Mato Grosso

Detran-MT aprimora prova teórica para promover a acessibilidade as pessoas surdas

Publicado


Em razão das dificuldades enfrentadas pelas pessoas surdas no momento da realização da prova teórica de direção, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) adequou a prova teórica para o formato em Libras, buscando garantir o acesso a comunidade surda na obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A gravação da tradução das provas foi realizada pelo Intérprete de Libras do Detran-MT, Maurício Tadeu Pacheco da Silva, no estúdio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci).

A prova contém 30 questões e 4 alternativas, sendo que cada alternativa tem um vídeo traduzido para Libras, para facilitar o entendimento dos candidatos surdos.

Os exames teóricos já foram aplicados na sede do Detran-MT, em Cuiabá, e na 51ª Ciretran de Campo Verde.  

O Intérprete de Libras do Detran-MT, Maurício Tadeu Pacheco da Silva, explica que muitas vezes os candidatos surdos têm dificuldade com a língua portuguesa e pouca orientação em Libras, gerando falta de compreensão no momento da leitura da prova teórica.

De acordo com o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, além dos candidatos surdos, as provas também irão atender os candidatos que possuem dislexia e transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, em virtude do acréscimo do tempo de realização da prova do candidato que é de 90 minutos, quase o dobro do tempo padrão para a população em geral.  

Veja Mais:  Justiça intermedeia solução para interdição de mercados que descumpriram medidas restritivas

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, destaca que as adequações na prova teórica buscam garantir o acesso ao serviço a todos os cidadãos e o atendimento digno da pessoa humana. 

Atendimento exclusivo

Desde o final do ano passado, o Detran-MT já conta com atendimento exclusivo aos cidadãos surdos com suporte do intérprete de libras para auxiliar no momento da realização do serviço presencial.

Para ter esse atendimento exclusivo, o cidadão surdo deve fazer o agendamento prévio através do site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br), pelo link CLIQUE AQUI 

O atendimento com suporte do intérprete de libras é realizado somente as quartas-feiras, no período matutino e vespertino, na sede do Detran-MT, em Cuiabá. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Mato Grosso recebe 37.440 doses da Pfizer nesta sexta-feira (18)

Publicado


O Ministério da Saúde informou ao Estado o envio de 37.440 doses da vacina da Pfizer para a imunização dos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. A nova remessa chegará em Mato Grosso às 09h45 desta sexta-feira (18.06), no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, por voo da Latam. 

De acordo com o Informe Técnico do Programa Nacional de Imunizações, as doses da Pfizer serão direcionadas às pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, gestantes ou puérperas com comorbidades, aos trabalhadores do Ensino Básico e trabalhadores das Forças de Segurança, Salvamento e Armada. 

O Ministério da Saúde também deve encaminhar nesta sexta-feira, às 10h20, por voo da Azul, um total de 34.000 doses de CoronaVac para completar esquema vacinal em cidadãos de Mato Grosso. 

O detalhamento para cada público das vacinas poderá ser acessado na resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), divulgada após a chegada dos imunizantes. Para a vacina da Pfizer, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 12 semanas. Já para a vacina CoronaVac, o prazo da segunda dose varia entre 14 e 28 dias.

Imediatamente após a chegada dos imunizantes, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes, no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Simultaneamente à operação logística, as equipes administrativas trabalham na resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB), colegiado que oficializa o quantitativo de doses a ser destinado para os 141 municípios.

Veja Mais:  Pleno emite parecer favorável às contas de governo de Denise

Mato Grosso já recebeu 1.501.230 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada da nova remessa.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

CGE abre inscrições para webinar sobre “Ouvidoria na Defesa dos Direitos dos Usuários de Serviços Públicos”

Publicado


A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) abriu inscrições para webinar sobre a temática “Ouvidoria na Defesa dos Direitos dos Usuários de Serviços Públicos”. O evento online será realizado dia 24 de junho (quinta-feira), das 9h às 10h30, com transmissão pelo canal de Youtube da CGE-MT.

Voltada à população em geral, a explanação será conduzida pelo secretário-adjunto de Ouvidoria Geral e Transparência, auditor Vilson Nery, como parte da programação da Maratona de Defesa dos Usuários de Serviços Públicos.

Na ocasião, o representante da CGE abordará os principais pontos da Lei Federal nº 13.460/2017, conhecida como Código de Defesa dos Usuários de Serviços Públicos. Também explanará sobre quando o cidadão deve procurar a Ouvidoria, como pode acessá-la e o que a Ouvidoria pode fazer em defesa dos seus direitos.

A live será o ponto alto da programação da Maratona de Defesa dos Usuários de Serviços Públicos, realizada pela CGE-MT neste mês de junho, em adesão à iniciativa da Rede Nacional de Ouvidorias Públicas,  para celebrar os quatro anos da Lei Federal nº 13.460/2017.

As inscrições para o evento online devem ser feitas no link http://cdi.controladoria.mt.gov.br/capacitacoes/ até as 12h do dia 23 de junho (quarta-feira).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Pesquisa aponta que 89% dos servidores do TCE-MT se sentiram acolhidos durante período de teletrabalho
Continue lendo

Mato Grosso

Pesquisa aponta que 89% dos servidores do TCE-MT se sentiram acolhidos durante período de teletrabalho

Publicado


Quase 90% dos servidores do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) se sentiram acolhidos pela instituição durante o período de teletrabalho.  A porcentagem aponta ainda que, para eles, houve preocupação do órgão com bem-estar em relação a sua saúde. É o que mostra a Pesquisa para Subsidiar a Elaboração de Propostas de Diretrizes para a Modalidade de Teletrabalho, divulgada pelo Comitê de Gestão de Pessoas do Instituto Rui Barbosa (IRB).  

O estudo, coordenado pela Escola de Contas Públicas do Tribunal do Espírito Santo (TCE-ES), engloba 32 Tribunais de Contas do país e foi realizado entre os dias 8 e 14 de março deste ano. Além dos dados sobre teletrabalho, o documento traz indicadores sobre competências técnicas e gerenciais e sinaliza o comportamento emocional do grupo de respondentes durante a pandemia de Covid-19.  

Em regime de teletrabalho desde março de 2020, quando a doença avançou pelo Brasil, o Tribunal vem buscando, por meio  da Secretaria Executiva de Gestão de Pessoas/ Núcleo de Qualidade de Vida no Trabalho, soluções para garantir a segurança de seus servidores e a prestação ininterrupta de serviços.

Neste contexto, vale destacar que 66.1% dos colaboradores apontaram que o TCE-MT ofereceu apoio em serviços de atendimento durante o período, sendo 44,7% relativos a médico, 9,8% à psicólogo e 11,6% à serviço social.

Além disso, 93% dos entrevistados constatou que órgão elaborou uma regulamentação específica ou ajustou o regulamento existente acerca desta modalidade de trabalho.   

Veja Mais:  CGE abre inscrições para webinar sobre "Ouvidoria na Defesa dos Direitos dos Usuários de Serviços Públicos"

Cenário no qual a comunicação por e-mail, whatsapp, zoom, teams, google, por exemplo, facilitou o desenvolvimento das atividades, segundo a avaliação de 97% dos servidores. Do total, 49% disseram que as ferramentas contribuíram extremamente; 38% disseram que contribuem bastante; 6% disseram que contribuem moderadamente; 5% disseram que contribuem um pouco e 3% disseram que não contribuem nem um pouco.  

Quanto à carga horária, 51,4% deles considera que não houve alterações, 11,5% que houve necessidade de maior carga horária, pois ocorreu aumento de produtividade, 9,6% que houve necessidade de menor carga horária, pois ocorreu diminuição de demandas, 10,5% considera que houve necessidade de maior carga horária para atender a mesma quantidade de demandas e 9,2% não tem parâmetros (por ingresso/relocação em 2020).

Para 90% dos servidores do TCE-MT há alguma forma de acompanhamento das atividades e entregas. O meio utilizado para esse acompanhamento, segundo 62% deles, é o sistema disponibilizado pelo Tribunal, enquanto que, para outros 36%, é a planilha criada pela área e, para 2%, aplicativos específicos, como o Trello.

Os dados agora, serão repassados às unidades responsáveis pelo desenvolvimento e capacitação dos servidores e área de Gestão de Pessoas. O estudo completo pode ser conferido aqui.

Metodologia utilizada

A pesquisa contou com 83 perguntas, e com 7.555 respondentes, de um total de 20.4131 servidores ativos com algum vínculo de trabalho com os tribunais. Ou seja, a amostra contém 37% do total da população, assegurando nível de confiança de 99% e erro amostral de 5%. Para que pudessem ser avaliados em relação ao período da Pandemia da Covid– 19, os resultados foram agrupados em antes, durante e após a pandemia.

Veja Mais:  "A entrega dessas máquinas é um ganho fundamental para a nossa região", avalia prefeita de São Félix

Elaborado de acordo com a teoria da Psicologia Positiva, postulado desenvolvido pelo psicólogo norte-americano Martin Seligman, o levantamento tem o objetivo de destacar a importância de se observar os sintomas advindos da combinação de emoções negativas (ansiedade, medo, angústia, desânimo, tristeza) com esgotamento mental e dificuldades para dormir, que impactam resultados e engajamento no trabalho.

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana