conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Carros e Motos

Veja os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil que experimentamos ao longo do ano

Publicado

Mesmo com a onda de SUVs que já representam 24% do mercado brasileiro, os sedãs ainda resistem com importância no mercado brasileiro. De acordo com o balanço mensal da Fenabrave (Federação dos Distibuidores de Veículos), os pequenos representam 14% das vendas e os médios 6,8%. Dentro desse contexto, escolhemos os 5 melhores sedãs que dirigimos em 2018.

LEIA MAIS: Hyundai HB20S 1.0: sedã mantém receita de sucesso, mas pede mudanças

Há quem prefira um carro mais baixo que um SUV para levar a famíia, com as bagagens no porta-malas claramente separado do habitáculo. Para isso que existem os sedãs. A seguir, você confere os 5 melhores sedãs que avaliamos ao longo do ano, em ordem crescente de valor, numa faixa que vai até R$ 95 mil.

1 – Hyundai HB20S – (a partir de R$ 48.190)


Hyundai HB20S com motor 1.0 agrada pelo motor competente e pela lista de itens de série entre os 5 melhores sedãs
Carlos Guimarães/ iG

Hyundai HB20S com motor 1.0 agrada pelo motor competente e pela lista de itens de série entre os 5 melhores sedãs

 O sedã compacto da marca corena está prestes a mudar, o que vai acontecer em 2019. Porém, entre os modelos 1.0 com câmbio manual é o que mais agrada.  O carro se destaca por oferecer um pacote relativamente caprichado de equipamentos desde a versão mais em conta que inclui repetidores de direção nos retrovisores, chave do tipo caninete, computador de bordo e rodas de aro 15 polegadas, tudo de série.

 O que também conta a favor do HB20S 1.0 é o motor de três cilindros, que rende 80 cv e bons 10,2 kgfm de torque a 4.500 rpm que funciona bem com o câmbio manual de cinco marchas, com relações um pouco curtas para dar agilidade. Falta apenas uma sexta marcha no câmbio manual e assistência elétrica da direção. Em contrapartida, o isolamento acústico é elogiável, bem como o baixo consumo (11,4 km/l na cidade e 13 km/l na estrada, como gasolina, conforme o Inmetro) e o multimídia oferecido como opcional.

Veja Mais:  Conheça o futuro dos carros e os novos caminhos do setor automotivo no Brasil

2 – Fiat Cronos 1.3 manual (a partir de R$ 57.600)


Fiat Cronos Drive 1.3 é a versão que mais vale  a pena  pela eficiência do conjunto, entre os 5 melhores sedãs
Carlos Guimarães/iG

Fiat Cronos Drive 1.3 é a versão que mais vale a pena pela eficiência do conjunto, entre os 5 melhores sedãs

 A única versão do modelo da marca italiana que pode valer a pena é essa com motor 1.3 e câmbio manual. Além de ter o conjunto mais bem acertado também é interessante pela relação entre custo e benefício. O carro já vem com itens como faróis de neblina, banco traseiro bipartido, rodas de liga-leve de aro 15, multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, sensores nos para-choques traseiros, repetidor dos piscas nos retrovisores, vidros elétricos traseiros, entre outros itens.

LEIA MAIS: Fiat Cronos Drive 1.3 manual: eis a versão mais equilibrada do sedã

A questão do design também é um ponto positivo, bem como a direção com assistência elétrica, a eficiência do 1.3 FireFly (de 109 cv) e o cavernoso porta-malas de 525 litros. Mas os engates do câmbio nem sempre são precisos, principalmente nas reduções, faltam melhores porta-objetos e um botão para abrir o porta-malas de dentro do carro. Além disso, a distância entre-eixos poderia ser maior, ajudando a aumentar o espaço no banco traseiro.

3 – VW Virtus Comfortline 1.0 TSI (a partir de R$ 74.680)


Entre os 5 melhores sedãs, o VW Virtus se destaca pelo bom espaço interno e por oferecer itens de segmentos superiores
Divulgação

Entre os 5 melhores sedãs, o VW Virtus se destaca pelo bom espaço interno e por oferecer itens de segmentos superiores

 Eis o melhor sedã compacto que avaliamos ao longo de 2018. Tem porte que lembra o de um modelo médio, de tão espaçoso por dentro. Bom também é que o conjunto mecânico é o mais bem acertado do segmento, com motor 1.0, turbo, de 128 cv e que funciona com câmbio automático de seis marchas, o que garante uma combinação de conforto, bom desempenho e economia de combustível (10,2 km/l e 14,6 km/l, com gasolina, conforme o Inmetro).

Veja Mais:  Hennessey modifica Ford F-150, que ganha 768 cv e rodas de 22 polegadas

LEIA MAIS: Honda City renovado encara VW Virtus, ambos nas versões mais equipadas

Apenas o Virtus pode vir com cluster digital configurável como parte de um pacote de itens sofisticados que também inclui indicador de pressão dos pneus, sistema de acionamento automático dos freios pós-acidente, detector de fadiga, câmera de ré, organizador de porta-malas, sensor de chuva, acionamento automático dos faróis e sensor de estacionamento dianteiro.  

 4- Toyota Yaris Sedan XLS 1.5 (a partir de 81.990)


Toyota Yaris Sedan também está entre os 5 melhores sedãs pela robustez do conjunto e  por ser eficiente no dia a dia
Divulgação

Toyota Yaris Sedan também está entre os 5 melhores sedãs pela robustez do conjunto e por ser eficiente no dia a dia

 A versão topo de linha do sedã compacto da marca japonesa tem entre os principais atrativos o conjunto robusto, capaz de enfrentar o piso mal conservado da maioria das vias no Brasil. Além disso, apesar do preço acima do razoável, vem bem equipado, o que inclui sensores que acionam os limpadores de para-brisa e faróis automaticamente, o retrovisor interno eletrocrômico e os externos rebatíveis. 

LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan encara o rival Honda City. Veja qual dos dois vence

O que também agrada no Yaris é o câmbio automático CVT, vindo do Corolla, que garante bom equilíbrio entre baixo consumo e bom desempenho. Pelo Inmetro, o Yaris Sedan faz 13 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, com gasolina. O que poderia melhorar inclui o isolamento acústico e o espaço no porta-malas, que leva bons 473 litros, mas fica abaixo do que oferece os principais rivais.

Veja Mais:  Kia aposta em novos SUVs no Brasil em 2019

5 – Honda Civic Sport manual (a partir de R$ 91.400)


Honda Civic Sport é o carro mais divertido de dirigir entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil que dirigimos em 2018
Carlos Guimarães/iG

Honda Civic Sport é o carro mais divertido de dirigir entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil que dirigimos em 2018

 Único sedã médio da lista e o mais agradável de dirigir, principalmente se for numa estrada com algumas curvas. Sim, embora seja interessante, essa versão corre o risco de deixar de ser produzida, uma vez que representa apenas entre 1% e 5% do mix total de vendas do Civic no Brasil. Porém, para quem gosta de dirigir, vale a pena.

LEIA MAIS: Honda Civic Sport: com câmbio manual, modelo é para quem gosta de dirigir

O carro é muito bem acertado não apenas na questão do conjunto mecânico, mas também na parte estrutural, o que inclui suspensão, carroceria e todo o bom isolamento acústico. Pontos também para a lista de itens de série ,para a segurança que o carro transmite em qualquer situação e ao desenho arrojado, que condiz com a proposta ligada à esportividade. Sem dúvida, o carro merece estar entre os 5 melhores sedãs de até R$ 95 mil experimentamos em 2018.

Comentários Facebook

Carros e Motos

Raptor, a super picape da Ford

Publicado

Considerada a picape mais forte, robusta e inteligente já produzida pela marca, a Ford F-150 Raptor reforça a tradição mundial da marca nesse segmento. Sua criação foi inspirada nas corridas do deserto mais famosas e desafiadoras do mundo.

LEIA MAIS: Aceleramos o novo Chevrolet Camaro 2019. Confira o vídeo!

Produzida com carroceria de liga de alumínio de nível militar de alta resistência, a Ford F-150 Raptor tem motor V6 3.5 EcoBoost biturbo de 450 cv, com impressionantes 70 quilos de torque a 3.500 rpm e transmissão automática de 10 velocidades.

Seu sistema de tração 4×4 tem transferência de torque sob demanda, com quatro opções de tração (2H, 4A, 4H e 4L), preparadas para todo tipo de terreno e bloqueio eletrônico de diferencial. Possui também assistência de engate de reboque, que torna as manobras de estacionamento com trailers muito mais fáceis.

LEIA MAIS: Mercedes-AMG GLA 45: o motor quatro cilindros mais potente do mundo

Ela tem suspensão dianteira independente com amortecedores Fox de alto rendimento e ajuste variável, rodas de alumínio forjado de 17” e pneus 315/70 R17 de uso misto.

Outra exclusividade da picape são os seis modos de condução que ajustam automaticamente seus parâmetros para rodagem normal, esportiva, na chuva/neve, na lama/areia, em pedra e estilo baja.

Na linha 2019, F-150 Raptor 2019 introduziu como novidade o Trail Control, que funciona como um controle de cruzeiro quando se dirige em terrenos fora de estrada. Conta também com a tecnologia Auto Start/Stop que desliga o motor ao parar em ponto morto para economizar combustível, religando-o imediatamente quando se tira o pé do freio. O sistema inteligente reconhece quando a picape está tracionando reboque ou em modo 4×4 e interrompe seu funcionamento.

Veja Mais:  Faça o teste e descubra qual é o carro ideal para o seu perfil

Ford F-150 Raptor: ainda mais insana


Ford F-150 Raptor, a picape mais veloz da marca americana esteve no Brasil apenas para mostrar do que é capaz
Guilherme Menezes/iG

Ford F-150 Raptor, a picape mais veloz da marca americana esteve no Brasil apenas para mostrar do que é capaz

Como itens de tecnologia, tem SYNC 3 com tela de 8”, sistema de som premium Bang e Olufsen, câmera 360 graus, piloto automático adaptativo, sistema de pré-colisão com detecção de pedestres, controle de curvas e sistema de permanência em faixa.

A F150 Raptor foi uma das principais atrações da Ford em seu estande no Salão do Automóvel de São Paulo . A marca não confirma a importação do modelo para o mercado brasileiro. Diz apenas que está fazendo uma sondagem entre os consumidores.

LEIA MAIS: Como nasce o Jeep Renegade 2019?

Várias unidades da Raptor já foram importadas por brasileiro de maneira independente. Desta maneira, incluindo todos os impostos e fretes, a Ford F-150 Raptor chega no Brasil em torno de R$ 500 mil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Saiba quais são os 5 compactos mais econômicos até R$ 45 mil

Publicado

Está difícil encontrar modelos abaixo de R$ 45 mil no mercado brasileiro. O próprio VW Gol, que deveria ser um carro acessível, já parte de salgados R$ 46.320 com motor 1.0, o mesmo preço do Nissan March básico. O pequeno Up! também parece deslocado, partindo de inacreditáveis R$ 52.600 na versão Move, a mais em conta. Parece que os carros populares estão cada vez mais elitizados, mas ainda podemos contar com boas opções de compactos econômicos.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que deveriam voltar ao Brasil

Se você quer guardar dinheiro em qualquer circunstância, não há melhor recurso que apostar em um dos compactos econômicos . Aliado a um motor de qualidade, a conta pode ficar ainda melhor. Com base nessas necessidades, a reportagem do iG Carros elege os cinco modelos mais econômicos do Brasil até R$ 45 mil. Todos os números de consumo divulgados pelas fabricantes são fornecidos pelo Inmetro.

5 – Hyundai HB20 1.0 Unique – média de 13,3 km/l com gasolina


Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil
Divulgação

Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil

Já não é mais segredo: a Hyundai está preparando um HB20 completamente novo para o fim de 2019. Além dos modelos hatch e sedã, há a possibilidade do aventureiro HB20X se aproximar ainda mais de um SUV, tal como o Honda WR-V que tem base no Fit. É normal que descontos progressivos comecem a surgir nas concessionárias, fazendo com que o hatch da marca coreana fique ainda mais barato. Pagar R$ 43.990 por um HB20 1.0 na versão Unique pode ser um bom negócio, ainda mais considerando o bom motor Kappa com câmbio manual.

Ainda em 2012, a Hyundai previu a tendência dos tricilíndricos que viriam a dominar o mercado. Abdicando o cilindro extra, este tipo de unidade fica ainda mais leve, melhorando o consumo de combustível e até mesmo a performance – por conta do bom rendimento volumétrico. No caso do motor 1.0 Kappa do Hyundai HB20 , o desenvolvimento é de 80 cv de potência a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4,500 rpm. O consumo de combustível, conforme o Inmetro, é de 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 12,5 km/l e 14,1 km/l, conferindo consumo médio de 13,3 km/l. Desde a versão mais básica, o HB20 já integra rádio convencional com conectividade Bluetooth e volante multifuncional.

Veja Mais:  Hyundai confirma que picape Santa Cruz será lançada em 2020, nos Estados Unidos

4 – Chery New QQ 1.0 Act – média de 13,6 km/l com gasolina


Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País
Divulgação

Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País

O mundo está conspirando para que você compre um carro chinês. Por que não investir no QQ, agora produzido pela Caoa no interior de São Paulo? O melhor de seus atributos, claro, é o preço. Em 2019, o subcompacto passa a custar incríveis R$ 27.490 na versão mais em conta. As duas primeiras revisões também ficam por conta das várias concessionárias da Caoa Chery espalhadas pelo Brasil, deixando o negócio ainda mais atraente. Chamar o compacto de “pequena maravilha” não soa como exagero.

Assim como o Hyundai HB20, o Chery QQ também traz uma levíssima unidade de três cilindros abaixo do capô. São 75 cv de potência a 6.000 rpm e 10,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. Apesar de econômico, fica devendo no desempenho, uma vez que o New QQ leva eternos 14 segundos para atingir 100 km/h. É difícil de entender, uma vez que o subcompacto tem apenas 940 kg. Os números de consumo, conforme o Inmetro, são positivos, aferindo 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina no tanque, o pequeno chinês faz 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, compreendendo a boa média de 13,65 km/l. Para um carro abaixo de R$ 28 mil, até que o QQ é bem completinho, contando com rádio convencional, vidros elétricos na dianteira e ar-condicionado.

Veja Mais:  Conheça o futuro dos carros e os novos caminhos do setor automotivo no Brasil

3 – Chevrolet Onix 1.0 Joy – média de 14,1 km/l com gasolina


Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos
Divulgação

Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos

O Onix Joy mostra como os engenheiros da Chevrolet são verdadeiros artistas. Na prática, este motor 1.0 de quatro cilindros é o mesmo GM Família I que equipou o Corsa em meados da década passada. A decisão de manter um propulsor antiquado enquanto a maioria dos rivais apostavam em novas tecnologias foi polêmica, mas a marca acertou a mão nas redefinições. Por R$ 44.990, é uma boa escolha para quem deseja economizar com um hatch compacto.

LEIA MAIS: Relembre 5 SUVs que não deram certo no mercado brasileiro

De acordo com a GM, o Onix Joy tem 80 cv de potência a 6.400 rpm e 9,8 kgfm de torque a 5.200 rpm. Destaque para a sexta marcha de longa relação, que deixa o compacto ainda mais silencioso e econômico na estrada. Conforme o Inmetro, o Onix Joy faz 9,1 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol. Os números sobem para 12,9 km/l na cidade e 15,3 km/l em circuito rodoviário. Assim como o HB20, o Onix também está para ser renovado em 2019. A versão Joy, entretanto, deverá sobreviver com uma próxima geração.

2 – Fiat Mobi 1.0 Drive – média de 14,9 km/l com gasolina


O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro
Divulgação

O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro

Outra opção para quem pretende economizar em 2019 é o Fiat Mobi , equipado com motor 1.0 de três cilindros por R$ 44.950. A marca italiana diz que a nova arquitetura de seus motores permite o surgimento de torque em baixas rotações, com comando único no cabeçote e variador de fase que praticamente eliminam as perdas de energia. É exatamente a mesma engenharia do motor 1.3 que também equipa do Argo, porém com um cilindro a menos.

Veja Mais:  Faça o teste e descubra qual é o carro ideal para o seu perfil

O Mobi 1.0 de três cilindros desenvolve 77 cv e 10,9 kgfm, ambos a 3.250 rpm. Este propulsor não tem dificuldades para puxar os 945 kg de sua estrutura, indo de 0 a 100 km/h em 12 segundos cravados. De acordo com o Inmetro, o Mobi é capaz de aferir 9,6 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada com etanol, bem como 13,7 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada com gasolina, em uma boa média de 14,9 km/l. Vale dizer que o Mobi tem o melhor consumo rodoviário de nossa lista.

1 – Renault Kwid 1.0 Intense – média de 15,2 km/l na gasolina


Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil
Divulgação

Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil

O campeão entre os carros mais econômicos até R$ 45 mil é o Kwid . O subcompacto é um dos responsáveis pelo crescimento da participação da Renault em 2018, já encostando em uma Ford um tanto quanto enfraquecida. Pelo andar da carruagem, a marca francesa é forte candidata a assumir um lugar entre as quatro grandes em 2019, ainda mais com um subcompacto barato de R$ 37.495.

LEIA MAIS: As piores versões de alguns dos melhores carros já vendidos no Brasil

Seu motor 1.0 SCe também tem apenas três cilindros, entregando 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm de torque a 4.250 rpm entre os compactos econômicos . Parece pouco, mas é suficiente para dar força ao pequeno hatch de apenas 786 kg, o mais leve do Brasil. De acordo com o Inmetro, o Kwid é capaz de aferir 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l em meio rodoviário com etanol. Na gasolina, o número sobe para 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O consumo médio com o combustível fóssil é de 15,2 km/l.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Saiba quais são os 5 compactos mais econômicos até R$ 45 mil

Publicado

Está difícil encontrar modelos abaixo de R$ 45 mil no mercado brasileiro. O próprio VW Gol, que deveria ser um carro acessível, já parte de salgados R$ 46.320 com motor 1.0, o mesmo preço do Nissan March básico. O pequeno Up! também parece deslocado, partindo de inacreditáveis R$ 52.600 na versão Move, a mais em conta. Parece que os carros populares estão cada vez mais elitizados, mas ainda podemos contar com boas opções de compactos econômicos.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que deveriam voltar ao Brasil

Se você quer guardar dinheiro em qualquer circunstância, não há melhor recurso que apostar em um dos compactos econômicos . Aliado a um motor de qualidade, a conta pode ficar ainda melhor. Com base nessas necessidades, a reportagem do iG Carros elege os cinco modelos mais econômicos do Brasil até R$ 45 mil. Todos os números de consumo divulgados pelas fabricantes são fornecidos pelo Inmetro.

5 – Hyundai HB20 1.0 Unique – média de 13,3 km/l com gasolina


Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil
Divulgação

Prestes a mudar, o Hyundai HB20 mostra que é uma boa opção entre os compactos econômicos disponíveis no Brasil

Já não é mais segredo: a Hyundai está preparando um HB20 completamente novo para o fim de 2019. Além dos modelos hatch e sedã, há a possibilidade do aventureiro HB20X se aproximar ainda mais de um SUV, tal como o Honda WR-V que tem base no Fit. É normal que descontos progressivos comecem a surgir nas concessionárias, fazendo com que o hatch da marca coreana fique ainda mais barato. Pagar R$ 43.990 por um HB20 1.0 na versão Unique pode ser um bom negócio, ainda mais considerando o bom motor Kappa com câmbio manual.

Ainda em 2012, a Hyundai previu a tendência dos tricilíndricos que viriam a dominar o mercado. Abdicando o cilindro extra, este tipo de unidade fica ainda mais leve, melhorando o consumo de combustível e até mesmo a performance – por conta do bom rendimento volumétrico. No caso do motor 1.0 Kappa do Hyundai HB20 , o desenvolvimento é de 80 cv de potência a 6.200 rpm e 10,2 kgfm a 4,500 rpm. O consumo de combustível, conforme o Inmetro, é de 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Na gasolina, os números sobem para 12,5 km/l e 14,1 km/l, conferindo consumo médio de 13,3 km/l. Desde a versão mais básica, o HB20 já integra rádio convencional com conectividade Bluetooth e volante multifuncional.

Veja Mais:  Hyundai confirma que picape Santa Cruz será lançada em 2020, nos Estados Unidos

4 – Chery New QQ 1.0 Act – média de 13,6 km/l com gasolina


Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País
Divulgação

Na lista dos compactos econômicos, o Chery New QQ é irresistível pelo preço. Trata-se do carro mais barato do País

O mundo está conspirando para que você compre um carro chinês. Por que não investir no QQ, agora produzido pela Caoa no interior de São Paulo? O melhor de seus atributos, claro, é o preço. Em 2019, o subcompacto passa a custar incríveis R$ 27.490 na versão mais em conta. As duas primeiras revisões também ficam por conta das várias concessionárias da Caoa Chery espalhadas pelo Brasil, deixando o negócio ainda mais atraente. Chamar o compacto de “pequena maravilha” não soa como exagero.

Assim como o Hyundai HB20, o Chery QQ também traz uma levíssima unidade de três cilindros abaixo do capô. São 75 cv de potência a 6.000 rpm e 10,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. Apesar de econômico, fica devendo no desempenho, uma vez que o New QQ leva eternos 14 segundos para atingir 100 km/h. É difícil de entender, uma vez que o subcompacto tem apenas 940 kg. Os números de consumo, conforme o Inmetro, são positivos, aferindo 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol. Com gasolina no tanque, o pequeno chinês faz 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada, compreendendo a boa média de 13,65 km/l. Para um carro abaixo de R$ 28 mil, até que o QQ é bem completinho, contando com rádio convencional, vidros elétricos na dianteira e ar-condicionado.

Veja Mais:  Hennessey modifica Ford F-150, que ganha 768 cv e rodas de 22 polegadas

3 – Chevrolet Onix 1.0 Joy – média de 14,1 km/l com gasolina


Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos
Divulgação

Chevrolet Onix Joy é o único modelo com motor de quatro cilindros na lista dos compactos econômicos

O Onix Joy mostra como os engenheiros da Chevrolet são verdadeiros artistas. Na prática, este motor 1.0 de quatro cilindros é o mesmo GM Família I que equipou o Corsa em meados da década passada. A decisão de manter um propulsor antiquado enquanto a maioria dos rivais apostavam em novas tecnologias foi polêmica, mas a marca acertou a mão nas redefinições. Por R$ 44.990, é uma boa escolha para quem deseja economizar com um hatch compacto.

LEIA MAIS: Relembre 5 SUVs que não deram certo no mercado brasileiro

De acordo com a GM, o Onix Joy tem 80 cv de potência a 6.400 rpm e 9,8 kgfm de torque a 5.200 rpm. Destaque para a sexta marcha de longa relação, que deixa o compacto ainda mais silencioso e econômico na estrada. Conforme o Inmetro, o Onix Joy faz 9,1 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol. Os números sobem para 12,9 km/l na cidade e 15,3 km/l em circuito rodoviário. Assim como o HB20, o Onix também está para ser renovado em 2019. A versão Joy, entretanto, deverá sobreviver com uma próxima geração.

2 – Fiat Mobi 1.0 Drive – média de 14,9 km/l com gasolina


O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro
Divulgação

O Fiat Mobi fica com a medalha de prata entre os compactos econômicos disponíveis no mercado brasileiro

Outra opção para quem pretende economizar em 2019 é o Fiat Mobi , equipado com motor 1.0 de três cilindros por R$ 44.950. A marca italiana diz que a nova arquitetura de seus motores permite o surgimento de torque em baixas rotações, com comando único no cabeçote e variador de fase que praticamente eliminam as perdas de energia. É exatamente a mesma engenharia do motor 1.3 que também equipa do Argo, porém com um cilindro a menos.

Veja Mais:  Mitsubishi ASX 2019ganha novos detalhes e parte e R$ 104.990

LEIA MAIS: Aceleramos o raro Fiat Coupé no Autódromo de Interlagos. Assista ao vídeo

O Mobi 1.0 de três cilindros desenvolve 77 cv e 10,9 kgfm, ambos a 3.250 rpm. Este propulsor não tem dificuldades para puxar os 945 kg de sua estrutura, indo de 0 a 100 km/h em 12 segundos cravados. De acordo com o Inmetro, o Mobi é capaz de aferir 9,6 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada com etanol, bem como 13,7 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada com gasolina, em uma boa média de 14,9 km/l. Vale dizer que o Mobi tem o melhor consumo rodoviário de nossa lista.

1 – Renault Kwid 1.0 Intense – média de 15,2 km/l na gasolina


Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil
Divulgação

Entre os compactos econômicos, o Kwid elevou o patamar de participação da Renault. A marca nunca vendeu tão bem no Brasil

O campeão entre os carros mais econômicos até R$ 45 mil é o Kwid . O subcompacto é um dos responsáveis pelo crescimento da participação da Renault em 2018, já encostando em uma Ford um tanto quanto enfraquecida. Pelo andar da carruagem, a marca francesa é forte candidata a assumir um lugar entre as quatro grandes em 2019, ainda mais com um subcompacto barato de R$ 37.495.

LEIA MAIS: As piores versões de alguns dos melhores carros já vendidos no Brasil

Seu motor 1.0 SCe também tem apenas três cilindros, entregando 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm de torque a 4.250 rpm entre os compactos econômicos . Parece pouco, mas é suficiente para dar força ao pequeno hatch de apenas 786 kg, o mais leve do Brasil. De acordo com o Inmetro, o Kwid é capaz de aferir 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l em meio rodoviário com etanol. Na gasolina, o número sobe para 14,9 km/l e 15,6 km/l, respectivamente. O consumo médio com o combustível fóssil é de 15,2 km/l.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana