Mato Grosso

Atendimento exclusivo para pessoas com deficiência pode ser agendado até domingo (20)

Publicado


.

Das 8h às 12h, no dia 21 de setembro, o Centro de Triagem Covid-19 atenderá exclusivamente às pessoas com deficiência. A ação é promovida pelo Governo de Mato Grosso e Secretária Estadual de Saúde (SES-MT) em consonância com o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência.

O público especifico poderá realizar testes de coronavírus, consultas e receber medicamentos para o tratamento precoce, caso seja diagnosticado Covid-19.  

Além dos serviços de saúde, a coordenação do Centro de Triagem está preparando uma recepção especial. Serão entregues cestas básicas, kits de higienização contendo mascará e álcool 70%, além de cadeiras de rodas.

Como agendar

Os interessados em participar da ação devem acessar o site (CLICANDO AQUI) para realizar o agendamento do atendimento. Na página oficial, clique na opção (Dia 21/09/2020 – Exclusivo – 09h até 12h30), coloque o número (9598) no campo e informe o código de verificação. Preencha os dados do formulário eletrônico com CPF, nome, data de nascimento, sexo, endereço, cidade, bairro, e-mail, celular e confirme na opção agendar para finalizar a solicitação.

Senhas

Para realização dos atendimentos, a unidade disponibilizou cerca de 500 senhas. Até a publicação desta matéria, consta no sistema o agendamento de 150 pessoas. Com isso, ainda restam 350 senhas disponíveis.

Os acompanhantes presentes no dia também poderão realizar todo processo de testagem e consulta.  

Veja Mais:  Quinta-feira (29): Mato Grosso registra 143.047 casos e 3.841 óbitos por Covid-19

De acordo com a coordenadora do Centro de Triagem Covid-19, Patrícia Dourado, “esse público específico necessita de um atendimento diferenciado com toda atenção e cuidado”.

Ela destacou ainda que, durante o período de quase dois meses de funcionamento da unidade, poucos deficientes procuraram o serviço no local.

“Atendemos poucas pessoas com deficiência que buscaram o Centro de Triagem para realizar o teste, queremos aumentar o número de testes para eles. São pessoas que precisam de um cuidado diferente, então precisamos sempre proporcionar este tipo ação para todos, ainda mais agora com a pandemia”.

Combate à pandemia

O atendimento no Centro de Triagem da Covid-19 é uma ação promovida pelo Governo de Mato Grosso para auxiliar à Atenção Básica municipal de saúde. Com quase dois meses de funcionamento, o Centro de Triagem da Covid-19 já atendeu 33.959 pacientes. Os dados atualizados foram divulgados na manhã desta sexta-feira (18.09) pela coordenação da unidade.

De acordo com a tabela de dados, desde 22 de julho foram diagnosticadas 6.196 pessoas com a Covid-19. Outros 17.440 tiveram resultado negativo e 10.323 foram considerados suspeitos de estarem com a doença. Além disso, foram realizadas 2.581 tomografias, importante exame de avaliação dos pulmões dos pacientes infectados. 

O local possui uma estrutura para realização de testagem rápida para o novo coronavírus, realização de exame com uso do aparelho de tomografia e entrega de medicamento para o tratamento precoce da doença, após consulta com prescrição médica.

Veja Mais:  "O Programa Mais MT vai gerar 52 mil novos empregos em todo o Estado", afirma governador

O Centro de Triagem na Arena Pantanal fica localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.
Para saber como chegar ao Centro de Triagem na Arena Pantanal clique aqui.

 

Fonte: GOV MT

Mato Grosso

Oncologista alerta que o envelhecimento é um fator de risco para o câncer de mama

Publicado


Entre todos os tipos de câncer, o que mais acomete as mulheres é o de mama. E os dois principais fatores de risco para a doença são: ser mulher, e o envelhecimento, afirma a oncologista Carla Nakata, que é credenciado ao Mato Grosso Saúde.
 
O alerta é para que as mulheres acima dos 45 anos, e principalmente na terceira idade, intensifiquem os cuidados para monitorar a saúde, já que é nesta fase da vida que o câncer de mama é mais frequente.
 
“O câncer de mama pode acontecer em qualquer fase da vida, porém é mais frequente por volta dos 45, aos 65 anos de idade. Por isto, é importante o rastreamento e o diagnóstico precoce, ou seja, logo no início do câncer. A chance de essa mulher ficar curada ao longo da vida é muito alta, girando em torno de 95% a 98%, dependendo do caso. Quando eu diagnostico essa mulher em um quadro avançado as chances diminuem”, explica
 
A paciente que tem o diagnóstico precoce pode precisar de menos procedimentos onerosos, e mais complicados. “Às vezes a paciente que identificou um câncer no início nem vai precisar de quimioterapia. Sem contar que ela vai ficar curada, podendo voltar a fazer as suas atividades normais, que é o sucesso do tratamento”, avalia.
 
Outros fatores de risco envolvidos são a obesidade, genética (vários casos de câncer de mama na família), ou o uso de terapia hormonal para pacientes que entram na menopausa, mas para 95% das mulheres, a doença vai acontecer ao acaso.
 
“O fator de proteção seria a amamentação. Quanto maior o número de filhos e a amamentação, por quanto mais tempo melhor é a proteção para um câncer de mama”, ressalta.
 
Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados 66 mil casos de diagnósticos novos de câncer de mama no País. A cada 100 mil mulheres, 61 serão acometidas com a doença. “A incidência é alta, e por isso que a gente faz esse programa de conscientização das mulheres para fazer o rastreamento do câncer de mama”.
 
Como detectar
 
O diagnóstico precoce passa por um exame de mamografia, ou ultrassom, que são fáceis e baratos. O auto exame de toque nos seios pode ajudar a paciente a perceber algum nódulo e procurar o mais breve um médico para os exames e o diagnóstico.
 
“Na maioria das vezes o câncer é assintomático. O sintoma mais frequente é a mulher sentir um caroço na mama, ou na axila. Esse caroço não dói, é endurecido, fixo. Pode ficar com a mama vermelha, pele com aspecto de casca de laranja, mais grossa com pontinhos, pode haver uma inversão do mamilo, pode haver dor, mas são sintomas menos comuns”, conta a especialista.
Fonte: GOV MT

Veja Mais:  Filhote de veado-catingueiro é levado para Santuário de Elefantes após tratamento no PAEAS

Continue lendo

Mato Grosso

Sema suspende atividades do Parque Mãe Bonifácia

Publicado


A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) suspende temporariamente, a partir desta sexta-feira (30.10), as atividades do Parque Estadual Mãe Bonifácia. 

O fechamento ocorre devido a morte de sete macacos saguis e atende os protocolos de segurança biológica. As atividades estarão suspensas até que os laudos da necropsia dos animais estejam concluídos e haja garantia de segurança da saúde da população e dos animais. 

Os laudos serão divulgados pela Unidade de Vigilância em Zoonoses da Prefeitura de Cuiabá que está analisando amostras coletadas. 

As equipes da Sema e do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental estão realizando varreduras sanitárias em todo perímetro do Parque.

Fonte: GOV MT

Veja Mais:  Secel publica editais com recursos de R$ 25 milhões da Lei Aldir Blanc
Continue lendo

Mato Grosso

Município de Ribeirãozinho está com risco moderado de contaminação de Covid-19 em Mato Grosso

Publicado


Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta quinta-feira (29.10) mais uma atualização do panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O Boletim Informativo n° 235 mostra (a partir da página 12) que o município de Ribeirãozinho configura na classificação com risco “moderado” para contaminação do novo coronavírus.

Os demais 140 municípios estão na classificação de risco “baixo”, indicado pela cor verde e não apresentam grandes riscos de contaminação. Nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco “muito alto”, indicado pela cor vermelha que representa alerta máximo de contaminação.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT.

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

Veja Mais:  Oncologista alerta que o envelhecimento é um fator de risco para o câncer de mama

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana