouco mais de um ano e já se preparam para a primeira competição da equipe, a Corrida de Miguel, que será realizada no próximo dia 20 de janeiro, na região do Estádio Olímpico, em Roma.

Comentários Facebook

Esportes

Maradona sobre fim de relacionamento: “Minha vontade era arrancar a cabeça dela”

Publicado

Maradona afirmou que teve vontade de matar sua ex-namorada
Reprodução

Maradona afirmou que teve vontade de matar sua ex-namorada

O ex-craque argentino, e atual técnico do Dorados de Sinaloa, do México, Diego Armando Maradona recebeu alta do hospital recentemente, após ser internado por uma hemorragia no estômago, e já causou polêmica em uma entrevista.

Enquanto Maradona estava sob cuidados médicos, Rocío Oliva anunciou o fim do relacionamento de seis anos com o argentino, e o término não parece ter sido dos mais amistosos.

“O amor com Rocío está morto. Ela não me desperta nada. Há muito tempo que durmo sozinho. Em Dubai, ela esperava que eu fosse dormir para ir tirar fotos, mostrá-las aos amigos e me esconder coisas. A relação já estava terminada”, disse o ex-jogador a um canal de televisão argentino.

De acordo com informações vinculadas por um veículo, o ex-jogador estaria enfrentando uma depressão desde que se separou.

O jornalista Luis Ventura, do programa Involucrados, disse que além do término do relacionamento, Maradona enfrenta outros problemas pessoais. “Diego não está passando por um bom momento. Conflitos pessoais estão se acumulando em sua vida. Ele tem problemas sérios em repouso e foi submetido à terapia do sono”.

Maradona continuou falando sobre a ex-namorada, mas não comentou os boatos de que a mulher, 28 anos mais nova, teria traído ele.

“A verdade é que fui um idiota. Mas ela assinou um papel onde se comprometeu a não dizer nada, está fora da minha vida. Se ela se portou mal? Isso está nas mãos dos advogados”, comentou o ‘Pibe’.

Veja Mais:  ‘Volante artilheiro’, Bruno Henrique pede foco ao Palmeiras diante do Boca
Maradona posa ao lado de sua ex-namorada Rocío Oliva, de 30 anos. O Pibe tem 58
Reprodução

Maradona posa ao lado de sua ex-namorada Rocío Oliva, de 30 anos. O Pibe tem 58

Claramente ainda chateado com Rocío, Maradona foi além e confessou que teve vontade de agredir a ex-namorada: “Não sou violento, mas a minha vontade era arrancar a cabeça dela”, falou. A mulher exige ainda ficar com uma das casas do ex-craque, mas ele não parece disposto a ceder: “Lamento, mas não sou o Pai Natal. Eu trabalho, como toda a gente”, disse.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Juara não apresenta laudos do estádio Danilo Pagot, e jogo contra o Cuiabá é transferido para Sinop

Publicado

Foto: Assessoria

A Federação Mato-grossense de Futebol divulgou na tarde desta quinta-feira a Portaria 005/2019 alterando o local da partida entre Juara e Cuiabá válido pela 2ª rodada do Campeonato Mato-grossense Martinello 2019. O confronto estava marcado para domingo (27), às 16h, no estádio Danilo Pagot, na cidade de Juara.

Por falta de apresentação dos laudos necessários para a liberação do estádio em tempo hábil, a partida será transferida para o estádio Gigante do Norte, em Sinop, com data e horário mantidos.

Para estar apto a sediar jogos, os responsáveis terão que apresentar os laudos de Segurança (Polícia Militar), Condições Sanitárias e Higiene (Vigilância Sanitária), Prevenção Combate, Incêndio e Pânico (Corpo de Bombeiros) e Engenharia, Acessibilidade e Conforto (CREA).

Caso sejam apresentados, o estádio Danilo Pagot poderá receber as partidas do Mato-grossense Martinello 2019 normalmente. O Juara será mandante em mais três rodadas ainda nesta 1ª fase.
Confira o anexo abaixo em PDF.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Museu do Futebol traz exposição sobre a história dos grandes clássicos do Brasil
Continue lendo

Esportes

Veto de atletas em Paralímpico de Natação gera crise entre Malásia e Israel

Publicado


Atletas israelenses são proibidos em entrar na Malásia para competir no Mundial Paralímpico
Reprodução

Atletas israelenses são proibidos em entrar na Malásia para competir no Mundial Paralímpico

Para algumas pessoas, esporte e política não se misturam, porém eles estão mais conectados do que se imagina. Nesta quinta-feira (17), o Ministério das Relações Exteriores de Israel condenou a decisão da Malásia de banir atletas israelenses de todos os eventos esportivos internacionais realizados no país.

Leia também:  Laís Souza comemora evolução em vídeo e agradece apoio de Neymar Jr.

Os dois países não mantêm um bom relacionamento e a crise entre eles aumentou na última semana, quando Kuala Lumpur, capital da Malásia, vetou a entrega dos vistos para os atletas israelenses que disputariam o Mundial Paralímpico de Natação, na cidade de Kuching.

Organizado a cada dois anos, o Mundial Paralímpico de Natação está marcado para 29 de julho a 4 de agosto. A última edição do evento foi realizada na Cidade do México, em dezembro de 2017.

“Nós mantemos a nossa proibição. Se eles vierem à competição, estarão cometendo uma grave violação. Se o IPC [Comitê Paralímpico Internacional] não entender a posição do nosso país, nós compreendemos a troca de sede da Malásia por outro local”, disse o primeiro-ministro Mahathir Mohamad.

Leia também:  Time afiliado de San Antonio Spurs vem ao Brasil para Copa Intercontinental

Ainda segundo o Premier, permitir que os israelenses entrem em território malaio seria um “desrespeito às tradições” da Malásia , localizada no sudeste asiático.

Veja Mais:  Árbitro é suspenso após esquecer moeda e promover jokenpô entre capitãs

O Ministério das Relações Exteriores israelense, chefiado interinamente pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, afirmou que a proibição é uma “vergonha inspirada pelo antissemitismo de Matahir”.

“Uma decisão vergonhosa, contrária ao espírito olímpico e indubitavelmente inspirada pelo antissemitismo fanático do primeiro-ministro Matahir”, disse Israel.

Não é a primeira vez que o Mundial Paralímpico de Natação tem problemas. Em 2017, o evento estava marcado inicialmente para setembro, mas foi adiado para dezembro por conta de um terremoto de magnitude 7,1 que atingiu a Cidade do México.

Leia também:  Gabriel Medina e Maya Gabeira são nomeados para ‘Oscar do Esporte’

O Comitê Paralímpico Internacional lamentou o ocorrido e afirmou que irá “buscar um diálogo”. No entanto a entidade já recebeu ofertas de alguns países que desejam organizar o torneio, caso o Mundial troque de sede por causa do problema com os atletas .

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana