Tecnologia

Amazon consegue suspensão de contrato da Microsoft com o Pentágono

Publicado


source

Olhar Digital

O contrato de US$ 10 bilhões da Microsoft com o Pentágono foi suspenso temporariamente. Um juiz emitiu uma liminar temporária contra o negócio até que um processo da Amazon fosse resolvido. As empresas travaram uma disputa para fornecer o serviço em nuvem da Infraestrutura de Defesa Empresarial Conjunta do Pentágono ( JEDI ), vencida pela Microsoft .

Como modelos de computador simulam a propagação do coronavírus

A Amazon alegou que perdeu o contrato bilionário por causa de uma animosidade pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , em relação ao CEO da empresa, Jeff Bezos , e ao jornal The Washington Post , que também é de propriedade do empresário. A Amazon argumentou que o processo de concessão do contrato apresentava “deficiências claras, erros e viés inconfundível”.

Como a decisão do juiz é selada, não se sabe o motivo oficial por trás disso. Uma versão editada da decisão deve ser divulgada em duas semanas, depois que o documento for revisado por ambas as partes para retirar informações sensíveis à concorrência.

Trump está brigando com Bezos desde o início de seu mandato, chegando a ameaçar prejudicar o relacionamento da Amazon com o Serviço Postal dos EUA . Parte da hostilidade pode partir do fato de Bezos ser proprietário do Washington Post, que relatou vigorosamente os excessos do governo Trump. No início deste mês, o CEO trocou farpas com o consultor da Casa Branca , Peter Navarro , durante uma conversa não relacionada sobre produtos falsificados na Amazon.

Veja Mais:  Facebook remove mais de 22 milhões de posts com discurso de ódio

Reprodução

O presidente Trump disse em julho que estava analisando o contrato após reclamações sobre o processo de licitação, dando origem a preocupações generalizadas sobre a influência política na decisão de compra. Em outubro, o contrato foi concedido à Microsoft .

Em um depoimento apresentado ontem, uma autoridade do Pentágono afirmou que qualquer atraso na implementação do novo sistema seria imensamente caro para o governo norte-americano, estimando “um prejuízo financeiro entre US$ 5 milhões e US$ 7 milhões mensais enquanto o cumprimento do contrato JEDI ( Joint Enterprise Defense Infrastructure ) está adiado”.

Uber permite chamar carro por ligação telefônica

A Amazon pode acabar em uma situação desagradável se a empresa perder o caso. Como parte do pedido, a empresa é “orientada a fornecer segurança no valor de US$ 42 milhões para o pagamento dos custos e danos que possam ocorrer ou sofrer no caso de procedimentos futuros provarem que essa liminar foi emitida injustamente”.

A empresa de Jeff Bezos espera forçar Trump a avaliar diretamente o julgamento, procurando obrigar o presidente, o ex-secretário de Defesa , James Mattis , e o atual secretário de Defesa , Mark Esper , a testemunhar no caso. O juiz não se pronunciou sobre a moção para depor, e ainda não está claro se isso acontecerá.

Tecnologia

iFood fará entregas com drones no Brasil; testes começam em breve

Publicado


source

Olhar Digital

iFood
Divulgação/iFood

iFood começará a fazer entregas com drones


O iFood recebeu aval da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para realizar voos experimentais com drones para reduzir o tempo de suas entregas. Os primeiros testes devem ser realizados em Campinas (SP) a partir de outubro.

Vale destacar, porém, que você não receberá seu pedido na porta da sua casa por meio de um drone, pelo menos em um primeiro momento. O equipamento fará um trajeto de 400 metros entre a praça de alimentação de um shopping e uma estrutura do iFood .  A pé, o trajeto leva em média 12 minutos, mas com o drone deve durar apenas dois. Depois disso, um entregador humano terminará o caminho.

Uma segunda rota de voo fará um trajeto de 2,5 quilômetros entre o centro de operações do aplicativo até um condomínio próximo. É esperado que o drone leve quatro minutos para concluir o percurso, o que hoje leva 10.

A autorização acontece em um momento em que cada vez mais bares e restaurantes buscam o comércio eletrônico como alternativa, principalmente por conta da pandemia de Covid-19 e a necessidade do isolamento social. Apenas no iFood , o número de estabelecimentos cadastrados subiu de 160 mil em março para 212 mil em junho.  No mesmo período, as entregas realizadas foram de 30 milhões para 39 milhões.

Para que o aplicativo possa aumentar a escala das suas operações com drones, serão necessárias novas autorizações da Anac . Para que isso aconteça, os resultados destes testes terão grande importância. O iFood já mapeou em torno de 200 cidades nas quais poderá usar o modelo se for bem sucedido.

Veja Mais:  Google permite que celulares prevejam terremotos; entenda como

Continue lendo

Tecnologia

Facebook remove mais de 22 milhões de posts com discurso de ódio

Publicado


source
Facebook
Unsplash/NeONBRAND

Facebook exclui publicações com discurso de ódio


O Facebook removeu 22,5 milhões de conteúdos com discurso de ódio da rede social nos últimos três meses. A informação foi divulgada nesta terça-feira (11) pela própria empresa. 

Depois de receber boicote publicitário , o Facebook tem investido em mais inteligência artificial para remover discurso de ódio da rede social. No primeiro trimestre deste ano, a taxa de detecção de publicações do tipo aumentou em 89% e, no segundo, em 95%.

Guy Rosen, vice-presidente de integridade do Facebook , disse, ainda, que a empresa também removeu 8,7 milhões de conteúdos relacionados a terrorismo no último trimestre. A detecção automática engloba posts em inglês, espanhol, árabe e indonésio. Não há informações sobre publicações em português. 

O Facebook ainda admitiu que, com menos funcionários durante a pandemia de Covid-19 , a moderação de conteúdo foi comprometida. “Dependemos muito de pessoas para analisar esse tipo de conteúdo. Com menos revisores de conteúdo, removemos um número menor de conteúdos relacionados a automutilação e suicídio no Facebook e no Instagram”, disse Rosen.

Veja Mais:  Facebook remove mais de 22 milhões de posts com discurso de ódio
Continue lendo

Tecnologia

Xiaomi lança TV transparente com preço que não agrada; confira

Publicado


source
Xiaomi
Divulgação/Xiaomi

Xiaomi lança televisão transparente


Em comemoração aos seus 10 anos, a Xiaomi anunciou, nesta terça-feira (11), uma televisão transparente . A Mi TV LUX OLED Transparent Edition tem 55 polegadas, e é possível enxergar o que se passa atrás dela. 

Por enquanto, a novidade foi lançada apenas na China , onde começa a ser vendida a partir do dia 16 de agosto. Em conversão direta, o preço da TV chega a R$39 mil. 

Além da tela transparente, a televisão ainda conta com frequência de atualização de 120 Hz e chipset MediaTek 9650, além de sistema operacional com edição customizada da MIUI .

A Xiaomi promete, ainda, que não é necessário iluminação na parte traseira, já qe o próprio vidro consegue emitir luz quando o aparelho está ligado. 

Veja Mais:  Google permite que celulares prevejam terremotos; entenda como
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana