Saúde

Covid-19: Após EUA defender quebra de patentes, Brasil fala em ‘terceira via’

Publicado


source

Crusoé

Após decisão americana sobre patentes, Brasil adota postura mais ponderada
O Antagonista

Após decisão americana sobre patentes, Brasil adota postura mais ponderada

Dois dias após os Estados Unidos anunciarem que defenderão a suspensão de patentes de vacinas contra a Covid na Organização Mundial do Comércio (OMC), o Brasil divulgou uma nota dizendo que apoia uma “ terceira via ” nas negociações multilaterais.

A flexibilização de posições dos EUA e de demais parceiros na OMC poderá contribuir para os esforços internacionais de resposta à Covid, inclusive nas negociações em curso sobre suspensão temporária de disposições no acordo de Trips relativas ao combate à pandemia. Poderá, em particular, facilitar a implementação das propostas da ‘terceira via’, que visam a aumentar e diversificar a produção e disseminação de vacinas, principalmente em países em desenvolvimento, com melhor utilização de capacidade ociosa “, diz o texto.

A nota afirma que, em qualquer cenário, “ será fundamental contar com o engajamento, cooperação e parceria dos detentores de tecnologias para a produção de vacinas de maneira a viabilizar sua produção no Brasil e demais países em desenvolvimento “.

Você viu?

A nota brasileira não implica uma mudança de postura, ao mesmo tempo em que deixa a porta aberta para negociações futuras. “ Parece que o Brasil se colocou em uma posição de observador. Com a discussão ganhando corpo no Congresso e os Estados Unidos sinalizando que algo pode ser feito, o governo brasileiro entendeu que poderia ficar isolado se continuasse apenas fazendo oposição a qualquer avanço “, diz Henderson Fürst, presidente da Comissão Especial de Bioética da OAB. “ Ao falar em terceira via, o Brasil não está falando em quebra de patentes, mas em estimular a negociação para que se possa aumentar a produção de vacinas. É uma mudança positiva. Dependendo de para onde as conversas andarem, o Brasil poderá se juntar aos demais .”

O presidente executivo do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), Nelson Mussolini, também aprovou o comunicado. “ O Brasil parece estar indo para uma via mais diplomática, que leva em consideração que precisamos negociar. É somente com a ajuda dos detentores de patentes que podemos receber a tecnologia para fazer vacinas no Brasil. Foi assim que a Fiocruz e o Instituto Butantan conseguiram produzir vacinas no Brasil “, diz Mussolini.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Com alta de casos de Covid-19, Araraquara decreta novo lockdown

Publicado


source
Araraquara decreta novo lockdown após alta de casos de Covid-19
Reprodução: iG Minas Gerais

Araraquara decreta novo lockdown após alta de casos de Covid-19


Após atingir, pelo terceiro dia consecutivo, alta nos casos de Covid-19, a cidade de Araraquara decretou hoje (17) um  novo lockdown, fechando o comércio e restringindo a circulação de pessoas nas ruas.

As regras para o novo lockdown foram discutidas na manhã desta quinta-feira (17) pelo Comitê de Contingência do Coronavírus da cidade e vão ser publicadas em Diário Oficial ainda nesta tarde.

Pela manhã, a secretária municipal da saúde de Araraquara, Eliana Honain, já havia antecipado nas redes sociais que a cidade voltaria a restringir a circulação de pessoas e fechar o comércio: “Hoje, Araraquara completa o terceiro dia consecutivo de testagem de sintomáticos e assintomáticos ultrapassando 20%. Com isso, a cidade, cumprindo o decreto pactuado com a sociedade, terá que decretar lockdown”.

Segundo a secretária, “só se evita transmissão com distanciamento social”. No dia 24 de maio, entrou em vigor na cidade um decreto que estabeleceu novas regras para o combate ao coronavírus, baseado em aumento de casos e não em aumento da ocupação de leitos.

Por esse decreto, a cidade voltaria a restringir o comércio e a circulação de pessoas se ultrapassasse a taxa de 30% de pacientes sintomáticos para covid-19 por três dias consecutivos ou por cinco dias alternados no período de uma semana. A cidade também poderia voltar a ter um lockdown se, nesse mesmo período, alcançasse a taxa de 20% de positivados nos testes em geral – considerando sintomáticos e assintomáticos.

Conforme estabelecido no fim de maio, a cidade só vai afrouxar as restrições quando registrar três dias consecutivos de taxa de positivação abaixo de 20% nos casos sintomáticos ou abaixo de 15% na testagem geral (considerando também os assintomáticos).

Atualmente, a cidade de Araraquara tem taxa de ocupação de 83% em seus leitos de unidades de Terapia Intensiva (UTI)Novos casosNas últimas 24 horas, a cidade apresentou mais 202 casos positivos de Covid-19, o que equivale a 23,59% de positividade entre as amostras que consideram tanto os casos sintomáticos quanto os assintomáticos. Considerando apenas os casos sintomáticos, esse percentual foi de 25,37%.

Em comunicado publicado no site da prefeitura no início da tarde de hoje, o Comitê de Contingência informou que “avalia a situação como um último sacrifício da população para que o serviço de saúde não entre em colapso e vidas possam ser salvas”.

“Levando em conta o plano de imunização do governo estadual que está em andamento, o comitê está considerando que, até início de julho, o município já terá vacinado mais de 50% da população adulta com a primeira dose. Portanto, as novas restrições são importantes para que se ganhe tempo até lá”, informou o comitê, ressaltando que a vacinação não será interrompida durante o lockdown.

Em 21 de fevereiro, a cidade já havia determinado um lockdown que ajudou a frear o aumento de casos na cidade no início deste ano. Para a prefeitura, a medida apresentou resultados positivos.

Cinquenta dias após a primeira implantação da restrição a comércio e circulação de pessoas, os casos caíram 66,2% na cidade e, as internações, 24%. As mortes, por sua vez, caíram 62%.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

França desobriga máscara ao ar livre; Áustria reabrirá boates em julho

Publicado


source
Máscaras N95 são comprovadamente mais seguras
Pixabay/Creative Commons

Máscaras N95 são comprovadamente mais seguras


A partir desta quinta-feira (17), a máscara em ambientes ao ar livre não é mais obrigatória na  França. Após mais de sete meses fechada, a Disney de Paris recebeu seus primeiros visitantes. “No território nacional, a epidemia está em declínio, está em vias de ser controlada”, afirmou o ministro da Saúde francês, Olivier Véran, segundo informações da agência France-Presse.

Dessa forma, o governo francês suspendeu a multa de 135 euros que fazia com que a população usasse a máscara em locais abertos. Mas a proteção continua obrigatória em ambientes fechados, como espaços culturais, lojas, escritórios e transportes públicos.

Áustria

Ainda segundo informações da AFP, a Áustria reabrirá suas boates a partir de 1º de julho — a maioria delas permanecia fechada desde a primeira onda da pandemia, em março de 2020. O chanceler Sebastian Kurz considera a situação epidemiológica do país “muito, muito boa”. 

O governo austríaco também anunciou o fim das restrições de capacidade para eventos culturais. Assim,  a máscara PFF2, imposta em janeiro para uma maior proteção contra as variantes do coronavírus, não será mais obrigatória. No entanto, será necessário utilizar a  máscara comum no transporte público e em locais fechados.

Veja Mais:  Toda população maior de 18 anos estará vacinada até setembro, diz Queiroga
Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Rio atinge 50% da população vacinada com a 1ª dose, diz secretário de Saúde

Publicado


source
Rio atinge 50% da população vacinada com a 1ª dose, diz secretário de Saúde
Agência Brasil

Rio atinge 50% da população vacinada com a 1ª dose, diz secretário de Saúde

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, informou que a cidade do Rio de Janeiro atingiu 50% da população vacinada com a primeira dose. O anúncio aconteceu, nesta quinta-feira, durante a imunização do prefeito Eduardo Paes (DEM) na quadra da Portela.

“O desejo que a gente tem é estar vacinando o mais rápido possível. Hoje também a gente bate a marca de 50% das pessoas com mais de 18 anos vacinadas. Essa semana a gente finaliza o grupo de 50 anos ou mais e 50% das pessoas vacinadas (com a primeira dose)”, disse Soranz.

O secretário ainda falou sobre o projeto “PaqueTá vacinada”, da Secretaria Municipal de Saúde, com o apoio da Fiocruz, que vacinará toda a população a partir de 18 anos contra a covid-19 no bairro. A coleta de sangue voluntária de moradores da Ilha de Paquetá começou nesta quinta-feira.

“É uma preparação importante, a gente colhe as amostras de sangue para ver quem de fato foi exposto a covid-19 ou não. Também vai ser montado um bio banco com todas as amostras de sangue dessas pessoas de Paquetá que ficará armazenada na Fiocruz, que é a instituição de pesquisa, e a gente espera que em poucos meses tenhamos Paquetá como a primeira área livre da covid na cidade do Rio de Janeiro”.

Veja Mais:  Covid-19: doentes crônicos não devem ficar sem acompanhamento na pandemia

Prefeito recebeu a primeira dose contra a covid-19

Paes pediu para ser vacinado com a AstraZenca. “Fiz questão de tomar a vacina da Fiocruz. É segura, como todas as outras. O sentimento que tenho é o de todo brasileiro. É uma agulha de esperança. Passamos por um período difícil. Para mim é uma alegria e um sentimento enorme. A vacina deixa a sensação de que vamos poder voltar a viver”, disse o prefeito ao receber a dose.

De acordo com o calendário da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nesta quinta-feira, pessoas com 51 anos ou mais podem ser vacinadas nos mais de 270 pontos distribuídos pela cidade.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana