Portal Agro

Manejo sustentável na Flona do Amapá é autorizado

Publicado


.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento autorizou a concessão para o manejo florestal sustentável na Floresta Nacional (Flona) do Amapá, por meio da portaria nº 257, publicada nesta segunda-feira (10), no Diário Oficial da União. A autorização atende o dispositivo do Plano Anual de Outorga Florestal (Paof) 2020, que listou a Flona do Amapá dentre as florestas públicas federais passiveis de concessão florestal. A flona está localizada nos municípios de Ferreira Gomes, Pracuúba e Amapá, ambos no estado do Amapá e está registrada no Cadastro Nacional de Florestas Públicas (CNFP).

O Serviço Florestal Brasileiro (SFB), de acordo com a Lei 11.284/2006, é o órgão gestor das Florestas Públicas Federais e, assim, das atividades de concessão florestal. As áreas passíveis de manejo florestal empresarial, por meio da concessão florestal, foram definidas no plano de manejo da Flora do Amapá, elaborado pelo ICMBio.

Plano de manejo

O ICMBio destinou ao uso sustentável dos recursos florestais, aproximadamente, 58% da área total da Flona do Amapá. Após processo de consulta pública, o poder concedente avaliou que o edital de concessão da Flona do Amapá deve ser dividido em quatro Unidades de Manejo Florestal totalizando 265 mil hectares.

Segundo o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Valdir Colatto, “o manejo florestal sustentável é uma unanimidade em todo o mundo enquanto prática necessário para o equilíbrio das florestas, contribuindo para sua valorização. O Brasil está incentivando essa prática em áreas privadas como nas áreas públicas”.

Veja Mais:  AproClima passa a disponibilizar mapa interativo de umidade no solo

“O manejo sustentável mantém a floresta em pé. Nas Florestas Nacionais do Pará e Rondônia, onde firmamos contratos de concessão florestal, existe a proteção da floresta por meio do controle contra incêndios florestais e do combate ao desmatamento”, disse Colatto.

O diretor de Concessão Florestal e Monitoramento do SFB, Paulo Carneiro, explicou que “o processo de concessão foi amplamente discutido com a sociedade a partir de novembro de 2019. No total, foram realizadas quatro audiências públicas e conversas com representantes do governo estadual, Secretaria de Patrimônio da União, ICMBio e Ibama”.

Benefícios da concessão florestal

Atualmente, existem 18 contratos de concessões em operação, no âmbito federal, distribuídos em seis florestas nacionais, nos estados do Pará e Rondônia, que totalizam mais de um milhão de hectares. O manejo florestal sustentável possibilita que a floresta concedida permaneça em pé, pois os contratos firmados somente permitem a obtenção do recurso florestal por meio das técnicas do manejo florestal de impacto reduzido.

A área sob concessão é utilizada em um sistema de rodízio, que permite a produção contínua e sustentável de madeira. Em média, de quatro a seis árvores são retiradas por hectare e o retorno a mesma área ocorrerá após 25 a 35 anos, permitindo o crescimento das árvores remanescentes. O uso sustentável das áreas concedidas associa a conservação da cobertura vegetal com a geração local de emprego e renda. Assim, melhora a qualidade de vida da população que vive em seu entorno e gera estímulo à economia formal com produtos e serviços oriundos do manejo florestal.

Veja Mais:  Diretoria da Aprosoja realiza agenda positiva em Brasília

Os municípios e comunidades vizinhos à área concedida são favorecidos com a geração de empregos, investimentos em serviços, infraestrutura, retornos financeiros oriundos do pagamento pelos produtos que foram concedidos e demais benefícios garantidos pelo contrato de concessão. Todos os cidadãos são beneficiados com a conservação dos recursos da floresta, ainda com a certeza de estarem comprando produtos que respeitam a floresta.

Informações à Imprensa
Serviço Florestal Brasileiro
[email protected]

 

Portal Agro

Duas chapas registram candidatura para diretoria da Aprosoja

Publicado


Fortalecimento Institucional

Duas chapas registram candidatura para diretoria da Aprosoja

As chapas 01 e 02 apresentaram documentação nesta terça-feira (29.09)

29/09/2020

A Comissão Eleitoral, responsável pelas eleições 2020 da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), recebeu registro de candidaturas de duas chapas que irão concorrer a nova diretoria da entidade para o triênio 2021-2023. As chapas 01 e 02 apresentaram documentação nesta terça-feira (29.09) na sede administrativa da associação, em Cuiabá.

 

A Chapa 01, denominada “Aprosoja Decidida Produtor Mais Forte”, traz o produtor rural de Primavera do Leste, Fernando Cadore ao cargo de presidente e Lucas Costa Beber, de Nova Mutum, como vice-presidente. Também compõe o grupo Nathan Belusso do município de Sorriso, que concorre a diretor administrativo e o produtor Antonio Cavalaro, de Lucas do Rio Verde, pretenso diretor financeiro.

Já a Chapa 02, com nome “Aprosoja para Todos”, é encabeçada pelo produtor rural de Canarana, Marcos da Rosa, como presidente e Ricardo Arioli, de Tangará da Serra, ao cargo de vice-presidente. Para vaga de diretor administrativo, a chapa traz o produtor de Diamantino, Altemar Kroling e para diretor financeiro, Otávio Palmeira, de Primavera do Leste.

Produtores rurais associados que desejam concorrer a uma vaga de delegado para um dos 25 núcleos ou compor chapa para nova diretoria da Aprosoja tem até 09 de outubro para entregar a documentação de registro de candidatura.

Veja Mais:  Duas chapas registram candidatura para diretoria da Aprosoja

Os documentos originais devem ser entregues na sede administrativa entidade, localizada na Rua Engenheiro Edgard Prado Arze, n°1.777 – Edifício Cloves Vettorato, Centro Político e Administrativo (CPA).  Porém, os candidatos a delegados podem encaminhar a documentação via e-mail para Comissão Eleitoral, pelo endereço [email protected]

Eleição – A eleição será realizada no dia 09 de novembro de 2020 (segunda-feira), das 7h às 17h (horário de Mato Grosso). Os 25 núcleos da Aprosoja se tornarão local de votação, bem como a sede da entidade, em Cuiabá.

Produtor, atualize seu cadastro e evite transtornos no momento da votação. Encaminhe sua solicitação de atualização cadastral para [email protected] .

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Continue lendo

Portal Agro

NOTA DE PESAR – FRANCISCO DELL OSBEL

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

NOTA DE PESAR – FRANCISCO DELL OSBEL

Era associado desde 2007 e pertencia ao núcleo de Canarana

28/09/2020

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) comunica e lamenta o falecimento do senhor Francisco Dell Osbel, 85 anos, ocorrido no domingo (27.09).

Francisco era associado à Aprosoja desde 2007, exercia suas atividades agrícolas no município de Canarana. Ele deixa esposa, 6 filhos, 14 netos e 8 bisnetos. O sepultamento aconteceu no cemitério de Canarana na manhã desta segunda-feira (28.09).

A diretoria e todos os colaboradores da Aprosoja Mato Grosso se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e dos que com ele conviveram na esfera profissional.

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Veja Mais:  Fim do Vazio Sanitário: produtor deve ter cautela para iniciar o plantio, orienta Aprosoja
Continue lendo

Portal Agro

Antonio Galvan participa da Assembleia Geral APROSOJA BRASIL em Campinápolis/MG

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Antonio Galvan participa da Assembleia Geral APROSOJA BRASIL em Campinápolis/MG

No encontro também aconteceu a nona edição da Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra 2020/2021

24/09/2020

Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antonio Galvan, participou nos dias 23 e 24 de setembro, em Campinápolis/MG, da Assembleia Geral da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (APROSOJA BRASIL), no qual ele é vice-presidente, e da nona edição da Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra 2020/2021. O evento dá a largada oficial da semeadura da principal commodity brasileira.

Entre os assuntos em pauta estão: o agro no Supremo Tribunal Federal (STF), a conclusão acerca da proibição do ingrediente ativo Paraquate, o cenário Político, reformas estruturantes (Tributária e Administrativa) e o contrato de parceria de “Projetos Setoriais” entre Aprosoja Brasil, MEZZO e SollusPar.

“É sempre importante participarmos desses eventos da APROSOJA BRASIL. Discutimos assuntos de interesse de fortalecimento institucional para que possamos passar ao produtor rural as atualidades do que está se debatendo em nível nacional. Destaco a reforma tributária que tramita no Congresso Nacional, em fase adiantada, os produtores de soja e milho não são contra a pauta de reformas, evidentemente necessárias para o país, mas que uma reforma tributária no momento atual não seria adequada, já que o Brasil e o mundo ainda passam pelos efeitos devastadores econômicos por conta do atual cenário da pandemia do COVID-19”, declarou Galvan.

Veja Mais:  NOTA DE PESAR - EUCLIDES ÂNGELO OSSANI

Já na Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra foram apresentadas as projeções das Aprosojas Brasil. A perspectiva é de aumento de 3,81% da área plantada, que deve alcançar 38,43 milhões de hectares. A produtividade deve ter uma elevação de 0,76%, chegando a 3,36 toneladas/ha, e a produção atingirá 129,15 milhões de toneladas, um crescimento de 3,44% em relação ao ciclo 2019/2020.

Em virtude da pandemia, o evento não teve presença de público na Fazenda Dois Corações e os painelistas participaram via internet. O encontro também foi transmitido ao vivo pelo Canal Rural.

 

 

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana