Tecnologia

Instagram libera fotos de seios femininos após protesto; veja o que muda

Publicado


source
instagram
Oleg Magni/ Pexels

Instagram muda regras para fotos de seios

A partir desta quarta-feira (28), o Instagram vai permitir a publicação de fotos com seios femininos à mostra, o que era proibido até então. A mudança acontece depois de uma campanha digital que acusou a rede social de gordofobia. Mamilos masculinos já eram e seguem sendo permitidos.

Por que o Instagram mudou as regras?

Os protestos começaram depois que a influenciadora digital  Nyome Nicholas-Williams , do Reino Unido, publicou uma foto que foi deletada pelo Instagram, em julho deste ano. Na imagem, a modelo plus size segurava e cobria os seios em uma pose comum em fotos artísticas femininas. O Instagram, porém, entendeu que o conteúdo quebrava as regras de nudez e pornografia, e o excluiu. 

Uma campanha, que incluiu uma abaixo-assinado, começou nas redes sociais, pressionando o Instagram . “Não deveria ser necessária uma tempestade na mídia para que minhas imagens permanecessem no ar ou para eu falar com Instagram e receber um pedido de desculpas. Minhas imagens e meu corpo devem ser respeitados o suficiente para ficar em uma plataforma que é para ‘TODAS’ as pessoas. Respeite sempre as mulheres negras, ponto final”, disse Nyome, na ocasião.

O Instagram admite que o caso realmente influenciou na mudança de regras. A rede social afirma, porém, que não foi um caso de racismo – apesar de admitir a gordofobia. De acordo com a empresa, o algoritmo tinha dificuldade em diferenciar se os seios estavam cobertos, ou não, em fotos de mulheres gordas, já que há mais pele na imagem.

“O Instagram está atualizando as políticas para evitar que imagens de corpos gordos e maiores sejam removidas erroneamente, com a ajuda de diversos especialistas e criadores da comunidade de Body Positive ao redor do mundo”, disse a plataforma em nota.

O que muda a partir de agora? 

Agora, o Instagram promete que mulheres com os mais diversos corpos poderão postar fotos dos seus seios. Para isso, porém, vai ser preciso seguir algumas regras: a pessoa precisa estar abraçando, acariciando ou segurando os seios.

Por outro lado, fotos apertando os seios nãos erão permitidas – se os dedos estiverem dobrados, por exemplo, o algoritmo vai entender que a mão está agarrando. De acordo com o Instagram, a regra é necessária acontece porque “isso costuma ser comumente associado a conteúdo pornográfico”.

A plataforma ainda diz que, em caso de dúvida, a orientação é que os revisores não deletem o conteúdo. O Instagram admite, porém, que erros podem continuar acontecendo. “Sabemos, no entanto, que a aplicação desta política específica pode levar a erros, especialmente com relação à comunidade de Body Positive e corpos gordos e maiores”.

Veja Mais:  Ataques cibernéticos aumentam antes da Black Friday; saiba como se proteger

Tecnologia

Agora vai? Libra, moeda digital do Facebok, pode ser lançada em janeiro

Publicado


source

Olhar Digital

facebook libra
Divulgação

Facebook Libra pode ser lançada

A Libra , moeda digital do Facebook , pode ser lançada já em janeiro de 2021. Entretanto, ela poderá operar de forma diferente do planejado quando foi anunciada, em junho do ano passado.

Originalmente, a Libra não teria seu valor vinculado a uma única moeda, mas sim a uma “cesta” de moedas e outros investimentos. Bancos centrais e agências reguladora expressaram preocupação com esse modelo, alegando que ele concentra poder demais nas mãos do Facebook.

A empresa, então, decidiu mudar o curso. A Libra será uma stablecoin, um tipo de criptomoeda cujo valor não flutua em relação a uma moeda comum, e será inicialmente atrelada ao Dólar norte-americano. A associação responsável pelo projeto Libra planeja, no futuro, lançar outras stabecoins atreladas a outras moedas.

A “carteira” para gerenciar a Libra , originalmente conhecida como Calibra, foi renomeada para Novi e deverá ser lançada em conjunto com a moeda. Os usuários poderão usar um app dedicado para enviar e receber Libra, mas também poderão acessar sua carteira do Novi usando apps como o Messenger e WhatsApp . O Facebook espera que as pessoas usem o Novi para enviar dinheiro a parentes ou pagamentos interpessoais.

Veja Mais:  Black Friday da Epic Games vem com descontos de até 75%

Outro sistema de pagamentos em desenvolvimento pelo Facebook pode estrear em breve. Anunciado pelo Facebook no início do ano, o WhatsApp Pay foi lançado no Brasil em junho, com o anúncio da parceria com a Cielo como adquirente da plataforma.

Após suspender o serviço poucos dias depois, exigindo mais informações para autorizá-lo, o Banco Central autorizou, em agosto, que “um grupo limitado de cartões” realize transações “de baixo valor” usando o WhatsApp Pay com o objetivo de testar o uso do sistema. Segundo o presidente da Cielo , Paulo Caffarelli, a empresa espera que o Banco Central libere o início das operações do serviço ainda em novembro. 

Continue lendo

Tecnologia

Procurando ofertas na Black Friday? Uma legião de robôs pode te passar a perna

Publicado


source
black friday robôs
Unsplash/Franck V

Robôs vasculham a internet atrás de promoções

A Black Friday chegou e muita gente está procurando produtos com preços mais acessíveis. Mas uma legião de robôs pode atrapalhar a busca dos reles mortais. De acordo com uma reportagem da BBC,  algoritmos são construídos para realizar procuras rápidas por descontos e até concluir compras antes que qualquer pessoa tenha a chance de agir.

Esse tipo de tecnologia não é novidade, mas estão cada vez mais comuns. Os algoritmos vasculham a internet e compram estoques de produtos quando encontram um preço bom, a fim de realizar a revenda depois.

Além de períodos promocionais, como é o caso da Black Friday , os robôs também agem comumente em grandes lançamentos exclusivos – como é o recente caso do PlayStation 5 do Xbox Series X . Isso explica, por exemplo, porque os consoles esgotaram tão rápido e, agora, já podem ser encontrados no mercado cinza com o preço mais alto .

Em entrevista à BBC, Thomas Platt, da empresa de gerenciamento de robôs Netacea, disse que esses robôs compram estoques de diversos tipos de produtos, desde brinquedos a coleções de filmes. Se tiver um nicho de mercado ou um lançamento de alto padrão, lá estão eles.

Veja Mais:  Prazo apertado: TikTok tem sete dias para resolver situação nos EUA

Em períodos promocionais, como é o caso da Black Friday , esses algoritmos costumam estar de olho, vasculhando toda a internet. Por isso, se surgir uma promoção muito boa, é bastante provável que a legião de robôs chegue mais rápido ao carrinho de compras do que qualquer ser humano. 

Continue lendo

Tecnologia

Cuidado! Cafeteira de graça na Black Friday é golpe para roubar dados

Publicado


source
black friday
Unsplash

Golpe virtual circula nesta Black Friday

Circula nas redes socias uma suposta promoção de Black Friday que estaria dando cafeteiras de graça. A oferta, porém, é falsa, e o objetivo dos criminosos é roubar dados das vítimas, como descobriu a empresa de cibersegurança Kaspersky.

Na divulgação, a promoção falsa diz que “respondeu, ganhou”, incentivando os internautas a responderem um questionário para receberam uma cafeteira de graça . O produto, porém, não é enviado, e os dados que a vítima insere no questionário – nome, e-mail, data de nascimento e telefone – são roubados. Além da cafeteira, o site promete também um vale-presente de R$ 2 mil.

“Não é possível mensurar quantas pessoas já caíram, mas imagino que sejam muitas, pois a mensagem está circulando massivamente, e coloca condições muito simples para o consumidor: pede dados que ele normalmente não se importa em compartilhar e, mesmo aqueles que desconfiam, podem acabar ‘pagando para ver’, uma vez que imaginam que não têm nada a perder com isso”, diz Fabio Assolini, analista de segurança sênior da Kaspersky no Brasil.

Veja Mais:  Xbox Live vazou dados dos usuários, mas Microsoft negou falha; entenda

De acordo com o especialista, por mais que as pessoas não se importem, os dados roubados no  golpe conhecido como phishing podem ser usados para cometer fraudes financeiras e clonagem do WhatsApp , por exemplo. 

No caso da promoção falsa da cafeteira, algun indícios deixam claro que se trata de um golpe – e são alertas para que os usuários fiquem de olho em toda promoção que receberem nas redes sociais.

“Já começa com a URL encontrada, que é um domínio hospedado em site estrangeiro. Isso é feito pelos criminosos para dificultar sua remoção, devido às diferenças na língua e no fuso horário. Outro indício é o fato de, logo no início do questionário, os organizadores pedirem que o participante compartilhe a oferta com os amigos nas redes sociais. Isso permite que não apenas a mensagem seja disseminada, como aqueles que recebam tenham mais confiança, pois irão receber de um contato próximo, um amigo ou um familiar”, explica Fabio.

Algumas dicas para se proteger são desconfiar de promoções boas demais, se atentar ao endereço do site e entrar nos sites oficiais das lojas. Na dúvida, não compartilhe seus dados com terceiros.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana