Carros e Motos

Conheça 10 versões customizadas das motos da Royal Enfield

Publicado

As motos da Royal Enfield já contam com personalidade e desperta os corações de muitos saudosistas no mundo das duas rodas. Entretanto, a oficina de customização indiana Rajputana Customs nunca está contente e as modifica para ainda mais exclusividade. O resultado são 12 motocicletas ao ano, todas únicas, pensadas para o público mais purista e com mais personalidade. Veja algumas delas a seguir.

1 – Original Gangster

É baseada na Royal Enfield UCE 350, mas traz detalhes exclusivos
Divulgação

É baseada na Royal Enfield UCE 350, mas traz detalhes exclusivos

A primeira motocicleta criada pela Rajputana Customs, no Auto Expo de 2010. Baseada na Royal Enfield
UCE 350, tinha como objetivo destacar ao máximo os ares das motocicletas old school, street bobs e springer, “tribos” clássicas e sempre voltadas às estradas. Entre os detalhes mais exclusivos, destacam-se o quadro exposto, o guidão rústico e uma manopla para mudanças de marcha.

2 – Lightfoot

Baseia-se na Royal Enfield Standard 500, entretanto, adiciona inclusive melhor resposta do motor
Divulgação

Baseia-se na Royal Enfield Standard 500, entretanto, adiciona inclusive melhor resposta do motor

Baseia-se na Royal Enfield Standard 500 e foi construída para o ator John Abraham, famoso ator da indiana Bollywood. Exclusiva, traz guidão customizado, garfos da suspensão em vigas, assento em couro com formato achatado e um corpo de borboleta maior, para produzir mais potência.Sua silhueta é fluida e alongada, que em conjunto com a cor preta, dá ares “sombrios” à motocicleta, se é que pode ser definida assim.

Veja Mais:  Harley-Davidson SportGlide: duas em uma

3 – Nandi

Nascido como uma Royal Enfield Classic 500, veio a se tornar um dos projetos mais robustos
Divulgação

Nascido como uma Royal Enfield Classic 500, veio a se tornar um dos projetos mais robustos

A Royal Enfield Classic 500 veio a se tornar, em 2010, um dos projetos mais robustos da Rajputana Customs. Seu nome é inspirado em um touro de Shiva, encontrado no Monte Kailasa. Entre as suas modificações, destacam-se uma roda enorme na traseira – de 23 polegadas, a reposicionamento retrovisores para baixo, para-lama traseiro customizado e retrabalho no sistema de escapamento de dupla saída.

4 – Gulail

A Royal Enfield Standard 500 nunca antes esteve tão ousada
Divulgação

A Royal Enfield Standard 500 nunca antes esteve tão ousada

Produzida em 2013, talvez tenha sido um dos projetos mais trabalhosos, uma vez que demorou, ao todo, seis meses até ser concluída. Tal como a Lightfoot, baseia-se na Royal Enfield Standard 500, mas se desenvolve em um projeto muito mais ousado. Traz uma combinação de ouro, prata e ferro em suas cores, famosa no Rajastão, o maior Estado da Índia. Além disso, é evidente o posicionamento elevado do tanque de combustível, bem como a roda maior na dianteira, que contribui para uma posição mais ereta ao dirigir.

5 – Chingari

Eis uma releitura de corrida da Royal Enfield Standard 500
Divulgação

Eis uma releitura de corrida da Royal Enfield Standard 500

Também baseada na Standard 500, desta vez o projeto tomou rumos que transformaram a motocicleta em uma Café Racer. Apesar de manter o seu quadro original, a suspensão foi rebaixada e recebeu um filtro de ar esportivo, para aprimorar a admissão e trazer melhores respostas do motor. Enquanto isso, sua cor tomou inspiração nas Yamaha de corrida antigas.

Veja Mais:  Veja 5 maneiras de gastar menos com a manutenção e o seguro do seu carro

6 – Aghori

Começou a sua vida como uma Royal Enfield Classic 500, mas seu destino foi se transformar em uma Bobber
Divulgação

Começou a sua vida como uma Royal Enfield Classic 500, mas seu destino foi se transformar em uma Bobber

Construída em 2012, começou a sua vida como uma Royal Enfield Classic 500, tal como a Nandi. Entretanto, transformou-se em uma Bobber, trazendo suspensão traseira com um amortecedor, pintura customizada, para-lama traseiro típico das Chopper, reposicionamento dos retrovisores para baixo e um enorme pneu traseiro. Além disso, o escapamento de saída dupla contribui para sua agressividade.

 7 – 937

Baseada em uma Royal Enfield Classic 500, demorou 6 meses para ser construída
Divulgação

Baseada em uma Royal Enfield Classic 500, demorou 6 meses para ser construída

Tal como a Gulail, foi construída em um período de seis meses, mas diferentemente dela, foi baseada em uma Classic 500. Traz assentos duplos, pneus de perfil alto, pintura toda em preto, sistema de escapamento customizado e molas expostas no sistema de suspensão dianteiro.

 8- Assault

Divulgação

“Prima” militar da Royal Enfield Classic 500, traz robustez e personalidade

Tal como a 937, baseia-se na Classic 500, é pintada com tons escuros e traz pneus de perfil alto. Entretanto, há algumas diferenças entre elas que faz da Assalt uma moto mais militar. A começar pela própria cor verde, com a estrela no tanque de combustível. Além disso, seus ares – que misturam os estilos board tracker racer (das motos de corridas dos anos 1910 e 1920) e chopper – ganham robustez com os dois faróis de LED, garfo frontal voltado para baixo e tanque de combustível alto, tal como a 937, mas com design menos curvilíneo.

Veja Mais:  De São Paulo a Tiradentes com a nova Honda Gold Wing

9 – Kaali

Depois da militar, eis a versão
Divulgação

Depois da militar, eis a versão “gótica” da marca indiana, também baseada na Royal Enfield Classic 500

Outra mais trabalhosa de ser produzida, demorando 6 meses, em 2013, é baseada na Classic 500. Ousada, traz ares obscuros e bastante robustez, evidente pela protuberância do pára-lama traseiro que cobre um enorme pneu. Sua posição de guiar promete ser um pouco mais erguida, por conta do pneu dianteiro maior, do assento afundado e o tanque de combustível elevado.

10 – Matilda

A mais discreta de toda a lista. Toma como base a Royal Enfield Classic 500
Divulgação

A mais discreta de toda a lista. Toma como base a Royal Enfield Classic 500

Baseia-se na Classic 500 e, se comparada às “irmãs” da Rajputana Customs, é menos extravagante. Produzida em 2015, conserva mais a estética original das Royal Enfield
, apesar do filtro de ar esportivo, pneus de perfil alto e quadro que permite um alongamento do entre-eixos.

Comentários Facebook

Carros e Motos

Prefeito de Nova Mutum paga RGA e cria de vale alimentação para servidores públicos

Publicado

Leandro Félix- Foto: Assessoria

O Prefeito de Nova Mutum, Leandro Félix anunciou o pagamento do RGA – Reajuste Geral Anual – aos salários dos servidores municipais e a criação de um vale alimentação também voltado aos colaboradores municipais. O anúncio do Prefeito aconteceu esta manhã (05/07) durante sua participação na 21ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores.

Segundo Leandro está em fase de conclusão o levantamento que definirá o percentual do Reajuste Geral Anual. “Já demos o start para que nossa equipe econômica conclua o levantamento. Debateremos o percentual com nossos legisladores antes da definição”, afirmou durante fala em Tribuna.

A Prefeitura de Nova Mutum realizou recentemente uma consulta junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) sobre a legalidade para conceder o reajuste ainda neste ano, por conta da Lei Federal Nº 173, de 27 de maio de 2020, que impede a concessão de reajustes salariais, bem como a Revisão Geral Anual (RGA), aos servidores públicos até dezembro de 2021. “Como o posicionamento do Tribunal nós impediu de realizar o reajuste neste ano, iremos propor este pagamento para janeiro do ano que vem. Sendo assim no início do próximo ano pagaremos o reajuste deste período e já em meados de março realizarmos mais um reajuste. Esta é nossa maneira de valorizar amplamente nossa equipe de servidores públicos municipais”, destacou o Leandro.

Veja Mais:  Veja 5 maneiras de gastar menos com a manutenção e o seguro do seu carro

No mês de agosto a Prefeitura encaminha para a Câmara Municipal do Projeto de reajuste, referente ao período de 2020 e em maio encaminha um novo projeto de reajuste, referente a 2021. Totalizando dois reajustes para 2022.

O Prefeito Leandro Félix também anunciou a criação do Cartão Vale Alimentação para os servidores municipais. “Já iniciamos os estudos de viabilidade, também incluiremos nossos legisladores neste debate e este ano encaminharemos o projeto para a Casa de Leis, para iniciarmos o pagamento do Vale Alimentação já no próximo ano. É mais um compromisso firmado com nossos servidores que será cumprido”, complementou.

Ainda durante sua fala em Tribuna, durante a sessão ordinária o Prefeito Leandro homenageou o município de Nova Mutum, que celebrou seu 33º aniversário no último domingo (04/07). Agradeceu o empenho dos servidores municipais que estão diariamente na linha de frente contra a pandemia, prestou considerações às vítimas de covid-19 e reafirmou o compromisso da Gestão Administrativa com toda a cidade e sua população.

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Chevrolet Captiva, um veículo acima da média

Publicado

Conheça todos os atributos desse formidável carro

O Chevrolet Captiva é considerado um carro acima da média e não é à toa. Sua relação custo x benefício é simplesmente incomparável. Independente se você comprar um exemplar novo ou procurar no mercado de carros à venda em Cuiabá, o Captiva é sempre uma boa pedida para quem gosta de sofisticação sem ter que pagar tanto.

Ele teve uma excelente recepção no mercado nacional desde o seu lançamento, exibindo um surpreendente sucesso entre o público. Ele foi lançado no ano de 2008 e chegava a ter fila de espera na época e até juros sobre o preço final. Mesmo passado 12 anos, ele continua cativando o público.

Mas qual é a configuração do Chevrolet Captiva? Como é o seu interior, exterior e performance? É o que será abordado adiante.

Ficha técnica completa do Chevrolet Captiva

Observe logo abaixo a ficha técnica completa do Chevrolet Captiva:

Motor: 2.4 Ecotec

Tipo: Dianteiro, Transversal e Gasolina

Número de cilindros: 4 em linha

Cilindrada em cm3: 2.384

Comentários Facebook
Veja Mais:  Harley-Davidson SportGlide: duas em uma
Continue lendo

Carros e Motos

SUV eletrificado menor que o Mustang Mach-E usará plataforma da VW

Publicado

Mustang arrow-options
Divulgação

O SUV Mustang Mach-E chega no início de 2020 com o exclusivo modelo “First Edition” de produção limitada

Após firmarem uma aliança bilateral, a VW cedeu sua plataforma de carros elétricos MEB para a Ford implementar em seus carros. E, então, eis que surge o “irmão” menor do SUV Mustang Mach-E. Ainda sem ter sido revelado, um relatório oficial aponta que será produzido na Alemanha, que terá características similares aos I.D da Volks — como capô mais curto, pára-brisa mas avançado na dianteira e outros — bem como mais de 300 cv. As expectativas de lançamento são para 2021, após a chegada do SUV do Mustang.

LEIA MAIS: Ford Mustang Lithium, Chevy E-10 e Bronco R querem dar alma aos eletrificados

Junto à plataforma MEB, os motores elétricos e as baterias vão compor um novo sistema de tração nas quatro rodas, que, contando com recursos de regeneração de energia, é esperada uma autonomia capaz de superar os 800 km. Entretanto, os planos da Ford com a novidade — do mesmo modo que com o Mustang Mach-E — ainda são de caracterizá-lo como um modelo autêntico, sem que seja apenas um VW com o logotipo da montadora norte-americana.

“É fundamental que tenhamos flexibilidade suficiente, diferenciação o suficiente e o tipo de desempenho que você espera de um Ford. Muito disso foi feito no início das negociações com a VW. Com os parâmetros que vimos, podemos fazer um ótimo Ford”, diz Ted Cannis, diretor global de eletrificação da Ford.

LEIA MAIS: Mustang Bullitt de McQueen será leiloado por mais de R$ 4 milhões nos EUA

Aliança vai ditar parâmetros no futuro

Aliança arrow-options
Divulgação

Aliança Ford-Volkswagen vai significar a expansão dos negócios para as montadoras, para se tornar a maior da Europa

Ao todo, R$ 26 bilhões estão reservados à criação das novas tecnologias. Com isso, a aliança VW-Ford já dá início à maior planta de desenvolvimento de carros elétricos de toda a Europa. O Grupo Volkswagen espera que 10 milhões de veículos sejam produzidos sobre a MEB já na primeira leva.

Segundo o CEO responsável pela aliança VW-Ford, Herbert Diess: “Olhando para o futuro, ainda mais clientes e o meio ambiente se beneficiarão da arquitetura EV da Volkswagen. Nossa aliança global está começando a demonstrar uma promessa ainda maior, e continuamos a analisar outras áreas nas quais podemos colaborar”.

LEIA MAIS: Por que é melhor gastar R$ 300 mil no Ford Edge ST e não no Mustang?

Outro ponto importante se refere à empresa Argo AI, responsável por desenvolver tecnologias de condução autônoma. Com foco nos novos carros elétricos, tanto a Ford quanto a VW possuem participação conjunta nas ações, que quando somadas, detém a porção majoritária do conselho. A Argo é avaliada em US$ 7 bilhões e, após o acordo, receberá pelo menos US$ 1 bilhão em investimentos. A partir disso, o Mustang Mach-E e outros modelos poderão ser carros autônomos .

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana