conecte-se conosco


Rondonópolis

Vereadores recebem diferentes grupos da sociedade

Publicado

Foto: Assessoria

Os vereadores de Rondonópolis receberam alguns segmentos da sociedade durante a Ordem do Dia desta terça-feira (04). O primeiro grupo a conversar com os legisladores foi o do funcionalismo público municipal, que pede a supressão da Classe B, ou seja, a extinção da realização do curso de 240 horas, do Plano de Cargos Carreiras e Vencimentos – PCCV. Sem ele, os servidores ficariam, após a posse e o período do estágio comprobatório, aptos a fazerem pós-graduação e, com isso, elevarem de nível na categoria.

“Gostaríamos que este curso fosse substituído por outros feitos na Semed, visto que o de 240 horas tem que ser ministrado pelo Ministério da Educação e são horas corridas, o que causa prejuízo aos que o fazem. Pedimos a revisão do PCCV neste sentido”, explicou Reuber Teles, vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Rondonópolis – Sispmur.

O segundo grupo a ter o direito de fala na Ordem do Dia foi a diretoria da Associação dos Surdos de Rondonópolis – Assuroo, que solicitaram o apoio para a construção da sede própria. “Agradecemos a acessibilidade que estamos encontrando na Câmara de Vereadores e a aceitação para com os surdos. Não viemos reclamar, longe disso. Viemos pedir o apoio para a construção da nossa sede própria, com acessibilidade, pois vemos muitos surdos escondidos por não nos conhecerem, não saberem da associação. Antes ficávamos desesperados por não sabermos onde buscarmos ajuda, agora encontramos apoio em vocês [legisladores] e queremos mais uma vez contarmos com isso”, explicou o presidente da Assuroo Sérgio Gonçalves, por meio da interpretação de Genival Lima e Rosemeire Lima.

Veja Mais:  Sem Ponto Facultativo Prefeitura funcionará nesta sexta e segunda-feira

O presidente da Casa de Leis, Rodrigo da Zaeli sugeriu que, com relação a primeira demanda, o sindicato fizesse uma proposta e apresentasse a Câmara de Vereadores, para, posteriormente, debatê-la com o prefeito. No segundo caso, Zaeli e os demais vereadores se comprometeram a falar com o prefeito Zé Carlos do Pátio sobre o assunto.

EM TEMPO

Para fechar a pauta da Ordem do Dia, os vereadores receberam representantes da União dos Negros de Rondonópolis – Unegro Pantanal que, na oportunidade, solicitaram o apoio dos legisladores quanto ao Projeto de Lei 310/2018, de autoria de lideranças partidárias da Assembleia Legislativa, que altera dispositivo da Lei nº 7.879, de dezembro de 2002, data do aniversário da morte de Zumbi dos Palmares e Dia Nacional da Consciência Negra. Pela nova redação, a data permanece como comemorativa no calendário com fins de reflexão, sem o status de feriado estadual. O ato desagradou o movimento negro do município, que se prontificou a fazer uma carta de repúdio aos deputados estaduais.

“A justificativa não se justifica. Dizer que a data causa prejuízo econômico é desonesto. Fazer um projeto neste sentido é demonstrar um racismo institucional. Porque não fazem menção quanto a outros feriados? Essa data é o dia que fazemos palestras, difundimos a cultura e debatemos a importância do movimento negro para todos. Seria válido esses deputados se preocuparem com a saúde, educação e não com temas como este. É lamentável”, disse a presidente da Unegro, Luzia Aparecida do Nascimento.

Veja Mais:  Região do Globo Recreio tem fornecimento de água interrompido

Zaeli disse que fará uma carta de recomendação aos deputados, para que não levem a frente este projeto, pois a proposta representa uma perda de direitos históricos e um desrespeito a luta dos movimentos negros. Segundo ele, no estado há uma grande parcela de negros e afrodescendentes e isso não pode ser deixado de lado. “Vamos apoiar a iniciativa do movimento e falaremos com os deputados, cada um com seus colegas de partido, para que a pauta seja retirada da Assembleia Legislativa”, concluiu.

Comentários Facebook
publicidade

Rondonópolis

Vereador entrega homenagens em solenidade alusiva ao aniversário de Rondonópolis

Publicado

Nessa semana, Rondonópolis completou 65 anos de emancipação política e em comemoração à data a Câmara Municipal realizou uma Sessão Solene para entrega de honrarias as pessoas que contribuíram e contribuem ainda hoje para o desenvolvimento do município.
O vereador Subtenente Guinancio (PSDB), entregou a Comenda Marechal Rondon ao Tenente Coronel Anderson Alves Pinto, 46 anos, que serviu no 18º GAC de 2004 a 2007 e nesse ano retornou ao município na função de Subcomandante.
Outro homenageado pelo vereador, foi o pioneiro Capitão da Reserva do Exército Edemir Martins de Souza, 84 anos, que veio para cidade em 1984 quando a cidade ainda era pouco desenvolvida e trabalhou e viveu todo esse tempo de progresso.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Sem Ponto Facultativo Prefeitura funcionará nesta sexta e segunda-feira
Continue lendo

Rondonópolis

Em parceria com Comcit, Prefeitura de Rondonópolis promove Café Empreendedor no dia 14

Publicado

Vem aí mais um evento em Rondonópolis para falar sobre as novidades nos segmentos de empreendedorismo e inovação. Com o tema “Resultado e Perspectivas”, acontece no próximo dia 14, às 8h, no auditório do Sebrae, o Café Empreendedor, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, juntamente com o Conselho Municipal de Ciência e Tecnologia (Comcit).

“O Café Empreendedor vem sendo promovido desde 2014 com uma espécie de prestação de contas, mostrando o que foi feito e o que está programado para estimular o ecossistema de inovação em Rondonópolis”, explicou a gerente do departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ângela Marcia de Souza.

Além de fomentar negócios, o objetivo do Café Empreendedor é aproximar, cada vez mais, as empresas inseridas no arranjo produtivo local do ambiente de inovação. O evento este ano contará com a palestra da empresária Neiva Rodrigues, proprietária da CDN Tacógrafos, seguida de debate e integração entre os participantes.

“Teremos dessa vez a participação especial da empresária Neiva Rodrigues, que é um case de sucesso no processo de captação de recursos para estruturação de StartUps”, informou Ângela.

Gratuito o evento, Ângela ressalta, no entanto, que para participar do Café Empreendedor é necessário confirmar presença pelo telefone: 3422-2461, nos seguintes horários: das 8h às 11h e das 13h às 18h.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis terá concurso para incentivar servidores a criarem soluções inovadoras

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Projeto Samuzinho forma em Rondonópolis neste ano quase sete mil aliados contra o trote

Publicado

Foto: Assessoria

Contribuir para a redução de acidentes, o número de trotes e promover a cidadania e o desenvolvimento sociocultural das crianças, transformando-as em multiplicadores em seus lares é um dos objetivos do Projeto Samuzinho, que na manhã desta quarta-feira (12) encerrou as atividades de 2018, em uma solenidade de formatura na Escola Municipal Rural da Gleba Dom Bosco. O projeto fecha o ano com quase sete mil crianças atendidas.

“Essas crianças serão multiplicadoras das informações de educação ambiental, cidadania e trânsito, assim como das ações que visam diminuir os trotes ao Samu, Corpo de Bombeiros e à Polícia Militar, que prejudicam constantemente o nosso trabalho de salvar vidas”, disse o médico do Samu, Pedro Ivo Maggi, que está assumido a coordenação do projeto, no lugar do também médico, Wellington Milhomen.

“Pretendemos no próximo ano dá continuidade nas ações desenvolvidas em 2018, tentar levá-lo para rede estadual de ensino também e ir aperfeiçoando. Queremos também fazer um trabalho de educação continuada com professores, principalmente no quesito de urgências básicas dentro das escolas”, completou o médico Pedro Maggi.

O projeto Samuzinho foi implantado pela Prefeitura de Rondonópolis este ano, por meio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), em parceria com diversas secretarias municipais, Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), Polícia Militar (PM) e a Polícia Militar Ambiental (PMA).

Veja Mais:  Escola recebe mutirão de serviços de saúde e assistência social no Dom Osório

Segundo Pedro, este ano o Samuzinho capacitou 6.968 crianças de 25 escolas da rede municipal de ensino. O projeto levou ainda informações para motoristas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e funcionários de duas empresas privadas da cidade.

Nos encontros e palestras dos instrutores do Projeto Samu, as crianças aprenderam que realizar trotes ao 190 (PM), 192 (Samu) e 193 (Corpo de Bombeiros) traz prejuízos e atrasos na assistência no atendimento prestado para a população. Além disso, receberam noções básicas à prevenção de acidentes, informações sobre o serviço de urgência e emergência, assim como das regras de trânsito, afim de que se tornem multiplicadores e cidadãos mais conscientes quanto ao respeito a legislação.

Aluna do sétimo ano da Escola Municipal Rural da Gleba Dom Bosco, Eloá Vitória, de 11 anos, aprendeu a lição direitinho. “O Samu salva vida, por isso as pessoas não podem por brincadeira telefonar para passar trote”, frisa, ressaltando que o trote é crime e passível de multa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana