Mato Grosso

Emprego de presos como brigadistas deve ser ampliado para outras cidades em Mato Grosso

Publicado


.

O Sistema Penitenciário e o Corpo de Bombeiros articulam para ampliar a parceria no uso da mão-de-obra dos presos como brigadistas, para que eles auxiliem no combate às queimadas urbanas em Mato Grosso. Em uma iniciativa inédita no país, recuperandos do Complexo Penitenciário Ahmenon Lemos Dantas, localizado em Várzea Grande, passaram por dois dias de capacitação para começarem a partir desta sexta-feira (14.08) a combater o fogo na área urbana de Poconé.

A iniciativa partiu da juíza de Poconé que, diante do agravamento da situação no Pantanal, firmou a parceria junto a Vara de Execução Penal e a Secretaria de Estado de Segurança Pública, por meio da Adjunta de Administração Penitenciária. Contudo, com a chegada de bombeiros do Mato Grosso do Sul e as Forças Armadas na força-tarefa da Operação Pantanal 2, a mão de obra dos presos brigadistas será utilizada na área urbana da cidade.

Os recuperandos são todos voluntários e beneficiados com a remição da pena, ou seja, a cada três dias trabalhados, é um dia a menos na pena. Os presos são acompanhados pelos policiais penais e selecionados pela direção e por uma equipe psicossocial, conforme o perfil. Eles saem da unidade com tornozeleira eletrônica.   

“Essa parceria deve ser ampliada não só na região metropolitana, mas expandir para Sinop e Barra do Garças, por exemplo. Nós temos essa disponibilidade de estar trabalhando em prol da sociedade, essas pessoas que estão privadas de liberdade. Vamos conversar sobre essa demanda com o Poder Judiciário também”, destacou o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores.

Veja Mais:  Nova unidade do Socioeducativo terá capacidade para 60 jovens; 35% da obra já está concluída

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Alessandro Borges, disse que o projeto de treinar presos em brigadistas é interessante porque em agosto e setembro, é um período que aumenta exponencialmente as queimadas urbanas, e há necessidade de um contingente maior de pessoas para fazer esse enfrentamento.

“Com mais presos brigadistas não só em Cuiabá e Várzea Grande, mas nos demais polos, aumentamos a nossa capacidade de resposta e, com isso, poderemos também estender os nossos trabalhos com os nossos militares para a área rural. Então eu vejo como é muito interessante um projeto piloto em termos de Estado, em termos de Brasil e que vai dar um bom resultado para a sociedade mato-grossense”.

O coronel Alessandro destaca que a parceria dos municípios é fundamental, a exemplo da Prefeitura de Poconé, que além de brigadistas também disponibilizou um carro pipa com motorista e o Corpo de Bombeiros com quatro militares trabalhando em conjunto diariamente.

“É importante sim a participação do município, até porque estamos trabalhando nos terrenos urbanos e é uma responsabilidade da Prefeitura Municipal. O objetivo é comum, que é o de garantir a saúde nesse momento que é muito complicado devida a baixa umidade e a fumaça que é expelida no ar”.

Ressocialização

Otávio Figueiredo Brandão é um dos presos que se voluntariou para atuar no combate às queimadas urbanas. Ele nunca passou por um treinamento como esse ou precisou combater o fogo na vida. Apesar do cansaço e das dificuldades, ele enxerga como uma experiência nova mesmo em meio ao fogo, calor e fumaça.

Veja Mais:  Prova teórica para habilitação será 100% digital em Mato Grosso

“A gente está tentando ressocializar e salvar a pátria da gente, que é o Pantanal mato-grossense. A gente está mostrando que os reeducandos são diferentes do que a sociedade pensa da gente. A gente está aqui para combater e ajudar a sociedade e o pantanal mato-grossense. Para ter uma nova chance na sociedade e mostrar que a gente mudou realmente”.

Para o recuperando Rodrigo Amâncio Ferreira, essa é uma oportunidade que ele abraçou para mudar de vida. “Estamos vendo que o mundo está aí com queimadas para todo lado, então o que a gente puder fazer para ajudar, vamos todos voluntariamente, de coração, estamos fazendo para ajudar. Fumaça, calor, fogo, essa é uma situação que é difícil, complicado, mas Deus vai abençoar nós todos, vamos conseguir, vamos vencer juntos”.  

Fonte: GOV MT

Mato Grosso

Secretário suspende pagamento à empresa e determina auditoria

Publicado


O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, determinou a suspensão dos pagamentos para o contrato com a TMF Construções e Serviços Eireli, oriunda do pregão eletrônico nº 001/2020/Governadoria, que é alvo de uma investigação do Ministério Público Estadual.

Os pagamentos ficarão suspensos até que seja concluída a auditoria que será realizada pela Controladoria Geral do Estado. Somente após o resultado é que o secretário deverá tomar uma decisão definitiva sobre o caso.

A determinação foi publicada no Diário Oficial do Estado, que circula nesta terça-feira (29.09).

Sobre essa investigação em andamento, assim que o fato se tornou de conhecimento da Casa Civil, o secretário assinou a exoneração do então secretário adjunto Sistêmico, Wanderson de Jesus Nogueira, que é suspeito da prática de corrupção.

As medidas adotadas vão ao encontro da postura do Governo de Mato Grosso que não coaduna com qualquer prática de crime e que atua fortemente no combate à corrupção. Toda denúncia de possível irregularidade terá sempre o respaldo do Governo para sua investigação, esclarecimento e o apoio à punição severa de qualquer servidor ou cidadão envolvido em corrupção.

Fonte: GOV MT

Veja Mais:  Estado implanta concessão de aposentadoria remota para servidores
Continue lendo

Mato Grosso

Prova teórica para habilitação será 100% digital em Mato Grosso

Publicado


A partir de agora, todas as unidades do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) já contam com computadores instalados para a realização da prova teórica digital, mais um importante passo na modernização dos procedimentos para a formação de condutores no Estado.

Para a realização dos exames, foram adquiridos 300 computadores e leitores biométricos pelo Detran-MT que foram instalados em todas as unidades de Cuiabá, Várzea Grande e interior do Estado.

Segundo o presidente da Autarquia, Gustavo Vasconcelos, a implantação da prova teórica digital é um dos maiores projetos desenvolvidos pelo Detran-MT em parceria com a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) na área da habilitação.

“Um dos focos do Detran com a modernização dos sistemas é levar mais qualidade e agilidade do serviço ao cidadão, bem como coibir possíveis fraudes no processo para a obtenção da habilitação no Estado”, destacou Vasconcelos.

Até então, apenas 22 cidades contavam com a estrutura para a realização da prova teórica digital. Agora, todas as unidades do Detran-MT poderão ofertar o exame no formato digital, otimizando tempo e recurso público com a impressão de provas manuais.

Os exames digitais já estão sendo disponibilizados aos candidatos com processo em andamento para a obtenção da CNH, aos motoristas que precisam fazer o curso de reciclagem para condutor infrator e também aos que precisam fazer o curso de atualização.

Veja Mais:  Pela terceira vez Hospital Estadual Santa Casa é alvo de furto; Polícia prende suspeitos

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, explica que o Detran vem avançando no quesito segurança em todas as etapas do processo para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).  

“Além das provas não serem mais manuais, os exames em formato digital possuem identificação biométrica do candidato e examinador”, explica Alessandro.

Evolução do processo

Para chegar na fase final de implantação da prova teórica digital, foram diversas etapas vencidas, desde a revisão e atualização pela Escola Pública de Trânsito do Detran-MT do banco de questões do exame teórico (que reúne 2.500 perguntas de múltipla escolha, e precisava ser digitalizado); a implementação da biometria para comprovação da presença do candidato em sala de aula, bem como do examinador, entre outras etapas.

O diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade, relata que foram fases de muito estudo e trabalho por parte do Detran-MT e da MTI para chegar nesse novo momento do processo para formação de condutores em Mato Grosso. 

“Saímos de uma época de morosidade de até 60 dias para a aplicação dos exames teóricos, com recorrentes casos de fraudes, e agora trazemos mais segurança, agilidade e transparência nessa etapa para a obtenção de um documento tão importante como a CNH”, falou. 

O diretor presidente da MTI, Antônio Marcos Silva de Oliveira, destaca que o Detran-MT é uma das autarquias mais importantes do Estado e o principal parceiro da MTI.

Veja Mais:  Estado implanta concessão de aposentadoria remota para servidores

“Sabemos da importância do Detran no dia-a-dia e na rotina do cidadão mato-grossense. Modernizar os seus serviços significa que estamos melhorando diretamente a qualidade de vida dos cidadãos, dando ainda mais agilidade, facilidade de acesso e transparência aos serviços públicos”, disse.

Prova teórica  

O exame teórico é uma das etapas para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e antecede o curso prático de direção. No mês de setembro, o Detran-MT vai concluir mais de 7 mil exames teóricos com candidatos que estavam aguardando em todo Estado. A realização dos exames havia sido suspensa desde o início da pandemia do novo coronavírus em Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Servidores do TCE-MT são capacitados sobre análise de investimentos e teoria de carteiras

Publicado


Foto: Marcos Bergamasco/TCE

Os servidores da Secretaria de Controle Externo (Secex) Previdência, gabinetes e do Ministério Público de Contas (MPC) iniciaram nesta segunda-feira (28), capacitação sobre análise de investimentos e moderna teroria de carteiras.

O curso online tem duração de 80 horas e é realizado pela Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF) em quatro semanas, do dia 28 de setembro a 2 de outubro, de 19 a 23 de outubro, de 23 a 27 de novembro e de 30 de novembro a 4 de dezembro, sempre das 13h às 17h. 

O objetivo do curso é aperfeiçoar os servidores sobre as competências técnicas profissionais e gerenciais, bem como o entendimento dos fatores que influenciam a seleção de ativos de carteiras de investimento, como forma de proporcionar o julgamento célere e em consonância com as normas e procedimentos aplicáveis, além de contribuir com a melhoria do desempenho da Corte de Contas em cumprimento a sua missão constitucional e em benefício da sociedade.

As inscrições foram realizadas via C.I e o curso é realizado pela plataforma e link da CNF. O instrutor é Sergio Shmayev. De acordo com Denise Faria, gestora da Unidade de Cursos e Eventos da CNF, é importante para os servidores a participação no curso para “entender de forma teórica e através da aplicação prática de estudos de casos os fatores que influenciam a seleção de ativos de carteiras de investimento e as estratégias possíveis, além de elaborar previsões e estudos, bem como avaliar o desempenho e o risco dessas carteiras”.

Veja Mais:  Secretário suspende pagamento à empresa e determina auditoria

 

Kleverson Souza
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
(65) 3613 7559

Fonte: TCE MT

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana