Economia

Não dá para nivelar por baixo, diz Nubank sobre contratações de minorias

Publicado


source

Brasil Econômico

Cristina Junqueira Nubank
Reprodução Roda Viva/TV Cultura

Cristina Junqueira, co-fundadora do banco, disse no Roda Viva desta segunda-feira (19) que Nubank aposta em capacitação para resolver problema

Na noite desta segunda-feira (19), a sócia brasileira do  Nubank, Cristina Junqueira, esteve no programa Roda Viva, da TV Cultura. Ela fundou o banco junto com dois outros empresários em 2013 – o colombiano David Velez e o norte-americano Edward Wible. Perguntada sobre a dificuldade em contratar pessoas de minorias para cargos chave no Nubank, Junqueira disse que “não dá para nivelar por baixo”, mas que o banco aposta em capacitação.

“Estamos procurando uma pessoa para ser nossa líder global de diversidade e inclusão. Já faz algum tempo, já faz algum tempo que a gente está buscando (candidatos para) várias posições. Inclusive, tem uma posição de vice-presidente de marketing para trabalhar comigo que já estou há bastante tempo procurando e é difícil. Eu acho que recrutar Nubank sempre foi difícil. O maior desafio do Nubank é gente. Não dá para nivelar por baixo “, disse Junqueira sobre a dificuldade de contratação de pessoas negras e de minorias raciais no Brasil.

“É por isso que a gente investe em formação. A gente criou um programa gratuito, chamdo ‘Diversidados’ em que a gente ensina ciência de dados para pessoas que querem entrar nisso e a gente vai capacitar essas pessoas. Não adianta a gente colocar alguém para dentro que não vai ter condição de trabalhar com as equipes que a gente tem, de se desenvolver, de avançar na sua carreira, depois não vai ser bem avaliado… Aí a gente não está resolvendo problema, está criando outro”, afirmou a co-fundadora do Nubank.

Veja Mais:  Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana

Junqueira disse que há um movimento de funcionários negros do Nubank, o “Nublacks” e que o banco digital aposta em capacitação e contratação visando a diversidade.

Sobre o racismo nos algoritmos, a empresária disse que o Nubank não mapeia dados raciais e nem de gênero dos usuários.

Pix e Nubank

Questionada sobre qual será o diferencial do Nubank após a criação do  Pix pelo Banco Central, Junqueira disse que o atendimento ao cliente continuará sendo o forte do banco digital.

“Ainda tem muito espaço para a gente se diferenciar (depois do Pix). Temos uma equipe de 100 pessoas trabalhando só em Pix há mais de um ano, começamos há dois anos. A nossa grande aposta é continuar se diferenciando pela experiência do cliente, não só pelo fato de não cobrar tarifa”, disse Junqueira, explicando que o banco não só não cobra anuidade como também não tem “taxas escondidas”, diferentemente dos bancos tradicionais.

“O  Pix  é um pouco da ‘Nubankarização’ do mercado, porque a gente nasceu com essa cabeça das coisas serem instantâneas, grátis, sem cobrar tarifa, funcionando o tempo todo, sete dias por semana… Agora temos uma regulamentação que obriga as instituições financeiras a funcionarem de maneira instantânea para transação”, afirmou a co-fundadora do Nubank.

A mudança de mentalidade da  poupança também é um diferencial em que o Nubank deve apostar.

“A ideia é oferecer soluções de investimento para os 30 milhões de clientes do Nubank. É um absurdo ter rentabilidade no patamar de juros que a gente tem hoje. A gente não se conforma com R$ 1 trilhão ainda na poupança. É muito dinheiro num instrumento que não te corrige nem a inflação. No poder de compra real, você está perdendo dinheiro “, disse Junqueira.

Veja Mais:  Relator do 5G na Anatel prevê leilão no primeiro semestre

Mulheres no mercado financeiro

Sobre a presença feminina no ambiente de trabalho, Cristina Junqueira diz que o Nubank tem uma política de trabalho flexível e remoto, e que isso ajuda na igualdade de gênero na empresa. Assim, mulheres mães podem ajustar o horário e homens pais também podem aderir.

A co-fundadora do Nubank lembrou que a extensão da licença maternidade de 4 para 6 meses no Brasil é permitida pela lei, mas que, no país, apenas 40% das mulheres pedem esse direito. “No Nubank, essa taxa é de 93%”, comparou.

Ela falou também sobre a falta de referências femininas no mercado financeiro e que, para combater isso, mulheres têm de ser melhores profissionais que os homens.

“Em condições iguais, o mundo vai favorecer o homem. E o que eu falo é: ‘não esteja em condições iguais, seja melhor ‘. Eu não tenho tempo para o mundo se tornar igual para minha carreira avançar”, disse Junqueira sobre a desigualdade entre homens e mulheres no mercado.

Vazamento de dados de clientes do Nubank

Perguntada pela influenciadora Nath Finanças sobre o vazamento de dados de clientes do Nubank, Junqueira disse que o fato foi “um grande mal entendido”.

“Esse caso acho que foi um grande mal entendido. O que ficou exposto foi o que qualquer pessoa expõe na internet: ‘olha, meu CPF é tal, minha agência é tal, minha conta é tal…’, foi exatamente o que o buscador pegou”, minimizou Junqueira.

Veja Mais:  Auxílio: nova parcela chega a 5,1 milhões de pessoas nesta quarta; veja grupos

A empresária disse que segurança de dados está diretamente ligada a investimentos em teconologia pelas empresas, e que o Nubank está alinhado com as melhores práticas de tecnologia.

História do Nubank e Cristina Junqueira

O Nubank foi, em só sete anos, de 30 para 2,7 mil funcionários. No ano de 2018, atingiu a categoria de “unicórnio”, nome dado a startups com avaliação de mercado acima de 1 bilhão de dólares.

O foco do Nubank é a otimização de serviços financeiros, como o cartão de crédito internacional sem anuidade e gerenciado por aplicativo.

Cristina Junqueira é engenheira com graduação e mestrado pela Escola Politécnica da USP, Junqueira tem MBA pela Northwestern University (Kellogg School of Management), uma das melhores escolas de negócios dos Estados Unidos.

Antes de criar o Nubank, Junqueira trabalhou em consultorias, como The Boston Consulting Group, e em bancos como Unibanco e Itaú Unibanco. Ela foi a única brasileira a ser reconhecida na edição 2020 da lista Fortune 40 under 40, que aponta jovens líderes que transformam o mundo dos negócios.

Economia

Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões nesta quarta-feira (25)

Publicado


source

Brasil Econômico

Mega-Sena
O Dia

Mega-Sena pagará R$ 3 milhões caso haja vencedor nesta quarta-feira

Após uma único aposta de Ribeirão Preto vencer o sorteio do último sábado (21), a Mega-Sena realiza, nesta quarta-feira (25), o concurso de número 2321, com R$ 3 milhões como prêmio.

O sorteio acontece às 20h (horário de Brasília) no Espaço Loterias Caixa , localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

No concurso 2.320, realizado no último sábado, as dezenas sorteadas foram: 06 – 30 – 35 – 39 – 42 – 48 . Uma aposta venceu o sorteio sozinha, fazendo o prêmio voltar ao valor inicial de R$ 3 milhões.

As apostas são permitidas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa do país. Também é possível apostar pela internet. O bilhete simples da Mega-Sena, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Como apostar online na Mega-Sena

Para aqueles que apostarem pela internet , não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Veja Mais:  Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões nesta quarta-feira (25)

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50 . Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões , disponíveis online, são outra opção viável.

Como funciona a Mega-Sena

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina , respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha . Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas. 

Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como a Teimosinha .

Premiação

Os prêmios costumam iniciar em, aproximadamente, R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. Dessa forma, o valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. 

Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.
Veja Mais:  "Pergunta para o vírus", diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio emergencial

Continue lendo

Economia

Auxílio: nova parcela chega a 5,1 milhões de pessoas nesta quarta; veja grupos

Publicado


source
Auxílio
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Dois grupos recebem o valor do auxílio nesta quarta-feira; confira

Nesta quarta-feira (dia 25), 3,5 milhões de trabalhadores nascidos em março vão receber o depósito de mais uma parcela do  auxílio emergencial da Caixa Econômica Federal. Os saques e as transferências bancárias, no entanto, somente estarão liberados para este grupo no dia 4 de janeiro. Por enquanto, o dinheiro poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

Essas pessoas ainda vão receber uma parcela de R$ 600 (aqueles que começaram a receber o auxílio emergencial em julho, por exemplo, ou tiveram o pagamento suspenso em algum momento e depois liberado) ou uma cota da extensão de R$ 300 (como os que receberam o primeiro benefício em abril, maio ou junho). Tudo vai depender de quando começaram a receber o pagamento da Caixa Econômica Federal.

Esses trabalhadores são informais, autônomos, desempregados sem seguro-desemprego, microempreendedores individuais (MEIs) e inscritos no Cadastro Único sem direito a Bolsa Família. Eles se inscreveram pelo aplicativo Caixa / Auxílio Emergencial , pelo site da Caixa e pelos Correios.

Bolsa Família

Ainda nesta quarta-feira, 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS) de final 7 vão sacar o auxílio emergencial extensão, de R$ 300.

Veja Mais:  "Pergunta para o vírus", diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio emergencial

Até o dia 30 de novembro, um grupo será contemplado a cada dia, até chegar àqueles beneficiários com NIS de final 0. O saque poderá ser feito com o cartão original do programa social, numa agência da Caixa , numa casa lotérica ou num correspondente Caixa Aqui.

Calendário do programa social

Quem está inscrito no programa social receberá o pagamento conforme o cronograma:

  • 17 de novembro – NIS de final 1
  • 18 de novembro – NIS de final 2
  • 19 de novembro – NIS de final 3
  • 20 de novembro – NIS de final 4
  • 23 de novembro – NIS de final 5
  • 24 de novembro – NIS de final 6
  • 25 de novembro – NIS de final 7
  • 26 de novembro – NIS de final 8
  • 27 de novembro – NIS de final 9
  • 30 de novembro – NIS de final 0

Contestação de benefício cancelado

Os inscritos no Bolsa Família que vinham recebendo a extensão de R$ 300, mas tiveram o último pagamento cancelado, já podem apresentar uma contestação à decisão do governo de cortar o pagamento.

O prazo de reclamação, que começou a contar no domingo (dia 22), vai até 2 de dezembro. Todas os pedidos deverão ser feitos pelo site da Dataprev.

Continue lendo

Economia

British Airways envia aviões Airbus A380 para armazenamento na Espanha

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

British Airways envia aviões Airbus A380 para armazenamento na Espanha

Definitivamente o ano de 2020 vai ficar marcado na história da aviação. A pandemia mudou a dinâmica do mercado de maneira abrupta. Companhias aéreas de todo o mundo, principalmente as operadoras do gigante Airbus A380 tiveram que se adaptar a nova realidade, com a queda na demanda.

Conforme apresentado nos resultados do Grupo IAG, referentes ao segundo semestre, foi considerado manter as 12 unidades do quadrijato da British Airways fora de operação por tempo indeterminado. Possivelmente, estes retornarão à ativa a medida que houver crescimento na demanda.

Recentemente, a companhia inglesa enviou duas unidades para armazenamento no aeroporto espanhol de Teruel, matriculados G-XLEA e G-XLEB. Anteriormente, essas estavam localizadas em Chateauroux, na França, porém, gradativamente estão sendo transportadas para aeroportos espanhóis.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Foto: Aeroporto de Teruel © via Twitter.

Sendo um dos modelos mais afetados no cenário pandêmico, dada sua alta capacidade, muitos desses jatos foram estocados ou descontinuados das operações. No continente europeu, duas companhias deixaram de voar com o gigante, a francesa Air France e a alemã Lufthansa.

Atualmente, apenas algumas unidades dessas aeronaves estão voando para companhias como a árabe Emirates e a chinesa China Southern, principalmente em voos de cargueiros e de repatriação.

O post British Airways envia aviões Airbus A380 para armazenamento na Espanha apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Veja Mais:  Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões nesta quarta-feira (25)
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana