conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Nacional

Veja quem são as vítimas do massacre em escola de Suzano

Publicado


Massacre em Suzano: atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil e abriu fogo contra funcionários e alunos
Reprodução

Massacre em Suzano: atirador invadiu a Escola Estadual Raul Brasil e abriu fogo contra funcionários e alunos

Dois atiradores abriram fogo contra funcionários e alunos da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo. No total, o massacre em Suzano deixou 10 mortos. Cinco eram estudantes com idades entre 15 e 17 anos de idade. Duas eram funcionárias da escola. Um homem, tio de um dos atiradores, também morreu. Já os dois criminosos, que eram ex-alunos da escola, cometeram suicídio. Veja, abaixo, a lista das vítimas:

Caio Oliveira (estudante)


Massacre em Suzano: Caio Oliveira foi um dos alunos mortos por ex-alunos da escola
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: Caio Oliveira foi um dos alunos mortos por ex-alunos da escola


Claiton Antonio Ribeiro (estudante)


Massacre em Suzano: Claiton Antonio Ribeiro foi um dos estudantes mortos por ex-alunos da escola
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: Claiton Antonio Ribeiro foi um dos estudantes mortos por ex-alunos da escola


Samuel Melquiades Silva de Oliveira (estudante)


Massacre em Suzano: Samuel Melquiades Silva de Oliveira (estudante) foi uma das vítimas do tiroteio
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: Samuel Melquiades Silva de Oliveira (estudante) foi uma das vítimas do tiroteio


Douglas Celestino (estudante)


Massacre em Suzano: Douglas Celestino (estudante) foi uma das vítimas do ataque na escola
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: Douglas Celestino (estudante) foi uma das vítimas do ataque na escola


Kaio Lucas da Costa Limeira (estudante)


Massacre em Suzano: Kaio Lucas da Costa Limeira foi um dos estudantes vítima dos ex-alunos
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: Kaio Lucas da Costa Limeira foi um dos estudantes vítima dos ex-alunos


Marilena Ferreira Vieiras Umezo (coordenadora pedagógica)


Massacre em Suzano: a coordenadora pedagógica Marilena Ferreira Vieiras Umezo foi a primeira vítima dos atiradores
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: a coordenadora pedagógica Marilena Ferreira Vieiras Umezo foi a primeira vítima dos atiradores


Eliane Regina Oliveira Xavier (inspetora de ensino)


Massacre em Suzano: a inspetora de ensino Eliane Regina Oliveira Xavier também morreu durante o tiroteio
Reprodução/ Redes Sociais

Massacre em Suzano: a inspetora de ensino Eliane Regina Oliveira Xavier também morreu durante o tiroteio


Além dos alunos e funcionárias da escola, o empresário Jorge Antonio Moraes, proprietário de uma revendedora de carros, que era tio de Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, um dos atiradores, foi baleado em sua loja, que fica próxima à escola, pouco antes do ataque. A polícia divulgou os nomes dos dois atiradores na tarde desta quarta-feira. Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, eram ex-alunos do colégio. 

Veja Mais:  Defesa faz pedido de soltura deLula e abre mão do exame de corpo de delito

Permanecem internadas 11 vítimas do ataque:

  • Letícia de Melo Nunes (Hospital Santa Marcelina – Itaquaquecetuba)
  • Samuel da Silva Félix (Hospital Santa Maria – Suzano)
  • Beatriz Gonçalves Fernandez (Santa Casa de Misericórdia de Suzano)
  • Anderson Carvalho Brito (Hospital das Clínicas de São Paulo)
  • Murilo Gomes Lauro Benites (Hospital das Clínicas de São Paulo)
  • Jenifer da Silva Cavalcante (Hospital Luzia de Pinho Melo – Mogi das Cruzes)
  • Leonardo Vinícius Santa Rosa (Santa Casa de Misericórdia de Suzano)
  • Adina Isabella Bezerra de Paula (Santa Casa de Misericórdia de Suzano)
  • Guilherme Ramos do Amaral (Santa Casa de Misericórdia de Suzano)
  • José Vítor Ramos Lemos (Hospital Santa Maria – Suzano)
  • Leonardo Martinez Santos (Hospital Luzia de Pinho Melo – Mogi das Cruzes)

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou que enviou dois psiquiatras e um psicólogo para dar apoio no atendimento às famílias e demais afetados pelo atentado, atuando em conjunto com a equipe do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) de Suzano. “Os profissionais darão suporte no próprio Caps e a pasta está em contato permanente com a Prefeitura”, informou o governo.

O massacre na escola Professor Raul Brasil teve início pouco após as 9h30 da manhã, no horário do intervalo das aulas. Encapuzados, Guilherme e Henrique foram ao local a bordo de um carro retirado antes na concessionária do tio do atirador mais novo, Jorge Antonio, que levou três tiros e morreu no local.

Veja Mais:  Cubanos que deixaram Brasil após ruptura com Mais Médicos podem ir para o México

A dupla levou um revólver 38, uma besta (equipamento que lança flechas) e supostos coquetéis molotovs para efetuar o ataque. Um dos assassinos usou também um machado para golpear os alunos que tentavam escapar enquanto o outro criminoso realizava disparos. Também foi encontrada dentro da escola uma mala com fios, o que levou o esquadrão antibombas a esvaziar o local para realizar a inspeção. O grupamento, no entanto, concluiu que não havia explosivos na mochila.

Após o massacre, o Guilherme (o atirador mais novo) matou Henrique e, em seguida, matou a si próprio, segundo informou a polícia. As causas do ataque ainda são desconhecidas. O veículo utilizado pelos atiradores passou por perícia ainda na tarde de hoje.

O governador João Doria (PSDB) decretou luto oficial de três dias no Estado. Situada no bairro Parque Suzano , a Escola Estadual Professor Raul Brasil, palco do massacre em Suzano , recebe alunos dos anos finais do ensino fundamental e também do ensino médio. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, o centro educacional atende atualmente 1.058 alunos.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook

Nacional

Eduardo Cunha será transferido para o complexo de Bangu 8 no Rio de Janeiro

Publicado


Dudu Cunha
Alex Ferreira/Câmara dos Deputados – 12.7.16

Ex-deputado Eduardo Cunha vai ser transferido para o complexo de Bangu 8

Autorizado a cumprir pena no Rio, o ex-presidente da Câmara,Eduardo Cunha , será levado para a Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, conhecida como Bangu 8, quando chegar ao estado. A unidade, localizada no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste da cidade, abriga detentos da Operação Lava-Jato e outros com Ensino Superior completo. E lá que está, por exemplo, o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral. Em Bangu 8 estão, atualmente, 103 presos. O presídio tem capacidade para 154. 

Leia também: Cunha obtém autorização para cumprir pena no Rio

Eduardo Cunha está preso atualmente  Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Sua vinda para o Rio foi autorizada pelo juiz Rafael Estrela, titular da Vara de Execuções Penais do estado, e também pela Justiça Federal. A transferência do ex-presidente da Câmara será feita pela Secretaria de Administração Penitenciária ( Seap) do Rio, mas ainda não há previsão para que ela ocorra. A pasta aguarda a documentação necessária para o procedimento.

Fontes da Seap ouvidas pelo jornal O Globo afirmaram que, para agilizar sua vinda para o Rio de Janeiro , Cunha poderá arcar com os custos da passagem de avião e dos agentes penitenciários que irão escoltá-lo até o estado. Isso poderia ser feito para que o político não precise aguardar os trâmites burocráticos para liberação de verba para a viagem. Ainda não houve, no entanto, nenhuma sinalização da defesa de Cunha nesse sentido.

Veja Mais:  Defesa faz pedido de soltura deLula e abre mão do exame de corpo de delito

Leia também: Deputado quer discutir decreto com Bolsonaro: “Doido entende outro doido”

Cunha está preso no Paraná há 31 meses. E desde a última sexta-feira (17) tem a companhia de José Dirceu em sua cela. 

Em abril deste ano, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido da defesa do ex-deputado de anulação da pena por lavagem de dinheiro. Os advogados argumentavam que Eduardo Cunha  havia sido condenado duas vezes em razão do mesmo ato, mas os ministros do STF entenderam que há provas do cometimento de dois crimes.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Namorada de Lula controla visitas em Curitiba

Publicado

IstoÉ


Rosângela da Silva, namorada de Lula
Reprodução

Namorada de Lula é quem controla visitas ao ex-presidente na prisão em Curitiba

A socióloga Rosângela da Silva , namorada do ex-presidente Lula (PT), passou a fazer uma triagem das pessoas que visitam o petista em Curitiba (PR). As informações são da revista Época .

Amigos de Lula acham que, ao delegar a triagem à amada, ele encontrou uma forma de só encontrar quem ele quer, sem passar pelo ônus de vetar alguém.

Leia também: Lula recebeu ultimato da nova namorada e já usa aliança de compromisso

Ainda segundo a revista, os filhos do ex-presidente não aprovaram totalmente o namoro do pai. Janja, como é conhecida, só é amiga nas redes sociais de Bia Lula, neta do ex-presidente.

Membros do PT dizem que o casal, que se conheceu quando Lula era presidente e passou por Itaipu, se reencontrou em abril de 2018 durante as caravanas que o ex-presidente fez pela região Sul.

Leia também: Pessoas próximas a Lula não aprovaram a exposição do namoro do ex-presidente

De acordo com a Época , eles se encontram no fim de tarde das quintas-feira por cerca de uma hora e sem visitas íntimas, o que Lula algumas vezes reclama.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Veja Mais:  Planilha de delatores da JBS denuncia mais um caixa 2 para Onyx Lorenzoni
Continue lendo

Nacional

Homem é preso por estupro de vulnerável após dormir com menina de 11 anos

Publicado


preso
Divulgação

Homem de 22 anos foi preso por estupro de vulnerável após enganar menina de 11 anos; ele fingiu ser um adolescente

Um homem de 22 anos foi apresentado, na manhã desta quinta-feira (23), pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) de Manaus. Ele foi detido por estupro de vulnerável após se passar por um adolescente para seduzir e dormir com uma menina de 11 anos.

Leia também: Secretaria condena evento “Adoção na Passarela”, que causou polêmica na web

Segundo a investigação, o homem se aproximou da menor de idade pelas redes sociais fingindo ser um adolescente . Eles conversaram durante alguns meses e combinaram de se conhecer. O homem apanhou a garota na escola e a levou para casa.

Ambos desligaram os celulares por dois dias. A família da menina fez uma campanha pelas redes sociais após constatar o desaparecimento da jovem. Após ver a comoção, o suspeito deixou a menor de idade em um terminal de ônibus e voltou para casa.

Mesmo assim, ele acabou sendo detido após a menina contar a história à família. “Ela é só uma criança. Não se pode achar que pegar uma criança na porta da escola é uma coisa normal. Os pais precisam conversar mais com as crianças. Ela encontrou num estranho uma pessoa que ganhou a confiança dela pelas redes sociais. Poderia ter acontecido uma coisa muito pior. As famílias que tomem essa caso como um exemplo”, declarou a delegada Joyce Coelho durante a apresentação do suspeito.

Veja Mais:  Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdômen, diz boletim médico

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana