Saúde

Presidente recebe cubanos que deixaram Brasil após ruptura com o Mais Médicos

Publicado


Díaz-Canel recebe cubanos do Mais Médicos
Reprodução/Twitter Juventud Rebelde

Díaz-Canel recebe cubanos do Mais Médicos

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, recepcionou nesta sexta-feira (23) os primeiros médicos cubanos que retornaram ao país após a ruptura com o programa Mais Médicos
. O voo deixou Brasília na madrugada, com destino ao Aeroporto Internacional José Martí, em Havana.

Mais de 8.300 médicos são esperados na ilha caribenha até o dia 30 de dezembro. Esse foi o primeiro grupo a deixar o Brasil após a decisão cubana, motivada pelas críticas feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, de deixar o acordo do programa Mais Médicos
mantido por cinco anos pela Organização Panamericana de Saúde (Opas).

Após a viagem de quase sete horas, o avião pousou em Havana às 5h15 no horário local (8h15 no horário de Brasília) e foi recebido pro Díaz-Canel
e outros dirigentes. No Twitter, o presidente falou sobre o orgulho em relação ao trabalho realizado pelos médicos no Brasil e sobre o retorno desses cubanos ao país ser considerado, por ele, como uma homenagem a Fidel Castro.

“Nas primeiras horas de sexta-feira começam a chegar à Pátria os apóstolos da saúde cubana que são #MasQueMedicos. Nossa homenagem aos homens e mulheres que fizeram história no Brasil. Bem-vindos a casa”.

Leia também: Justiça Federal rejeita ação que pedia a manutenção das regras do Mais Médicos

Veja Mais:  Varíola dos macacos: São Paulo confirma segundo caso da doença

 O jornal Juventud Rebelde reportou a chegada dos cubanos e ouviu alguns médicos que se manifestaram em relação à saída do Brasil, criticando as condições impostas por Bolsonaro de revalidação dos diplomas e de contratos individuais para a permanência dos médicos cubanos
no programa.

 “Voltamos hoje, e assim farão nossos colegas, com toda honra e dignidade do mundo. Nunca permitiremos ameaças, nem que questionem o humanismo e o profissionalismo com que atendemos nossos pacientes brasileiros”, disse um dos médicos ao jornal.

Vagas remanescentes no Mais Médicos 

No terceiro dia de inscrição do Programa Mais Médicos, cerca 84% das vagas definidas no novo edital do programa já foram preenchidas
. No balanço divulgado esta manhã, 19.994 médicos com CRM Brasil ou que revalidaram o diploma no país já fizeram a inscrição, segundo o Ministério da Saúde.

Desse total, 13.341 foram efetivadas e 7.154 profissionais já estão alocados no município para atuação imediata. Na apresentação ao município, que vai até 14 de dezembro, o médico deve apresentar todos os documentos exigidos no edital. As inscrições vão até 7 de dezembro pelo site do programa Mais Médicos
.

Veja Mais:  'Bolsonaro foi um dos que mais fez pela saúde pública', diz Queiroga

*Com informações da Agência Brasil

Comentários Facebook

Saúde

EUA: jovem infectado por ameba ‘comedora de cérebro’ abre os olhos

Publicado

Ameba
DPDx, George Healy, Ph.D, USCDCP

Ameba “comedora de cérebro”

Um adolescente de 13 anos infectado por pelo protozoário Naegleria fowleri, conhecido como ameba “comedora de cérebro” , deu sinais de reação. Caleb Ziegelbauer começou a abrir os olhos e mover as mãos, de acordo com sua família. Ele está internado desde o dia 6 de julho em um hospital na cidade americana de Port Charlotte, na Flórida.

“Não apenas Caleb moveu as mãos e os pés, mas agora seus olhos estão se abrindo”, disse Katie Chiet, uma das organizadoras de uma vaquinha virtual criada para arrecadar dinheiro e custear o tratamento do adolescente. A campanha já levantou US$ 60 mil.

“Ele não responde totalmente aos estímulos… AINDA. Mas continuamos esperançosos de que as montanhas do amanhã serão conquistadas!”, acrescenta o texto.

Ziegelbauer concluiu neste domingo todo o protocolo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, da sigla em inglês) dos Estados Unidos. De acordo com a família do adolescente, ele foi operado nesta segunda-feira para inserir uma traqueostomia e um tubo de alimentação.

“Agora esperamos (não tanto) pacientemente pelo seu despertar”, finalizou Katie, no comunicado.

No período de internação, Ziegelbauer foi sedado, entubado e colocado em estado induzido de hipotermia pelos médicos. Exames mostraram que ele sofreu danos cerebrais, de acordo com a revista Newsweek.

Ziegelbauer contraiu a ameba depois de visitar uma praia em Port Charlotte. A Naegleria fowleri é comumente encontrada em água doce quente, como lagos, rios e lagoas. Ela entra no corpo pelo nariz e vai até o cérebro, onde destrói o tecido cerebral. A infecção não pode ser transmitida de uma pessoa para outra.

No estágio inicial da infecção, os sintomas podem incluir forte dor de cabeça, febre, náuseas e vômitos, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. À medida que a infecção piora, os sintomas – que aparecem de um a nove dias após a exposição à ameba – podem evoluir para rigidez do pescoço, convulsões ou alucinações.

Desde 1962, pelo menos outras 154 pessoas foram diagnosticadas com meningoencefalite amebiana primária nos EUA, em decorrência do Naegleria fowleri, de acordo com levantamento publicado pela Fox News.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

28 substâncias naturais com potencial no tratamento da Covid-19

Publicado

Substâncias naturais podem auxiliar o tratamento da Covid-19
Michelle Roberts – BBC News

Substâncias naturais podem auxiliar o tratamento da Covid-19

Em uma revisão recente publicada na revista científica Phytotherapy Research, pesquisadores chineses identificaram ativos naturais com potencial terapêutico contra o novo coronavírus. Esses produtos podem atuar contra a Covid-19  em diversas frentes, como para inibir a invasão e replicação do vírus, regular o equilíbrio imunológico ou reduzir fatores inflamatórios e suprimir a hiperimunidade.

Os compostos foram identificados pela revisão de estudos sobre o assunto cadastrados em bancos de dados como SCI, PubMed, Chinese National Knowledge Infrastructure (CNKI ), Clinical Trials Gov e o registro chinês de ensaios clínicos (ChiCTR), entre janeiro de 2020 e abril de 2022.

O Sars-CoV-2 se liga a receptores, como o ACE2, para invadir as células. Lá dentro, ele raqueia essa célula e passa a se replicar, até que uma hora essa célula é destruída devido ao excesso de vírus. Soltos no organismo, esses novos vírus invadem mais tecidos humanos e órgãos e continuam esse processo. Imediatamente, o corpo inicia um processo para destruir os vírus e as células infectadas.

Como resultado de tudo isso, a Covid-19 causa inflamação generalizada (a chamada tempestade de citocinas) e distúrbios sistêmicos, incluindo desconforto respiratório, hepatite e insuficiência renal.

Os resultados da revisão mostraram que compostos naturais com ação antioxidante como flavonóides, polifenóis, politerpenos, lactonas e esteróis podem potencializar o efeito de vacinas contra a Covid-19, por exemplo, ou agir como tratamento. Substâncias como a curcumina, encontrada no açafrão-da-terra; a rutina, presente na casca de frutas cítricas; a epigalocatequina galato (ECGC), abundante no chá verde; a nicotinamina, um membro da família da vitamina B3; o ácido clorogênico, encontrado no café; e outras como o honokiol, o kaempferol, a quercetina, a glicirrizina e a baicalina podem bloquear a entrada do SARS-CoV-2 nas células.

Veja Mais:  'Bolsonaro foi um dos que mais fez pela saúde pública', diz Queiroga

Já a miricetina, encontrada em chás de frutas como maçã e morango; a berberina, a indirrubina, a curcumina; o Beta-Sitosterol, principal fitosterol encontrado em frutas e vegetais; o ácido betulínico e a cordicepina inibem atividades envolvidas na replicação do RNA viral. A forsythosia, o dente-de-leão, e a parthenolida previnem a inflamação sistêmica e a disfunção orgânica associada à Covid-19.

Outras substâncias com potencial terapêutico contra a doença incluem: o ácido pseudopolar B (PAB), o éster fenetílico do ácido cafeico (CPEA); o resveratrol, encontrado no vinho; o ácido betulínico, a cordicepina e a glicirrizina.

No entanto, mais pesquisas são necessárias para avaliar o potencial clínico, assim como a segurança, e eficácia desses compostos naturais contra o novo coronavírus.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Conheça os benefícios do sal light

Publicado

Segundo a pesquisa, o sal light reduz os riscos de morte precoce por qualquer causa em até 11%, doenças cardiovasculares em 13% e os riscos de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral por 11%
Thinkstock/Getty Images

Segundo a pesquisa, o sal light reduz os riscos de morte precoce por qualquer causa em até 11%, doenças cardiovasculares em 13% e os riscos de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral por 11%

Cerca de 1,28 bilhão de pessoas no mundo tem pressão alta, embora mais da metade não saiba por falta de diagnóstico. A doença cardiovascular é a principal causa de morte no planeta, sendo a hipertensão arterial um grande risco de falecimento precoce. Em um estudo que reuniu o resultado de mais de 21 pesquisas internacionais, entretanto, joga luz a esse mal que pode ser combatido com um produto simples, vendido no mercado: o sal light.

A pesquisa realizada na Europa, região do Pacífico Ocidental, Américas e Sudeste Asiático, envolveu cerca de 30 mil pessoas e apontou que os substitutos do sal na dieta reduzem o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e morte por todas as causas e doenças cardiovasculares. As evidências foram publicadas recentemente na revista Heart.

No Brasil o substituto do sal é conhecido como sal light. Quando a proporção de cloreto de sódio é trocada por cloreto de potássio. Eles são conhecidos por ajudar a baixar a pressão arterial.

Um estudo publicado na China descobriu que o sal light reduz riscos de ataques cardíacos, derrames e morte precoce, entretanto, não havia ficado claro se esses benefícios se aplicariam para outras partes do mundo. Cientistas então começaram a vasculhar bancos de pesquisa em busca de ensaios clínicos sobre o assunto publicados até o final de agosto de 2021. Encontrando cerca de 21 artigos.

Veja Mais:  Cirurgião desmistifica principais tabus sobre cirurgia bariátrica e afirma: "É um novo começo"

Os períodos de estudo duraram de 1 mês a 5 anos. A pressão arterial, medida pela unidade de pressão milímetro de mercúrio (mmHg) é composta por dois números: a sistólica — indicador mais alto que representa a força com que o coração bombeia o sangue pelo corpo; e a diastólica — o número mais baixo que indica a pressão arterial quando o coração está se enchendo de sangue.

Os resultados dos artigos agrupados indicaram que os substitutos do sal reduziram significativamente os dois números em todos os participantes. A redução global da pressão arterial sistólica foi de 4,61 mmHg e a redução global da pressão arterial diastólica foi de 1,61 mmHg.

A diminuição, além de ser consistente, não dependiam de geografia, idade, sexo, histórico de pressão alta, peso e pressão arterial basal.

Cinco dos 21 estudos, envolvendo cerca de 24 mil pessoas ainda apontou que o sal light reduziria os riscos de morte precoce por qualquer causa em até 11%, doenças cardiovasculares em 13% e os riscos de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral por 11%.

Os pesquisadores, no entanto, não escondem que a pesquisa tem certas limitações, como as poucas informações contidas nos artigos sobre pessoas que não tinham pressão alta, mas afirmam que este é o maior teste já feito de um substituto do sal enriquecido com potássio até o momento.

Veja Mais:  'Bolsonaro foi um dos que mais fez pela saúde pública', diz Queiroga

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana