Economia

Ainda sem vencedores em 2020, Mega-Sena sorteia R$ 120 milhões neste sábado

Publicado


source
mega-sena arrow-options
Paulo Pinto/Fotos Públicas

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 120 milhões neste sábado (15)

A Mega-Sena sorteia neste sábado (15) um prêmio de R$ 120 milhões. As seis dezenas do concurso 2.234 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

Leia também: Bolão vale a pena? Matemático dá dicas para ter mais chances na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. O bilhete simples da  Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

O último sorteio, realizado na última quarta-feira (12), não viu nenhum sortudo acertar as 6 dezenas sorteadas, que foram  04, 06, 32, 35, 41 e 45, então o prêmio, à época de R$ 105 milhões, acumulou. Por isso, o concurso 2.234 da Mega-Sena , deste sábado, tem prêmio estimado em R$ 120 milhões.

Como funciona

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e  Quina , respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Veja Mais:  Governo quer zerar tributação da folha para todos os CLTs e criar novo imposto

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

Leia também: Dinheiro da aposta não serve só para premiar: quem ganha com recurso da loteria?

O prêmio bruto da  Mega-Sena  corresponde a 43,35% da arrecadação. Desse total, 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados; 19% entre os acertadores de cinco números (Quina), 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra), 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos de final zero ou cinco e 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Economia

Guedes é retirado de entrevista depois de falar sobre “tributos alternativos”

Publicado


source

Brasil Econômico

Paulo Guedes
Reprodução/CNN Brasil

Paulo Guedes é retirado de coletiva por Ricardo Barros e Luiz Eduardo Ramos

O ministro da Economia, Paulo Guedes , foi interrompido em coletiva de imprensa pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos , e por Ricardo Barros (PP-PR), atual líder do governo na Câmara dos Deputados. Guedes falava sobre “tributos alternativos”. O caso aconteceu na última quarta-feira (23). Em pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (24),  67% dos brasileiros disse ter insatisfação sobre os impostos .

Nas imagens divulgadas pela CNN Brasil, Ramos e Barros são vistos acompanhando Guedes em sua entrevista coletiva a jornalistas. Durante a fala do ministro, os dois ficam evidentemente incomodados e, em seguida, levam Guedes para longe dos jornalistas. 

“Queremos desonerar? Queremos ajudar a criar emprego? Então vamos fazer um programa de substituição tributária . Da mesma forma, queremos criar renda? Sim, então vamos ter que fazer… Descobrimos 38 milhões de brasileiros, que eram os invisíveis, temos que ajudar essa turma a ser reincorporada no mercado de trabalho. Então temos que desonerar a folha, por isso que a gente precisa de tributos alternativos . […] E renda a mesma coisa, nós vimos a importância do auxílio emergencial, então nós temos que fazer uma aterrizagem suave do programa de auxílio emergencia, que é exatamente o que nós estamos estudando”, disse Guedes antes de ser interrompido por Ramos e Barros. 

Veja Mais:  Governo quer zerar tributação da folha para todos os CLTs e criar novo imposto

Durante a fala do ministro, os outros dois se entreolhavam, e Barros foi visto dizendo “está bom” diversas vezes. Quando Ramos pega Guedes pelo ombro e o encaminha para longe dos jornalistas, Barros diz “vamos lá”.

A cena rendeu comentários em tom engraçado por parte de Guedes , que disse à imprensa que “agora tem articulação política”, enquanto apontava para Ramos e Barros. 

Continue lendo

Economia

60% reprova política de combate ao desemprego de Bolsonaro, diz Ibope

Publicado


source

Brasil Econômico

clt
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Pesquisa revela que mais da metade da amostra está insatisfeita com a reação do governo ao desemprego; 2 mil pessoas foram entrevistadas

Nesta quinta-feira (24), foi divulgado o resultado da pesquisa de Avaliação do Governo, realizada pelo Ibope em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento mostra que 60% dos brasileiros desaprovam as políticas públicas de combate ao desemprego do  governo de Jair Bolsonaro.

Na pesquisa, 2 mil brasileiros foram entrevistados. Do grupo, apenas 37% disseram ter satisfação com a reação do governo ao desemprego no país. Uma parte menor, de 3%, afirmou não saber ou preferiram não responder.

Outro tema de grande insatifação foi o dos impostos, com 67% dos entrevistados respondendo que não aprova a política tributária do governo. Sobre taxa de juros, 64% mostratam insatisfação.

Confira:


pesquisa
Reprodução Pesquisa Ibope-CNI

Pesquisa Ibope-CNI mostra áreas em que o governo Bolsonaro é reprovado

Em contrapartida, o governo apresentou mais da metade de aprovação em questões referentes à segurança pública, e o levantamento aponta um  crescimento na popularidade e confiança do presidente Bolsonaro.

Veja Mais:  Aeroporto de Viracopos pode ter novo concessionário; entenda
Continue lendo

Economia

INSS: segurado passa ter direito a benefícios sem contribuição por 12 meses

Publicado


source

Brasil Econômico

Fachada do INSS
Agência Brasil

Segurados passam a ter direito a benefícios sem contribuição por 12 meses


Nesta quinta-feira (24), foi divulgado, no Diário Oficial da União (DOU), um decreto que altera a concessão dos benefícios de natureza acidentária , como auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) e a aposentadoria permanente (antiga aposentadoria por invalidez), pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


O Decreto nº 10.410/2020, de junho deste ano, que atualizou o regulamento após a reforma da previdência, teve trechos alterados pelo ministro da Economia, Paulo Guedes . Agora,  nos casos de incapacidade e aposentadoria por invalidez, o período de graça volta a ser de 12 meses. 

Anteriormente, o pedido por auxílio de incapacidade e aposentadoria por invalidez era, inicialmente, de 12 meses, mas o decreto tinha reduzido para um mês. O período de graça é quando, mesmo sem contribuir, o segurado mantém o direito aos benefícios e serviços da Previdência Social .

“Como estava a redação? O segurado que recebia auxílio-doença, já a partir do mês seguinte que teve a alta, não teria mais direito aos benefícios do INSS se deixasse de contribuir”, diz Adriane Bramante, advogada e presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), segundo apuração do Metrópoles.

Veja Mais:  Auxílio: quase 30% dos beneficiários não receberá todas parcelas; veja seu grupo

A advogada complementa, “agora, o governo retoma essa questão, garantindo o período de graça por 12 meses ao segurado que teve o benefício por incapacidade e deixou de contribuir com a Previdência Social”.

Segundo Adriane, que é especialista em direito previdenciário, o decreto tinha vários erros de digitação e, agora, o governo corrigiu essas inconformidades.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana