conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Mato Grosso

Agricultores familiares utilizam sistema de delivery para comercializar produtos

Publicado


.

Com as feiras livres paralisadas devido à pandemia do novo coronavírus, foi criada no município de Diamantino (208 km a Médio-Norte de Cuiabá) a “Feira Solidária”, que se transformou em “Feira Online”.

Essa foi a alternativa encontrada para comercializar os produtos da agricultura familiar no sistema de entrega em domicílio ou delivery. O novo sistema está auxiliando 13 agricultores familiares que entregam cestas com 30 tipos diferentes de legumes, verduras, frutas, derivados de leite (queijo, manteiga, nata e outros), ovos, frangos e peixes congelados, doces, bolos, biscoitos e etc. O preço mínimo da cesta é de R$ 30.

Essa foi uma iniciativa de representantes do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Prefeitura Municipal, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Cooperativa de Agricultores Independentes de Mato Grosso (Coopercaeté). A engenheira agrônoma da Empaer, Josivanny Oliveira Santos Cocco, fala que essa foi uma maneira de evitar o desperdício da produção e garantir o retorno financeiro dessas famílias, mesmo diante da pandemia.

A entrega é realizada aos sabados, das 8h as 11h

A “Feira Solidária” começou no início do mês de abril. Após a liberação parcial das feiras livres, que são realizadas três vezes por semana, decidiram manter as entregas em domicílio e mudar o nome para “Feira Online”.

A pessoa do município interessada em adquirir a cesta pode fazer o pedido pelo número (65) 99698 3030, que registra as solicitações.  O pedido pode ser feito de segunda a quinta-feira e a entrega é realizada no sábado, das 8h às 11h.

Veja Mais:  PM apreendeu 2,3 toneladas de droga no primeiro semestre de 2020

Esse tipo de serviço é realizado a cada 15 dias, e a intenção dos agricultores é que seja realizado semanalmente. A engenheira explica que estão comercializando em média 55 cestas durante a feira, com um retorno financeiro de até R$ 2.700,00, valor distribuído para os agricultores.

As cestas estão sendo montadas no campus do IFMT e todos os representantes auxiliam para atender aos pedidos. No local estão sendo cumpridas todas as regras de higiene, como o uso de luvas, máscaras e atendimento individual para o recebimento do cliente.

O preço mínimo da cesta é de R$ 30

O professor do IFMT, Givaldo Dantas Sampaio Neto, esclarece que “devido ao isolamento e aos cuidados com a pandemia, o delivery cresceu e abriu espaço para uma startup no comércio da agricultura familiar na cidade de Diamantino”.

O professor Fernando João Bispo Brandão declara que “os agricultores da região, com essa iniciativa, enxergam um campo para a comercialização de seus produtos”. Ele acredita que os produtores podem ser incentivados a produzir mais, e que a agricultura familiar pode sair fortalecida dessa crise.

 

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

TCE mantém orientação à Prefeitura de Cuiabá sobre transparência das contratações referentes à Covid-19

Publicado


.

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) manteve orientação à Prefeitura de Cuiabá para que sempre inclua no Portal da Transparência do município os documentos referentes as aquisições de bens, serviços e produtos destinados ao combate do novo coronavírus (Covid-19). O alerta foi feito pelo conselheiro Moisés Maciel, que em junho expediu Medida Cautelar ao município determinando a divulgação das contratações. A Prefeitura de Cuiabá fez as atualizações no site oficial e comprovou a divulgação junto ao TCE-MT.

A medida cautelar de autoria do conselheiro Moisés Maciel, publicada no Diário Oficial de Contas (DOC) no dia 23 de junho, foi solicitada em Representação de Natureza Interna movida pela Secretaria de Controle Externo de Saúde e Meio Ambiente do TCE-MT, por suposta ausência de transparência quanto às aquisições de bens e serviços destinados ao enfrentamento da pandemia.

Durante o julgamento da homologação da Medida Cautelar, ocorrido na sessão ordinária remota desta terça-feira (7), o conselheiro reiterou a obrigatoriedade de dar transparência as aquisições  realizadas pela Prefeitura de Cuiabá para enfrentamento da Covid-19, tais como: prazos e valores das contratações, objeto, quantia e a fonte de custeio, o motivo da escolha da empresa e a justificativa do preço contratado, nos casos de dispensa ou inexigibilidade de licitação, bem como a identificação dos respectivos empenhos, liquidações e pagamentos. A Medida Cautelar foi homologada por unanimidade da Corte de Contas.

Veja Mais:  Prazos para vencimento de infração e indicação do condutor estão suspensos

Orientações

 Em 23 de março, o TCE-MT emitiu Nota Técnica com orientações detalhadas sobre a dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento do coronavírus bem como a necessidade de transparência.

Os gestores e a sociedade em geral contam também com o hotsite “Todos Por Todos Contra a Covid-19”, ferramenta exclusiva que reúne informações, orientações e as fiscalizações realizadas pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso.

Clique aqui e confira o vídeo completo do julgamento.

 

Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Fórum Nacional de Auditoria será realizado nesta quarta-feira (8)

Publicado


.

O IV Fórum Nacional de Auditoria será realizado nesta quarta-feira (8) pela Escola Superior de Contas do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE-RN), em parceria com o Instituto Rui Barbosa (IRB). 

O Fórum vai abordar as NBASP 9020 – Avaliação de Políticas Públicas, com o tema “Ação Nacional das Políticas Públicas relacionadas à Covid-19”.

As inscrições podem ser feitas no link: http://www.tce.rn.gov.br/EscolaContas/Inscricoes. O evento será em formato virtual, das 10h às 12h (horário de Brasília), com transmissão neste link: https://youtu.be/VCnKFHuGp4Q. Haverá certificado de participação emitido pela da Escola de Contas do TCE-RN.

Confira a programação do IV Fórum Nacional de Auditoria:

Programação

10h – Abertura: Presidente do TCE-RN, Poti Júnior; vice-presidente da AMPCON e do CNPGC, Cibelly Farias; presidentes Ivan Bonilha (IRB) e Joaquim de Castro (CNPTC)

Palestras

10h30 – Conselheiro Edilberto Pontes: NBASP 300 e 9020 – Auditoria operacional e avaliação de políticas públicas

10h45 – Nelson Nei Granato: Planejamento das auditorias de fiscalização das políticas públicas relacionadas ao COVID

11h – Conselheiro Joaquim de Castro e Horácio Septímio: Sistema Nacional de Questionários – SINAQUE11h15 – Fernando Matheus: O uso dos dados coletados nas fiscalizações das políticas públicas relacionadas ao COVID

11h30 – Debates

 

Kleverson Souza com informações da Assessoria de Comunicação do TCE-RN
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]

Fonte: TCE MT

Veja Mais:  Segurança Pública registra redução nos índices de criminalidade em Mato Grosso

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Programa do Governo de Mato Grosso vai distribuir 200 mil cobertores

Publicado


.

O Governo do Estado de Mato Grosso, por intermédio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), iniciará neste mês a distribuição de 200 mil cobertores do Programa Aconchego.

A ação, liderada desde o ano passado de forma voluntária pela primeira-dama Virginia Mendes, beneficiará as pessoas mais vulneráveis de todos os municípios de Mato Grosso oferecendo um pouco de conforto nos dias de frio. O governador Mauro Mendes esteve nessa segunda-feira (06.07) para conferir a chegada da primeira remessa de cobertores.  As entregas para as famílias serão feitas daqui a alguns dias.

Está já é a segunda edição do programa. Ano passado, o programa beneficiou 100 mil pessoas carentes em todo Estado. E este ano a meta foi dobrada, em razão do aumento de pessoas carentes e em situação de vulnerabilidade social.

Além dos municípios, os cobertores também serão entregues para moradores de rua, comunidades indígenas, entidades filantrópicas e famílias que se enquadram em situação de extrema vulnerabilidade.

O governador Mauro Mendes ressaltou que o objetivo do programa é justamente atender as famílias mais carentes do Estado. “É uma forma do Estado, através da Assistência Social, oferecer um pouco de conforto a essas pessoas que passam por situações adversas”.

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, explica que as famílias atendidas devem fazer parte do Cadastro Único da Assistência Social. “Estamos focando nas famílias que estão sofrendo com este período de pandemia, que perderam seus empregos e não têm condição para comprar o básico”.

Veja Mais:  Novas especialidades de teleconsulta estão disponíveis para os beneficiários do Mato Grosso Saúde

A primeira-dama Virginia Mendes ressalta que por conta da pandemia aumentou consideravelmente os pedidos de ajuda. “Temos recebido muitas solicitações de famílias precisando de alimentos, cobertores, roupas e todo tipo de ajuda. O Programa Aconchego inicia num momento crucial e de extrema necessidade e vai se complementar à distribuição de alimentos que já estamos realizando em todo Estado”, complementou.

Para o cadastro de atendimento, as instituições, entidades e/ou grupos representativos devem enviar um ofício para o e-mail [email protected], com a lista das pessoas que serão beneficiadas, contendo nome completo, CPF, nome da mãe e número de identificação social (NIS).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana