Nacional

Bombeiros combatem ‘tornado de fogo’ em incêndio no Canadá; assista ao vídeo

Publicado


O 'tornado de fogo' foi filmado durante um incêndio florestal no Canadá e publicado na internet, onde viralizou
Reprodução/Instagram

O ‘tornado de fogo’ foi filmado durante um incêndio florestal no Canadá e publicado na internet, onde viralizou

Um raro “tornado de fogo” foi filmado na região da Colúmbia Britânica, no Canadá
, por uma bombeira que atuava no combate de um incêndio florestal. Segundo o Guardian, o fenômeno mostra a intensidade e o perigo de todos os incêndios que têm atingido o oeste do país durante os meses do verão.

Leia também: ‘Diabo da neve’, tornado raro é flagrado por polonês e viraliza; assista ao vídeo

“O tornado de fogo
destruiu nossa linha”, escreveu Mary Schidlowsky em seu Instagram, onde publicou o vídeo. “Ele jogou troncos em chamas em nossa direção por 45 minutos e colocou nossa mangueira de mais de 30 metros no ar antes de derretê-la”.

Na filmagem, toda a equipe é vista tentando combater o tornado, que chegou a mais de 60 metros de altura. Assista ao vídeo que chocou muitos internautas:

O caso pode ser definido como um fenômeno relativamente raro. Ele acontece quando o calor do fogo do incêndio e a temperatura do solo se combinam, criando uma elevação e, apesar do nome, é diferente de um tornado.

“É parecido com um ‘redemoinho de poeira’ que você vê em estacionamentos”, explicou Forrest Tower, porta-voz do corpo de bombeiros da região. “Detritos e partículas estão sendo sugadas e, combinados com o ar quente do centro, formam um turbilhão de fogo visível”.

Veja Mais:  Agente de saúde, ex-jovem senador é vacinado contra covid-19 em Cuitegi (PB)

O incêndio florestal
atingiu 20,8 mil hectares no dia 19 de agosto, e a região continua com pontos de fogo. Contudo, a situação passou a ser classificada como “sendo controlada”, ou seja, os bombeiros não esperam que volte a crescer como no mês passado.

Leia também: Incêndios na Grécia deixam pelo menos 60 mortos e mais de 150 feridos

Série de incêndios que causou o ‘tornado de fogo’ no Canadá


Incêndios florestais, como o que causou o tornado de fogo, foram um grande problema para a Colúmbia Britânica
Reprodução/Twitter

Incêndios florestais, como o que causou o tornado de fogo, foram um grande problema para a Colúmbia Britânica

O caso viralizou nas redes sociais e chamou a atenção para o problema dos incêndios florestais, que atingiram fortemente a Colúmbia Britânica nos meses de verão no hemisfério norte. Em uma combinação de temperaturas acima da média e tempo seco, o primeiro-ministro da região, John Horgan, decretou estado de emergência.

Leia também: Queda de meteorito em Michigan causa terremoto nos EUA e no Canadá

Mais de 1,3 milhão de hectares foram queimados nessa temporada, que passou a ser considerada a pior em toda a história da província. Mais de 600 incêndios simultâneos foram registrados, enquanto outros 397 ainda estão ativos. Mais fenômenos como o ‘ tornado de fogo
’ não foram vistos no Canadá.

Comentários Facebook

Nacional

Projeto institui política de incentivo ao turismo rural

Publicado


Najara Araujo/Câmara dos Deputados
Votação de propostas legislativas. Dep. Evair Vieira de Melo(PP - ES)
Evair Vieira de Melo: “O turismo rural pode proporcionar benefícios como a diversificação da economia regional e a melhoria das condições de vida das famílias rurais”

O Projeto de Lei 4395/20 institui a Política Nacional de Fomento ao Turismo Rural, a fim de desenvolver e fortalecer o segmento no Brasil. A proposta, do deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), tramita na Câmara dos Deputados.

O texto caracteriza turismo rural como o conjunto de atividades turísticas desenvolvidas no meio rural, em compromisso com a produção agropecuária, para agregar valor a produtos e serviços e promover o patrimônio cultural e natural da comunidade. Tais atividades compreendem a oferta de produtos, serviços e equipamentos de hospedagem, alimentação, visitação a propriedades rurais e entretenimento.

“O turismo rural pode proporcionar benefícios como a diversificação da economia regional, a melhoria das condições de vida das famílias rurais, a interiorização do turismo, a difusão de conhecimentos e técnicas das ciências agrárias, a diversificação da oferta turística e a diminuição do êxodo rural”, exemplifica Evair Vieira de Melo.

Lacuna na legislação
Como justificativa para a proposta, o parlamentar aponta lacunas na legislação brasileira acerca do turismo rural e, por isso, defende “uma política agressiva e corajosa” para superar as dificuldades do setor. Conforme lembra, a Lei Geral do Turismo não faz referência ao segmento, atividade que se posicionou na economia ainda na década de 80.

Veja Mais:  Bolsonaro diz que insumos da CoronaVac chegarão nos próximos dias

Em sua opinião, um avanço teria sido trazido pela Lei 13.171/15, que inclui o turismo rural entre as atividades econômicas do empregador rural.

“Mesmo com o avanço conquistado, ainda há discussões de como o empregador rural pode receber grupo de turistas e como o produtor rural vai emitir documento fiscal exigido pelas agências promotoras do turismo, relativo ao fornecimento de hospedagem ou alimentação, pois estas atividades foram vetadas, o que resulta na informalidade do setor”, aponta Evair Vieira de Melo.

O turismo rural, segundo o deputado, dialoga com a agricultura e com as questões do meio ambiente. “Temos uma legislação ambiental muito rígida e quem a cumpre são os nossos agricultores. São eles os financiadores dessa preservação ambiental”, argumenta.

Plano nacional
Ainda conforme o projeto, as ações necessárias para dar efetividade à Política Nacional de Fomento ao Turismo Rural serão estabelecidas em um plano nacional para o setor, que deverá conter os diagnósticos, as prioridades, as metas e os instrumentos para a sua realização.

Esse plano deverá ser elaborado pelo órgão competente e submetido a um fórum nacional de pesquisa e inovação do turismo rural, a ser constituído.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Turismo; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Pierre Triboli

Veja Mais:  Projeto suspende decisão da Fundação Palmares que exclui nomes da lista de personalidades negras

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Projeto suspende decisão da Fundação Palmares que exclui nomes da lista de personalidades negras

Publicado


Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Votação de proposta. Dep. Tabata Amaral (PDT - SP)
Deputada Tabata Amaral: “Subterfúgio utilizado para, uma vez mais, separar os brasileiros em função de suas matizes políticas”

Proposta em discussão na Câmara dos Deputados susta os efeitos da Portaria 189/20, da Fundação Cultural Palmares, que estabelece diretrizes para a seleção das personalidades notáveis negras, nacionais ou estrangeiras, a serem divulgadas no sítio eletrônico da entidade.

O Projeto de Decreto Legislativo 515/20, de autoria da deputada Tabata Amaral (PDT-SP), questiona decisão tomada pela fundação em dezembro do ano passado, de excluir 27 nomes que já constavam na lista de personalidades negras, entre os quais a escritora Conceição Evaristo, o cantor e compositor Milton Nascimento e o esportista Joaquim Cruz.

Homenagens póstumas
Na portaria, a Fundação Palmares informou que passaria a fazer apenas homenagens póstumas, para justificar a retirada dos nomes de personalidades negras ainda atuantes no cenário nacional e internacional.

Tabata Amaral criticou a “atuação persecutória a lideranças negras de campo ideológico diversos daquele do governo e do presidente da fundação”. Para ela, o ato é inválido, na medida em que ostenta aparência de legalidade ao deixar de permitir homenagens em vida, mas em verdade é apenas “subterfúgio utilizado para, uma vez mais, separar os brasileiros em função de suas matizes políticas”.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de decreto legislativo

Veja Mais:  Projeto suspende decisão da Fundação Palmares que exclui nomes da lista de personalidades negras

Da Redação – RS

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Senador propõe prisão e multa para quem furar fila da vacina

Publicado


O senador Plínio Valério (PSDB-AM) apresentou nesta segunda-feira (25) um projeto de lei (ainda não numerado) para estabelecer punição a quem furar a fila de vacinação contra a covid-19. A proposta, explicou o senador, foi motivada por denúncias de irregularidades em diversos estados brasileiros.

A reportagem é de Lara Kinue, da Rádio Senado.

Comentários Facebook
Veja Mais:  Projeto suspende decisão da Fundação Palmares que exclui nomes da lista de personalidades negras
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana