conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Rondonópolis

Vereadores recebem diferentes grupos da sociedade

Publicado

Foto: Assessoria

Os vereadores de Rondonópolis receberam alguns segmentos da sociedade durante a Ordem do Dia desta terça-feira (04). O primeiro grupo a conversar com os legisladores foi o do funcionalismo público municipal, que pede a supressão da Classe B, ou seja, a extinção da realização do curso de 240 horas, do Plano de Cargos Carreiras e Vencimentos – PCCV. Sem ele, os servidores ficariam, após a posse e o período do estágio comprobatório, aptos a fazerem pós-graduação e, com isso, elevarem de nível na categoria.

“Gostaríamos que este curso fosse substituído por outros feitos na Semed, visto que o de 240 horas tem que ser ministrado pelo Ministério da Educação e são horas corridas, o que causa prejuízo aos que o fazem. Pedimos a revisão do PCCV neste sentido”, explicou Reuber Teles, vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Rondonópolis – Sispmur.

O segundo grupo a ter o direito de fala na Ordem do Dia foi a diretoria da Associação dos Surdos de Rondonópolis – Assuroo, que solicitaram o apoio para a construção da sede própria. “Agradecemos a acessibilidade que estamos encontrando na Câmara de Vereadores e a aceitação para com os surdos. Não viemos reclamar, longe disso. Viemos pedir o apoio para a construção da nossa sede própria, com acessibilidade, pois vemos muitos surdos escondidos por não nos conhecerem, não saberem da associação. Antes ficávamos desesperados por não sabermos onde buscarmos ajuda, agora encontramos apoio em vocês [legisladores] e queremos mais uma vez contarmos com isso”, explicou o presidente da Assuroo Sérgio Gonçalves, por meio da interpretação de Genival Lima e Rosemeire Lima.

Veja Mais:  Através de indicação ruas de Vila Operária e bairros adjacentes serão revitalizadas

O presidente da Casa de Leis, Rodrigo da Zaeli sugeriu que, com relação a primeira demanda, o sindicato fizesse uma proposta e apresentasse a Câmara de Vereadores, para, posteriormente, debatê-la com o prefeito. No segundo caso, Zaeli e os demais vereadores se comprometeram a falar com o prefeito Zé Carlos do Pátio sobre o assunto.

EM TEMPO

Para fechar a pauta da Ordem do Dia, os vereadores receberam representantes da União dos Negros de Rondonópolis – Unegro Pantanal que, na oportunidade, solicitaram o apoio dos legisladores quanto ao Projeto de Lei 310/2018, de autoria de lideranças partidárias da Assembleia Legislativa, que altera dispositivo da Lei nº 7.879, de dezembro de 2002, data do aniversário da morte de Zumbi dos Palmares e Dia Nacional da Consciência Negra. Pela nova redação, a data permanece como comemorativa no calendário com fins de reflexão, sem o status de feriado estadual. O ato desagradou o movimento negro do município, que se prontificou a fazer uma carta de repúdio aos deputados estaduais.

“A justificativa não se justifica. Dizer que a data causa prejuízo econômico é desonesto. Fazer um projeto neste sentido é demonstrar um racismo institucional. Porque não fazem menção quanto a outros feriados? Essa data é o dia que fazemos palestras, difundimos a cultura e debatemos a importância do movimento negro para todos. Seria válido esses deputados se preocuparem com a saúde, educação e não com temas como este. É lamentável”, disse a presidente da Unegro, Luzia Aparecida do Nascimento.

Veja Mais:  Prefeitura realiza encontro para tratar da regularização fundiária do Conjunto São José

Zaeli disse que fará uma carta de recomendação aos deputados, para que não levem a frente este projeto, pois a proposta representa uma perda de direitos históricos e um desrespeito a luta dos movimentos negros. Segundo ele, no estado há uma grande parcela de negros e afrodescendentes e isso não pode ser deixado de lado. “Vamos apoiar a iniciativa do movimento e falaremos com os deputados, cada um com seus colegas de partido, para que a pauta seja retirada da Assembleia Legislativa”, concluiu.

Comentários Facebook

Rondonópolis

PRTB municipal reúne militantes com foco nas eleições 2020

Publicado

Foto: Assessoria

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) de Rondonópolis, em busca de militantes e aspirantes a políticos no município, realizou reunião com a executiva municipal  na última semana para avaliar o cenário politico atual  e  traçar metas para as eleições 2020.

De acordo com Cesar  presidente municipal do partido, o objetivo da reunião foi discutir desde já ás eleições 2020 e deixou o espaço aberto a todos participantes pois a intenção é ampliar o número de representantes da sigla na câmara municipal.

O PRTB tem como principal liderança, o general da reserva Hamilton Mourão, vice-presidente da República e o jornalista Levy Fidelix, presidente Nacional do Partido. No ano passado, o partido optou por abrir mão de uma candidatura própria para apoiar Jair Bolsonaro do PSL. Já em Mato Grosso, o PRTB começa a ampliar a representatividade política e conta hoje com um vereador em Cuiabá (Macrean Santos ), dois em Rondonópolis ( Roni Cardoso e Bilu do Depósito) tem a pasta da secretária de esporte e vice-prefeito de Várzea Grande (Hazama).

Esse número deve ser ampliado com os novos eleitos nas próximas eleições.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Vereador Vilmar Pimentel (SD) visita escola e escuta demandas
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis vai lançar programa Cidade Limpa

Publicado

Convocar a população para junto do poder público contribuir para uma cidade mais limpa. Esse é o objetivo da Prefeitura de Rondonópolis com o programa Cidade Limpa que será lançado no dia 21 de fevereiro às 14h30 no auditório da Prefeitura.

O programa reúne o trabalho das Secretarias Municipais de Educação, Governo, Habitação e Urbanismo, Receita, Saúde, Meio Ambiente, o Gabinete de Comunicação Social, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Rondonópolis (Ippur), a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), o Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) e a Unidade Central de Controle Interno, que está capitaneando as informações e auxiliando na execução do programa.

O aumento da geração de resíduos sólidos gerados por cidadãos e empresas motivou a Prefeitura a elaborar o projeto que pretende mudar o visual da cidade e ainda contribuir com a saúde da população. “Queremos ver a sinergia entre a comunidade e o poder público em ações que resultam em um ambiente mais limpo tendo benefício coletivo”, destacou o auditor geral do município, José Fabrício Roberto.

A ideia é fazer ações efetivas e de acordo com o planejamento do município já foi elaborado um planejamento para os quatro primeiros meses da execução do programa com a participação da Secretarias Municipais que vão fornecer as ferramentas para a ação do agente principal da campanha que é o cidadão.

O lançamento do programa Cidade Limpa deve contar com autoridades políticas, do poder judiciário, representantes da sociedade civil organizada, lideranças comunitárias e pessoas da comunidade.

Veja Mais:  Através de indicação ruas de Vila Operária e bairros adjacentes serão revitalizadas

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

UPA de Rondonópolis abre mais uma porta para atendimento

Publicado

Foto: Assessoria

A Unidade de Pronto Atendimento de Rondonópolis abriu a porta de entrada localizada na avenida Rio Branco para receber ambulâncias de outras unidades de saúde municipais, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e também do Hospital Regional.

De acordo com a Diretora do Pronto Atendimento (PA), Vânia Scapini, esse foi o mais recente ato realizado pela administração para melhorar a agilidade e qualidade no atendimento de trauma e ortopedia, por isso essa entrada é exclusiva para esses casos. Outro benefício da ação é diminuir o quantitativo de pessoas na recepção de casos clínicos, causando menos estresses aos pacientes e acompanhantes.

A medida foi tomada no último domingo (10), tirando da porta principal, uma média de 70 a 80 pacientes por dia e seus acompanhantes, de forma a gerar mais qualidade para todos que precisam da UPA.

“Os pacientes ficam mais à vontade, melhorou significativamente o acesso dos pacientes bem como a qualidade do atendimento, além de diminuir consideravelmente estresse que gerava devido no acumulo muito grande de pessoas”, comentou Scapini.

Hoje a unidade mantém essas três portas bem definidas, uma para a entrada de trauma, onde há atendimento pelo cirurgião e pelo ortopedista. Outra destinada para pacientes graves que vão para o box, pois são classificados como vermelho e por isso dão entrada diretamente para o box de emergência.

Veja Mais:  Zé do Pátio anuncia RGA com pagamento na folha de janeiro

O outro acesso é destinado para casos clínicos que é basicamente grande parte dos atendimentos realizados pelas equipes da UPA. São pacientes ambulatoriais classificados como azul ou como verde, casos mais simples que poderiam ser resolvidos em Unidades Básicas de Saúde do município, mas mesmo assim a gestão absorve, atende e encaminha essas pessoas, além de fazer a regulação.

Ainda segundo informações de Scapini, desde que assumiu a gestão em 2017, a UPA estava sem documentação. Dessa forma foi necessário habilitar a unidade pelo Ministério da Saúde e entrar com pedido de qualificação. Entre as benfeitorias feitas pela atual administração há a organização de fluxos, implantação de sistemas, avanço no protocolo de acolhimento e classificação de risco, além do aumento de profissionais.

Scapini reforça que a UPA tem feito atividades além do que é da competência da unidade, tal como o município que tem atendido pacientes de média e alta complexidade que deveriam estar em hospitais de retaguarda e infelizmente acabam retornado para UPA, e também pacientes de outros municípios que não conseguem atendimento onde moram e buscam ajuda em Rondonópolis.

“Tem casos de pós-operatório imediato que saem e vem para atendimento no nosso box. Tem pacientes que adentram no box de emergência do Hospital Regional e são reencaminhados para UPA por que a unidade mantém um quantitativo de equipamentos de alta complexidade então conseguimos dar suporte com esses equipamentos, com médicos intensivistas. Estamos mantendo algumas especialidades como cardiologia, cirurgia, contratamos mais um psiquiatra para dar vazão a esses pacientes que permanecem na UPA”, explicou a gerente.

Veja Mais:  Mesa diretora da Câmara Municipal de Rondonópolis biênio 2019/2020 busca parcerias para projetos sociais

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana