Mato Grosso

Jauru comemora 41 anos com obras em rodovia, repasses em dia e ações de combate à epidemia

Publicado


.

A população de Jauru, com 8.582 habitantes, comemora neste domingo (20.09) seu 41º aniversário de emancipação administrativa. Situado no sudoeste mato-grossense, a 405 quilômetros de Cuiabá, o município foi beneficiado com a restauração, já concluída, de 68 quilômetros MT 175/248 que o liga a Araputanga, cujos investimentos somaram R$ 14,688 milhões.

O Governo do Estado também está contribuindo com a prefeitura no combate à pandemia da Covid-19. Foram enviados ao município 750 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 32.182 comprimidos, entre azitromicina (3.957), ivermectina (3.165) e dipirona (25.060), também distribuído em gotas, num total de 616 frascos.

Os repasses financeiros também estão em dia. Entre janeiro de setembro deste ano, foram transferidos aos cofres municipais R$ 7,961 milhões referentes a ICMS, IPVA e Fethab, além de outros R$ 2,047 milhões em assistência social, transporte escolar, convênios na área de Saúde e emendas parlamentares, entre 2019 e julho deste ano.        

Economia

Uma pequena central hidrelétrica, a Salto do Jauru, com capacidade para fornecer energia elétrica para cerca de 150 mil pessoas, coloca o setor o setor industrial como principal componente do Produto Interno Bruto (PIB) municipal.

De um PIB total, avaliado em R$ 273,6 milhões em 2017, segundo o IBGE, a indústria responde por quase a metade (R$ 129,9 milhões), seguido pelo setor de serviços, com R$ 53,45 milhões. O PIB per capita é de R$ 31.177,02.

Veja Mais:  Atendimento do Detran-MT na Arena Pantanal será suspenso nesta quarta-feira (21) à tarde

Sexto no ranking mato-grossense na produção de leite, com 19,6 milhões de litros de leite, segundo dados do IBGE de 2018, o município tem um plantel de 10,664 vacas ordenhadas, de um rebanho bovino de 191,9 mil cabeças. Na pecuária municipal, pode-se citar o rebanho galináceo, de 12.036 cabeças, das quais 9.618 galinhas.

Na agricultura, o IBGE registrou, em 2018, produção de banana, café, laranja, maracujá, feijão, mandioca, melancia e milho.

História

O nome Jauru, que significa peixe grande ou rios dos jaús, é uma referência ao Rio Jauru, que banha o território do município e deságua no Rio Paraguai. A colonização começou nos primeiros anos da década de 1950, quando uma empresa sulista adquiriu uma área de 250mil hectares no município de Cáceres, entre os rios Guaporé e Jauru.

Em 1953, os pioneiros, a maioria formada por mineiros, paulistas e paranaenses, adquiriram suas glebas e se instalaram na região. Com elas, surgiram as primeiras lavouras de café, arroz, milho e feijão.

Uma parte das terras foi reservada para o núcleo urbano, que no inicio se chamou Gleba Paulista, posteriormente alterada para Cidade de Deus e, finalmente, Jauru, elevado à condição de município em 20 de setembro de 1979, pela lei 4.164.

Fonte: GOV MT

Mato Grosso

Secretária do TCE-MT ministra palestra para adolescentes de Tocantins

Publicado


A secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Cassyra Vuolo, ministra palestra nesta segunda-feira (19), às 18h, para adolescentes do Estado de Tocantins, durante live promovida pelo Observatório Social de Palmas (TO).

Com o tema “Tenho 16, por que devo ir votar?”, Cassyra Vuolo falará durante 40 minutos. A live será transmitida no instagram do Observatório Social de Palmas (https://instagram.com/osbpalmas?igshid=1668jl1vn16ci) e tem como público alvo, jovens que irão votar pela primeira vez nas eleições deste ano. O público estimado é de 30 pessoas.

A abertura da live será feita pela coordenadora do Observatório Social de Palmas, Sandra Cristina Ramos Monteiro.

 

Kleverson Souza
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]

Fonte: TCE MT

Veja Mais:  Secretária do TCE-MT ministra palestra para adolescentes de Tocantins
Continue lendo

Mato Grosso

1ª live do ciclo de palestras virtuais sobre eleições 2020 tem quase 500 visualizações

Publicado

Propaganda Eleitoral e Condutas Vedadas, esse foi o tema da primeira live do ciclo de palestras virtuais “Eleições 2020”, promovido em parceria pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), a fim de orientar candidatos e assessores técnicos, contábeis e jurídicos para o período eleitoral deste ano. Realizada nesta segunda-feira (19), a live contou com quase 500 visualizações entre YouTube e Facebook e pode ser acessada na íntegra aqui.

Ao fazer a abertura, o presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, ressaltou a importância da ação conjunta entre o TRE-MT e a Escola Superior de Contas do TCE-MT, cuja parceria irá se estender para após o período eleitoral.

“O momento é diferenciado e o TCE-MT está procurando se aproximar. Não mais ficar restrito apenas ao julgamento de contas, mas auxiliar na auditoria das contas eleitorais, temos recursos públicos investidos nas eleições e precisamos dar transparência à população, dar nossa colaboração, capacitar os gestores para que possamos ter uma gestão melhor, uma cidadania mais plena e uma democracia mais forte”, declarou o presidente.

Juiz auxiliar da Presidência do TRE-MT e coordenador dos Atos da Propaganda Eleitoral, Lídio Modesto foi o palestrante desta segunda-feira e abordou os princípios que norteiam as condutas vedadas nas eleições, citou exemplos e penalidades, fez apontamentos sobre a propaganda eleitoral, o que pode e o que não pode, bem como a respeito do objetivo e das consequências do fim das coligações proporcionais.

Veja Mais:  1ª live do ciclo de palestras virtuais sobre eleições 2020 tem quase 500 visualizações

O magistrado também falou sobre a influência das propagandas eleitorais no eleitor e os artifícios que configuram Fake News. “Precisamos criar a cultura da checagem. Existe escalada de desinformação, de notícias falsas e isso tem influência direta no nosso processo de escolha. Hoje em dia, somos manipulados no processo de escolha e isso, com relação a nossa liberdade de expressão, faz com que o sistema representativo brasileiro seja desconfigurado. Você se faz representar por uma escolha viciada, orientada com aquilo que efetivamente você não pensa. A consequência maior disso, além de fragilizar o processo representativo, é fragilizar nossa democracia. Minha recomendação é: se for Fake News não compartilhe, não transmita”.

Lídio Modesto ressaltou ainda o valor do ciclo de palestras promovido pelo TCE-MT e pelo TRE-MT. “Essa experiência será bastante enriquecedora. O TCE-MT é vanguardista no Estado no sentido de investir naquilo que efetivamente precisa ser feito, na qualidade do servidor público. A meritocracia cobra condutas mais aprimoradas, técnicas e profissionais e o Tribunal de Contas investe nisso”.

Próximas lives

As lives continuam nesta terça e quarta-feira (20 e 21) e as inscrições podem ser feitas pelo site do TCE-MT (clique aqui).Haverá certificado de 2 horas para os participantes que se inscreverem e estiverem logados no Portal do Aluno (clique aqui).

Nesta terça-feira, o tema abordado será “Inovações da Legislação Eleitoral e Financiamento de Campanha”. Com início às 14h30, a palestra será ministrada pela servidora aposentada do TRE-MT, Marli Osorski, e a abertura será realizada pelo procurador do Ministério Público de Contas (MPC), Getulio Velasco Moreira Filho.

Veja Mais:  Todos os 141 municípios de Mato Grosso permanecem com risco baixo de contaminação da Covid-19

Já na quarta-feira (21), com o tema “Prestação de Contas, SPCE e demais sistemas”, a live terá início às 9h30 e terá como palestrante Rodrigo Martins, chefe da Seção de Análise e Auditoria de Contas Partidárias. A abertura será feita pelo conselheiro interino do TCE-MT, Luiz Carlos Pereira.

Continue lendo

Mato Grosso

Estado realiza testagem em massa de recuperandos de Cuiabá e Várzea Grande

Publicado


A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, está promovendo a testagem em massa para diagnóstico do novo coronavírus (Covid-19) em recuperandos e servidores das unidades penais de Cuiabá e de Várzea Grande. 

No último sábado (17.10), cerca de 130 reeducandas da Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May fizeram o teste rápido, na unidade penal. A aplicação foi feita pelos profissionais da saúde que atuam no Centro de Triagem de Covid-19, que está funcionando na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Já os 25 presos do Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) já foram testados no dia 7 de setembro. Os demais reeducandos da Penitenciária Central do Estado (PCE), Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), em Cuiabá, e do Complexo Penitenciário Ahmenon Lemon Dantas e Cadeia Pública do Capão Grande, em Várzea Grande, serão testados nos próximos dias.

De acordo com o último Boletim Epidemiológico do Sistema Penitenciário de Mato Grosso, atualizado na última sexta-feira (16.10), há 32 casos ativos de Covid-19 em todas as 48 unidades penitenciárias. Este dado leva em consideração não só o número de pessoas privadas de liberdade, mas também de servidores que atuam nas unidades.

Fonte: GOV MT

Veja Mais:  Atendimento do Detran-MT na Arena Pantanal será suspenso nesta quarta-feira (21) à tarde
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana