Saúde

Brasil tem mais de 70 mil casos de Covid-19 em 24h pelo 2º dia consecutivo

Publicado


source
Já são 112 dias seguidos no Brasil com a média de mortes acima da marca de mil
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

Já são 112 dias seguidos no Brasil com a média de mortes acima da marca de mil

O país registrou mais de 70 mil casos de Covid-19 em apenas 24 horas pelo segundo dia consecutivo. Nesta quarta-feira (12), dados revelados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) mostram que foram 76.692 infecções em apenas um dia. Ontem (11), número chegou a 72.715.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 15.359.397 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus. A média móvel de casos nos últimos 7 dias voltou a subir e foi de 61.316 novos diagnósticos por dia.

O país também teve 2.494 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou, nesta quarta-feira (12), 428.034 óbitos acumulados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias sofreu leve queda e chegou a 1.948. 

Já são 112 dias seguidos no Brasil com a média de mortes acima da marca de mil e 57 dias com essa média acima dos 1.900 mil mortos por dia. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Estados

Você viu?

O ranking de estados com mais mortes pela Covid-19 é liderado por São Paulo (102.356), Rio de Janeiro (47.052) e Minas Gerais (36.495). As unidades da Federação com menos óbitos são Roraima (1.559), Amapá (1.599) e Acre (1.601).

Veja Mais:  Com alta de casos de Covid-19, Araraquara decreta novo lockdown

Em relação aos casos confirmados, São Paulo também lidera, com mais de 3 milhões de casos. Minas Gerais, com 1,4 milhão, e Rio Grande do Sul, com pouco mais de 1 milhão de casos, aparecem na sequência. O estado com menos casos de Covid-19 é o Acre, com 79.718, seguido por Roraima (98.875) e Amapá (108.287).

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Mais de 160 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 3,3 milhões morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Câmara aprova projeto que amplia categorias prioritárias na vacinação

Publicado


source
Câmara aprova projeto que amplia categorias prioritárias na vacinação
Reprodução: ACidade ON

Câmara aprova projeto que amplia categorias prioritárias na vacinação


A Câmara concluiu nesta quinta-feira a votação do projeto que estabelece prioridade para mais grupos dentro do Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. A proposta segue agora para análise do Senado.

O substitutivo tinha sido aprovado no dia 31 de março e estava pendente a votação dos destaques apresentados, que foram todos aprovados.

O texto-base incluía os trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e metroviário de passageiros; as pessoas com doenças crônicas e que tiveram embolia pulmonar; e os agentes de segurança pública e privada, desde que estejam comprovadamente em atividade externa.

Nesta quinta, foram aprovadas a inclusão de bancários, empregadas domésticas, motoristas de aplicativos e de transporte coletivo urbano.

Se a proposta for aprovada no Senado e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, as novas categorias entram na lista de prioridades de vacinação, válida para todo o país e de cumprimento obrigatório.

Confira a lista das novas categorias contempladas como prioritárias:

– profissionaisdo Sistema Único de Assistência Social (Suas), das entidades e organizações de assistência social, e dos conselhos tutelares que prestam atendimento ao público;

Veja Mais:  Com alta de casos de Covid-19, Araraquara decreta novo lockdown

-trabalhadores da educação do ensino básico em exercício nos ambientes escolares;

– coveiros, atendentes e agentes funerários;

Você viu?

-profissionais que trabalham em farmácias;

-oficiais de justiça;

-profissionaisde limpeza pública;

-empregados domésticos;

-taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativos;

-trabalhadoresdo transporte coletivo urbano;

-bancários;

-entregadoresde aplicativos.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Com alta de casos de Covid-19, Araraquara decreta novo lockdown

Publicado


source
Araraquara decreta novo lockdown após alta de casos de Covid-19
Reprodução: iG Minas Gerais

Araraquara decreta novo lockdown após alta de casos de Covid-19


Após atingir, pelo terceiro dia consecutivo, alta nos casos de Covid-19, a cidade de Araraquara decretou hoje (17) um  novo lockdown, fechando o comércio e restringindo a circulação de pessoas nas ruas.

As regras para o novo lockdown foram discutidas na manhã desta quinta-feira (17) pelo Comitê de Contingência do Coronavírus da cidade e vão ser publicadas em Diário Oficial ainda nesta tarde.

Pela manhã, a secretária municipal da saúde de Araraquara, Eliana Honain, já havia antecipado nas redes sociais que a cidade voltaria a restringir a circulação de pessoas e fechar o comércio: “Hoje, Araraquara completa o terceiro dia consecutivo de testagem de sintomáticos e assintomáticos ultrapassando 20%. Com isso, a cidade, cumprindo o decreto pactuado com a sociedade, terá que decretar lockdown”.

Segundo a secretária, “só se evita transmissão com distanciamento social”. No dia 24 de maio, entrou em vigor na cidade um decreto que estabeleceu novas regras para o combate ao coronavírus, baseado em aumento de casos e não em aumento da ocupação de leitos.

Por esse decreto, a cidade voltaria a restringir o comércio e a circulação de pessoas se ultrapassasse a taxa de 30% de pacientes sintomáticos para covid-19 por três dias consecutivos ou por cinco dias alternados no período de uma semana. A cidade também poderia voltar a ter um lockdown se, nesse mesmo período, alcançasse a taxa de 20% de positivados nos testes em geral – considerando sintomáticos e assintomáticos.

Conforme estabelecido no fim de maio, a cidade só vai afrouxar as restrições quando registrar três dias consecutivos de taxa de positivação abaixo de 20% nos casos sintomáticos ou abaixo de 15% na testagem geral (considerando também os assintomáticos).

Atualmente, a cidade de Araraquara tem taxa de ocupação de 83% em seus leitos de unidades de Terapia Intensiva (UTI)Novos casosNas últimas 24 horas, a cidade apresentou mais 202 casos positivos de Covid-19, o que equivale a 23,59% de positividade entre as amostras que consideram tanto os casos sintomáticos quanto os assintomáticos. Considerando apenas os casos sintomáticos, esse percentual foi de 25,37%.

Em comunicado publicado no site da prefeitura no início da tarde de hoje, o Comitê de Contingência informou que “avalia a situação como um último sacrifício da população para que o serviço de saúde não entre em colapso e vidas possam ser salvas”.

“Levando em conta o plano de imunização do governo estadual que está em andamento, o comitê está considerando que, até início de julho, o município já terá vacinado mais de 50% da população adulta com a primeira dose. Portanto, as novas restrições são importantes para que se ganhe tempo até lá”, informou o comitê, ressaltando que a vacinação não será interrompida durante o lockdown.

Em 21 de fevereiro, a cidade já havia determinado um lockdown que ajudou a frear o aumento de casos na cidade no início deste ano. Para a prefeitura, a medida apresentou resultados positivos.

Cinquenta dias após a primeira implantação da restrição a comércio e circulação de pessoas, os casos caíram 66,2% na cidade e, as internações, 24%. As mortes, por sua vez, caíram 62%.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

França desobriga máscara ao ar livre; Áustria reabrirá boates em julho

Publicado


source
Máscaras N95 são comprovadamente mais seguras
Pixabay/Creative Commons

Máscaras N95 são comprovadamente mais seguras


A partir desta quinta-feira (17), a máscara em ambientes ao ar livre não é mais obrigatória na  França. Após mais de sete meses fechada, a Disney de Paris recebeu seus primeiros visitantes. “No território nacional, a epidemia está em declínio, está em vias de ser controlada”, afirmou o ministro da Saúde francês, Olivier Véran, segundo informações da agência France-Presse.

Dessa forma, o governo francês suspendeu a multa de 135 euros que fazia com que a população usasse a máscara em locais abertos. Mas a proteção continua obrigatória em ambientes fechados, como espaços culturais, lojas, escritórios e transportes públicos.

Áustria

Ainda segundo informações da AFP, a Áustria reabrirá suas boates a partir de 1º de julho — a maioria delas permanecia fechada desde a primeira onda da pandemia, em março de 2020. O chanceler Sebastian Kurz considera a situação epidemiológica do país “muito, muito boa”. 

O governo austríaco também anunciou o fim das restrições de capacidade para eventos culturais. Assim,  a máscara PFF2, imposta em janeiro para uma maior proteção contra as variantes do coronavírus, não será mais obrigatória. No entanto, será necessário utilizar a  máscara comum no transporte público e em locais fechados.

Veja Mais:  Justiça suspende vacinação contra Covid-19 em adolescentes de Betim
Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana