conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Esportes

Depois de veto a roupa de Serena, Roland-Garros terá código de vestimenta

Publicado


Serena Williams usou calça e camisa em Roland-Garros 2018 e foi criticada
Reprodução/ Roland-Garros

Serena Williams usou calça e camisa em Roland-Garros 2018 e foi criticada

Após veto de Bernard Giudicelli, um dos organizadores de Roland Garros, ao uniforme “Pantera Negra” usado por Serena Williams na edição 2018 do Gram Slam, o diretor do torneio, Guy Forget, deu entrevista ao L’Équipe e admitiu que nos próximos anos haverá uma regra de vestimenta para os atletas.

Leia também: Serena Williams é a mulher mais bem paga dos esportes, segundo a Forbes

O uniforme que causou polêmica é composto de calça e camiseta preta e foi feito sob medida para Serena
depois que a atleta teve complicações no parto da filha, a pequena Alexis Olympia. A Nike, responsável pela confecção da roupa, saiu em defesa da jogadora e publicou uma foto com os dizeres “Você pode tirar a fantasia do super-herói, mas você não pode nunca tirar seus superpoderes”.

Apelidado de “roupa de Wakanda”, em referência ao filme Pantera Negra da Marvel, o traje ajudava na circulação sanguínea de Serena durante o jogo.

Diante de toda a confusão criada por seu colega, Guy Forget disse que o código de vestimenta para Roland Garros será “mais flexível do que Wimbledon”, que só aceita roupas brancas. A ideia geral é que os atletas se apresentem com certa elegância e seja criado um “estilo Roland-Garros”.

“O regulamento atual deixa espaço para todas as roupas. […] Em termos concretos, não há quadro. Muitos jogadores acreditam que alguns jogadores vão longe demais. Por que não conciliar elegância sem prejudicar a criatividade dos designers? Este é o caminho com o qual me comprometi ” explicou Forget.

Veja Mais:  Arena Pantanal pode receber em seu complexo a sede da Federação Mato-grossense de Futsal

Leia também: Aproveite o US Open para aprender a apostar no tênis

Segundo o jornal francês L’Équipe, os designers foram consultados sobre como serão as roupas dos competidores no próximo ano.

A diretoria tem investido em um novo estádio para a competição francesa e acredita que os uniformes podem refletir a elegância, modernidade e praticidade “Os jogadores e os fabricantes terão que inovar em um ambiente pré-definido que favorecerá a elegância” terminou o diretor.

A proposta de um código de vestimenta precisa ser aprovada pelo comitê executivo da federação antes de ser passado para os atletas. Talvez essa medida demore a ser implementada. Em 2021 Roland-Garros terá um novo e completo estádio.

Do mesmo jeito de Serena, Nike revolucionou uniformes nos anos 90


Andre Agassi, assim como Serena Williams, desafiou os padrões do tênis
Reprodução

Andre Agassi, assim como Serena Williams, desafiou os padrões do tênis

A Nike foi a pioneira em confeccionar roupas coloridas para jogadores de tênis. Nos anos 80 era impensável um jogador não se apresentar com roupa branca.

Leia também: Serena diz que sofre preconceito pela quantidade de exames antidoping

Nos anos 90, o americano Andre Agassi foi o primeiro a romper a barreira e, assim como Serena
, também ouviu duras críticas. Da mesma forma, a empresa saiu em defesa do jogador e virou sinônimo de inovação.

Comentários Facebook

Esportes

Arena Pantanal pode receber em seu complexo a sede da Federação Mato-grossense de Futsal

Publicado

Entidade máxima do futsal no estado segue alinhando com a SECEL para a mudança de enderenço

Pedro Verão- Presidente da FMFS- Foto: Assessoria

Principal palco do futebol de Mato Grosso, a Arena Pantanal pode ser o novo endereço da Federação Mato-grossense de Futsal (FMFS). Por enquanto é só um namoro, mas logo a parceria com a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (SECEL), pode ser concretizada.

Após a primeira reunião entre Pedro Verão, presidente da FMFS e Jefferson Neves, secretário adjunto da pasta, a negociação está adiantada. A ideia é que a entidade máxima do futsal mato-grossense mude a sua sede, para um espaço livre dentro da Arena Pantanal.

“Existe sim uma conversa entre as partes, já mostramos inclusive o espaço lá para os responsáveis pela Federação. Agora está nas mãos da equipe técnica da secretaria, e se der certo, será com muito gosto porque a FMFS é uma entidade séria, que sempre foi parceira. Tenho certeza de que cuidará com muita responsabilidade do espaço.”, destacou, Jefferson Neves.

Foto: Assessoria

Para o presidente da FMFS, a mudança para de endereço renderia bons muitos para a instituição, e estreitaria cada vez mais as relações com a SECEL.

“Um espaço mais adequado, facilitando o contato para as demandas e o fomento do futsal de forma mais célere. Além, evidentemente de agilizar a operacionalidade dos trabalhos exercidos pela a federação, que resulta em parceria com a secretaria para levar o crescimento do esporte”, relatou, Pedro Verão.

Veja Mais:  Mboku brilha e França goleia Austrália no Mundial sub-17

Além da SECEL, atualmente o Complexo Esportivo da Arena Pantanal recebe outros órgãos coma Escola Arena, escola estadual voltada para a educação com iniciativa ao esporte e o 10º Batalhão da Polícia Militar, localizado no Ginásio Aecim Tocantins.

FMFS em Home office

A Federação Mato-grossense de Futsal segue com as atividades presenciais suspensas na sede. As demandas estão sendo tratadas através de atendimentos virtuais. Todas as competições do calendário 2020 estão também estão suspensas temporariamente, e aguardam um posicionamento da Confederação Brasileira de Futsal e dos órgãos de saúde para serem retomadas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Formar X Revelar

Publicado

Eduardo Henrique- Treinador de Futebol Licenciado CBF

Em se tratando de futebol de base, deparamos sempre com a mesma pergunta é gasto ou investimento. Talvez se façam essa pergunta por que os clubes não têm uma interação e planejamento entre futebol profissional e categoria de base. E poucos têm a noção que nas categorias menores, o fundamental é a formação do atleta, e não é só pensar em ganhar jogos e campeonatos. Mais já informando que é essencial saber a importância de ganhar.

Sempre falo que na categoria de base, você tem que fazer seus atletas terem um alicerce forte. Ensinando o lado Técnico, Físico, Tático e nunca deixar o psicológico de lado. E também falar com eles sobre as necessidades para a vida, importância dos estudos, e tudo que vem pela vida adulta. A serem não só atletas, mais cidadãos.

Mais um grande detalhe que muitos se enganam, é pensar que a base, que revela jogadores. O jogador só é “revelado“ quando esse atua no profissional. Por isso a importância de ter uma boa relação entre a base e o profissional. Um exemplo típico disso é a Sociedade Esportiva Palmeiras, que nos últimos anos, ganhou quase tudo na base e com vários atletas convocados para a Seleção Brasileira, mais se revelou muito pouco, por que tiveram poucas oportunidades de atuar no profissional. Do lado contrário temos o Santos Futebol Clube, que ganhou poucas competições de base, mais sempre revelou muitos atletas.

Veja Mais:  Formar X Revelar

Podemos ter vários motivos para isso, necessidade de vender, pouco poderio de contratar atletas de nível. Mais ainda acredito que é muito cultural dos clubes.

Aqui no Mato Grosso, temos muito disso, algumas equipes tem formado muitos atletas, mais infelizmente revelando pouco, por que não estão tendo oportunidades para esses jovens se firmarem no futebol profissional. Exceções de certas surpresas agradáveis, que vimos no estadual desse ano. Tomara que tenham continuidade, para voltarmos a revelar grandes atletas.

“Falar de Touros não é a mesma coisa que entrar na Arena” um proverbio Espanhol que se aplica muito bem para nosso futebol.

Eduardo Henrique

Treinador de Futebol

Licença CBF

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Quadra poliesportiva do bairro Cidade Natal está sendo reformada

Publicado

 

.

Os moradores do Residencial Cidade Natal, localizado na região da grande Vila Operária, e, adjacências, estão sendo contemplados com a reforma e revitalização da quadra poliesportiva do bairro. A Prefeitura de Rondonópolis, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes, está investindo R$ 135.765,35 em recursos próprios.

Como a quadra apresentava algumas deteriorações em razão dos muitos anos de uso contínuo sem uma adequada manutenção, surgiu a necessidade de uma reforma.

Por conta disso, o prefeito atendendo as demandas da comunidade decidiu fazer uma reforma completa no local, bem como, revitalizar todo o espaço esportivo, para que a comunidade tenha melhores condições de uso.

Para tanto, está realizando a troca do piso; pintura do solo (demarcações), e arquibancadas; paisagismo; instalação de passeio público com piso tátil; troca do alambrado; tabela de basquete novas; traves para futsal/handebol; postes para redes de vôlei; e, ainda a revitalização da pintura da cobertura metálica.

SERVIÇOS
Conforme informações da gerente do Departamento de Obras e Urbanismo, da Secretaria Municipal de Esportes, engenheira Bruna Silva, o projeto arquitetônico primou pela readequação do espaço.

A obra segue em ritmo forte, e assim que estiver concluída, vai beneficiar não apenas a comunidade local, mas sobretudo, os moradores dos bairros adjacentes, que poderão interagir entre si, realizando, competições esportivas, disputas e campeonatos amadores.

Investir em esporte, é garantia de qualidade de vida, saúde e prevenção. Principalmente para os jovens, pois o esporte os insere na prática de atividades saudáveis, evitado que acabem se envolvendo em atos ilícitos, como a inserção no mundo das drogas, e acabem comprometendo as suas vidas.

Veja Mais:  Quadra poliesportiva do bairro Cidade Natal está sendo reformada

Assim sendo, todos estes investimentos públicos, visam sobretudo, a prevenção e incentivo à saúde e a qualidade de vida e cidadania.

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana