Saúde

Mortes crescem quase 200% no Centro-Oeste e superam média nacional

Publicado


source
coronavirus
Silvio Avila/ AFP

Coronavírus pode mudar padrão da diabetes em pacientes que já tinham doença

Durante o mês de junho, o avanço de casos e mortes por Covid-19 chamara atenção no Centro-Oeste . Com crescimento mas acelerado do que a média nacional, a região apresentou crescimento de 191% entre as mortes e 198% de casos.

Os dados são do cosórcio de veículos de imprensa que, junto às secretarias de saúde do pais, realizam levantamentos diários para apurar a dimensão da pandemia no Brasil.

O crescimento também representa uma maior participação do Centro-Oeste na proporção geral do país. Se, em 8 de junho, a região representava 1% das mortes por Covid-19 no Brasil, agora são 3%. Já os casos saltaram de 3% para 7%.

Entre os estados cujas taxas de ocupação dos leitos de UTI são mais preocupantes, estão o Mato Grosso, cuja ocupação chega a 92,9%. O estado também possui o maior aumento de mortes.

Fonte: IG SAÚDE

Veja Mais:  Covid-19: Índia é terceiro país a ultrapassar marca de 2 milhões de casos

Saúde

Identificar proteína chave em infectados pela Covid pode reduzir casos graves

Publicado


source
Imagem Novo Coronavírus
NIAID

Imagem Novo Coronavírus

Uma proteína produzida pelo corpo durante a inflamação, a calprotectina , pode desempenhar um papel crucial em casos graves da Covid-19 e atacá-la pode ajudar a combater o agravamento do novo coronavírus (Sar-coV-2), diz um estudo. 

De acordo uma pesquisa publicado na revista Cell , há “uma taxa muito alta, entre 100 e 1.000 superior ao normal, desta proteína, a calprotectina , em pacientes com Covid-19  grave.

“Nossos resultados sugerem que a calprotectina pode ser responsável pelo agravamento da covid-19”, disse o principal autor do estudo, o pesquisador de imunologia Aymeric Silvin.  

“O forte aumento de calprotectina no sangue pode intervir antes da tempestade de citocinas associada à inflamação em pacientes que desenvolvem uma forma grave”, continuou Silvin.

Em tese, analisar esses dois fatores na entrada de um paciente no hospital pode ajudar a identificar o risco de adquirir formas mais severas da doença. “O diagnóstico precoce de uma forma grave de Covid-19 pode ser feito em um tubo de sangue”, disse no comunicado Michaela Fontenay, chefe do Serviço de Hematologia Biológica do Hospital Cochin de Paris. Com informações do Uol .

Fonte: IG SAÚDE

Veja Mais:  Covid-19 nas escolas: o que diz a ciência sobre os riscos da volta às aulas?
Continue lendo

Saúde

Mortes por Covid-19 chegam a 24,7 mil no estado de SP; casos são mais de 600 mil

Publicado


source
coronavirus
Rovena Rosa/Agência Brasil

Secretaria estadual de saúde atualiza informações sobre a Covid-19 no estado

Nas últimas 24 horas, o estado de São Paulo contabilizou 9.709 novos casos e mais 287 mortes provocadas pelo novo coronavírus. Com isso, o estado soma agora 608.379 casos confirmados e 24.735 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia.

Há 7.352 pessoas internadas em enfermarias, sendo os casos suspeitos ou confirmados, e 5.382 em estado grave, na UTI. De acordo com a secretaria, a elevação no número de casos está relacionada ao aumento nas testagem, que chegou a cerca de 30 mil testes por dia. 

A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) no estado está em 59,8%, enquanto na Grande São Paulo, está em 58,1%. 

Fonte: IG SAÚDE

Veja Mais:  Equipe do Butantan prepara viagem à China por vacina
Continue lendo

Saúde

Casos de Covid podem crescer 300% com flexibilização em Porto Alegre, diz UFRGS

Publicado


source
Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia da Covid-19
Reprodução

Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia da Covid-19

Prestes a flexibilizar as medidas de isolamento, Porto Alegre, que hoje contabiliza 9.220 casos de Covid-19 , pode chegar ao patamar de 37 mil infectados. A previsão é do matemático Álvaro Krüger Ramos, professor do Departamento de Matemática Pura e Aplicada da Universidade Federal do RS (UFRGS).

Analisando dados de isolamento social e do avanço do novo coronavírus (Sars-coV-2) em diferentes momentos desde o início da pandemia , o pesquisador simulou quatro cenários para a Capital. No mais otimista, mantidas as atuais medidas de restrição e elevando-se a média de isolamento para o índice de abril (de 52,9%), a cidade chegaria a 14,2 mil casos em 1º de setembro e 17,9 mil em 1º de outubro.

No cenário mais pessimista, com o comércio e os serviços funcionando normalmente durante duas semanas e fechando na terceira, como sugeriu o prefeito Nelson Marchezan no início desta semana, Porto Alegre chegaria em setembro com 20,5 mil infecções e em outubro com 37 mil — um acréscimo de 300% sobre o atual número.

Veja Mais:  EUA passam Brasil e voltam a liderar em número de mortes por Covid-19

Esta projeção tomou como ponto de partida a média de isolamento dos porto-alegrenses em junho (46,3%) e cruzou com dados do período pré-pandemia, com as lojas funcionando normalmente. São nestes moldes que entidades que representam comércio, serviços e gastronomia têm pressionado a prefeitura a reabrir as atividades econômicas.

“As simulações mostram um cenário assustador para o contágio quando projetamos a queda do isolamento social aos mesmos níveis de quando o comércio esteve em funcionamento”, declara Ramos. Com informações do site Gaúcha Zh .

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana