Tecnologia

Redes sociais e streaming: como nosso uso da tecnologia impacta o meio ambiente?

Publicado


source
Dispositivos e serviços tecnológicos que usamos diariamente fazem parte de cadeia que afeta o meio ambiente
Unsplash/Andrew Neel

Dispositivos e serviços tecnológicos que usamos diariamente fazem parte de cadeia que afeta o meio ambiente



Assistir a uma série, mandar um e-mail, rodar o feed de notícias de uma rede social : todas essas atividades são capazes de afetar o meio ambiente. Recentemente, a Netflix divulgou quanto de carbono emitimos ao assistir a uma hora de streaming . Já outras empresas, como o Google , afirmam que suas atividades são livres de emissão de carbono.

Mas como realizar atividades cotidianas como essas podem prejudicar o meio ambiente ? Para que um filme chegue até a tela da sua televisão, por exemplo, ele precisa ser produzido, armazenado em um serviço da nuvem, divulgado por pessoas que trabalham em escritórios, e assim por diante. E toda essa cadeia produtiva é capaz de emitir gás carbônico (CO2), um dos principais responsáveis pelo efeito estufa .

Data centers

De acordo com a Netflix, assistir a uma hora de streaming é o mesmo que dirigir um carro a gás natural por 400 metros. Em 2020, 50% da emissão de carbono da empresa aconteceu na produção física de filmes e séries; 45% nas operações corporativas, como os escritórios da empresa; e 5% nos provedores de serviços em nuvem que fazem a plataforma de streaming funcionar.

Fonte: Netflix
iG Tecnologia

Fonte: Netflix

O principal ponto em comum entre todos os serviços tecnológicos que utilizamos, como redes sociais, streaming e plataformas de e-mail, são justamente os serviços em nuvem.

Veja Mais:  SP: Governo e Enel instalam iluminação inteligente na Ciclovia do Rio Pinheiros

Quando dados são armazenados na nuvem e podem ser acessados de qualquer lugar do planeta, eles estão, na verdade, em enormes centros de processamento de dados, conhecidos como data centers .

Esses espaços costumam gastar muita energia para funcionar e, por isso, são grandes potenciais emissores de gases poluentes. “São todas aquelas máquinas funcionando, o que gera consumo de energia. Você precisa ter bateria, porque eles não podem sair fora do ar, e muitas baterias podem usar diesel, aí a gente já está falando de fonte energética fóssil, e isso ambientalmente é incorreto. Um dos grandes desafios nos data centers é otimizar o uso de ar condicionado”, comenta Tereza Cristina Carvalho, membro do Instituto dos Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) e professora da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Tereza explica que a localização dos data centers também dizem muito sobre o quão poluentes eles podem ser. Aqui no Brasil, por exemplo, a matriz energética é baseada, sobretudo, em usinas hidrelétricas, consideradas uma fonte limpa de energia. Já em outros países, o fornecimento de energia pode ser não-limpo, ou seja, emitir gases poluentes.

“Cada país tem sua matriz energética. Eu posso estar assistindo um filme que não está no Brasil, que tem uma matriz energética limpa, mas esse filme está na Alemanha, que usa termelétricas. Com o conceito de computação em nuvem, a nuvem pressupõe que o seu computador pode estar em qualquer lugar do mundo”, exemplifica Tereza. A regra também vale para armazenamento de dados de outros serviços tecnológicos, como redes sociais .

“Como o conteúdo de um mesmo vídeo pode estar distribuído em diversos servidores instalados em diferentes locais com matrizes energéticas limpas e não limpas, no final pode haver emissão significativa de CO2, mas isso é totalmente evitável”, continua a especialista.

Zerando a emissão de carbono

Para evitar as consequências ambientais, muitas empresas de tecnologia têm apostado em iniciativas que “zeram” a emissão de carbono na atmosfera. O Google é uma das companhias que já conseguiu zerar a emissão de carbono, ainda em 2007. Isso significa que quando você faz uma bsuca, manda um e-mail no Gmail ou assiste a um vídeo no YouTube , você não está liberando CO2 no meio ambiente.

Em setembro de 2020, o Google anunciou, ainda, que conseguiu remover todo o legado de carbono, eliminando tudo o que havia sido liberado na atmosfera antes de 2007.

Outras empresas, como Twitter e Facebook , buscam alcançar este feito. O Twitter tem o objetivo de ser 100% neutro de carbono no fornecimento de energia em seus data centers até 2022. Já o Facebook alcançou, no ano passado, a meta de zerar as emissões de carbono em suas operações, e pretende atingir o mesmo objetivo incluindo fornecedores e funcionários até 2030. A Netflix , por sua vez, afirma que deve zerar as emissões de gases do efeito estufa até o final de 2022.

Na prática, o que tudo isso significa? “Na prática, a empresa plantou uma árvore”, resume Tereza. “Quem compensa o gás carbônico é a natureza. Quando a gente fala que eu quero zerar, eu tenho que fazer um processo de compensação. E um processo de compensação é, de fato, você plantar uma árvore. Por exemplo, eu sou uma empresa multinacional muito rica, mas eu tenho uma fazenda e eu planto muitas árvores. Então, eu mesmo consumo o CO2 e compenso com a plantação de árvores”, explica.

Veja Mais:  Site do STF fica fora do ar; suspeita é de ataque hacker

Além de priorizar o uso de energias limpas em data centers, portanto, as gigantes de tecnologia costumam apoiar projetos para fechar essa conta. No caso do Twitter , por exemplo, uma parceria com a ONG Cool Effect financia projetos verdes em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Lixo eletrônico

Lixo eletrônico é problema no Brasil e no mundo
Pixabay/dokumol

Lixo eletrônico é problema no Brasil e no mundo

Com a possibilidade de zerar as emissões de carbono, o principal impacto ambiental no uso de tecnologias continua sendo o descarte incorreto de lixo eletrônico , avalia Tereza.

De acordo com um relatório da Associação Internacional de Resíduos Sólidos, divulgado em julho de 2020, o mundo bateu recorde de produção de lixo eletrônico em 2019. A marca alcançada foi de 53,6 milhões de toneladas, ou mais de sete quilos por habitante do planeta. O Brasil é o sétimo maior produtor de lixo eletrônico do mundo, segundo relatório da Plataforma para Aceleração da Economia Circular (Pace) e da Coalizão das Nações Unidas sobre Lixo Eletrônico.

E a esmagadora maioria desse lixo é descartado incorretamente, o que causa prejuízos enormes ao meio ambiente . “Parece-me que os equipamentos digitais tornam-se um problema, quando se tornam obsoletos e são descartados incorretamente em lixões ou mesmo em aterros sanitários. Temos aqui, de fato, um elemento de geração de gás estufa . Esses resíduos em lixões e aterros sanitários geram gás metano, que é outro componente importante do gás estufa”, explica Tereza.

Comentários Facebook

Tecnologia

Gamers brasileiros devem movimentar R$ 12 bilhões este ano, diz pesquisa

Publicado


source
Jogadores vão movimentar muito dinheiro no Brasil em 2021
Unsplash/Erik Mclean

Jogadores vão movimentar muito dinheiro no Brasil em 2021

Uma pesquisa realizada pela Newzoo, empresa que faz análises sobre games e levantamentos referentes ao setor, revelou que o mercado de jogos no Brasil vai ter uma receita de US$ 2,3 bilhões, ou mais de 12 bilhões de reais este ano. Isso representa um aumento de 5,1% em comparação a 2020.

Ainda de acordo com o estudo, o Brasil é o maior em receitas de jogos da América Latina e ocupa a 12º colocação no mundo. E os bons resultados no país são impulsionados principalmente por conta dos games para dispositivos mobile , que representam 47% do mercado. Os títulos para consoles chegam a 29%, enquanto jogos para PC são 24%.

Você viu?

A Newzoo ainda acrescentou que o meio mobile impulsiona não somente o Brasil, mas todo o mercado global de jogos. Para a empresa, o hardware dos dispositivos está se tornando mais sofisticado, e a infraestrutura da rede móvel e fixa está melhorando em todos os países do mundo. Os aparelhos móveis são o principal, ou até o único meio de jogo para determinados grupos demográficos.

Veja Mais:  Comércio virtual brasileiro cresce quase 74% em 2020

Os títulos do gênero battle royale como Fortnite , PUBG e Clash Royale são os que geram maior receita em terras brasileiras.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Disney+: veja os destaques para aproveitar no final de semana

Publicado


source
Confira os lançamentos da semana no Disney+
Unsplash/Mika Baumeister

Confira os lançamentos da semana no Disney+

Os principais destaques da semana no Disney+ são para os fãs de Star Wars , já que a data comemorativa ” May The 4th ” aconteceu na terça-feira . ‘Star Wars: The Bad Batch’ gira em torno de clones de elite experimentais do “Lote Ruim” (núcleo introduzido em ‘A Guerra dos Clones’), à medida que encontram um meio de transformar a galáxia imediatamente após os eventos finais da série antecessora. Os membros do grupo possuem uma habilidade excepcional que os transforma em soldados práticos, extraordinários e formidáveis.

Com exceção das estreias do ‘ Star Wars Day ’, o Disney+ atualizou sua lista de filmes, séries e documentários na sexta-feira, então tem para todos os gostos: documentários, animações e a continuação das séries que estão no ar. Confira:

4/05 – Star Wars Day

  • Star Wars: The Bad Batch

Nova série animada segue os clones experimentais de elite Os Malfeitos (que apareceu pela primeira vez em ‘Star Wars: The Clone Wars’), enquanto eles percorrem uma galáxia em rápida transformação.

  • LEGO Star Wars: All-Stars

Novos rostos se unem aos heróis Han Solo, Chewbacca, Lando Calrissian, BB-8 e General Leia, em aventuras que percorrem o universo Star Wars.

  • LEGO Star Wars – As Aventuras dos Freemaker
Veja Mais:  Elon Musk é acusado de "roubo de memes" na internet por criadores de conteúdo

Os Freemaker são irmãos catadores. Eles trabalham uma loja de consertos em uma estação espacial do Império. Rowan Freemaker, de 12 anos, sensível à Força, descobre o sabre de luz Kyber, um artefato antigo e com uma poderosa conexão com os Jedi. Sua vida muda de cabeça para baixo. Ele tem a ajuda da irmã mais velha, Kordi, do irmão Zander e de um droide chamado Roger. Rowan parte em uma batalha contra o Império para restaurar a paz na galáxia.

Você viu?

  • Star Wars Rebels

Star Wars Rebels dá continuidade à tradição épica da saga de Star Wars com novas aventuras cheias de ação. A galáxia enfrenta um período negro e o Império Galáctico tem cada vez mais controle do poder. A história começa com as forças Imperiais ocupando um planeta remoto, governando com mãos de ferro e arruinando a vida de seus habitantes. A diferente e inteligente tripulação da nave Fantasma é uma das poucas que tem coragem o suficiente para lutar contra o Império. Juntos, eles irão encarar novos e ameaçadores vilões, encontrar animados adversários, embarcar em emocionantes aventuras e se tornarão heróis com o poder de começar uma rebelião.

  • Star Wars: Forças do Destino

Histórias não contadas das heroínas do universo de Star Wars, incluindo Rey, Jyn Erso, Princesa Leia, Sabine Wren, Padmé Amidala e Ahsoka Tano. Veja como suas escolhas, sejam elas grandes ou pequenas, definem o destino da Galáxia.

Veja Mais:  Autoridades pedem para WhatsApp adiar implantação de política de privacidade

7/05

  • Elefantes: Em Nome da Liberdade

Ashley Bell e uma equipe de resgatadores de elefantes, liderada pela mundialmente renomada conservacionista de elefantes da Ásia, “SangdeaunLek Chailert”, embarcam em uma ousada missão de 48 horas, cruzando 800 quilômetros na Tailândia para resgatar uma elefante cega de 70 anos e levá-la para a liberdade.

  • Grandes Migrações

Uma série histórica que apresenta as lutas épicas das migrações de animais em todo o planeta e a ciência pioneira por trás dessas maratonas de vida e morte. É uma crônica de viagens inspiradoras, muitas vezes de partir o coração, de adversidades implacáveis ​​e do que realmente significa se mover como se sua vida dependesse disso.

  • Derramamento de Óleo do Século

16 de março de 1978: o Amoco Cadiz, um superpetroleiro carregado com mais de 200 mil toneladas de petróleo, encalhou nas rochas da costa da Bretanha, França. O acidente causou o maior vazamento de óleo na França, danificando 300 km de costa, matando milhares de animais e prejudicando a economia local. O que resta hoje do desastre do Amoco Cadiz?

  • Ailo – A Jornada de uma Rena

A incrível odisseia de uma rena recém-nascida na região da Lapônia. Por um ano, e por quilômetros de taiga congelada, florestas congeladas, fiordes e picos altos, Ailo encontrará raposas, leminos, linces, águias, carcajus, ursos, lobos, esquilos, alces e arminhos; todos os amigos ou inimigos. Ailo aprenderá a sobreviver e escapar de perigos e predadores … sempre com a ajuda de sua mãe.

Novos Episódios

  • Big Shot: Treinador de Elite – Episódio 4
  • O Restaurante do Arnoldo – Episódio 16
  • Star Wars: The Bad Batch – Episódio 2
  • Virando o Jogo dos Campeões – Episódio 7

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Netflix: veja os lançamentos da semana na plataforma de streaming

Publicado


source
Veja os lançamentos da semana na Netflix
Unsplash/Mollie Sivaram

Veja os lançamentos da semana na Netflix

David Berkowitz é um dos assassinos seriais mais infames da história. Conhecido como “Filho de Sam” (“Son of Sam”) ele matou pelo menos seis pessoas e feriu outras sete entre 1976 e 1977, em Nova York. Os crimes, segundo ele, lhe foram ordenados por um demônio que possuiu o cachorro de uma vizinha. Ele foi preso e condenado a seis penas de prisão perpétua.

Na prisão, além de culpar o cão (o satanás e o animal), Berkowitz só confessou dois dos assassinatos – o restante teria sido praticado por uma seita satânica do qual ele faria parte. A possibilidade de Berkowitz não ter agido sozinho é o mote da série documental ‘Os Filhos de Sam: Loucura e Conspiração’, produzida pela  Netflix  que estreou na quarta-feira (5).

A plataforma de streaming também liberou essa semana a série de heróis ‘O Legado de Júpiter’, adaptação live-action dos quadrinhos do aclamado autor Mark Millar (‘Superman: Entre a Foice e o Martelo, ‘Kick-Ass’) em parceria com Frank Quitely (‘Shimura’, ‘New X-Men’), que são produtores-executivos da obra. A produção é dirigida por Steven S. DeKnight (‘Demolidor’).

Na trama, os filhos dos primeiros  super-heróis  da Terra começam a crescer e assumir (ou rejeitar) os legados de seus pais, que defenderam o planeta por cerca de um século, assumindo mantos de uma nova geração de defensores e vilões. Além da ação e efeitos visuais, ‘O Legado de Júpiter’ foca no drama pesado entre pais ausentes e filhos rebeldes.

Veja Mais:  Senador americano usa fundo falso para enganar reunião enquanto dirige; veja

As sinopses abaixo são fornecidas pela Netflix . Confira a lista de lançamentos da semana na plataforma de streaming  organizada por data:

4/05

  • Selena: A Série (Parte 2)

Antes de se tornar a rainha da música latina dos EUA, Selena Quintanilla era uma jovem do Texas com um grande sonho e uma grande voz. ‘Selena: A Série’ mostra sua trajetória dos pequenos shows até se tornar a artista latina de maior sucesso de todos os tempos — e os anos de trabalho árduo e sacrifícios que a família Quintanilla enfrentou.

  • Zé Coleta (Temporada 2)

Hank é um garotinho de 6 anos cheio de vida com uma imaginação enorme e um melhor amigo maior ainda: um caminhão de lixo gigante que adora buzinar por aí. De aprender a voar a ir ao dentista, não há aventura pequena ou grande demais para esses dois companheiros. Glen Keane (‘A Pequena Sereia’, ‘Aladdin’, ‘A Bela e a Fera’) e Gennie Rim (‘Dear Basketball’) assinam a produção executiva ao lado de Max Keane.

  • O Filho do Noivo

Nick (Tom Everett Scott) ficou famoso ao escrever o livro ‘I Hate Kids’. Na véspera de seu casamento, um vidente entra em cena com um garoto que diz ser seu filho. Eles iniciam uma busca entre as ex-namoradas do suposto pai, para descobrir quem é mãe.

Você viu?

5/05

  • Os Filhos de Sam: Loucuras e Conspiração

A busca pelo “Filho de Sam” parou o mundo no final da década de 1970, mas a história desse famoso assassino em série está de volta. Para muitas pessoas, a prisão de David Berkowitz colocou um ponto final nesse pesadelo. No entanto, para o jornalista Maury Terry, autor do livro ‘Ultimate Evil’, o verdadeiro mistério estava apenas começando. Convencido de que Berkowitz não cometia os crimes sozinho, Terry passou décadas tentando provar que a rede sombria por trás dos assassinatos era muito mais complexa do que todos imaginavam.

Veja Mais:  Disney+: veja os destaques para aproveitar no final de semana

6/05

  • E Amanhã…o mundo todo

Uma estudante de direito se une a um grupo antifascista e se vê envolvida em situações cada vez mais perigosas e violentas.

7/05

  • O Legado de Júpiter: Volume I

Após manter a humanidade a salvo por quase um século, a primeira geração de super-heróis do mundo precisa convencer os filhos a continuar seu legado. Os jovens super-heróis, ansiosos por provar seu valor, sofrem para demonstrar que estão à altura da reputação dos pais. Baseada nas graphic novels de Mark Millar e Frank Quitely, “O Legado de Júpiter” é uma série de super-heróis que se passa ao longo de décadas e retrata a complexa dinâmica entre família, poder e lealdade.

  • Garota de Fora (Temporada 2)

Após ser transferida para uma escola considerada perfeita, a inteligente e misteriosa Nanno expõe as mentiras e os delitos da instituição e dos colegas.

  • Monstro

Monster conta a história de Steve Harmon (Kelvin Harrison, Jr.) um aluno de 17 anos que é acusado de homicídio doloso. O filme mostra a dramática trajetória desse inteligente e simpático estudante do Harlem, que frequenta uma escola de elite, em uma batalha judicial complexa que pode deixá-lo para o resto da vida na prisão.

  • 500 Mil Quilômetros

O comovente filme conta a história de Ghalib, um caminhoneiro de meia-idade recentemente enlutado que tenta superar uma tragédia pessoal e suas consequências ao mesmo tempo que enfrenta a ameaça de perder o emprego para um novato. A história começa quando o caminhão de Ghalib atinge a marca de 500.000 quilômetros — um recorde na sua empresa.

8/05

  • The Bold Type (Temporadas 1 a 4)

Numa revista feminina em Nova Iorque, três jovens mulheres conciliam as suas carreiras, romance, amizade e a vida na cidade grande. Série inspirada na vida da ex-editora-chefe da Cosmopolitan, Joanna Coles.

  • Super Me

Sang Yu (Darren Wang) é um roteirista que nunca atingiu o desejado sucesso profissional. Ele também enfrenta um problema sobrenatural: um demônio o persegue em seus sonhos, fazendo Sang sempre lutar para ficar acordado. Tudo muda quando ele descobre uma maneira de trazer os tesouros de suas histórias para a vida real. Agora, toda noite Sang se transforma em um homem rico e poderoso. No entanto, sua riqueza também atrai a atenção de um gângster perigoso.

Comentários Facebook
Continue lendo

ALMT – Campanha Fake News II

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana