Tecnologia

Instagram permite que grupos organizem vaquinhas direto no app

Publicado


source
Novidades no Instagram
Divulgação/Instagram

Novidades no Instagram

Cerca de dois anos depois do lançamento dos adesivos de doação, o Instagram percebeu que muitos de seus usuários têm usado suas ferramentas de arrecadação para criação de “ vaquinhas ”, que têm seu valor posteriormente revertido para organizações sociais. Por conta disso, a rede social criou um mecanismo para facilitar a organização de eventos de arrecadação de fundos como grupos para usuários da plataforma.

O Instagram observou que muitos tipos de arrecadação off-line de fundos são empreendimentos em grupo, como venda de alimentos, como o famoso bolo de pote ou brigadeiros, que são muito comuns no Brasil, e shows de caridade.

Você viu?

Tendo isso em vista, a rede social percebeu que poderia abraçar e cooptar esse espírito de comunidade, permitindo que, após criar uma arrecadação de fundos, os usuários possam adicionar outras pessoas, como amigos e familiares, no rol de organizadores.

Para isso, o usuário deve criar uma arrecadação de fundos e, posteriormente, tocar no ícone de compartilhamento na página de recolhimento de recursos e, logo depois, clicar na opção de “convidar membros do grupo”. A partir daí, o usuário poderá procurar outras contas para convidar pessoas para participar da arrecadação.

Veja Mais:  Robôs ajudam a desafogar sistema de saúde na pandemia; saiba como

Comentários Facebook

Tecnologia

Robôs ajudam a desafogar sistema de saúde na pandemia; saiba como

Publicado


source
Robôs ajudam durante a pandemia
Unsplash/Franck V

Robôs ajudam durante a pandemia

O uso de inteligência artificial por meio de robôs pode ajudar a fazer a triagem de pacientes para aliviar o sistema de saúde sobrecarregado durante a pandemia da Covid-19. Pesquisadores desenvolveram a Laura, uma assistente virtual capaz de identificar e interpretar informações de quem busca atendimento hospitalar.

O projeto é da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Fundação Getulio Vargas (FGV) e Instituto Laura Fressatto. O algoritmo é capaz de descrever a gravidade da doença de um paciente a partir dos sintomas informados. Isso ajuda no direcionamento dessa pessoa para um profissional adequado, evitando tempo de triagem e encaminhamento.

Caso a pessoa seja identificada com sintomas leves, ela continua sendo monitorada pelo robô, sendo coletadas informações a cada três dias de seu estado de saúde. Caso haja uma piora, um enfermeiro entra em contato por meio de chamada de vídeo, para entender o quadro.

“O paciente entra em contato com a plataforma do robô Laura e digita algumas informações que o robô identifica e interpreta. O paciente tanto pode receber informações, como prevenção, vacinas e orientações sobre Covid-19, mas também pode descrever os sintomas [que está sentindo] para o algorítimo”, disse o médico Murilo Guedes, líder do estudo, à Agência Brasil.

Você viu?

Robô capaz de ajudar na saúde

A pesquisa compilou atendimentos realizados na plataforma da Laura com 24,1 mil pessoas entre julho e outubro de 2020. As tiragens foram feitas em três cidades brasileiras: Curitiba (PR), São Bernardo do Campo (SP) e Catanduva (SP).

Veja Mais:  Amazon leva multa recorde de R$ 4,5 bilhões por violações de dados

44,8% dos pacientes analisados foram classificados com sintomas leves de Covid-19, 33,6% dos casos foram considerados moderados e apenas 14,2% foram diagnosticados como casos graves da doença. Os resultados preliminares de viabilidade dessa tecnologia foram publicados no jornal Frontiers in Digital Health.

O estudo segue em andamento e os próximos passos envolvem analisar a segurança do robô para fazer diagnósticos de saúde. Isso é feito medindo a precisão das avaliações médicas fornecidas pela inteligência artificial. Outros testes com a tecnologia já estão sendo aplicados.

“O que a gente ainda precisa fazer, daqui para a frente, é mostrar que a ferramenta tem eficácia na avaliação dela e que ela é segura. O grande objetivo aqui é otimização de recursos em saúde para desafogar as instituições de saúde”, finalizou Murilo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Como transformar uma TV normal em Smart? Confira 4 opções com preço atrativo

Publicado


source
Veja como transformar uma TV em Smart
Unsplash/ Jens Kreuter

Veja como transformar uma TV em Smart

Com a ascensão das plataformas de streaming, todos querem ter uma Smart TV para aproveitar os filmes e séries na telona. Trocar de televisor, porém, pode ser bastante caro, além do fato de que dispensar um eletrônico em funcionamento não é bom para o meio ambiente .

Para a sorte de quem quer gastar menos, existem ótimas opções de dispositivos que transformam uma televisão normal em uma Smart TV. Os recursos são bastante completos e não ficam atrás daqueles presentes nas TVs mais modernas. Por isso, se sua televisão normal ainda está “inteirona”, confira 4 opções para atualizá-la com menos de R$ 400.

1. Chromecast

Chromecast
Divulgação

Chromecast

A primeira opção é o Chromecast, do Google. O aparelho é pequeno e se encaixa na entrada HDMI da televisão. Ele não tem controle nem interface própria e, por isso, precisa ser comandado pelo celular ou pelo computador.

Quando o Chromecast e o smartphone estão conectados na mesma rede Wi-Fi, é possível transmitir conteúdos da telinha para a telona. Por exemplo, dá para entrar no aplicativo da Netflix no celular (que pode ser Android ou iOS) e clicar em um botão para que o conteúdo seja exibido na televisão.

Todos os controles, como pausar, mexer no volume e voltar alguns segundos do vídeo, são feitos pelo smartphone. O Chromecast 3, que exibe imagens em Full HD, está disponível no Brasil por cerca de R$ 230.

2. Roku Express

Roku Express
Divulgação

Roku Express

O aparelho da Roku é mais completo que o Chromecast, já que vem com controle e tem sistema operacional próprio. Ele também é pequeno e pode ser conectado à entrada HDMI da televisão.

Uma vez conectado, é possível baixar os aplicativos das plataformas de streaming e realizar todas as ações pelo controle – menos alterar o volume, que precisa ser ajustado na própria TV. O Roku Express também transmite imagens em Full HD e tem um aplicativo para smartphones que traz controles extras, como a possibilidade de ouvir o conteúdo da televisão em um fone de ouvido no celular. O dispositivo é vendido no Brasil por cerca de R$ 230.

3. Mi TV Stick

Mi TV Stick
Divulgação

Mi TV Stick

O Mi TV Stick, da Xiaomi, é um dispositivo que possui o sistema operacional Android TV. Assim como a opção da Roku, ele vem com controle remoto, e o aparelho que fica acoplado à TV tem o formato parecido com o de um pen-drive, que pode ser conectado à entrada HDMI.

Também com resolução Full HD, ele permite o download de aplicativos e o comando de ações pelo controle remoto. Assim como no Chromecast, também é possível enviar parear um celular e enviar conteúdos dele para a televisão. No Brasil, o Mi TV Stick sai por cerca de R$ 400.

Veja Mais:  Como transformar uma TV normal em Smart? Confira 4 opções com preço atrativo

4. Fire TV Stick

Fire TV Stick
Divulgação

Fire TV Stick

O Fire TV Stick, da Amazon, funciona de forma bastante similar ao Mi TV Stick e ao Roku Express, transformando a TV em Smart com controle remoto próprio. O grande diferencial é que o dispositivo tem suporte à Alexa, a assistente de voz da marca.

Isso significa que é possível controlar o conteúdo que passa na televisão através de comandos de voz, o que torna a experiência mais tecnológica do que a oferecida por muitas Smart TVs, mas por um preço bem mais atrativo. No Brasil, o produto é vendido por cerca de R$ 380.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

HBO Max: assinatura com 50% de desconto para sempre acaba neste sábado

Publicado


source
HBO Max tem promoção
Reprodução

HBO Max tem promoção

Acaba neste sábado (31) a promoção do HBO Max que oferece assinaturas com 50% de desconto . O preço mais baixo dura para sempre, desde que o usuário não cancele sua conta.

“Os consumidores qualificados que aproveitarem esta oferta promocional receberão um desconto de 50% sobre o valor da assinatura mensal em vigor de forma contínua, contanto que você mantenha o plano de assinatura mensal com um método de pagamento válido cadastrado”, afirma a empresa no regulamento da promoção.

Desde que chegou ao Brasil, no final de junho, a plataforma de streaming está oferecendo seus planos pela metade do preço. No país, o HBO Max conta com duas modalidades de assinatura:

  • Plano mobile: acesso apenas por celulares ou tablets, uma tela por vez e resolução reduzida. Preço: R$ 19,90 ao mês (R$ 9,95 com o desconto); e
  • Plano multitelas: acesso por qualquer dispositivo, três telas ao mesmo tempo, cinco perfis diferentes e resolução 4K. Preço: R$ 27,90 ao mês (R$ 13,95 com o desconto).

O preço mais baixo fez do HBO Max uma opção bastante atrativa no mercado brasileiro, andando na contramão da Netflix, que aumentou seus preços recentemente . Após o fim da promoção, o HBO Max terá opções de assinaturas trimestrais e anuais, o que também torna os valores mais acessíveis:

Veja Mais:  Google, Gmail e YouTube vão barrar login em celulares Android muito antigos

Plano mobile

  • Assinatura trimestral: R$ 54,90 – R$ 18,30 ao mês;
  • Assinatura anual: R$ 169,90 – R$ 14,16 ao mês.

Plano multitelas

  • Assinatura trimestral: R$ 74,90 – R$ 24,90 ao mês;
  • Assinatura anual: R$ 239,90 – R$ 19,90 ao mês.

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana