Portal Agro

Posicionamento Aprosoja sobre construção Ferrogrão

Publicado


Fortalecimento Institucional

Posicionamento Aprosoja sobre construção Ferrogrão

Obra é extremamente importante para o setor produtivo

16/03/2021

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) vê com preocupação a decisão do Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu eficácia da lei nº 13.452/2017, que alterou os limites do Parque Nacional do Jamanxim, no estado do Pará, para permitir a construção da Ferrogrão (EF-170). Para entidade, a obra é extremamente importante para o setor produtivo e representa enorme desenvolvimento com pouco impacto ambiental.

“Num momento onde toda sociedade está sendo impactada com o aumento no custo de vida, tendo em vista os inúmeros reajustes nos preços dos combustíveis, e a dependência quase única e exclusiva do modal rodoviário, não poderia ser mais inoportuna esta decisão”, afirma o presidente da Aprosoja, Fernando Cadore.

A Aprosoja avalia ainda como positivo o pedido de suspensão da medida, por parte do Procurador Geral da República, Augusto Aras, que encaminhou parecer ao STF, opinando pela improcedência do pedido. Ele afirma que não há dano ambiental, uma vez que para construção da Ferrogrão, as licenças serão emitidas e acompanhadas pelos órgãos de controle competentes.

“Além da consequente redução na emissão de poluentes originados pela circulação de caminhões de transporte de cargas, não viola, mas, ao contrário, concretiza o princípio do desenvolvimento sustentável, uma vez que não se visualiza prejuízo ambiental relevante ocasionado pela pequena redução da área de proteção ambiental em relação ao desenvolvimento econômico proporcionado pela construção da ferrovia”, diz trecho do parecer disponível no link.

Veja Mais:  COLETIVA DE IMPRENSA: Aprosoja lança campanha que incentiva armazenagem em pequenas propriedades

A Aprosoja ainda vê com estranheza os posicionamentos monocráticos que os Ministros do STF vêm tomando ultimamente. “O STF está perdendo sua essência de órgão colegiado, com inúmeras decisões monocráticas proferidas ultimamente por seus Ministros. Entendemos que a independência judicial é um pré-requisito do estado de Direito e uma garantia fundamental de um julgamento justo, mas decisões importantes que impactam os setores econômicos e a sociedade, por bom senso, deveriam ser submetidas ao pleno colegiado do Tribunal”, destaca a Associação.

Fonte: Diretoria Plena

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook

Portal Agro

Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

Publicado


Fortalecimento Institucional

Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

A disparidade em relação a produção e a capacidade de armazenagem é o grande gargalo do setor produtivo

16/06/2021

Uma realidade: Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país. Um problema: déficit de armazém. A demanda: aumentar o número de armazéns. Diante dessa realidade, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) lançou, nesta quarta-feira (16.06), a campanha Armazém para Todos com objetivo de incentivar a construção de silos para que o agricultor de pequeno e médio porte tenha onde guardar os grãos.

“O produtor precisa ser dono daquilo que produz. A armazenagem tem que ser para todos”, enfatizou o presidente da Aprosoja, Fernando Cadore, durante coletiva de imprensa com os jornalistas. “A disparidade em relação ao que produzimos (cerca de 70 milhões de grãos) e a capacidade de armazém (2.211 unidades) é o grande gargalo do setor produtivo. Não temos silos suficientes para comportar as safras de soja e milho”, esclareceu Cadore.

A campanha Armazém para Todos passa pela questão socioeconômica, uma vez que garante ao produtor maior rentabilidade, tranquilidade na colheita e garantia de alimento o ano todo para o cidadão. Além disso, reduz o fluxo nas rodovias, custos na produção, desgastes na logística e desperdício de alimentos. “É hora de quebrar paradigmas. Precisamos desburocratizar o acesso ao crédito para a armazenagem”, pontou Cadore.

Veja Mais:  Aumento na oferta de soja do Brasil, país é o fornecedor mais importante da China

O produtor rural Zilto Donadello, e também coordenador da comissão de Sustentabilidade da Aprosoja, revelou que neste ano perdeu de sete a oito sacas de soja por hectare, justamente por não ter armazém. Ao fazer uma simulação com os dados da propriedade, por meio da plataforma eletrônica criada pela Aprosoja, ele conseguiu ter ideia da viabilidade econômica para construir silos.

“De acordo com o simulador, se eu construir um armazém de 1.000 toneladas deixaria de perder em média 6,5 sacas por hectare. Com isso, teria uma dinâmica de comercialização melhor. Hoje eu tenho um custo elevado na produção com frete, filas de descargas, descontos nos armazéns e trading”, explicou Donadello.

Evolução da produção

Mato Grosso avançou em produção, tecnologia e manejo do solo. Para se ter uma ideia, nos últimos 10 anos, o Estado evoluiu em mais de 43 milhões de toneladas da produção de soja e milho. Em contrapartida, a capacidade de armazenagem aumentou apenas 11,88 milhões, neste mesmo período.

Com a expectativa de avanço produtivo nos próximos anos, Mato Grosso precisaria ampliar a capacidade estática para 125 milhões de toneladas até 2030, ou seja, teria que apresentar uma taxa de crescimento anual da capacidade de armazenagem na ordem de 22,9%, frente aos 3,7% observados nos últimos anos. 

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

Publicado


Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

A disparidade em relação a produção e a capacidade de armazenagem é o grande gargalo do setor produtivo

Créditos:

16 de Junho de 2021

Uma realidade: Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país. Um problema: déficit de armazém. A demanda: aumentar o número de armazéns. Diante dessa realidade, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) lançou, nesta quarta-feira (16.06), a campanha Armazém para Todos com objetivo de incentivar a construção de silos para que o agricultor de pequeno e médio porte tenha onde guardar os grãos.

“O produtor precisa ser dono daquilo que produz. A armazenagem tem que ser para todos”, enfatizou o presidente da Aprosoja, Fernando Cadore, durante coletiva de imprensa com os jornalistas. “A disparidade em relação ao que produzimos (cerca de 70 milhões de grãos) e a capacidade de armazém (2.211 unidades) é o grande gargalo do setor produtivo. Não temos silos suficientes para comportar as safras de soja e milho”, esclareceu Cadore.

A campanha Armazém para Todos passa pela questão socioeconômica, uma vez que garante ao produtor maior rentabilidade, tranquilidade na colheita e garantia de alimento o ano todo para o cidadão. Além disso, reduz o fluxo nas rodovias, custos na produção, desgastes na logística e desperdício de alimentos. “É hora de quebrar paradigmas. Precisamos desburocratizar o acesso ao crédito para a armazenagem”, pontou Cadore.

Veja Mais:  Armazém para Todos é lançado pela Aprosoja MT

O produtor rural Zilto Donadello, e também coordenador da comissão de Sustentabilidade da Aprosoja, revelou que neste ano perdeu de sete a oito sacas de soja por hectare, justamente por não ter armazém. Ao fazer uma simulação com os dados da propriedade, por meio da plataforma eletrônica criada pela Aprosoja, ele conseguiu ter ideia da viabilidade econômica para construir silos.

“De acordo com o simulador, se eu construir um armazém de 1.000 toneladas deixaria de perder em média 6,5 sacas por hectare. Com isso, teria uma dinâmica de comercialização melhor. Hoje eu tenho um custo elevado na produção com frete, filas de descargas, descontos nos armazéns e trading”, explicou Donadello.

Evolução da produção

Mato Grosso avançou em produção, tecnologia e manejo do solo. Para se ter uma ideia, nos últimos 10 anos, o Estado evoluiu em mais de 43 milhões de toneladas da produção de soja e milho. Em contrapartida, a capacidade de armazenagem aumentou apenas 11,88 milhões, neste mesmo período.

Com a expectativa de avanço produtivo nos próximos anos, Mato Grosso precisaria ampliar a capacidade estática para 125 milhões de toneladas até 2030, ou seja, teria que apresentar uma taxa de crescimento anual da capacidade de armazenagem na ordem de 22,9%, frente aos 3,7% observados nos últimos anos. 

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Portal Agro

COLETIVA DE IMPRENSA: Aprosoja lança campanha que incentiva armazenagem em pequenas propriedades

Publicado


Política Agrícola e Logística

COLETIVA DE IMPRENSA: Aprosoja lança campanha que incentiva armazenagem em pequenas propriedades

Jornalistas podem participar de maneira presencial, durante um café da manhã ou virtualmente, no através do Zoom

14/06/2021

Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) lança nesta quarta-feira (16.06), às 9h, durante coletiva de imprensa, a campanha Armazém para Todos. O projeto será apresentado juntamente com um simulador virtual, em que o agricultor insere os dados e verifica os números da viabilidade para implantação de silos em propriedades de qualquer tamanho.

Jornalistas podem participar da coletiva de maneira presencial, durante um café da manhã ou virtualmente, no através deste link: https://zoom.us/j/98298914057?pwd=UURrSUc5MzgxUmkzb0YwOXJVYUU3UT09.  Participarão da conversa com os comunicadores, o presidente da Aprosoja MT, Fernando Cadore, membros da diretoria e técnicos da entidade.

Conforme dados apresentados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), com uma produção de grãos de aproximadamente 70 milhões de toneladas entre soja e milho, o estado conta com capacidade de armazenagem estática de pouco mais de 38 milhões de toneladas, sendo que apenas 30% destas estruturas estão em posse de produtores rurais.

Presidente da Aprosoja MT, Fernando Cadore, diz que a campanha Armazém para Todos é uma das prioridades da instituição. Ele afirma que ter onde guardar a produção significa segurança alimentar.

Veja Mais:  Vazio sanitário começa nesta terça-feira (15) em Mato Grosso

“Nos três anos da nossa gestão iremos defender que o produtor tenha seu próprio armazém. É viável e extremamente necessário para segurança alimentar do nosso país. A recomendação é se tenha de uma a duas vezes a sua capacidade de armazenar. Isso é segurança alimentar, garante o prato de comida na mesa da população e assegura que não irá faltar para demanda interna”, enfatizou Cadore.

Serviço:

O que: Lançamento Armazém para Todos

Quem: Aprosoja MT

Onde: Sede da Aprosoja e via zoom

Quando: 16.06

Horário: 9h

Entrar na reunião Zoom

https://zoom.us/j/98298914057?pwd=UURrSUc5MzgxUmkzb0YwOXJVYUU3UT09

ID da reunião: 982 9891 4057

Senha de acesso: 912729

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana