Nacional

Comissão debate impacto da exploração de urânio e fosfato em município cearense

Publicado

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Audiência pública sobre os impactos da Ciência e da Tecnologia e Inclusão Digital do Idoso. Dep. Denis Bezerra (PSB-CE)
Bezerra: vamos avaliar o impacto ambiental e na saúde humana do empreendimento

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta quinta-feira (23) para analisar as vantagens e desvantagens do projeto de mineração no município de Santa Quitéria (CE).

O debate será realizado às 15 horas, no plenário 13, e poderá ser acompanhado de forma virtual e interativa pelo e-Democracia.

O deputado Denis Bezerra (PSB-CE), que pediu a audiência, disse que o projeto Santa Quitéria, proposto pelas empresas Indústrias Nucleares do Brasil (INB) e Galvani, que formam o Consórcio Santa Quitéria, visa promover a separação do urânio e do fosfato.

“A iniciativa surge das pressões para construção de novas usinas nucleares no Brasil, que utilizam o urânio como combustível, e do aumento da demanda pelo agronegócio de fertilizantes e ração animal, produzidos a partir do fosfato”, observou o deputado.

Pesquisas e estudos comprovaram que o urânio encontrado no local está associado ao fosfato, o que fez com que a INB buscasse um parceiro na iniciativa privada para beneficiar a parte referente ao fosfato.

“Com investimentos previstos de R$ 2,3 bilhões, o projeto Santa Quitéria prevê a produção anual de cerca de 1,05 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados e 220 mil toneladas de fosfato bicálcico (usado na nutrição animal), com destinação à agropecuária no Norte e Nordeste”, disse.

Veja Mais:  Eduardo Paes cai no samba, canta e ‘faz bico’ de garçom em bar, no Rio; assista

Na outra ponta, completou Bezerra, “deverá produzir 2,3 mil toneladas de concentrado de urânio, a ser convertido em hexafluoreto de urânio (UF6) no exterior, o qual retornará ao Brasil para uso na fabricação do combustível para a geração termonuclear das usinas de Angra 1, 2 e, futuramente, 3”.

A audiência, segundo ele, pretende avaliar o impacto ambiental e na saúde humana do empreendimento, bem como discutir e construir caminhos para que a comunidade científica e a população participem da tomada de decisão sobre o projeto.

Debatedores
Confirmaram presença na audiência:
– o coordenador geral de Reatores e Ciclo do Combustível da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), Jefferson Borges Araújo;
– o prefeito de Santa Quitéria, José Braga Barrozo;
– o representante do Movimento pela Soberania Popular na Mineração Erivan Camelo da Silva;
– a quilombola Isabel Cristina Silva, Rejane Mateus (assentamento Queimadas), e José Antonio (aldeia Quixaba), representantes da Articulação Antinuclear do Ceará;
– a professora do Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenadora do Núcleo Tramas – Trabalho, Meio Ambiente e Saúde, Raquel Maria Rigotto; e
– o professor e pesquisador do Núcleo Tramas, Rafael Dias Melo.

Da Redação – RS

Comentários Facebook

Nacional

Comissão promove audiência sobre PEC dos Biocombustíveis

Publicado

Cláudio Fachel/Palácio Piratini
Uma construção de dois andares e um caminhão na frente
Usina de biodiesel em Passo Fundo (RS)

A comissão especial da PEC dos Biocombustíveis realiza nesta quinta (30) sua primeira audiência pública. O colegiado analisa a Proposta de Emenda à Constituição 15/22, do Senado Federal, que busca estimular a competitividade dos biocombustíveis em relação aos derivados de petróleo. O texto prevê benefícios para fontes limpas de energia por, pelo menos, 20 anos.

“Cumpre avaliar, conjuntamente com a sociedade civil, se um regime fiscal favorecido irá atingir o escopo da medida, quer dizer, manter os biocombustíveis mais baratos, ou pelo menos com preços competitivos, com relação aos combustíveis fósseis”, afirmou o relator da proposta, Danilo Forte (União-CE).

A PEC faz parte do pacote de medidas para conter a alta no preço dos combustíveis, que inclui o recém-aprovado limite para as alíquotas de ICMS incidentes sobre combustíveis (Lei Complementar 194/22).

Foram convidados para debater a proposta com os deputados, entre outros:
– o secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Rafael Bastos da Silva;
– o superintendente de Biocombustíveis e de Qualidade de Produtos da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Carlos Orlando Enrique da Silva;
– o CEO do Instituto Combustível Legal (ICL), Guilherme Theóphilo; e
– o diretor-superintendente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), Donizete Tokarski.

Veja Mais:  STJ contraria pacote de Moro e leva PM que mata em serviço a Tribunal do Júri

A audiência será realizada no plenário 5, a partir das 15 horas.

Da Redação – ND

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Exposições na Câmara abordam o bicentenário da Independência do Brasil

Publicado

No ano do bicentenário da Independência brasileira, em 7 de setembro, a Câmara dos Deputados programou uma série de eventos para comemorar a data. Exposições sobre a independência, que já podem ser visitadas, abrem essa programação.

Serviço
A visitação fica aberta ao público até 9 de setembro, das 9 às 17 horas. Todas as mostras têm entrada franca. Confira os locais:

  • Exposição “O movimento da Independência”
    Local: Corredor Tereza de Benguela – Câmara dos Deputados
  • Exposição “Poder, Parlamento e Governo no Brasil”
    Local: Salão Verde – Edifício principal da Câmara dos Deputados
  • Animação 200 anos da Independência do Brasil
    Local: hall da Taquigrafia – Anexo 2 da Câmara dos Deputados

Da Redação – RL

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Veja Mais:  “Se Flávio errou, ele terá de pagar”, diz Bolsonaro sobre caso Queiroz
Continue lendo

Nacional

Câmara retoma debates sobre os 200 anos da Independência do Brasil

Publicado

Selo de comemoração da Câmara dos Deputados para os 200 anos da Independência do Brasil
Comemorações pelos 200 anos começaram em 2017

Termina hoje o seminário “O Movimento da Independência: Ontem e Hoje/200 Anos de Independência do Brasil”. O evento, promovido pela Câmara dos Deputados, faz parte das ações de comemoração da data, iniciadas em 2017.

Ontem, pesquisadores da História brasileira discutiram aspectos da vida de dom João VI e também do contexto nacional à época da proclamação da independência, em 7 de setembro de 1822.

O seminário, que terá transmissão ao vivo pelo canal da Câmara no YouTube, busca trazer uma reflexão sobre o projeto de País que vem sendo construído desde 7 de setembro de 1822.

Da Redação – ND

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Veja Mais:  STJ contraria pacote de Moro e leva PM que mata em serviço a Tribunal do Júri
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana