Nacional

Ernesto Araújo diz que não houve golpe em 1964 e que “movimento foi necessário”

Publicado

Ernesto Araújo disse que não houve golpe militar em 1964
Marcelo Camargo/ABr

Ernesto Araújo disse que não houve golpe militar em 1964

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou nesta quarta-feira (27) na Câmara dos Deputados que não considera que houve golpe no Brasil em 1964, e que a intervenção militar foi “necessária para que o País não virasse uma ditadura”.

Leia também: “Choro é livre e, graças a militares, País também”, diz Joice sobre golpe de 64

“Não considero um golpe. Considero que foi um movimento necessário para que o País realmente não virasse uma ditadura. Não tenho a menor dúvida em relação a isso”, afirmou Ernesto Araújo
, na Comissão de Relações Exteriores e Defesa da Câmara.

O ministro havia sido questionado por Glauber Braga (PSOL-RJ) sobre sua opinião acerca do golpe de 1964. O deputado ainda perguntou a Araújo se o período de 1964 a 1985, em que o Brasil foi comandado por militares, não poderia ser considerado uma ditadura. O ministro não respondeu.

Após a fala, o deputado Ivan Valente (PSOL-SP) insistiu e questionou “não teve ditadura no Brasil então?”. No entanto, Eduardo Bolsonaro (PSL), que presidia a sessão, interrompeu o assunto e pediu para que o chanceler continuasse respondendo as outras perguntas.

A discussão sobre o regime militar no Brasil começou depois que o presidente Jair Bolsonaro determinou, na segunda-feira (25), que as Forças Armadas façam “comemorações devidas”
no próximo domingo (31), dia em que o golpe de 1964
completa 55 anos.

Veja Mais:  Comissão mista debate investimento em pesquisa científica relacionada à Covid-19

A determinação gerou polêmica nas redes sociais e entre orgãos ligados à defesa dos direitos humanos. Ontem, a Defensoria Pública da União anunciou que ajuizará uma ação pública para impedir que a data seja comemorada.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), também repudiou a decisão de Bolsonaro e declarou que “comemorar a instalação de uma ditadura que fechou instituições democráticas e censurou a imprensa é querer dirigir olhando para o retrovisor, mirando uma estrada tenebrosa”. O presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz, também sugeriu que o País “olhe pra frente” e “trate do que importa: o futuro do povo brasileiro”.

Na Câmara, o ministro respondeu às críticas da oposição e disse que a política de aproximação com os Estados Unidos não representa uma submissão aos interesses norte-americanos. “Eu acho que o que existia antes era um complexo de inferioridade em relação aos Estados Unidos, no qual tinha-se a sensação de que qualquer cooperação com os EUA viria em detrimento do Brasil”, defendeu.

Leia também: Justiça reconhece militar gaúcho como primeira vítima da ditadura no Brasil

Ernesto Araújo
também afirmou que o Brasil não está se distanciando da China, principal parceiro comercial do País, e afirmou que o governo não terá “entreguismo nem com a China e nem com os EUA”.

Nacional

Projeto torna obrigatório teste de Covid-19 em instituições de idosos

Publicado


.
Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Audiência Pública - Tema: "Revisão quinquenal do contrato de concessão da BR-101/ES". Dep. Sergio Vidigal (PDT-ES)
Sergio Vidigal: idosos estão entre os grupos mais vulneráveis à doença

O Projeto de Lei 3662/20 obriga as instituições de longa permanência para idosos
públicas, filantrópicas ou privadas a realizar testes periódicos para diagnósticos da Covid-19 em seus residentes, funcionários e colaboradores. O objetivo é prevenir e reduzir a transmissão do novo coronavírus entre as pessoas de mais de 60 anos que vivem nesses locais.

A proposta é do deputado Sergio Vidigal (PDT-ES) e tramita na Câmara dos Deputados. “Se olharmos a experiência de outros países, grande parte das mortes decorrentes do novo coronavírus aconteceu em asilos. Por viverem em um lar coletivo, os idosos estão ainda mais vulneráveis, razão pela qual se torna urgente a medida preventiva”, justifica o parlamentar.

Ainda segundo o projeto, os testes deverão ser realizados independentemente de os residentes ou funcionários apresentarem os sintomas da doença. Em caso de suspeita ou confirmação de contágio, deverão ser providas as condições de isolamento e tratamento.

Pelo texto, a obrigatoriedade de testagem valerá enquanto durarem os efeitos da emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Marcelo Oliveira

Veja Mais:  Projeto torna obrigatório teste de Covid-19 em instituições de idosos
Continue lendo

Nacional

Deputados vão debater situação dos pacientes cardiopatas na pandemia de Covid-19

Publicado


.
Igor Sobral/Prefeitura de Pelotas-RS
Saúde - geral - exames preventivos cardiológicos check-up cardiologia coração eletrocardiograma atendimento médico (Unidade Básica de Saúde UBS Virgílio da Costa, Pelotas-RS)
Comissão externa de combate ao coronavírus vai ouvir cardiologistas em videoconferência

A comissão externa de enfrentamento à Covid-19 realiza na quarta-feira (19) reunião técnica, por videoconferência, para debater a situação dos pacientes cardiopatas na pandemia.

A reunião será realizada a partir das 14h30, no Plenário 3. O debate poderá ser acompanhado ao vivo por meio de sala interativa.

Foram convidados para o debate:
– o presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Marcelo Cartaxo Queiroga Lopes;
– a cardiologista, pediatra e radiologista Mirna de Sousa;
– o cirurgião cardiovascular Wilson Luiz da Silveira.

A comissão externa foi criada pela Câmara dos Deputados para acompanhar as ações de combate ao novo coronavírus. O colegiado é coordenado pelo deputado Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP-RJ). A relatora é a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC).

Da Redação
Edição – Pierre Triboli

Veja Mais:  Comissão da covid-19 debate investimentos em pesquisa científica nesta segunda-feira
Continue lendo

Nacional

Confira o que foi votado pela Câmara dos Deputados nesta semana

Publicado


.

Câmara aprovou medida provisória que cria novos tipos de assinatura eletrônica em documentos. No Congresso, foram analisados vetos presidenciais a diversos projetos de lei

Da TV Câmara

Veja Mais:  ANS: planos de saúde têm de cobrir exames de sorologia para covid-19
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana