Carros e Motos

Novo Kia Cerato chega ao Brasil em duas versões, com mais equipamentos

Publicado

Kia Cerato arrow-options
Divulgação

Kia Cerato da linha 2020 fica com maior apelo esportivo e potente para enfrentar seus fortes rivais no segmento

O Kia Cerato de nova geração acaba de chegar ao Brasil. As suas vendas se iniciam em outubro, partindo da versão EX (R$ 94.990) e chegando até a topo de linha SX (R$ 104.990). Além do novo visual que segue a linha de design mais recente da marca, ambas as versões contam com controles eletrônicos de tração e estabilidade, sistema multimídia sensível ao toque de 8 polegadas, além de bluetooth com comandos de voz e espelhamento de smartphones por meio do Android Auto e do Apple CarPlay.

LEIA MAIS: Flagra! Novo SUV da Kia menor que o Sportage é visto antes da estreia

O conjunto mecânico do Kia Cerato , por sua vez, abandona o motor 1.6 do Hyundai HB20 (que era usado anteriormente) e se torna a principal aposta da marca para enfrentar a concorrência, com motores turbo ou de 2 litros na maioria dos casos. Com isso, ele virá sempre com um 2.0 flex que gera entre 157 cv e 167 cv — que ainda terá um melhor detalhamento pela marca — e é associado ao câmbio automático de 6 marchas.

LEIA MAIS: Kia oferece sedã Cerato 2019 com descontos que chegam a R$ 8 mil

Novo visual e novos equipamentos

Agora o sedã ficou com maior apelo esportivo, seguindo o estilo adotado no Stinger. Entre os destaques visuais, destaca-se a silhueta que lembra a de um cupê, com linha da capota mais inclinada e traseira encurtada. Na comparação com o modelo anterior o novo passa a ter 8,1 cm a mais de comprimento, chegando nos 4,61 cm, o que faz aumentar o espaço interno, inclusive no porta-malas de 433 litros.

LEIA MAIS: Kia prepara nova picape média na categoria de Hilux, Ranger e S10

Entre os equipamentos opcionais, a marca oferecerá faróis com LED no lugar de lâmpadas convencionais, ar-condicionado de duas zonas, frenagem automática, controle de cruzeiro adaptativo, carregador de celular por indução, entre outros equipamentos para tornar o novo Kia Cerato mais atraente diante de rivais de peso, como Honda Civic e Chevrolet Cruze.

Comentários Facebook

Carros e Motos

Enchente deixa Ferrari FF debaixo da água em Londres

Publicado


source
Ferrari
Reprodução/Youtube

Ferrari FF ficou presa em alagamento e o conserto não será nada em conta para o dono do superesportivo com tração integral

Uma Ferrari FF foi um dos carros que ficaram presos em um alagamento provocado pelo rompimento de uma tubulação de água em uma rodovia de Londres (Inglaterra).

LEIA MAIS: 13 Ferrari são achadas ao relento após 10 anos. Veja a história por trás disso

De acordo com uma reportagem da BBC, o incidente com a Ferrari FF aconteceu na tarde última segunda-feira (6) mas acabou viralizando alguns dias depois por conta da cena inusitada. Oito motoristas ficaram presos no alagamento e foram resgatados com a ajuda dos bombeiros .

Com pouco mais de 2,2 mil unidades produzidas entre os anos de 2011 e 2016, a Ferrari FF foi o primeiro modelo de tração integral da marca italian a. Estava equipada com um motor central-dianteiro 6.3 V12 de 660 cv, combinado a um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem.

LEIA MAIS: Polícia sueca autua Ibrahimovic e sua rara Ferrari de R$ 12 milhões

Antes da enchente, o esportivo de quatro lugares acelerava de 0-100 km/h em 3,5 segundos e atingia 335 km/h de velocidade máxima. Independente do nível de danos, o reparo de uma Ferrari FF nunca é barato… Veja abaixo o vídeo publicado no twitter.

Veja Mais:  Enchente deixa Ferrari FF debaixo da água em Londres




Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Toyota Corolla já era 4×4 e aventureiro antes da moda dos SUVs

Publicado


source
Toyota Corolla
Divulgação

Toyota Corolla em versão perua aventureira faz parte de uma era que foi substituída pela dos SUVs de vários tipos e tamanhos

Apesar de recentemente a Toyota ter lançado o Corolla Cross, uma versão SUV do sedã médio, esta não foi a primeira vez que o modelo da marca japonesa teve uma variação que se encaixa na definição dos utilitários esportivos.

LEIA MAIS: Corolla Cross é o SUV nacional da Toyota que chega em 2021

Em 1982, a marca lançou no Japão o Sprinter Carib, station wagon derivada do Corolla II e que tinha o objetivo de concorrer com as versões 4×4 do Subaru Leone (o antecessor do Impreza). Equipada com um motor de 1.5 de 83 cv, trazia a proposta de aproximar as peruas dos utilitários tradicionais, trazendo como destaque um sistema de tração 4×4 “raiz” e que era acionado por meio de uma alavanca. Já no painel, chamava a atenção os medidores de inclinação da carroceria.

Em 1988, o modelo ganhou uma segunda geração, que trazia um motor 1.6 de 100 cv, combinado a um sistema de tração mais moderno, do tipo integral, além de uma suspensão com altura regulável, que permitia erguer a carroceria em até 30 mm para se adequar a pisos adversos.

A última geração da Sprinter Carib foi revelada em 1995. Maior que as anteriores, compartilhava a carroceria básica com a Corolla Wagon que chegou a ser vendida no Brasil nos anos 1990. Trazia uma versão de 115 cv do motor 1.6, além de um propulsor 1.8 de 120 cv.

Veja Mais:  Conheça o Ariya, elétrico da Nissan que será mostrado estê mês

Mas o mercado já começava a migrar para um outro tipo de público, que não fazia questão do apelo off-road real. Pela primeira vez, a station passou a ser oferecida também com tração apenas nas rodas dianteiras. Se antecipando à mudança na preferência do público para os SUVs, a Toyota tirou a Sprinter Carib de linha em 2002.

As peruas aventureiras

Toyota Corolla
Divulgação

Toyota Corolla teve algumas versões perua no Japão que também acabaram sendo substituídas com utilitários esportivos

Antes que os SUVs assumissem o espaço de protagonistas na produção automobilístico mundial, as station wagons 4×4 eram a opção mais acessível quando se falava em carros urbanos com vocação para o uso off-road leve.

LEIA MAIS: Por que estamos matando as nossas peruas?

Além da Sprinter Carib, outro representante da categoria a partir dos anos 1990 foi a Subaru Outback, enquanto modelos como a Golf Variant chegaram a contar com variantes com tração nas quatro rodas. Até no Brasil já tivemos um representante local dessa categoria: a Ford Belina 4×4, fabricada na década de 1980.

Mas a mudança da preferência do público para os SUVs acabou condenando esses modelos. No ano passado, Volkswagen tirou de linha a Golf Alltrack, variação com tração integral da Golf Variant que era produzida no México para os Estados Unidos, deixando a área livre para o VW Tiguan Allspace.

Veja Mais:  Corolla Cross é o SUV nacional da Toyota que chega em 2021

LEIA MAIS: Audi A4 Avant S-Line: para poucos e bons

Quem não morreu acabou tendo que se adaptar. Além das peruas do Toyota Corolla , outro exemplo é a própria Subaru Outback, que acabou se descolando do Legacy e acabou evoluindo para um modelo independente, mais próximo dos SUVs.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Lançamentos virtuais de motocicletas reais

Publicado


source
Kawasaki
Divulgação

Apresentação ao vivo da nova Kawasaki Z900 2021

Tá quase. Mais um pouco de paciência e logo, logo voltamos ao normal. Ou algo parecido com o normal com o que estávamos acostumados, já que eu acho – e muitos pensam como eu -, que o mundo entrará em uma nova fase. Muita coisa deverá mudar, como, por exemplo, o mercado imobiliário. As empresas estão descobrindo que é possível ter bons colaboradores trabalhando remotamente, o que deverá alterar a procura de imóveis comerciais, em especial aqueles grandes prédios de escritórios.

LEIA MAIS: Harley-Davidson Heritage Classic agora tem motor 114

Apresentação
Divulgação

Apresentação ao vivo da Honda CB 650R Neo Sport Cafe

Com as nossas motocicletas, no entanto, o final deverá ser feliz. Depois de uma pausa na comercialização de motos, a indústria já retomou a produção e em breve teremos novos lançamentos rodando por aí. É que ninguém segura (por muito tempo) a vontade de um motociclista de acelerar.

Apresentação
Divulgação

Apresentação ao vivo da Honda CBR 650R, bem na curva do Sol, em Interlagos

Poderemos, sim, ter uma reformulação na sistemática de apresentações de novos modelos, já que, por enquanto, o agrupamento de jornalistas especializados em um evento ainda não está acontecendo. Mas as apresentações ao vivo pela Internet, as chamadas “lives”, estão à toda e funcionam muito bem.

Apresentação
Divulgação

Cores e preço da Honda CB 650R NSC

O segmento especializado em automóveis já há algum tempo está lançando novíssimos modelos por meio de lives, afinal, novos carros estão chegando e o público precisa conhecê-los. Dessa forma, agora começam também os lançamentos de motocicletas via web, como ocorreu nesta semana, com um evento ao vivo da Kawasaki e outro da Honda. E em breve as motocicletas já serão entregues aos jornalistas.

Cores e preço da Honda CBR 650R
Divulgação

Cores e preço da Honda CBR 650R

A pausa aconteceu mesmo, não havia como evitar, e ficamos conhecendo com mais detalhes, agora, duas motocicletas que foram mostradas pela primeira vez no Salão Duas Rodas do fim de 2019. A Kawasaki Z900 2021, que estava prometida mesmo mais para o fim deste ano, foi apresentada ao vivo, pela internet, nesta terça-feira, 7 de julho, e as novas Honda CB 650R NSC e CBR 650R, cujo lançamento público ficou prejudicado, foram mostradas nesta quarta-feira, 8 de julho.

Veja Mais:  Lançamentos virtuais de motocicletas reais

LEIA MAIS: Harley-Davidson Street Glide Special 2020 com tecnologia de ponta

Apresentsção
Divulgação

Painel de instrumentos da Honda CBR 650R

As principais novidades da nova Kawasaki Z900 são o visual levemente diferenciado, o painel de instrumentos de TFT com acesso ao aplicativo Radiology, para configuração por celular, controle de tração e quatro modos eletrônicos de pilotagem. A motocicleta estará disponível em agosto por R$ 47.990. Durante o mês de julho, a motocicleta poderá ser adquirida em pré-venda com um desconto de R$ 2.000 no valor final.

Detalhe explicativo do painel de instrumentos das Honda 650
Divulgação

Detalhe explicativo do painel de instrumentos das Honda 650

Já as duas novas Honda 650 inovam nos seus respectivos conceitos, a esportiva trocando o “F” pelo “R”, indicando maior esportividade, e a naked tornando-se uma café racer de fábrica, adotando o estilo retro inaugurado pela Honda CB 1000R e também trocando o “F” pelo “R” no seu nome.

LEIA MAIS: Confira a incrível história da Honda CB 450 DOHC Black Bomber

Detalhe explicativo do motor de quatro cilindros das Honda 650
Divulgação

Detalhe explicativo do motor de quatro cilindros das Honda 650

A Honda CBR 650R tem preço fixado em R$ 41.080 e a Honda CB 650R NSC R$ 39.416. Maiores detalhes técnicos e impressões de pilotagem com os três lançamentos apresentados nesta semana poderão ser conferidas assim que elas estiverem disponíveis para avaliação.

Apresentação
Divulgação

Diferença na posição do piloto entre a nova CBR 650R e a anterior CBR 650F


Fonte: IG CARROS

Veja Mais:  Honda CB 650R e CBR 650R 2021 chegam às lojas no lugar das "F"

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana