Economia

Bolsonaro sanciona lei que obriga afastamento de grávidas do trabalho presencial

Publicado


source
Sanção será publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (13)
Reprodução: ACidade ON

Sanção será publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (13)

O presidente Jair Bolsonaro sancionou um projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional que permite o afastamento de mulheres grávidas do trabalho presencial enquanto continuar a emergência de saúde da Covid-19 .

De acordo com a nova lei, que será publicada na edição desta quinta-feira (13) do Diário Oficial da União, a empregada deverá permanecer afastada das atividades presenciais sem prejuízo de sua remuneração. Além disso, as gestantes poderão continuar trabalhando por meio de teletrabalho, o “home office”, ou outra forma de trabalho à distância.

Nos últimos dias, a vacinação de gestantes com a vacina Covishield, desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca foi suspensa após a morte de uma mulher que tomou a vacina. A reação levou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a pedir a suspensão do uso de imunizante em grávidas.

Você viu?

A paciente sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) que levou à sua morte e a do feto. A mulher tinha tomado a vacina. O caso levou o Ministério da Saúde a suspender a vacinação de grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto) com a Covishield. Ao fazer o anúncio, a pasta também recomendou a suspensão da imunização em gestantes e puérperas sem doenças prévias.

Veja Mais:  Fábrica proíbe uso de maconha e sofre com falta de funcionários; entenda

As grávidas que tiverem comorbidades continuarão a ser imunizadas com a CoronaVac ou a da Pfizer. As medidas são temporárias e valerão enquando casos suspeitos de eventos advesos são investigados. A pasta detalhará, em nota técnica a ser publicada nos próximos dias, as orientações para as que já receberam a primeira dose.

Comentários Facebook

Economia

Fábrica proíbe uso de maconha e sofre com falta de funcionários; entenda

Publicado


source
fábrica da GM
Divulgação

fábrica da GM


A General Motors  ( GM ) está com dificuldades para contratar trabalhadores temporários para duas de suas fábricas principais, em Michigan e em Indiana, nos Estados Unidos. Um dos motivos é a obrigatoriedade do teste toxicológico .

A maconha é liberada para uso recreativo em Michigan desde 2018. A companhia está procurando por operários temporários para as fábricas de Flint (Michigan) e Fort Wayne (Indiana). Os polos produzem as picapes mais lucrativas. 


Em Indiana, foram contabilizados apenas 60 candidatos, mas a empresa precisa de 275 funcionários. Segundo reportagem do Detroit Free Press, o teste de toxicologia usa um fio de cabelo para determinar se a pessoa usou maconha nas últimas semanas. 

Esse tipo de teste pode dar um falso positivo e apontar para a concentração de um dos princípios ativos da droga ( THC ) mesmo em quem usou produtos apenas com canabidiol (CBD), diz um estudo do Journal Analytical Toxicology, principal publicação mundial sobre o toxicologia. 

Comentários Facebook
Veja Mais:  Em votação apertada, Senado aprova texto que prevê privatização da Eletrobras
Continue lendo

Economia

McDonald’s promove curso gratuito sobre desenvolvimento sustentável; confira

Publicado


source
Curso será realizado de forma online
Divulgação

Curso será realizado de forma online

A Arcos Dorados, franquia independente do McDonald’s que opera a marca na América Latina e Caribe, está com vagas abertas para a 36ª edição do  Programa Desenvolvimento Sustentável em Foco , que acontecerá entre os dias 21 e 23 de junho. O projeto é totalmente gratuito e aberto a qualquer pessoa que estiver interessada. As inscrições podem ser feitas neste link .

As palestras, ministradas on-line, abordam temas como ESG, Mudanças Climáticas, Diversidade e Inclusão, Desperdício de Alimentos, Economia Circular, Energia Renovável, entre outros. Ao todo, o programa oferece carga horária de nove horas ao longo dos três dias, sempre das 18h às 21h. Aqueles que assistirem a, no mínimo, 75% das palestras irão receber um certificado de participação.

“Compartilhar conhecimento é apenas uma das fortes apostas da plataforma Receita do Futuro para contribuir com a construção de um mundo mais sustentável e acreditamos que seu impacto é efetivo para propagar atitudes positivas”, comenta Leonardo Lima, Diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados e Coordenador do Programa.

Programação

  • Capitalismo Consciente, com Hugo Bethlem
  • Diversidade e Inclusão, com Leandro Correa
  • Desperdício de Alimentos, com Daniela Garcia
  • Economia Circular, com Leandro Santos
  • Energia Renovável, com Andrea Santoro
  • Gestão da Mudança, com Murilo Moreno
  • Gestão de Resíduos em tempos de COVID-19, com Yara Garbelotto
  • Mudanças Climáticas, com Felipe Bottini
  • Desenvolvimento Sustentável/ESG/Receita do Futuro, com Leonardo Lima
  • Valor Compartilhado, com João Redondo
Veja Mais:  Caminhoneiros ameaçam greve e acusam governo de fazer marketing com demandas

A Certificação Sustentável do Café – Rainforest Alliance, com Giovanna Escoura Para saber mais, acesse o site do curso por meio deste link

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Após aumento da Selic para 4,25%, vale a pena investir na poupança?

Publicado


source
Após aumento da Selic para 4,25%, vale a pena investir na poupança?
Fernanda Capelli

Após aumento da Selic para 4,25%, vale a pena investir na poupança?

A taxa básica de juros ( Selic ) aumentou e chegou a 4,25% ao ano . Com isso, a poupança irá obter uma rentabilidade de 2,98% ao ano, segundo cálculos da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac) .

Isso porque, devido a regra em vigor desde 2012, quando a Selic está abaixo de 8,5%, a correção anual da poupança é limitada a 70% dos juros básicos mais a Taxa Referencial, que está em zero desde 2017.

Você viu?

Portanto, a pergunta que fica é: ainda vale a pena investir na poupança com a alta da taxa Selic?

Inflação x Poupança

De acordo com dados divulgados pelo Banco Central, cerca de R$ 23,6 bilhões já foram retirados da caderneta da poupança, só entre os meses de janeiro a maio deste ano. Desde setembro de 2020, o investimento vem perdendo cada vez mais rentabilidade.

Para saber mais e conferir se a poupança passa a ser uma boa pedida com a nova Selic, mais alta, leia a  matéria completa em 1Bilhão Educação Financeira .

Comentários Facebook
Veja Mais:  Após aumento da Selic para 4,25%, vale a pena investir na poupança?
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana