Carros e Motos

Fiat 500 elétrico está a caminho e deve chegar em meados do ano

Publicado


source
Fiat 500e deverá chegar ao Brasil apenas na versão topo de linha Icon, por mais de R$ 250 mil, com a alta do dólar
Divulgação

Fiat 500e deverá chegar ao Brasil apenas na versão topo de linha Icon, por mais de R$ 250 mil, com a alta do dólar

Mesmo com a cotação do dólar nas alturas, a Stellantis segue com o plano de trazer ao Brasil seus modelos elétricos de híbridos, apesar de manter certa cautela. A novidade agora é que o Fiat 500 elétrico está prestes a estrear no Brasil, o que deve acontecer em meados do ano, comforme apurou a reportagem de iG Carros.

Portanto, o Fiat 500 elétrico vai chegar às lojas do Brasil antes do Peugeot 208 e-GT , outro elétrico da Stellantis (PSA + FCA), que chegou a ser apresentado à imprensa no ano passado, mas que segue em previsão de chegar às lojas do País, em função das conjunturas atuais. 

Para trazer híbridos e elétricos ao Brasil (a previsão é de três modelos até 2022), a Stellantis já anunciou parceria com a Enel X, empresa de soluções energéticas. Além disso, a marca planeja fazer investimentos na infraestrutura necessária para a recarga de híbridos plug-in (como o Compass 4Xe ) e elétricos. A ideia é trabalhar em soluções para carregamento fácil, conectividade e segurança para simplificar a vida dos clientes que optam por dirigir um veículo eletrificado.

O novo Fiat 500 elétrico deverá ser trazido apenas na versão topo de linha Icon, com preço acima dos R$ 250 mil, portanto, abaixo dos R$ 283.950 do BMW i3, ou dos R$ 274 mil do Chevrolet Bolt.  O carro é equipado com um motor elétrico de 87 kW (118 cv), vai de 0 a 100 km/h em apenas 9 segundos, atinge 150 km/h e tem 320 km de autonomia.

As baterias de íon-lítio do Fiat 500 elétrico têm capacidade de 42 kWh e foram projetadas para a recarga rápida nos postos de energia. Ele é capaz de recuperar 80% de sua carga total em apenas 35 minutos, ou garantir 50 km de autonomia com apenas 5 minutos na tomada.

É possível utilizar wallbox de 7,4 kW, com capacidade para completar a energia das baterias por completo em pouco mais de seis horas. Em uma tomada comum, o tempo necessário sobe para 14 horas, conforme a FCA .

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros e Motos

Harley-Davidson celebra 10 anos de vendas no Brasil

Publicado


source
Harley-Davidson faz 10 anos no Brasil e mostra um dos eventos com fãs da marca, em 2014, o
Divulgação

Harley-Davidson faz 10 anos no Brasil e mostra um dos eventos com fãs da marca, em 2014, o “Harley Days”

Neste ano de 2021, a Harley-Davidson está comemorando 10 anos de operações de vendas no Brasil. A sua história no país é marcada com a inauguração da filial brasileira em 2011 com direito a desfile “Willie G. Parade” em São Paulo, em homenagem à participação especial de Willie G. Davidson, neto de um dos cofundadores da empresa.

Desde então a marca norte-americana fundada em 1903 não parou de investir a sua participação no Brasil. Além de ter inaugurado o Centro de Distribuição em Cajamar, São Paulo.

A empresa celebrou seus 110 anos de fundação com a participação de Bill Davidson, filho de Willie G. Davidson e VP do Harley-Davidson Museum ; e implantou o Centro de Treinamento em São Paulo em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Bem antes de estabelecer operações de vendas aqui, em 1998 a Harley-Davidson já havia construído a sua primeira fábrica de CKD (Complete Knock-Down) em Manaus, com foco no suprimento de motos ao mercado brasileiro.

Veja Mais:  Duster colombiano ganha motor turbo que estreia no Captur nacional

Após as medidas restritivas do isolamento social por conta do Covid-19 forem contidas, a Harley Davidson prometer marcar presença no Salão Duas Rodas , além de promover encontros com entusiastas da marca.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Saiba o que fazer e como recorrer das infrações de trânsito na pandemia

Publicado


source
Multa de trnsito e dbito de veculos podem ser divididos em 12 vezes no Rio
Thiago Ventura

Multa de trnsito e dbito de veculos podem ser divididos em 12 vezes no Rio

Desde dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Trânsito autorizou o retorno dos envios de multas na pandemia, e de lá pra cá, motoristas brasileiros passaram a receber notificações de infrações cometidas durante as fases mais restritivas no país.

Pensando em facilitar a vida dessas pessoas que foram autuadas, a Zul+ , reuniu as principais dúvidas sobre o assunto e algumas dicas para recorrer das infrações. Para isso, ao acessar o aplicativo da empresa o motorista encontrará três tipos de defesa que poderá usá-los contra multa de trânsito como a defesa prévia no qual o Órgão Autuador tem até 360 dias para aplicar a penalidade.

Se o prazo não for cumprido, ocorrerá a perda do direito de aplicação da multa ; recurso em primeira instância junto à Junta Administrativa de Recursos de Infrações e, por fim, o recurso em segunda instância junto ao Conselho Estadual de Trânsito.

Até então, não havia nenhum prazo máximo para o Órgão de Trânsito expedir a notificação de penalidade , no entanto, de acordo com a Nova Lei de Trânsito (que começou a valer a partir do último dia 12), o prazo máximo é de 180 dias a partir da data da infração.

Veja Mais:  Usado de luxo é 3 vezes mais caro de consertar que seminovo convencional

“Em tempos de pandemia, é natural que os condutores estejam confusos , ainda mais com tantos prazos sofrendo alterações. É importante ter atenção redobrada, já que ao perder o prazo, não será mais possível recorrer da infração “, afirma André Brunetta, CEO do Zul+.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

VW Tiguan 2022 muda no México antes de chegar ao Brasil

Publicado


source
VW Tiguan 2022 é feito em Puebla (México); modelo tem benefícios fiscais para ser vendido no Brasil
Divulgação

VW Tiguan 2022 é feito em Puebla (México); modelo tem benefícios fiscais para ser vendido no Brasil

A Volkswagen acaba de revelar o SUV médio Tiguan 2022 em sua versão para as Américas. Produzido no México, o modelo tem mesmo visual europeu, feito na Alemanha, com mudanças pontuais. Esta é a versão que será importada para o Brasil no segundo semestre de 2021, possivelmente sem versão de cinco lugares. 

Em sua reestilização de meia-vida, o Tiguan ganha características da oitava geração do Golf . Isso fica bem evidente pelo novo formato dos faróis, além das lanternas traseiras.

Assim como o novo SUV médio Taos –  que virá ao Brasil importado da Argentina no fim deste trimestre – o Tiguan ganha um filete de LED que cruza a grade frontal, ligando os faróis dianteiros. Este padrão não é utilizado na Europa, onde o Tiguan já conta com o novo recurso LED Matrix desenvolvido pela Audi. Neste caso, o SUV médio tem 24 LEDs por farol, podendo alterar a iluminação de forma orgânica.

Veja Mais:  BMW anuncia investimento de US$ 300 mi para extrair lítio da Argentina

As mudanças são mais discretas na traseira, onde o Tiguan passa a levar seu nome escrito abaixo do logotipo da Volkswagen. Na versão R-Line , o modelo terá para-choques mais protuberantes para acrescentar um visual mais agressivo, assim como detalhes cromados espalhados pela carroceria. 

O interior também conta com mudanças interessantes. Ao menos no pacote dos Estados Unidos, o Tiguan terá bancos dianteiros com funções de aquecimento e resfriamento de série. O recurso deve aparecer nas versões mais caras no Brasil. 

Você viu?

Novos materiais passam a revestir os bancos e painéis de porta com mais variedade de cores. As versões mais caras também terão filetes em LED que podem mudar de cor e iluminar o ambiente de acordo com a preferência do motorista.

O Tiguan também ficou mais seguro em sua versão 2022 , contando com sistema de frenagem de emergência, assistente de permanência em faixa e controle de cruzeiro adaptativo como equipamentos de série nos Estados Unidos. 

O pacote Brasil ainda não foi confirmado, mas com base em outros modelos do segmento de SUVs médios, ao menos as versões mais caras do Tiguan devem ganhar os novos recursos de segurança.

Motorização

Além dos revestimentos, Tiguan 2022 estreia o novo volante da Volkswagen
Divulgação

Além dos revestimentos, Tiguan 2022 estreia o novo volante da Volkswagen

Nos Estados Unidos, o Tiguan mantém o motor 2.0 turbo de quatro cilindros capaz de desenvolver 184 cv de potência, com câmbio automático de oito velocidades. O modelo que será importado para o Brasil também terá o conjunto mecânico atual, entregando 150 cv e 25,5 kgfm de torque na opção 1.4 turbo, com câmbio automatizado de 6 velocidades, subindo para 230 cv e 35,5 kgfm de torque no modelo 2.0 turbo, com câmbio automatizado de 7 velocidades.

Veja Mais:  Usado de luxo é 3 vezes mais caro de consertar que seminovo convencional

Catálogo mais enxuto

Conforme apurado pela reportagem do iG Carros, o catálogo do Tiguan deve ficar mais enxuto no Brasil para evitar a “canibalização” de produtos. Dessa forma, o Tiguan pode ficar restrito às versões mais caras, com espaço para sete ocupantes. 

A intenção da fabricante é que antigos clientes do Tiguan de cinco lugares comprem o Taos, que terá apenas motor 1.4 turbo de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana