Carros e Motos

Quatro marcas chinesas se interessam em comprar fábrica da Ford na Bahia

Publicado


source
Ford
Divulgação

Fábrica da Ford em Camaçari (BA) é mais nova que a de São Bernardo do Campo (SP) e está pronta para produzir automóveis

Logo depois do anúncio do fechamento das fábricas da Ford no Brasil, quatro marcas chinesas se interessaram pela linha de montagem em Camçari (BA), de acordo com o site da CNN Brasil . Ainda conforme a publicação, são elas: Changan, Great Wall, Geelly (que já vendeu carros no Brasil) e GAC. Também disseram que a negociação teria como intermediário o Grupo Caoa, que poderia trazer uma dessas marcas ao País.

Uma das vantagens da fábrica da Ford em Camaçari (BA), onde deixaram de ser produzidos os modelos Ka (hatch e sedã) e EcoSport é que está pronta para produzir automóveis ao contrário da de São Bernardo do Campo (SP), onde eram feitos caminhões. Além disso, a linha de montagem baiana conta com vários sistemistas ao redor para facilitar a operação, sem necessidade de fretes ou logística complexa.

Os governos das esferas municipal e estadual também fazem parte das negociações para evitar o grande impacto que será causado pela demissão dos 4.059 funcionários da Ford em Camaçari (BA). Vale lembrar que o Grupo Caoa foi um dos interessados em comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP), que acabou sendo vendida para a Construtora São José.

Veja Mais:  Alta do ICMS em SP provocará fechamento de lojas, aponta entidade

O Grupo Caoa prefere não comentar nada sobre o assunto e a Ford diz que apenas que trabalha com “alternativas possíveis e razoáveis para partes interessadas em adquirirem as instalações produtivas disponíveis.” Resta apenas aguardar o desenrolar dos próximos capítulos. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook

Carros e Motos

Projeção antecipa visual da Ford Maverick, futura rival da Fiat Toro

Publicado


source
Ford Maverick
Kleber da Silva

Ford Maverick: nova integrante da família de picapes da Ford, que já conta com Ranger e F-150, todas previstas para virem ao Brasil

A decisão global de fechar suas fábricas em Taubaté (SP) e Camaçari (BA) não afeta o cronograma da Ford , que pretende lançar um novo SUV médio para concorrer com o Compass , o Bronco Sport , e uma picape intermediária para desbancar a Fiat Toro . Esta última vai ser chamar Maverick , e o designer  Kleber da Silva preparou uma projeção mostrando como ela deverá ser.

A projeção foi feita com base em um flagra recente do modelo camuflado, vazado pelo site Maverick Truck Club, na linha de montagem do México. Assim que chegar ao Brasil, o que deverá acontecer no fim do ano, a Ford Maverick terá como alvo a Fiat Toro , líder do segmento de picapes intermediárias.

Ford Maverick aparece na linha de montagem no México antes da estreia
Reprodução/ Maverick Truck Club

Ford Maverick aparece na linha de montagem no México antes da estreia, que deverá acontecer apenas em 2022

A frente da Maverick terá ampla grade e faróis repartidos em três segmentos, em formato de C, seguindo a tendência da Ford nos modelos Ranger e F-150. No Brasil, é provável que a Maverick seja equipada com o mesmo motor 2.0 do EcoSport, acoplado ao câmbio automático de seis marchas e tração dianteira.

A Ford também terá outros lançamentos no Brasil em 2021, como Bronco Sport , Ranger Black e o Mustang Mach 1 , versão mais potente do esportivo, equipado com motor V8 de 480 cv que pode funcionar com câmbio automático de 10 marchas, ou manual de seis.

A Ford Maverick não terá apenas a Fiat Toro e a Renaut Oroch entre os rivais no Brasil, já que a GM acaba de confirmar aporte de R$ 10 bilhões no País para a fabricação de novos modelos . Embora a marca não confirme, um deles será uma picape maior que a Montana.

Além disso, também existe a VW Tarok , que chegou a ser mostrada como protótipo no Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, em 2018 (talvez o último no Brasil) e que pode ter uma versão de produção assim que a fabricante decidir tocar o projeto adiante.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Alta do ICMS em SP provocará fechamento de lojas, aponta entidade

Publicado


source
carros usados
Divulgação

Segundo a Fenauto, alíquota de ICMS dos usados passou de 0,9% em 207 para 5,52% agora, aumentando bastante os custos dos lojistas

Os revendedores de carros e motos bem que tentaram. Mas apesar de o governo de São Paulo ter suspendido o aumento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para alimentos, medicamento e energia elétrica insumos agrícolas para produtores rurais, os veículos usados não escaparam do reajuste de 207% do tributo, que passou a valer nesta sexta-feira (15).

Você viu?

A Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores) destacou que a decisão de manter o reajuste do ICMS “vai gerar o fechamento de lojas e a demissão de milhares de profissionais”, podendo afetar cerca de 40 mil empregos apenas nos dois primeiros meses. A entidade que representa os lojistas de carros e motos do país destacou ainda que vai continuar trabalhando para reverter a decisão do governo estadual, inclusive pela via judicial.

Em comunicado conjunto divulgado nesta semana por cinco entidades empresariais, a Fenauto destacou que, até 2017, um carro de R$ 50 mil pagava R$ 450 de ICMS, com alíquota de 0,9% sobre o valor da nota fiscal de venda. De lá para cá, esse percentual dobrou para 1,8% e agora é de 5,52%.

Veja Mais:  Carro por assinatura da Fiat e Jeep tem planos a partir de R$ 1.350

A medida faz parte do pacote de reajuste fiscal das contas do governo de São Paulo. Segundo dados da Secretaria da Fazenda e Planejamento, o déficit estimado para 2021 é de R$ 10,4 bilhões, resultado da queda da atividade econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Além da elevação do ICMS na venda de usados, outra medida polêmica foi a mudança nas alíquotas do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), com o aumento das alíquotas para veículos elétricos ou movidos somente a etanol e GNV ou aqueles de propriedade de locadoras, além da cobrança do imposto de donos de veículos PCD sem deficiências graves, que teria impactado 80% dos antigos beneficiados com a isenção.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Carro por assinatura da Fiat e Jeep tem planos a partir de R$ 1.350

Publicado


source
Fiat Argo
Divulgação

Fiat Argo 1.0 sai por R$ 1.350 por mês no plano de assinatura que inclui manutenção, seguro e custos com documentação

O Flua!, o serviço de carros por assinatura de carros da Fiat e Jeep , começa a ser oferecido em 32 concessionárias das duas marcas nesta sexta-feira (15), com planos a partir de R$ 1.350. 

Este é o valor mensal cobrado por um Fiat Argo Drive 1.0 no plano de 36 meses, com franquia de 1.000 km/mês. No caso dos Jeep, o plano mais acessível do Flua ! é de R$ 2.100, para o Renegade 1.8 Flex, também no plano de 36 meses e com franquia de 1.00 km/mês.

Ainda em fase piloto, o programa pode ser contratado pelo site www.meuflua.com.br ou diretamente nas lojas participantes. São 24 concessionárias da Fiat (localizadas em em São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba, Valinhos, Vinhedo e Curitiba) e oito da Jeep (todas na capital paulista).

Você viu?

É possível escolher entre oito modelos da Fiat ( Argo , Grand Siena, Cronos, Doblò, Fiorino, Nova Strada, Toro e Ducato) e dois da Jeep ( Renegade e Compass) em planos com duração de 12, 24 ou 36 meses e franquias de 1 mil, 2 mil ou 3 mil quilômetros por mês.

Veja Mais:  Saída da Ford não terá muito impacto na cadeia produtiva, avalia especialista

Pelo site, o interessado escolhe e configura o carro e o plano. A assinatura do contrato é feito via e-mail e a retirada do veículo é feita na concessionária, em data agendada. A mensalidade do programa inclui além do veículo, os custos com documentação (IPVA, licenciamento e emplacamento), seguro com rastreador, manutenção e assistência 24 horas.

Após a entrega do veículo, o cliente passa a ter acesso ao aplicativo Flua!, que permite checar informações como multas de trânsito, solicitar a assistência 24 horas e também fazer o agendamento das manutenções.

Carros por assinatura

Kinto
Divulgação

Kinto Share é o serviço de locação e gestão de frotas da Toyota, que também oferece planos de carros por assinatura

Além das marcas da FCA (Fiat Chrysler Automóveis) outras montadoras de carros que também oferecem este tipo de serviço no Brasil são a Volkswagen e a Toyota.

Ainda em fase piloto, o Volkswagen Sign & Drive foi lançado em novembro em parceria com a Volkswagen Financial Services e a Assobrav e ofereceu um lote limitado dos modelos T-Cross, Tiguan Allspace e Virtus em planos de assinatura de 12 ou 24 meses.

Já a Toyota oferece os seus serviços por meio da subsidiária Kinto. O Kinto One é um serviço de gestão e locação de frotas voltado para empresas, que se soma ao Kinto Share , um serviço de locação de carros da marca japonesa.

Fonte: IG CARROS
Veja Mais:  KTM vai mostrar novo modelo no próximo dia 26

Comentários Facebook
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana