Esportes

Palmeiras vence o Corinthians nos pênaltis e conquista o título do Paulistão

Publicado

Felipe Melo ergue a taça de campeão paulista de 2020 do Palmeiras Alexandre Battibugli/Placar
Leia mais em: https://veja.abril.com.br/placar/com-drama-palmeiras-cura-trauma-contra-o-corinthians-e-e-campeao/

Ser campeão, superar o maior rival no retrospecto em decisões estaduais e ainda impedir o tetracampeonato histórico do adversário. O Palmeiras conquistou tudo isso neste sábado, ao bater o Corinthians nos pênaltis, no Allianz Parque, por 4 a 3 depois de um empate por 1 a 1 no tempo normal. Após sair na frente com Luiz Adriano e levar o empate com Jô no último lance, o clube volta a conquistar a taça estadual pela primeira vez em 12 anos.

O sábado alegre do Palmeiras quase foi estragado por um pênalti cometido por Gómez aos 51 minutos do segundo tempo no próprio corintiano Jô. Ainda assim, o time controlou o nervosismo e levou a melhor sobre o rival graças a Weverton, que defendeu as cobranças de Michel Macedo e Cantillo. O gol decisivo foi marcado pela principal revelação deste Estadual. Aos 20 anos, o volante Patrick de Paula deixou o dele e sacramentou a conquista.

Tricampeão nas últimas temporadas, o Corinthians sonhava com um tetra inédito na era profissional do futebol paulista. No entanto, viu o rival jogar melhor e ainda voltar a ficar na frente no retrospecto. Em sete finais estaduais com confronto direto entre os clubes em 103 anos de história, o Palmeiras agora tem vantagem: 4 a 3.

A conquista tem um peso especial para o técnico Vanderlei Luxemburgo. O treinador é o único a ter conduzido o Palmeiras a vencer o Estadual desde que Oswaldo Brandão foi campeão em 1976. O atual comandante conquistou em 1993, 1994, 1996 e em 2008. Nesse último ano, a comemoração foi ainda no antigo Palestra Itália. Agora foi a vez de o Palmeiras poder festejar pela primeira vez um título paulista dentro da nova arena.

Veja Mais:  Com mudanças no regulamento e aval dos clubes, terceiro colocado do Mato-grossense terá vaga na Copa do Brasil

O Allianz Parque ganhou uma decoração especial para o jogo. A torcida espalhou bandeiras, mosaicos e imagens de antigos ídolos do clube, enquanto que no vestiário justamente a aparência causou um problema. O Corinthians não gostou de ter visto as paredes e armários com imagens de títulos do rival e improvisou uma reforma. Membros da comissão técnica colaram por cima papéis em branco e preto e bandeiras para mudar o visua do local.

Depois de um empate sem gols de poucas emoções no jogo de ida, na quarta-feira, os rivais estavam mais dispostos a procurar o ataque no Allianz Parque. Os times conseguiram se movimentar mais e apostar principalmente no setor esquerdo. Inclusive, foi por essa região do campo que o palmeirense Zé Rafael encontrou Willian, que aos seis minutos obrigou Cássio a fazer uma defesa espetacular.

Apesar da disposição dos times para atacar, o primeiro tempo da final não teve uma grande lista de melhores momentos. Os times rondavam a área sem ter alguém mais capacidade para encontrar uma assistência precisa e de qualidade. Embora os volantes ajudassem o ataque e os laterais dessem espaço, parecia existir um medo em ousar mais e dar espaço para algum contra-ataque.

O Corinthians conseguiu assustar o Palmeiras algumas vezes. A principal delas foi um gol anulado de Jô aos 27 minutos da primeira etapa e mais alguns chutes de Ramiro e Mateus Vital. Mas foi só. A insatisfação com as atuações ficou evidente quando os dois treinadores fizeram três alterações voltadas a dar mais velocidade aos times. Quem conseguiu mais resultado com a mudança foi o Palmeiras.

Veja Mais:  Série B: Cuiabá e Figueirense ficam no empate sem gols na Arena Pantanal

Após a final passar um jogo inteiro e mais o primeiro tempo todo sem ter gols, finalmente o placar saiu do zero. O Palmeiras saiu na frente graças à visão do lateral Viña. O uruguaio cruzou com perfeição para Luiz Adriano subir e de cabeça, tirar de Cássio. Foi o primeiro gol alviverde em cinco clássicos no ano. Mesmo com o estádio vazio, o sistema de som com os gritos da torcida aumentou de volume para vibrar com o time.

A vantagem deixou o Palmeiras mais confiante. O time dominou os minutos seguintes e obrigou Cássio a trabalhar duas vezes pouco depois. O gol finalmente deixou a decisão emocionante, pois obrigava o Corinthians a se arriscar no ataque. Quem ganhava o jogo, passou a administrar o placar e a ter espaços no contra-ataque. Finalmente a decisão do Campeonato Paulista teve emoção.

O relógio corria e deixava o técnico corintiano, Tiago Nunes, cada vez mais agitado na área técnica. O time não respondia e ainda perdeu o lateral Fagner, machucado. Nas poucas vezes em que o Corinthians conseguia chegar à área adversária, chutava torto e sem perigo. Ansioso pela conquista, o Palmeiras recuou bastante nos minutos finais e só teve um grande susto. Gómez errou o tempo de bola e derrubou Jô na área.

O desânimo não fez o Palmeiras perder a concentração para se dar bem nos pênaltis. Embora tenha sido campeão paulista sem vencer clássicos, isso não tirou do time a festa pela taça nem dos jogadores a sensação de ter conseguido uma revanche após em 2018 o Corinthians ter sido campeão estadual em pleno Allianz Parque.

Veja Mais:  Série B 2020: De olho na liderança, o Cuiabá recebe o Oeste na Arena

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1×1 CORINTHIANS

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Roccha, Felipe Melo, Gómez e Viña; Patrick de Paula, Gabriel Menino (Bruno Henrique) e Ramires (Rony); Willian (Lucas Lima), Zé Rafael (Raphael Veiga) e Luiz Adriano (Gustavo Scarpa). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Michel Macedo), Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto (Sidcley); Gabriel (Cantillo), Éderson e Ramiro (Araos); Luan, Mateus Vital (Everaldo) e Jô. Técnico: Tiago Nunes.

Gols: Luiz Adriano, aos 3, e Jô, aos 51 minutos do segundo tempo.

Nos pênaltis: Palmeiras 4 (Raphael Veiga, Gustavo Scarpa, Lucas Lima e Patrick de Paula; Bruno Henrique perdeu); Corinthians 3 (Danilo Avelar, Sidcley e Jô; Michel Macedo e Cantillo perderam)

Cartões amarelos: Gabriel, Gil, Patrick de Paula, Cantillo

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira

Local: Allianz Parque

Da redação com Terra

Esportes

Série B 2020: De olho na liderança, o Cuiabá recebe o Oeste na Arena

Publicado

Foto: Assessoria

De olho na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B, o Cuiabá recebe neste sábado (19), o Oeste-SP na Arena Pantanal, querendo reassumir a ponta da tabela.

Para isso acontecer, basta uma vitória simples para os mato-grossenses retomarem a liderança da competição.

O Dourado ocupa atualmente a segunda colocação com 18 pontos, dois a menos, do que o Paraná que já jogou na rodada – venceu o CRB por 2 a 0.

Cuiabá e Oeste se enfrentam neste sábado (19), às 20h (horário de MT), na Arena Pantanal.

Veja Mais:  Com três acessos no currículo, Anderson Paraíba espera ajudar América-RN na Série D
Continue lendo

Esportes

União E.C estreia neste sábado no Campeonato Brasileiro Série D no estádio Luthero Lopes

Publicado

Com uma mescla de experiência e juventude a equipe colorada teve o elenco formado por jogadores 90% prata da casa

Foto: Ilcimar Aranhas/Portal MT

A equipe do União E.C estreia no campeonato Brasileiro da Série D neste sábado (19.09) ás 16h no estádio Luthero Lopes.

O colorado irá enfrentar a equipe do Águia Negra da cidade de Rio Brilhante-MS que já está na cidade de Rondonópolis concentrado para a estreia.

Seguindo protocolos da CBF em virtude da Pandemia da Covid-19, o jogo será com portões fechados. Somente a imprensa com credenciamento poderá ter acesso ao jogo.

Com uma mescla de experiência e juventude a equipe colorada teve o elenco formado por jogadores 90% prata da casa.

Na tarde desta sexta-feira (18), o vermelhinho comandado pelo treinador Edilson Junior, realizou o último treino antes da estreia na competição. A provável escalação do colorado será Neneca, Patrick, Wesley, Mengue, Gabriel Neves, Paraguai, Maranhão, Edson, João Manuel, Dinei e Andrezinho.

Seguindo protocolos da CBF, todos os jogadores colorado realizaram teste para Covid-19, apenas um jogador testou positivo, os demais estão aptos para o jogo.

O adversário

O Águia Negra sob o comando do treinador Gelson Conte, teve quinze dias de preparação para a estreia na competição nacional mas afirma que a equipe está pronta para o confronto contra o União E.C.

Questionado sobre o time da estreia, o técnico preferiu ser ponderado e disse que todos os atletas estão focados e preparados, “estamos fazendo apenas alguns ajustes em alguns setores. Temos muitos jogadores de qualidade que estão treinando bem, tem também aqueles probleminhas que sabemos que podem surgir de última hora, tudo isso vamos avaliar até momentos antes do jogo para definirmos os onze que inicia a partida”, concluiu o treinador.

Veja Mais:  União E.C estreia neste sábado no Campeonato Brasileiro Série D no estádio Luthero Lopes

Segundo o presidente do clube rio-brilhantense, Iliê Vidal, todos os Jogadores e comissão técnica foram testados para Covid-19, o comandante do atual campeão do estado, informou que todos os testados foram considerados aptos a participar da partida. A medida é uma determinação da CBF para garantir a segurança dos envolvidos no jogo.

Arbitragem

União-MT x Águia Negra – Sábado / Estádio Luthero Lopes

Árbitro: Fledes Rodrigues Santos-RO

Assistente 1: Fábio Rubinho-MT

Assistente 2: Gislan Garcia-MT

4º árbitro: Leonardo Lorenzatto-MT

Transmissão

A partida será transmitida ao vivo pela My Cujoo TV detentora da geração de imagens dos jogos da Série D.

A Página do site Portal MT irá reproduzir o áudio do jogo juntamente com a página do União E.C.

Continue lendo

Esportes

Série D 2020: CBF define os árbitros das estreias dos mato-grossenses

Publicado

Foto: Ilcimar Aranhas

A Confederação Brasileira de Futebol definiu as equipes de arbitragem que irão atuar na rodada de estreia do Campeonato Brasileiro da Série D neste final de semana. Operário, União e Sinop conheceram os árbitros das suas respetivas estreias.

Os árbitros do quadro da FMF também estarão em ação nesta rodada. Alinor da Paixão comandará Remo-PA e Botafogo-PB pela Série C, com os assistentes mato-grossenses Marcelo Grando e Fernanda Kruger. Na Série D, Rafael Odílio dos Santos estará no apito no confronto entre Tupynambas-MG e Bahia de Feira-BA.

Confira as escalas de arbitragem desta 1ª rodada:

União-MT x Águia Negra – Sábado / Estádio Luthero Lopes

Árbitro: Fledes Rodrigues Santos-RO
Assistente 1: Fábio Rubinho-MT
Assistente 2: Gislan Garcia-MT
4º árbitro: Leonardo Lorenzatto-MT

Aparecidense-GO x Operário-MT – Sábado / Estádio da Serrinha

Árbitro: Fábio Santos de Santana-AC
Assistente 1: Adailton Menezes-GO
Assistente 2: Adriano Mendes-GO
4º árbitro: Gabriel Queiroz-GO

Sinop-MT x River-PI – Domingo / Estádio Gigante do Norte

Árbitro: Djonaltan Costa de Araújo-PA
Assistente 1: Adilson dos Santos-MT
Assistente 2: Eduardo Rodrigues-MT
4º árbitro: Jean Marcel Latorraca-MT

Veja Mais:  Série D 2020: Baré-RR e Real Noroeste-ES se juntam aos grupos dos mato-grossenses
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana