conecte-se conosco
Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262


Esportes

Maradona aconselha Messi a se aposentar da Argentina: “A culpa é sempre dele”

Publicado


Para Maradona, Messi deveria se aposentar da seleção argentina
FIFA/ Divulgação

Para Maradona, Messi deveria se aposentar da seleção argentina

Depois do fracasso na Copa do Mundo com a seleção argentina, o atacante Lionel Messi
decidiu que não jogaria mais pela equipe nacional no restante do ano de 2018. Mas para Diego Maradona, esse afastamento do camisa 10 teria que ser definitivo.

Leia também: Ex-auxiliar de Maradona diz que Messi fica deprimido jogando pela seleção

Em entrevista concedida ao diário “Clarín”, Maradona
 aconselhou Messi a se aposentar de vez da Argentina. E ele explicou os motivos para isso.

“Se Messi deve sair da seleção? Sim, porque se a seleção sub-15 perde, a culpa é de Messi. Se o calendário coloca o Racing contra o Boca, quem tem a culpa é o Messi. A culpa é sempre dele. Eu dira a Messi para não voltar à seleção argentina
. É uma loucura”, disse o ex-jogador.

Leia também: Moradores de condomínio proíbem mudança de Maradona no México

“Eu gostaria que ele tivesse mandado todos nós à m****. Porque ele não é culpado por não ser campeão mundial. Ok, nós tínhamos todas as esperanças nele, mas quando você vai para a pista de corrida, você tem a esperança de que seu cavalo vença, e ele fica em oitavo lugar. Na Fórmula 1, Vettel tem um ótimo motor, mas quem e vence é o Hamilton”, continuou.

Veja Mais:  Flamengo renova com Jorge Jesus até junho de 21 por 4 milhões de euros


Maradona atualmente trabalha como treinador do Dorados, do México
Divulgação/Fifa

Maradona atualmente trabalha como treinador do Dorados, do México

Atualmente trabalhando como treinador do Dorados, clube da segunda divisão do México, “El Pibe” disse que não fica mais empolgado com a seleção do seu país.

“Hoje, a seleção não desperta em mim absolutamente nada. Nós perdemos isso. A paixão. Não podemos jogar com a Nicarágua, não podemos jogar com Malta. Não mesmo. Estamos jogando todo o prestígio que ganhamos na privada”, disse Diego Maradona.

Leia também: Em entrevista, Ronaldinho Gaúcho coloca Messi como o ‘melhor da história’

Independente da torcida ou não de Maradona
, a seleção argentina já tem dois amistosos agendados para esse mês de outubro: enfrenta o Iraque no dia 12, em Riad, na Arábia Saudita; e depois encara o Brasil do técnico Tite no dia 16, na cidade de Jidá.

Comentários Facebook

Esportes

Flamengo renova com Jorge Jesus até junho de 21 por 4 milhões de euros

Publicado

Jorge Jesus continua no Flamengo até junho de 2021. A novela da renovação do contrato do treinador com o clube terminou em final em feliz nesta terça-feira (2). O primeiro sinal veio do vice-presidente do futebol rubro-negro carioca, Marcos Braz, que publicou na conta pessoal dele no Twitter, às 17h31, uma bandeira de Portugal, país de origem do Mister.

O contrato de Jesus expiraria no dia 19 deste mês. O técnico chegou ao Brasil em junho do ano passado, conquistando praticamente tudo o que disputou. Foram cinco títulos – Copa Libertadores da América e Campeonato Brasileiro, em 2019, e Recopa, Supercopa do Brasil e Taça Guanabara, em 2020, e apenas quatro derrotas em 51 jogos, com 38 vitórias e nove empates.

 técnico Flamengo Jorge Jesus
Jorge Jesus terá salário de 4 milhões de euros – Alexandre Vidal / Flamengo/Direitos Reservados

O novo contrato do Mister traz a possibilidade de ele deixar o Flamengo, caso surja proposta de um clube europeu. “Ele está sempre de olho no Velho Continente, o sonho dele é voltar para lá. Mais um ano é bom para o time, porque é quase o mesmo elenco campeão de 2019”, analisa Mário Silva, comentarista da Rádio Nacional.

O treinador deverá receber aproximadamente quatro milhões de euros (cerca de R$ 23 milhões), além de outras premiações. Neste primeiro ano de Flamengo, Jesus faturou algo em torno de R$ 15 milhões.

Veja Mais:  Quadra poliesportiva do bairro Cidade Natal está sendo reformada

Edição: Sergio du Bocage

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Plenário pode votar hoje suspensão das dívidas de clubes de futebol durante pandemia

Publicado

.
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Ordem do dia para votação de propostas
Deputados também poderão votar MP que beneficia pequenas e médias empresas

O Plenário da Câmara dos Deputados pode votar hoje o projeto de lei que suspende os pagamentos de dívidas dos clubes de futebol durante o período de calamidade pública relacionada ao novo coronavírus.

Segundo o PL 1013/20, do deputado Hélio Leite (DEM-PA), ficam suspensos parcelamentos de débitos de clubes junto à Receita Federal, à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e ao Banco Central, previstos no Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut).

Devido às medidas de isolamento social e restrições de aglomerações, os jogos dos campeonatos nacionais e estaduais foram suspensos ou ocorreram sem público, diminuindo uma das principais fontes de receita dos clubes.

Microempresas
Também na pauta consta a Medida Provisória 944/20, que concede uma linha de crédito especial para pequenas e médias empresas pagarem sua folha de salários por dois meses durante o estado de calamidade pública decorrente do coronavírus.

Chamado de Programa Emergencial de Suporte a Empregos, o mecanismo prevê o aporte de até R$ 34 bilhões da União.

Entretanto, no dia 22 de abril, a Câmara aprovou o Projeto de Lei 1282/20, do Senado, que já foi convertido na Lei 13.999/20 e abordou o tema aproveitando parte das regras da MP 944/20, criando o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

Veja Mais:  Plenário pode votar hoje suspensão das dívidas de clubes de futebol durante pandemia

Segundo o texto aprovado, da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), micro e pequenas empresas podem pedir empréstimos de valor correspondente a até 30% de sua receita bruta obtida no ano de 2019.

O empréstimo contará com garantia de R$ 15,9 bilhões da União por meio do Fundo Garantidor de Operações (FGO-BB), a ser gerido pelo Banco do Brasil. A intenção é garantir recursos para as empresas e manter empregos durante o período de calamidade pública decorrente da emergência da Covid-19.

Contratação de médicos
Os deputados podem votar ainda requerimentos de urgência para projetos de lei como o PL 750/20, do deputado João Roma (Republicanos-BA), que autoriza todos os municípios a subcontratarem médicos por meio do programa Médicos pelo Brasil, gerenciado pela Agência para o Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (Adaps).

Atualmente, o programa é restrito a locais de difícil provimento ou de alta vulnerabilidade.

Outro projeto com pedido de urgência pautado é o PL 2835/20, do deputado José Guimarães (PT-CE), que dá preferência à mulher no recebimento do auxílio emergencial com duas cotas por família uniparental quando houver conflito de dados no cadastro em relação às informações declaradas pelo pai.

O projeto está apensado ao PL 2508/20, da deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS), que tem a mesma intenção, especificando que o homem somente poderá receber duas cotas do benefício se comprovar a guarda unilateral dos dependentes.

Veja Mais:  Rondonópolis recebe emendas de R$ 603 mil para o esporte cedidas pelo Deputado Claudinei

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Covid-19: etapa Brasil do Tour de France é adiada para novembro

Publicado

A sexta edição da etapa Brasil do Tour de France foi adiada para o período de 27 a 29 de novembro, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A cidade paulista de Campos do Jordão receberá o evento de ciclismo amador, que inicialmente estava programado para o final de setembro.

De acordo com os organizadores, mais de 1.700 atletas já se inscreveram na etapa brasileira do Tour de France, que terá dois percursos pelo Vale do Paraíba: um de 66 quilômetros e outro de 107 km.

”Para garantir a saúde e a segurança dos ciclistas, famílias e staff, além da população de Campos do Jordão, decidimos tomar a prudente decisão de alterar a data do evento. Consultamos todas as autoridades e representantes da modalidade para escolher a melhor data”, esclarece a nota oficial publicada o site da organização do evento.

Responsável pela organização da L’Étape Brasil by Tour de France no Brasil, Bruno Prada, afirmou que a decisão de adiar o evento também levou em conta o condicionamento físico dos ciclistas. “A mudança também foi pautada na preparação dos atletas, que está impactada pela pandemia”.

No ano passado, a etapa brasileira reuniu mais de 2.400 ciclistas do país e do exterior – Alemanha. França, Austrália e Estados Unidos.

No dia 15 de abril, o Tour de France, em Paris, uma das mais importantes provas de ciclismo no mundo, também teve seu início adiado de meados de julho para 29 de agosto, também em decorrência da pandemia de covid-19. Duas semanas depois, foi a vez Comitê Organizador da La Vuelta anuncioar o cancelamento das três etapas iniciais da tradicional prova La Vueta – também chamada de Volta da Espanha de Ciclismo.

Veja Mais:  Prefeitura realiza reforma e melhorias no campo de futebol do Jardim Atlântico

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana