Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis mantém serviços essenciais no feriado ‘Dia da Consciência Negra’

Publicado

A Prefeitura de Rondonópolis mantém os serviços essenciais à população nesta sexta-feira (20), feriado do Dia da Consciência Negra. O atendimento ao público no Paço Municipal fica suspenso nesta sexta e retorna na segunda-feira (23) às 12h.

No feriado são mantidos os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas, no Pronto Atendimento Infantil e nas unidades do projeto Sentinela da Policlínica Itamaraty e do Posto de Saúde da Família Parque das Rosas. Nas unidades Sentinela o atendimento exclusivo para pacientes com sintomas ou em tratamento para Covid-19 ocorre das 6h ao meio-dia.

Também são mantidos os atendimentos aos pacientes no Centro de Nefrologia conforme agendamento prévio e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Durante o feriado e o fim de semana, a Coordenadoria Municipal da Defesa Civil também está de plantão para atender a população em caso de intempéries. O telefone de contato com a Defesa Civil é (66) 99631-5388.

Veja Mais:  Sanear leva serviço a novos bairros da cidade

Rondonópolis

Após operação na casa do prefeito e afastamento de secretário; Zé do Pátio emite nota

Publicado

José Carlos do Pátio- Foto: Assessoria

O prefeito José Carlos dos Pátio concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (25) junto com o procurador geral do Município, Anderson Flávio de Godoi sobre a Operação Stop Loss do Ministério Público do Estado (MPE) que cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Rondonópolis.

+ Operação afasta secretário e cumpre buscas em residência e gabinete do prefeito de Rondonópolis

O prefeito afirmou que foi surpreendido com a operação, que foi truculenta e sem necessidade, já que havia encaminhado ao Tribunal de Justiça e à Delegacia Especializada de Combate à Corrupção uma petição na qual se colocava inteiramente à disposição das autoridades para prestar todas as informações necessárias em relação ao inquérito da Operação Stop Loss, fornecendo inclusive qualquer documento que fosse solicitado.

“Apesar da colaboração efetiva da prefeitura na apuração dos fatos não recebemos os documentos e informações sobre as investigações, mesmo com inúmeras solicitações dos nossos advogados e procuradores, o que viola o nosso direito de defesa e compromete a prestação de esclarecimentos à sociedade”, complementou o prefeito e acrescentou que é de seu interesse que as investigações transcorram de modo adequado, legal e transparente e que sejam concluídas o mais rapidamente possível.

O procurador geral do município ressaltou também que a administração já havia tomado todas as providências necessárias, antes mesmo de iniciada qualquer investigação, com a anulação dos procedimentos de licitação e não aquisição dos materiais referentes aos processos de licitações 037, 038 e 039/2020. “A administração em nenhum momento criou qualquer embaraço para prestar informações e sempre tivemos à disposição da Justiça e do Ministério Público”.

Anderson Godoi destacou ainda que o entendimento da administração municipal é de que é desnecessário este tipo de operação, já que em nenhum momento foram solicitadas informações acerca do inquérito, além de estar claro que não houve a compra de nenhum dos produtos destas licitações, ou seja, não houve gastos e portanto nenhum dano ao erário.

Sobre medidas que devem ser adotadas pela administração municipal o procurador geral afirmou que: “A Procuradoria do Município agirá na medida do necessário dentro do inquérito em defesa do interesse público”.

Veja Mais:  Rondonópolis; Obras de urbanização e pavimentação das Binários da Avenida dos Estudantes estão em ritmo acelerado
Continue lendo

Rondonópolis

Prefeitura reforma unidades do CRAS – Centros de Referência e Assistência Social da cidade

Publicado


Dando seguimento ao programa de restauração e reforma da estrutura patrimonial pública do município, que inclui a rede de educação e de saúde, entre outras; a Secretaria Municipal de Infraestrutura de Rondonópolis (SINFRA), está realizando obras de reforma geral em seis, unidades dos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) da cidade. O volume de investimentos públicos nas obras, chega a casa dos R$ 952.251,06. 

Conforme informações da Sinfra, as unidades localizadas nos bairros: Conjunto São José; Residenciais: Alfredo de Castro; Jardim Ana Carla (I e II); Jardim Iguaçu e, Cidade Alta, estão passando por reformas nas suas estruturas, que incluem pinturas, readequações elétricas e hidráulicas, bem como, ampliações de ambientes, entre outras.

Na unidade do Conjunto São José por exemplo; estão sendo investidos R$ 198.082,01; na Unidade do Jardim Iguaçu, são R$ 138.943,07; No CRAS Cidade Alta, R$193.148,89 e, nas duas unidades do Ana Carla (I e II), serão: R$ 115.451,24 e, R$ 215. 551,84, respectivamente, bem como no Alfredo de Castro, R$ 91.074,01; totalizando, R$ 952.251,06.

Segundo a Sinfra, nestes locais estão sendo executados trabalhos, como: troca de piso, telhado, forração, readequação da parte elétrica, hidráulica; restauração de cozinha, e criação de mais ambientes (salas); onde alguns deles abrigarão o almoxarifado; além, de pinturas, entre outras, o objetivo desses trabalhos será melhorar o conforto, a acessibilidade e, o atendimento da clientela.

Veja Mais:  COLETA SELETIVA: Sanear leva serviço a novos bairros da cidade

Para a Secretária de Assistência Social, Neiva de Cól, esse trabalho da prefeitura; “os serviços de reforma e ampliação dos CRAS – Centro de Referência em Assistência Social, possibilitaram a adaptação dos espaços garantindo acessibilidade, adequações das estruturas internas favorecendo as atividades em grupos e os atendimentos técnicos. As melhorias internas nas estruturas de cozinha foram realizadas para possibilitar melhores condições na produção dos lanches oferecidos aos usuários durante os grupos de convivência, bem como, a realização de cursos na área da culinária. Com isso a equipe de profissional de cada unidade usufruirá de ambiente adequado para a realização das atividades. Vale lembrar que em análise técnica anterior, finalizada pela SETASC/Ministério da Cidadania havia apontamentos desfavoráveis quanto a estrutura física das unidades. Após as reformas e adequações, o município atende as normativas regulamentadas para a oferta dos serviços”, concluiu.

O QUE SÃO OS CRAS?
Na verdade, este é um serviço do Ministério da Cidadania, realizado em parceria com a Prefeitura Municipal, via Secretaria de Assistência Social, que atende famílias e pessoas em situação de vulnerabilidade social, ou que estão passando por dificuldades do dia a dia. 

No geral, os CRAS atendem pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros. 

Veja Mais:  Prefeitura reforma unidades do CRAS - Centros de Referência e Assistência Social da cidade

O Centro de Referência, é um local público onde são oferecidos os serviços de Assistência Social. Lá o interessado pode fazer a sua inscrição no Cadastro Único; obter orientação sobre os benefícios sociais; solicitar apoio para resolver dificuldades de relacionamento e de cuidados com os filhos; fortalecer a convivência com a família e com a comunidade; ter acesso a serviços, benefícios e projetos de assistência social; obter orientação sobre o que fazer em casos de violência doméstica; além de obter orientações sobre outros serviços públicos.

Continue lendo

Rondonópolis

Nota Operação Stop Loss

Publicado


O prefeito José Carlos dos Pátio concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira (25) junto com o procurador geral do Município, Anderson Flávio de Godoi sobre a Operação Stop Loss do Ministério Público do Estado (MPE) que cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Rondonópolis.

O prefeito afirmou que foi surpreendido com a operação, que foi truculenta e sem necessidade, já que havia encaminhado ao Tribunal de Justiça e à Delegacia Especializada de Combate à Corrupção uma petição na qual se colocava inteiramente à disposição das autoridades para prestar todas as informações necessárias em relação ao inquérito da Operação Stop Loss, fornecendo inclusive qualquer documento que fosse solicitado.

“Apesar da colaboração efetiva da prefeitura na apuração dos fatos não recebemos os documentos e informações sobre as investigações, mesmo com inúmeras solicitações dos nossos advogados e procuradores, o que viola o nosso direito de defesa e compromete a prestação de esclarecimentos à sociedade”, complementou o prefeito e acrescentou que é de seu interesse que as investigações transcorram de modo adequado, legal e transparente e que sejam concluídas o mais rapidamente possível.

O procurador geral do município ressaltou também que a administração já havia tomado todas as providências necessárias, antes mesmo de iniciada qualquer investigação, com a anulação dos procedimentos de licitação e não aquisição dos materiais referentes aos processos de licitações 037, 038 e 039/2020. “A administração em nenhum momento criou qualquer embaraço para prestar informações e sempre tivemos à disposição da Justiça e do Ministério Público”.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis começa a instalar a decoração natalina

Anderson Godoi destacou ainda que o entendimento da administração municipal é de que é desnecessário este tipo de operação, já que em nenhum momento foram solicitadas informações acerca do inquérito, além de estar claro que não houve a compra de nenhum dos produtos destas licitações, ou seja, não houve gastos e portanto nenhum dano ao erário.

Sobre medidas que devem ser adotadas pela administração municipal o procurador geral afirmou que: “A Procuradoria do Município agirá na medida do necessário dentro do inquérito em defesa do interesse público”.

Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana