Nacional

PF prende ex-governador de MatoGrosso do Sul André Puccinelli

Publicado

André Puccinelli (MDB), ex-governador de Mato Grosso do Sul
Reprodução/Facebook

André Puccinelli (MDB), ex-governador de Mato Grosso do Sul

O ex-governador de Mato Grosso do Sul e pré-candidato à reeleição pelo MDB, André Puccinelli foi preso na manhã desta sexta-feira (20) pela Polícia Federal (PF).

Leia também: Acusado de corrupção dentro da Papuda, Luiz Estevão teria doado imóvel a agente

Além dele, foram presos os advogados André Puccinelli Júnior, filho do ex-governador de Mato Grosso do Sul
, e João Paulo Calves. Os mandados de prisão foram expedidos pela 3ª Vara Federal de Campo Grande a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com a PF, o pedido de prisão foi feito com base na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em maio de 2018, relativa à 5ª fase da  Operação Lama Asfáltica
, deflagrada em 14 de novembro de 2017, que havia determinada a prisão preventiva de outros oito réus do mesmo caso.

Sobre a operação que prendeu ex-governador de Mato Grosso do Sul

A 5ª Fase da Operação Lama Asfáltica, chamada de Papiros de Lama
, foi deflagrada com objetivo de combater uma organização criminosa que desviava recursos públicos. Eles são acusados, entre outros crimes, de fraudar licitações e superfaturar obras, causando um prejuízo ao Erário de mais de R$ 235 milhões.

Leia também: Pedido de vista adia decisão do TRF-4 sobre recurso de Eduardo Cunha

Veja Mais:  Epidemia de ebola no Congo está em plena expansão, alertam especialistas

Os presos fizeram exames de corpo de delito no Instituto Médico-Legal e foram detidos na sede da Superintendência da PF em Campo Grande, onde aguardam a “disponibilidade das vagas nos presídios correspondentes as suas prerrogativas”, diz a PF.

Puccinelli, o filho e João Calves já haviam sido presos no ano passado, durante  a Operação Papiro de Lama, uma das fases da Lama Asfáltica, mas foram colocados em liberdade por força de um habeas corpus concedido pelo desembargador Paulo Fontes, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), em caráter liminar (decisão provisória).

Renê Siufi, advogado do ex-governador de Mato Grosso do Sul
, disse ao jornal O Globo
não haver provas de que seu cliente cometeu atos ilegais. “Não tem prova nova. É tudo velho. O que me espanta é isso ser feito à véspera da convenção do partido. Ele é candidato novamente ao governo do estado e a convenção estava marcada para este sábado. Não tem nada ilegal no Instituto”, disse o defensor.

* Com informações da Agência Brasil

Leia também: Geddel Vieira Lima é transferido para a ala de segurança máxima na Papuda

Comentários Facebook

Nacional

Exposições na Câmara abordam o bicentenário da Independência do Brasil

Publicado

No ano do bicentenário da Independência brasileira, em 7 de setembro, a Câmara dos Deputados programou uma série de eventos para comemorar a data. Exposições sobre a independência, que já podem ser visitadas, abrem essa programação.

Serviço
A visitação fica aberta ao público até 9 de setembro, das 9 às 17 horas. Todas as mostras têm entrada franca. Confira os locais:

  • Exposição “O movimento da Independência”
    Local: Corredor Tereza de Benguela – Câmara dos Deputados
  • Exposição “Poder, Parlamento e Governo no Brasil”
    Local: Salão Verde – Edifício principal da Câmara dos Deputados
  • Animação 200 anos da Independência do Brasil
    Local: hall da Taquigrafia – Anexo 2 da Câmara dos Deputados

Da Redação – RL

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Veja Mais:  Caça da FAB cai no RS durante exercício militar; pilotos ejetaram antes da queda
Continue lendo

Nacional

Câmara retoma debates sobre os 200 anos da Independência do Brasil

Publicado

Selo de comemoração da Câmara dos Deputados para os 200 anos da Independência do Brasil
Comemorações pelos 200 anos começaram em 2017

Termina hoje o seminário “O Movimento da Independência: Ontem e Hoje/200 Anos de Independência do Brasil”. O evento, promovido pela Câmara dos Deputados, faz parte das ações de comemoração da data, iniciadas em 2017.

Ontem, pesquisadores da História brasileira discutiram aspectos da vida de dom João VI e também do contexto nacional à época da proclamação da independência, em 7 de setembro de 1822.

O seminário, que terá transmissão ao vivo pelo canal da Câmara no YouTube, busca trazer uma reflexão sobre o projeto de País que vem sendo construído desde 7 de setembro de 1822.

Da Redação – ND

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Veja Mais:  PM encontra pés de maconha enfeitados como árvores de Natal no Espírito Santo
Continue lendo

Nacional

Câmara realiza nesta quinta-feira sessão para votação de propostas

Publicado

Elaine Menke/Câmara dos Deputados
Proposições Remanescentes do Dia Anterior. Dep. Lincoln Portela PL-MG
Deputados analisam propostas em sessão do Plenário

A Câmara dos Deputados realiza sessão de votações do Plenário nesta quinta-feira (29), a partir das 9 horas. Entre os itens da pauta estão a criação do Dia Nacional sobre a Paternidade Responsável (PL 2610/21) e acordos sobre o Registro Internacional de Desenhos Industriais (PDL 274/22 – MSC 99/22) e sobre cooperação técnica entre o Brasil e Uganda (PDL 769/20).

Também poderá ser votado o Projeto de Lei 4815/19, do Senado, que trata de ações de assistência social, promoção da saúde mental e prevenção ao suicídio entre profissionais de segurança pública e defesa social.

Os parlamentares também poderão discutir a liberação de R$ 1,2 bilhão para o programa Agropecuária Sustentável (MP 1111/22), com o objetivo de compensar perdas de agricultores familiares atingidos pela seca nos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Relações trabalhistas
As outras medidas provisórias da pauta tratam de mudanças nas relações de trabalho: a regulamentação do teletrabalho (MP 1108/22) e medidas alternativas durante a pandemia (MP 1109/22).

Loteria da Saúde
Outro item da pauta do Plenário é o projeto que cria as loterias da Saúde e do Turismo (PL 1561/20). A proposta foi aprovada pela Câmara em maio do ano passado e foi alterada durante a tramitação no Senado. Os deputados precisam analisar as modificações feitas pelos senadores.

Veja Mais:  CCJ aprova PEC que disciplina permissões de serviço público com contratos firmados antes da Constituição

Confira a pauta completa

Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Pierre Triboli

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana