conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Academia de Novos Líderes forma sua primeira turma

Publicado

Após quase um ano de muita dedicação os servidores do programa Academia de Novos Líderes, desenvolvido pela Secretaria de Gestão, por meio da Escola de Governo, receberam nesta sexta-feira (14.12) o certificado de conclusão do curso. Na ocasião também foi lançada a segunda turma do programa que terá início em 2019.

O secretário adjunto de Gestão de Pessoas da Seges, Carlos Campelo, relembrou a preparação do programa em 2017, que surgiu da necessidade de oferta de cursos gerenciais para a profissionalização do serviço público e o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais, apontadas nas pesquisas de competências e Levantamento de Necessidade de Capacitação (LNC).

“Queremos que a semente plantada este ano se prolifere e por isso estamos aqui hoje lançando a segunda turma deste programa. Esperamos que os próprios formandos possam vir a contribuir como facilitadores no próximo curso”, disse.

O curso foi composto de 16 módulos e realizado sem nenhum ônus para o Estado que diante das dificuldades orçamentárias, buscou parcerias com servidores públicos especialistas nas áreas técnicas e comportamentais dispostos a atuar como voluntários.

O programa tem metodologia andragógica, cujos princípios estão focados no desenvolvimento de habilidades para o saber fazer, a valorização da experiência prévia dos participantes e a dinâmica participativa.

Em contrapartida ao voluntariado dos facilitadores, a Escola de Governo disponibilizou vagas para os órgãos parceiros. Os participantes foram escolhidos pelos gestores de pessoas de cada um dos órgãos parceiros.

Veja Mais:  1º Batalhão da PM vai lançar operação para comemorar aniversário de 103 anos

O curso teve uma média de 93% de frequência. Dado que reflete o interesse e dedicação dos participantes indicados.

Avaliação

Ao final de cada módulo, os participantes receberam um formulário online, contendo perguntas sobre o desempenho dos facilitadores, aproveitamento do conteúdo, eficácia do treinamento, entre outros.

O relatório final destaca que 87% dos facilitadores atenderam às expectativas. O documento aponta ainda que 95% dos participantes avaliaram o treinamento positivamente.

O auditor do Estado e participante do curso, Marino Koch, disse que o programa contribuiu significativamente para construção, partilhamento e disseminação do conhecimento. “Todos os módulos técnicos e comportamentais foram fantásticos, mas eu destaco as dinâmicas, vivências, encenações e estudos de casos, que foram essenciais para internalização do aprendizado”.

Para ele, o programa contribuirá significativamente para a melhoria dos serviços públicos, otimizando as entregas à sociedade.

A servidora da Secretaria de Fazenda que atuou como facilitadora, Bruna Luise da Silva, contou que sua participação foi uma possibilidade de crescimento e aprendizado enquanto servidora. “Convergimos conteúdos relevantes e atuais para o serviço público em uma base comum rumo ao desenvolvimento. Colocamos o aprendizado nas mãos dos alunos, e à medida que as aulas iam acontecendo, fomos vendo que o saber se faz na prática”.

Frutos

Os participantes desenvolveram 10 projetos de inovação que serão implementados nos órgãos de origem desses servidores.

Entre eles estão o Guardiões da Ética, que visa utilizar uma metodologia lúdica nas capacitações para facilitar a internalização do código de ética e será desenvolvido na Casa Civil, a Ouvidoria eficaz voltada para a sociedade, que propõe soluções inovadoras para os problemas coletados através das ouvidorias do SUS, estabelecendo procedimentos e padrões de qualidade, que será desenvolvido na Secretaria de Saúde e o Gestao de Tarifas e Frotas, que será desenvolvido na Seges e tem o objetivo de implantar um sistema de gerenciamento de informações de indicadores de tarifas (água, luz e telefone) e da frota em único sistema sem ônus para o estado.

Veja Mais:  Polícia Civil empossa 30 novos delegados nomeados pelo Governo do estado

Também serão implementados outros projetos inovadores nas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente, Planejamento e Justiça e Direitos Humanos, além da Controladoria Geral do Estado.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Seciteci e Unemat promovem encontro sobre tecnologia inovadora no combate à Covid-19

Publicado


.

Nesta quarta-feira (03.06), às 18h, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) realizará um meetup virtual (serviço usado para organizar grupos online com interesses semelhantes) com o tema Tecnologia Inovadora no Combate à Covid-19, em parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e a sociedade em geral.

O encontro será virtual, transmitido pelo canal do Youtube da Seciteci e contará com a participação de alunos e professores criadores da “Clô“, uma assistente virtual que informa o hospital mais próximo e os leitos disponíveis para atendimento de pacientes contaminados pelo coronavírus.

A criação deu aos alunos da Unemat o primeiro lugar no hackathon internacional Hacking + Help, o que rendeu a eles o prêmio de R$ 2.500,00, além de três meses de mentoria e possibilidade de investimento no projeto.

A proposta do hackathon, realizada 100% online, foi encontrar soluções para os problemas decorrentes da pandemia provocada pelo novo coronavírus, divididos em seis clusters: Saúde, Educação, Assistência Social, Empregabilidade, Cooperativismo e Logística.

A superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, afirma que o encontro virtual ressalta o quanto as universidades de todo o país estão engajadas na corrida em busca de solução e apoio à pandemia. E Mato Grosso não ficou de fora e ainda se destacou mundialmente, com projeto inovador.

“A maioria das universidades vêm buscando desenvolver soluções inovadoras para o combate à Covid-19, que vai desde serviços, processos e produtos. No Meetup, vamos falar do projeto da Unemat, que criou um protótipo com uma solução inovadora, utilizando inteligência artificial, que pode ajudar muito neste período de pandemia”, afirma.

Veja Mais:  José Riva depõe à CPI do Paletó nesta quarta-feira

O meetup contará com a participação dos alunos criadores do protótipo digital: Felipe Mantovani, Claudiane Menin, Sérgio Ramos e Victória Katri. Para participar, acesse o canal do Youtube da Seciteci

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Criadores de assistente virtual para Covid-19 participam de encontro promovido pela Seciteci e Unemat

Publicado


.

Nesta quarta-feira (03.06), às 18h, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) realizará um meetup virtual (serviço usado para organizar grupos online com interesses semelhantes) com o tema Tecnologia Inovadora no Combate à Covid-19, em parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e a sociedade em geral.

O encontro será virtual, transmitido pelo canal do Youtube da Seciteci e contará com a participação de alunos e professores criadores da “Clô“, uma assistente virtual que informa o hospital mais próximo e os leitos disponíveis para atendimento de pacientes contaminados pelo coronavírus.

A criação deu aos alunos da Unemat o primeiro lugar no hackathon internacional Hacking + Help, o que rendeu a eles o prêmio de R$ 2.500,00, além de três meses de mentoria e possibilidade de investimento no projeto.

A proposta do hackathon, realizada 100% online, foi encontrar soluções para os problemas decorrentes da pandemia provocada pelo novo coronavírus, divididos em seis clusters: Saúde, Educação, Assistência Social, Empregabilidade, Cooperativismo e Logística.

A superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lectícia Figueiredo, afirma que o encontro virtual ressalta o quanto as universidades de todo o país estão engajadas na corrida em busca de solução e apoio à pandemia. E Mato Grosso não ficou de fora e ainda se destacou mundialmente, com projeto inovador.

“A maioria das universidades vêm buscando desenvolver soluções inovadoras para o combate à Covid-19, que vai desde serviços, processos e produtos. No Meetup, vamos falar do projeto da Unemat, que criou um protótipo com uma solução inovadora, utilizando inteligência artificial, que pode ajudar muito neste período de pandemia”, afirma.

Veja Mais:  Levantamento analisa perfil das Unidades de Controle Interno dos municípios

O meetup contará com a participação dos alunos criadores do protótipo digital: Felipe Mantovani, Claudiane Menin, Sérgio Ramos e Victória Katri. Para participar, acesse o canal do Youtube da Seciteci

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Levantamento analisa perfil das Unidades de Controle Interno dos municípios

Publicado


.

O Pleno Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) julgou, na sessão plenária remota de 26 de maio, um levantamento que buscou identificar o perfil das Unidades de Controle Interno dos 141 municípios do Estado. Foram feitas 29 recomendações aos prefeitos, sete aos controladores internos e oito à Secretaria Geral de Controle Externo da Corte de Contas.

Por meio de um questionário elaborado pelo TCE e aplicado aos controladores internos e gestores foi constatado que 104 prefeituras (84%) possuem apenas um controlador Interno, 13 (11%) possuem dois controladores Internos, duas (2%) possuem três controladores Internos e quatro prefeituras (3%) possuem mais de três controladores Internos para executar atividades de Controle Interno.

Dos participantes no levantamento, 67% são efetivos, 29% são efetivos e comissionados e 4% são apenas comissionados, não atendendo a legislação do TCE-MT. Deste universo, 12% fizeram concurso público para cargos que não fazem parte da área de Controle Interno. Foi destacado ainda no relatório que ainda existe pouco entendimento quanto aos atos de elaboração das prestações de contas mensais que devem ser enviadas à Corte de Contas por meio do Sistema APLIC, visto que 11% dos participantes registraram conceito 1 (mínimo) e 29% aplicaram conceito 2.

Dentre as 29 recomendações feitas aos gestores dos 141 municípios mato-grossenses foi apontada a necessidade constitucional no tocante à implantação, vinculação, competência, autonomia, estrutura física e de pessoal para o funcionamento das Unidades de Controle Interno (UCIs) das prefeituras.

Veja Mais:  Polícia Civil empossa 30 novos delegados nomeados pelo Governo do estado

“Ressalto que o cumprimento dos requisitos de implementação e manutenção dos sistemas de Controle Interno nos municípios mato-grossenses é de extrema relevância, na medida em que visa a preservação da autonomia e independência das UCIs”, comentou o relator do levantamento, conselheiro Luiz Carlos Pereira.

Também foi ressaltado aos prefeitos que analisem, juntamente com o Poder Legislativo, a viabilidade de promover a segregação das Unidades de Controle Interno dos respectivos Poderes e que definam valor suficiente para o custeio das despesas inerentes a sua estrutura física e de pessoal, com a finalidade de assegurar a manutenção das atividades desempenhadas.

Aos prefeitos e controladores internos de 18 municípios que não concluíram o questionário enviado pelo TCE-MT, para conhecimento e elaboração do Plano de Ação, serão encaminhados o relatório técnico e a decisão da Corte de Contas para que, em 60 dias, promovam a implementação e as adequações decorrentes das recomendações expedidas. São eles: Acorizal, Araputanga, Alto Paraguai, Alto Boa Vista, Alto Taquari, Arenápolis, Chapada dos Guimarães, Confresa, Indiavaí, Jaciara, Juína, Novo Santo Antônio, Pedra Preta, Salto do Céu, Santa Cruz do Xingú, São José do Xingú, Sorriso e Tesouro.

Ainda em respeito à Constituição Federal foi recomendado a necessidade de regulamentação dos requisitos para o ingresso no cargo de Controlador Interno, por meio de formação superior específica, destinado a carreira. Os gestores devem promover a ocupação do cargo por servidor aprovado em concurso destinado a essa carreira.

Veja Mais:  Recursos de ex-servidores municipais são negados pelo Tribunal de Contas

Quanto à Secretaria Geral de controle Externo do TCE, responsável pela coordenação das unidades técnicas, a Corte de Contas recomendou que seja analisada a possibilidade de treinamento dos controladores internos na elaboração de pareceres técnicos e do Plano Anual de Auditoria Interna.

Levantamentos

 Os levantamentos são instrumentos de fiscalização utilizados pelo TCE para conhecer a organização e o funcionamento dos órgãos e entidades da administração direta, indireta e fundacional dos Poderes Estaduais e Municipais, incluindo fundos e demais instituições jurisdicionadas. Também podem ser objeto dos levantamentos programas, projetos e atividades governamentais no que se refere aos aspectos contábeis, financeiros, orçamentários, operacionais e patrimoniais.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento

 

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
(65) 3613 7559

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana