Carros e Motos

Calma e respire fundo: cinco roteiros a serem seguidos após uma colisão

Publicado


source


O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua
Divulgação

O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua

Nem sempre podemos evitar os acidentes de trânsito e não custa lembrar que é sempre prudente manter sempre a calma por pior que seja a gravidade do problema. Um estudo realizado pela Confederação Nacional do Transporte, registrou cerca de 1,4 milhão de ocorrências nos últimos dez anos, apenas nas rodovias federais brasileiras.

Pensando nisso, o Zul+, uma plataforma voltada para prestação de serviços automotivos em geral listou cinco etapas para o motorista seguir após uma batida de trânsito.

Se for possível, retire o carro: obstruir o tráfego e comprometer a segurança gera quatro pontos na CNH e multa de R$130,16
Reprodução: ACidade ON

Se for possível, retire o carro: obstruir o tráfego e comprometer a segurança gera quatro pontos na CNH e multa de R$130,16

1. Tire o veículo da via

O primeiro passo a ser feito após uma colisão é tirar os veículos envolvidos da rua, pois obstruir o tráfego e comprometer a segurança dos outros veículos é uma infração com quatro pontos na carteira de motorista, além de multa de R$130,16. Quando não for possível, coloque o triângulo posicionado a pelo menos 30 metros e o pisca alerta ligado.

Veja Mais:  Nova Ducati Monster será lançada na próxima semana no Japão


Ligue imediatamente para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) caso haja algum ferido mais grave
Leonardo Alvarenga/Web Repórter

Ligue imediatamente para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) caso haja algum ferido mais grave

2. Preste socorro

Caso haja algum ferido no acidente, ligue para o Samu (192) ou Corpo de Bombeiros (193) . Verifique se o ferido está consciente e consegue se mexer. Do contrário, não o retire da posição, e deixe isso apenas aos socorristas. Além de um processo penal, não prestar os devidos cuidados e fugir do local gera multa de R$ 1.467,35 e cassação da CNH.


Você viu?

É sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial
undefined

É sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial

3. Converse com o outro motorista

Se tudo ok, com calma e converse sobre o culpado e quem vai arcar com os prejuízos. Anote o nome completo e telefone do motorista, placa e modelo do carro e do local exato do acidente . Mesmo que os envolvidos tenham entrado em acordo é sempre importante ter os registros para o caso de uma possível ação judicial, inclusive, é indicado fotografar o acontecimento .


Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização
Divulgação

Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização

4. Faça um boletim de ocorrências

Em conjunto com os demais envolvidos, é possível ir a uma delegacia fazer o Boletim de Ocorrência ou realizá-lo pela internet, através do portal da Polícia Civil. Mesmo que não seja obrigatório, algumas seguradoras exigem um boletim de ocorrência para o processo de indenização.

Veja Mais:  Maverick com motor V6 da Ford Ranger é diversão garantida


Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos
Divulgação

Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos

5. Acione o seguro do seu carro

Após a negociação com os demais envolvidos, o responsável deve acionar o seguro para arcar com o prejuízo dos veículos. Vale destacar que é necessário ter uma cobertura para terceiros para que a seguradora também assuma o conserto dos demais envolvidos.

Caso você não tenha esse tipo de seguro , é possível que os demais envolvidos acionem o próprio seguro e o responsável pague o valor da franquia estabelecido em contrato. No caso de você não ter seguro algum, é possível determinar se o responsável vai levar os veículos para uma oficina mecânica de sua confiança ou se cada envolvido pode decidir onde o conserto será feito.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros e Motos

Saiba como deixar o carro mais esperto nas arrancadas e retomadas

Publicado


source


Instalado no pedal do acelerador eletrônico dos carros mais modernos, o Sprint Booster V.3 reduz o atraso na resposta
Divulgação

Instalado no pedal do acelerador eletrônico dos carros mais modernos, o Sprint Booster V.3 reduz o atraso na resposta

Imagine a situação: você vai fazer uma ultrapassagem e pisa no acelerador até o final e o carro não dá a resposta exigida; desliga o ar-condicionado e nada. Além de frustrante, essa cena corriqueira pode até causar um acidente. Com o Sprint Booster V.3 , isso é página virada.

Instalado no pedal do acelerador eletrônico dos carros mais modernos, ele reduz o atraso na resposta, melhorando a aceleração. A sensação é a de um carro com mais torque e potência.

Conta com três modos de aceleração, operados por um controle colado no painel: Original – desativado; Sport (com nove níveis de ajuste) – para melhora de até 30% na redução da resposta do acelerador e Race (com nove níveis de ajuste) – até 60%.

Há ainda mais duas funções: Valet , limita a aceleração em até três níveis (55%, 65% e 75%) mantendo mais seguro em situações em que ele não é guiado pelo dono e Bloqueio de Pedal , impede de alguém não autorizado a sair com o carro. Vale lembrar que jamais deve alterar os modos enquanto pressiona o acelerador e/ou dirige o veículo.

Dispositivo foi testado no Honda Fit 2010 e mostrou que houve melhora no desempenho, mas  tem preço sugerido de R$ 1.290
Divulgação

Dispositivo foi testado no Honda Fit 2010 e mostrou que houve melhora no desempenho, mas tem preço sugerido de R$ 1.290

Convocamos dois Honda Fit 1.4 2010 (mecânico e automático), cujos donos reclamavam constantemente do desempenho, e instalamos o Sprint Booster. O dispositivo é conectado ao cabo do acelerador e do controle, tudo plug and play. Avaliamos os dois carros nos modos Sport (led verde) e Race (led vermelho) , ambos no nível 5 de ajuste.

Veja Mais:  Maverick com motor V6 da Ford Ranger é diversão garantida

Nas subidas e ultrapassagens (cidade e estrada), era notória a melhora. No Race , alteramos para o nível 9 e as cantadas de pneus nas saídas dos semáforos nem sempre eram evitáveis.  Com isso, é preciso cuidado e se readequar ao novo “comportamento do carro”.

No caso do Fit na versão com transmissão automática, notamos um aumento de 10% no consumo médio. De acordo com André Lago, dono da importadora FW Performance , “isso é normal. O cliente se empolga com o resultado e acaba tendo uma condução mais esportiva o que acaba influenciando no consumo”.

No modo Valet, optamos pelo nível 3 (75% do limite de aceleração) e cadastramos três dígitos para ativá-lo. Numa rua tranquila, pisamos fundo e eles não passaram de 60 Km/h. Para alterar ao Bloqueio do Pedal , o processo é parecido, digitando três números para ativá-lo. Feito isso, pisamos no acelerador e nada de resposta!

Você viu?

Realmente o Sprint Booster tem lá as suas vantagens àqueles que almejam um carro mais direto com até 36 programas de aceleração – 18 manuais e 18 automáticos – e Bloqueio de Acelerador e Valet. O produto é vendido por  R$ 1.290.

MÓDULO ELETRÔNICO SPRINT BOOSTER V.3

Preço médio: R$ 1.290

Onde comprar: www.fwperformance.com.br

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Projeção mostra como deverá ficar o Jeep menor que o Renegade

Publicado


source
Jeep SUV menor que o Renegade deverá ser lançado na Àsia e na Europa no ano que vem
Projeção/ Kleber Silva

Jeep SUV menor que o Renegade deverá ser lançado na Àsia e na Europa no ano que vem

Os frutos da aliança entre FCA e PSA vão aparecendo aos poucos. Agora é a vez do SUV menor que o Jeep Renegade que será fabricado sobre a mesma arquitetura CMP usada pela Peugeot e Citroën, informa o site Automotive News Europe .

Ainda conforme a publicação, o carro será fabricado na Polônia e vendido em alguns mercados, como o asiático e o europeu. No Brasil, porém, a Stellantis deverá ficar apenas com o Fiat Pulse e com o novo Citroën C3 no segmento de SUVs mais em conta, abaixo do Renegade.

Já existia a ideia de ter um SUV menor que o Jeep Renegade , uma vez que as tendências de mercado estão mudando e os hatches compactos tradicionais estão sendo substituídos por pequenas utilitários esportivos, entre os quais o Hyundai Venue .

Como mostram as projeções do designer Kleber Silva , o novo Jeep menor que o Renegade deverá ficar com linhas que seguem mais o estilo do Compass e do Commander , que será o novo SUV de sete lugares que a marca vai lançar no Brasil no fim do ano. 

Jeep SUV deverá ter lanternas estreitas, seguindo o estilo do Commander que será vendido no Brasil a partir do fim do ano
Projeção/ Kleber Silva

Jeep SUV deverá ter lanternas estreitas, seguindo o estilo do Commander que será vendido no Brasil a partir do fim do ano

Porém, no caso da FCA , havia o problema do custo de produção com uma base que suportasse tração integral e eletrificação. Com a fusão com a PSA, isso foi resolvido, já que poderão utilizar a plataforma CMP .

Assim, o novo Jeep abaixo do Renegade , ainda conforme o Automotiive News Europe, deverá ser híbrido , fazendo o eixo dianteiro funcionar com motor a combustão e o traseiro com outro elétrico, como foi feito com as versões híbridas de Renegade e Compass que serão trazidas ao Brasil no segundo semestre.

Ainda há poucas informações sobre o novo SUV da Jeep menor que o Renegade, mas sabe-se que o carro terá menos de 4 metros de comprimento, assim como outros modelos do novo segmento, como o Nissan Magnite e o Renault Kiger , dois modelos que logo deverão chegar ao Brasil.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Nova Ducati Monster será lançada na próxima semana no Japão

Publicado


source


Ducati Monster custará a partir de R$ 66 mil no Japão e ainda não tem previsão de chegada ao Brasil
Divulgação

Ducati Monster custará a partir de R$ 66 mil no Japão e ainda não tem previsão de chegada ao Brasil

A Ducati revelou oficialmente que a Monster , revelada mundialmente em dezembro do ano passado, será lançada no Japão na próxima semana. Custando a partir de R$ 66.00 0 para o mercado local, na versão Monster, o modelo é totalmente novo.

Além dessa versão de entrada, a marca disponibilizará também a opção Monster Plus cuja principal diferença está no para-brisa aerodinâmico e banco do passageiro, ambos disponibilizados de série. O preço da Monster Plus é de R$ 68.290. Ambos os modelos terão as mesmas opções de cores – vermelha (Ducati Red) e preta (Dark Stealth) com opções de rodas pretas com detalhes cinzas (Aviator Grey) e rodas vermelhas (GP Red).

Na parte da motorização, as duas versões contam com motor Testastretta 11°  de 937 cilindradas , que comparado ao motor da Monster 821 anterior, este novo ficou maior e também mais leve em 2,5 kg.

Com este novo motor, a Ducati está extraindo uma potência de 111 cv a 9.250 rpm e um torque de 9,48 kgfm a 6500 rpm . Associado a ele, a marca disponibilizou uma nova caixa de câmbio de 6 velocidades com trocas sequenciais para cima ou para baixo, oferecidas como padrão.

A Ducati também incorporou três Modos de Condução (Esporte, Urbano, Turismo). Tudo é facilmente gerenciado por meio dos controles do guidão e do painel de instrumentos TFT colorido de 4,3 polegadas.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana