Policial

Inquérito eletrônico é implantado em 100% das delegacias da Polícia Civil

Publicado


.

Lucas Rodrigues/Secom-MT com informações da Polícia Civil

O governador Mauro Mendes anunciou nesta quarta-feira (23.09) a finalização da implantação do inquérito policial eletrônico em todas as delegacias de Mato Grosso. O inquérito policial eletrônico é a integração do sistema Cartorium, do conjunto de módulos do Geia da Polícia Civil, com o Processo Judicial Eletrônico (PJe) do Tribunal de Justiça. A integração dos dois sistemas tornará o inquérito policial 100% digital e integrado, de forma que todas as peças que compõem o inquérito fiquem disponíveis em tempo real, sem a necessidade de uso de papel.

 

“Esse inquérito estará integrado ao sistema Judiciário. Mato Grosso é o 1º estado do Brasil que tem isso 100% efetivamente implantado. Estão de parabéns toda a equipe da Polícia Judiciária Civil e da Segurança Pública, assim como os desenvolvedores. Isso foi feito internamente por profissionais contratados pela própria Polícia Civil”, afirmou o governador.

De acordo com o delegado-geral da PJC, Mário Dermeval Resende, a ferramenta vai gerar economia anual de R$ 2 milhões, somente com a eliminação de impressões, papel, além da economia indireta através de reduções de gastos com viaturas, combustível, além de espaço físico e otimização do efetivo no trajeto delegacia/fórum, para levar e buscar processos todos os dias.

“Assim nós teremos uma celeridade, uma economia e principalmente a padronização das informações que serão trafegadas na Polícia Judiciária Civil e Tribunal de Justiça. Sistemas que se comunicarão sem intervenção humana, 100% digital. Acertando os últimos detalhes, acredito que até o final do ano a Polícia Civil não precisará mais do papel. Vai ser papel zero”, ressaltou.

Veja Mais:  Vigilante rende suspeito durante tentativa de furto a salão de beleza e aciona a PM

O delegado agradeceu a parceria das demais instituições para o desenvolvimento desse projeto.

“O Tribunal de Justiça e o Ministério Público foram parceiros na parte de aparelhagem e todas as instituições serão beneficiadas com esta agilidade, que vai trazer mais qualidade às investigações. O Estado de Mato Grosso passa a ser vanguardista. Somos a primeira Polícia Civil brasileira a estar com o sistema de inquérito policial completo e totalmente integrado ao PJe utilizado no Poder Judiciário”, citou.

Para o delegado-geral adjunto da PJC, Gianmarco Paccola, o avanço que o inquérito eletrônico vai trazer para a Polícia e para a população “é inestimável”.

“Temos um território gigantesco com mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, são praticamente três Itálias somadas. Essa necessidade que havia de deslocamento de uma equipe até a outra, em alguns casos se tornava inviável pela distância. Hoje temos um sistema que compila todas as informações de investigação, que vai proporcionar uma celeridade e, consequentemente, eficiência. Por exemplo, a delegacia de Cuiabá hoje vai ter acesso a uma produção de prova colhida lá no Nortão, e vice-versa. Essa dinâmica toda vai trazer eficiência à investigação. Porque era impossível nós termos essa dinâmica rápida em milhares de inquéritos. A Polícia Civil dará um salto enorme no combate à criminalidade”, citou.

O coordenador de Tecnologia da Informação da Polícia Civil, Fábio Arruda Góes Ferreira, frisou que a ferramenta também vai trazer mais segurança para as investigações.

Veja Mais:  PM recupera betoneira e carretinha furtada durante a madrugada na obra da Unemat em Rondonópolis

“Com o trâmite no papel, havia risco de perder provas, procedimentos. Podia ser extraviado, rasurado. Com tudo digital, isso é tramitado do sistema da Polícia Civil direto ao sistema Judiciário, com normas de segurança internacionais. Não há risco de perda de procedimentos e as informações chegam de forma célere ao Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e advogados. Em poucos minutos, chega nas mãos de todos esses atores. Antes, isso demorava muito”, pontuou.

Fonte: PJC MT

Policial

PM recupera betoneira e carretinha furtada durante a madrugada na obra da Unemat em Rondonópolis

Publicado

Foto: PMMT

A Policia Militar recuperou na tarde desta terça-feira (20) uma betoneira que foi furtada durante a madrugada na construção da obra da Unemat em Rondonópolis.

Consta no Boletim de Ocorrência que a Policia Militar foi acionada via Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP)  onde foi informado que tinha sido abandonada uma betoneira na rua Ceará no bairro Cidade Salmen.

Ao chegar no local os policiais, suspeitou que poderia ser um dos materiais roubados na madrugada de hoje na construção da Unemat conforme boletim de ocorrência nº: 2020.253542, foi entrado em contato com o proprietário do equipamento e o mesmo reconheceu como sendo o objeto roubado.

O Boletim de Ocorrência foi confeccionado e a betoneira foi entregue ao proprietário.

Outro material recuperado foi uma carretinha com dois eixos

 

Foto: PMMT

Veja Mais:  Suspeito tenta esconder da PM mas é detido com arma de fogo no bairro Vila Olinda em Rondonópolis
Continue lendo

Policial

Suspeito tenta esconder da PM mas é detido com arma de fogo no bairro Vila Olinda em Rondonópolis

Publicado

Arma apreendida- Foto: PMMT

A equipe da 14ª Companhia Independente da Força Tática na tarde desta terça-feira (20) realizava patrulhamento tático no Bairro Vila Olinda, quando foi repassado via Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) que populares visualizaram um suspeito armado e o endereço onde foi visto entrar.

Ao deslocar no endereço da denúncia os policiais com autorização do morador entrou em uma residência  para verificar a informação, sendo que no quarto do suspeito, em cima da cama já foi visualizado uma pistola cal.380. Ao ser indagada a proprietária da residência sobre o paradeiro do suspeito, ela  relatou aos policiais que ao lado mora um familiar e que o suspeito poderia estar lá. Ao entrar na residência informada, o suspeito saiu de traz de umas madeiras já se entregando e relatando que era o proprietário da pistola encontrada.

O suspeito foi conduzido para 1ª Delegacia de Policia.

Veja Mais:  Suspeita é pega vendendo drogas no Zero KM em Várzea Grande
Continue lendo

Policial

Policiais civis femininas participam de treinamento Prevenção e Reação à Violência Urbana

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Seis policiais civis mulheres latadas em unidades da Capital participaram nesta semana de treinamento de Prevenção e Reação a Violência Urbana, ministrado pela equipe da Gerência de Operações Especiais (GOE). As policiais destacaram a importância da atuação da mulher na área de segurança, assim como prestigiaram a Campanha de prevenção ao câncer de mama Outubro Rosa.

A capacitação foi realizada com 20 horas/aula foi realizada na segunda e terça-feira (19.20) contando com a participação das policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, Gerência Estadual de Polinter e Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

O curso de Prevenção e Reação a Violência Urbana, ministrado pela GOE, tem como objetivo alertar os policiais para os riscos quando estão descaracterizados, seja nos momentos de folga ou até mesmo em serviço. Com ações voltadas à precaução e prudência, visando evitar o perigo e resguardar a integridade física do profissional.

Uma das propostas trabalhadas é o desenvolvimento e aprimoramento da postura preventiva do policial contra a violência urbana. Além de aperfeiçoar as técnicas de tiro policial, focadas no combate aproximado nessas situações em que o policial estiver portando sua arma de forma velada.

Como força de alertar as mulheres para a Campanha Outubro Rosa, as policiais vestiram a camisa rosa durante o treinamento.

 

Fonte: PJC MT

Veja Mais:  Suspeita é pega vendendo drogas no Zero KM em Várzea Grande
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana