Tecnologia

Bill Gates diz que Microsoft será cuidadosa com dados do TikTok

Publicado


source

Olhar Digital

TikTok
Wikimedia Commons/Kuhlmann MSC

Bill Gates comenta compra do TikTok


Apesar de, como ele mesmo diz, não ser o público-alvo do TikTok , Bill Gates decidiu falar sobre a possível compra da rede social pela Microsoft . O empresário afirmou estar confuso com todo o imbróglio que aconteceu no último fim de semana entre Donald Trump , a Microsoft e a ByteDance em torno da aquisição, mas assegurou que sua empresa não deve fazer nada de errado com os dados dos usuários.

“A Microsoft é muito cuidadosa com os dados. Não faremos coisas hostis ou vistas como hostis”, garantiu em entrevista à Bloomberg. Além disso, ao ser questionado sobre o que pensava sobre a possibilidade de o TikTok entrar para a “família Microsoft”, destacou que a inovação do aplicativo é algo a se elogiar. “É bom que o TikTok tenha criado alguma concorrência por meio da inovação. Não me parece que impedir que a inovação esteja disponível faz muito sentido quando você quer coisas novas por aí”, afirmou.

Desde março, Bill Gates se afastou ainda mais da Microsoft , apesar de ser um dos maiores acionistas da empresa. Ele decidiu deixar o conselho de diretores para se dedicar à Bill & Melinda Gates Foundation, fundação filantrópica que criou junto com sua esposa. De qualquer forma, afirmou que, caso os mandatários da empresa desejarem, poderá dar alguns conselhos, mesmo que não esteja “no centro da decisão que está sendo tomada”.

Veja Mais:  Disney+ esvazia catálogo do Amazon Prime Video, que perde 58 filmes nesta quarta

Entenda a polêmica Estados Unidos x TikTok

Desde que chegou ao ocidente, o TikTok se tornou um sucesso absoluto, com mais de dois bilhões de downloads. Porém, a ByteDance, desenvolvedora da rede social, é uma empresa chinesa, o que levantou uma série de contestações sobre a segurança dos dados dos usuários. Isso porque, segundo o governo americano, a China pode ter acesso a essas informações e usar isso a seu favor.

Por conta disso, o presidente Donald Trump anunciou na última semana que o aplicativo será banido dos Estados Unidos, a menos que alguma empresa americana o compre (e é aqui que a Microsoft entra na história). O país, porém, não foi o primeiro a fazer isso. A  Índia anunciou o banimento do TikTok (e muitos outros aplicativos de origem chinesa) no país.

Tecnologia

Disney+ esvazia catálogo do Amazon Prime Video, que perde 58 filmes nesta quarta

Publicado


source
Disney
Unsplash/Kon Karampelas

Disney+ esvazia catálogo do Amazon Prime Video

chegada do Disney+ ao Brasil vai trazer uma nova opção de streaming para o público, mas também irá esvaziar o catálogo do Amazon Prime Video . 58 títulos deixam o serviço nesta quarta-feira (30) para entrarem na lista do Disney+.

A novidade vai ter exclusividade sobre filmes da prórpia Disney e de outras produtoras e franquias, como Marvel , Pixar e Star Wars . Todos esses títulos, portanto, deixarão outros serviços de streaming

A saída começou pela Netlifx : no final de agosto, a gigante perdeu muitos filmes da Disney . Agora, é a vez do Prime Video . A parceria de licenciamento de filmes e séries entre Amazon e Disney se encerra nesta quarta-feira, e a plataforma já começou a avisar os usuários a respeito dos títulos que serão excluídos. 

Títulos como Star Wars , Toy Story , Alladin , Frozen 2 e Vingadores ficarão de fora dos serviços de streaming no Brasil por mais de um mês. Eles deixam o Prime Video nesta semana e voltam a aparecer apenas na estreia do Disney+ , em 17 de novembro. Ainda sem confirmação oficial, tudo indica que a nova plataforma terá assinatura de R$28,99 ao mês .

Veja Mais:  PlayStation Store registra aumento de preço; veja os jogos afetados

Agora, o Prime Video parte para uma estratégia similar à adotada pela Netflix : investir em produções originais. A série The Boys é um exemplo de sucesso, e gerou até uma parceria entre Amazon e SBT para televisionar os episódios e ganhar mais assinantes. 

Confira a lista de 58 filmes que deixam o Amazon Prime Video nesta quarta-feira (30):

  1. Frozen 2 (2019)
  2. Vingadores: Ultimato (2019)
  3. Vingadores: Era de Ultron (2015)
  4. Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (2020)
  5. Guardiões da Galáxia (2014)
  6. Guardiões da Galáxia Vol.2 (2017)
  7. Malévola (2014)
  8. Malévola: Dona do Mal (2019)
  9. Vidro (2019)
  10. Doutor Estranho (2016)
  11. O Rei Leão (2019)
  12. Capitã Marvel (2019)
  13. Aladdin (2019)
  14. Moana: Um Mar de Aventuras (2016)
  15. Universidade Monstros (2013)
  16. Os Incríveis (2004)
  17. Toy Story (1995)
  18. Toy Story 2 (1999)
  19. Toy Story 3 (2010)
  20. Toy Story 4 (2019) 
  21. Capitão América: O Primeiro Vingador (2011)
  22. Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014)
  23. Homem de Ferro (2008)
  24. Homem de Ferro 2 (2010)
  25. Homem de Ferro 3 (2013)
  26. Thor: O Mundo Sombrio (2013)
  27. Detona Ralph (2012)
  28. WiFi Ralph Quebrando a Internet (2018)
  29. A Bela e A Fera (2017)
  30. Valente (2012)
  31. Zootopia (2016)
  32. A Princesa e o Sapo (2009)
  33. Vida De Inseto (1998)
  34. Operação Big Hero (2014)
  35. Enrolados (2010)
  36. Operação Cupido (1998)
  37. Dumbo (2019)
  38. Cinderela (2015)
  39. O Retorno de Mary Poppins (2018)
  40. Lilo & Stitch (2002)
  41. Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar (2017)
  42. Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas (2011)
  43. Piratas do Caribe: No Fim do Mundo (2007)
  44. Piratas do Caribe: O Baú da Morte (2006)
  45. Piratas do Caribe: A Madição do PérolaNegra (2003)
  46. Encantada (2007)
  47. O Bom Dinossauro (2015)
  48. O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos (2018)
  49. Rogue One: Uma História Star Wars (2016)
  50. Star Wars: A Ascensão Skywalker (2019)
  51. Star Wars: Os Últimos Jedi (2017)
  52. Star Wars: O Despertar da Força (2015)
  53. Star Wars: O Retorno de Jedi (1983)
  54. Star Wars: O Império Contra-Ataca (1980)
  55. Star Wars: Uma Nova Esperança (1977)
  56. Star Wars: A Vingança dos Sith (2005)
  57. Star Wars: Ataque dos Clones (2002)
  58. Star Wars: A Ameaça Fantasma (1999)
Veja Mais:  PlayStation 5: veja quais jogos de PS4 terão atualização gratuita

Continue lendo

Tecnologia

FarmVille: jogo da fazendinha será desativado do Facebook após 11 anos

Publicado


source

Olhar Digital

Fazendinha FarmVille
Zynga/Divulgação

FarmVille, o jogo da fazendinha, vai sair do Facebook

O jogo Farmville , simulador de fazenda muito popular no Facebook no início da década de 2010, será desativado definitivamente em 31 de dezembro de 2020, afirmou a desenvolvedora Zynga, em comunicado.

Segundo a empresa, o fim do game é um reflexo da decisão do Facebook de encerrar o suporte para jogos em Flash na plataforma. Em junho, a Adobe anunciou que deixará de distribuir e atualizar o plugin de reprodução de mídia Flash Player.

Compras no Farmville estarão disponíveis até 17 de novembro, quando o sistema de pagamento do jogo será desativado. Jogadores devem investir qualquer crédito restante até 31 de dezembro, informou a Zynga.

A empresa ainda prometeu desenvolver atividades especiais no game até a data de encerramento e agradeceu o apoio da comunidade. “Estamos cientes que muitos de vocês estão conosco desde o início, ajudando a construir uma incrível comunidade global de jogadores ao longo dos anos que desfrutaram deste jogo tanto quanto nós. Por isso, agradecemos a todos vocês”, disse a companhia.

O Farmville ganhou muita popularidade ao permitir usuários do Facebook gerenciarem fazendas em parceria com seus contatos na rede social e postarem sobre o game na timeline.

Veja Mais:  FarmVille: jogo da fazendinha será desativado do Facebook após 11 anos

Em 2010, o título chegou a marca de 63 milhões de jogadores ativos em um único mês. A desativação do simulador original, porém, não significa o fim da franquia. A Zynga ainda oferece o Farmville 2: Paraíso Tropical  e o Farmville 2: Aventuras no Campo , ambos disponíveis para Android e iOS . A desenvolvedora também anunciou que planeja lançar a sequência Farmville 3 para plataformas mobile.

Continue lendo

Tecnologia

Imagens noturnas da Terra indicam focos de transmissão do novo coronavírus

Publicado


source
coronavírus
Reprodução/YouTube/Nasa

Imagens noturnas da Terra

Imagens noturnas da Terra são capazes de indicar possíveis focos de transmissão do novo coronavírus (Sars-Cov-2), indica uma pesquisa realizada pela Instituto Payne de Políticas Públicas da Escola de Minas de Colorado, nos Estados Unidos. As cenas, registradas pelo programa Black Marble, da Nasa , mostram as luzes das cidades, dando uma dimensão do consumo de energia em todas as localidades do globo, o que leva a dados sobre o cumprimento de medidas de isolamento social .

A física e pesquisadora Rosa Correa, membro do Instituto dos Engenheiros Eletrônicos e Eletricistas (IEEE) e docente do Instituto Tecnológico Vale (ITV), explica que o estudo analisou imagens noturnas de diversas cidades antes da pandemia e as comparou com cenas capturadas durante a pandemia. 

Com isso, foi possível perceber diferenças entre elas que, relacionadas ao consumo de energia, indicaram regiões mais e menos adeptas às medidas de isolamento social. Por si só, isso já indica áreas nas quais a transmissão do novo coronavírus pode ser mais ou menos provável. 

Mas não para por aí. A pesquisa também analisou áreas próximas a hospitais, o que indica um crescimento na transmissão do vírus. “Eles conseguiram ver que áreas próximas a hospitais ganharam consumo de energia elétrica, então possivelmente aquela população que mora próximo daquelas áreas estava acessando mais aquele serviço de saúde. Então, eles associaram aquele consumo do serviço hospitalar como um indicativo de que provavelmente lá os casos relacionados com Covid-19 poderiam estar maiores”, explica Rosa. 

Veja Mais:  Xiaomi anuncia chegada da sua marca POCO ao Brasil

Um outro estudo, realizado por pesquisadores do Centro de Voos Espaciais Goddard, da Nasa, e pela Universities Space Research Association analisou as mudanças que a pandemia causou no uso de energia elétrica na China, comparando imagens de janeiro e fevereiro de 2020. Próximo à província de Wuhan , foi possível perceber que algumas rodovias estavam esvaziadas com as medidas de isolamento social. 

“As luzes fornecem uma perspectiva diferente sobre os assentamentos humanos. Não estamos apenas olhando para onde estão as estradas. Essas imagens estão nos dizendo quando e se as estradas estão sendo usadas. Estamos analisando as atividades humanas”, disse na ocasião Miguel Román, um dos responsáveis pelo estudo.

Dados ajudam a tomar decisões

De acordo com Rosa, esse tipo de informação pode ser muito valiosa na hora de tomar decisões públicas, como o aumento das restrições ou a retomada da economia. “Os estudos mostram que aeroportos, centros comerciais, shoppings, estacionamentos, rodovias perderam um pouco da luminosidade em algumas cidades. Então, isso indicava que as pessoas estavam seguindo o isolamento. Em outras, poderia ser indicado fazer normas mais rígidas com relação ao isolamento”, esclarece. 

Os estudos, realizados no início da pandemia, deixam lições importantes também para o momento atual, indicando a importância de análises constantes dessas imagens. “Nas cidades com abertura econômica, essa mesma análise poderá ser realizada caso haja uma segunda onda da doença e seja necessário bloquear novamente as atividades”, afirma Rosa.

Veja Mais:  PlayStation 5: veja quais jogos de PS4 terão atualização gratuita

As imagens noturnas da Terra são capturadas pela Nasa através de satélites e divulgadas para pesquisadores de diversas áreas. Agora utilizadas para soluções relacionadas à pandemia do novo coronavírus , os dados já são amplamente difundidos no meio acadêmico para diversas outras funções. “O [programa] Black Marble está desempenhando um papel vital na pesquisa sobre poluição luminosa, pesca ilegal, incêndios, impactos e recuperação de desastres, assentamentos humanos e infraestruturas de energia associadas”, diz o site do projeto.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana