Mato Grosso

Seciteci ofertará sete mil vagas gratuitas para 75 cursos profissionalizantes em 2021

Publicado


Para o ano de 2021, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) vai ofertar pelo menos sete mil novas vagas para cursos de qualificação profissional, aperfeiçoamento e técnico, tanto presenciais quanto na modalidade de ensino a distância (EAD).

Os cursos começam a partir de janeiro de 2021 e os editais com ofertas de vagas serão divulgados ainda neste mês de dezembro.

O secretário Nilton Borgato explica que a Seciteci pretende oferecer mais de 75 opções de cursos em diversas áreas de atuação, com o objetivo de capacitar o maior número de profissionais para o mercado de trabalho, diminuindo as desigualdades sociais e ampliando a geração de emprego e renda no Estado.

“Estamos trabalhando fortemente para conseguir promover parcerias e apoios para ampliar ainda mais o número de vagas. Estas sete mil, conseguiremos executar por meio de recursos estaduais e do governo federal, recursos já garantidos”, explicou.

Segundo o secretário adjunto de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Stephano do Carmo, serão formadas 125 novas turmas, sendo 86 presenciais e as demais na modalidade EAD.

“A qualificação prepara os jovens para um futuro melhor, pois abre portas e facilita o ingresso ao mercado de trabalho. Portanto, muitas pessoas serão beneficiadas com esses cursos”, ressaltou.

O superintendente de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Aryeh Hessel Craveiro, reforça que estas novas oportunidades foram conquistadas graças ao planejamento educacional e estratégias adotadas pela gestão.

Veja Mais:  Conselheiro substituto participa de webinar nesta sexta-feira (15)

“Nossos esforços se concentraram em organizar um calendário executável dentro das nossas condições, e para isso faremos processos seletivos para contratar professores, além de adaptações dos nossos métodos de ensino para garantir a segurança de alunos e trabalhadores, por conta da pandemia”, disse. 

A coordenadora de Educação Profissional e tecnológica da Seciteci, Ana Flavia Derze Soares, explica que, entre os cursos mais procurados, estão os técnicos de: agropecuária, administração, enfermagem, edificação, guia de turismo, operador de computador, programador web e promotor de vendas.

“Nossos cursos são muito concorridos, porque atendem áreas em constante crescimento no Estado. Quanto aos editais, eles serão divulgados à medida que os cursos forem formatados e as vagas disponibilizadas. Para as primeiras turmas, o edital será lançado até o final deste mês, no site da Seciteci”, disse.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Unemat abre vestibular com 1.000 vagas para Educação a Distância

Publicado


A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) lança edital para o seletivo simplificado com oferta de 1.000 vagas para cursos na modalidade Educação a Distância, para matrícula no período letivo de 2021/1. São oferecidos sete cursos, para 34 turmas em 25 municípios do estado, onde há polos de apoio presencial UAB/Unemat.

São eles: Administração Pública (nos polos de Alto Araguaia, Arenápolis, Cáceres, Ribeirão Cascalheira e São Félix do Araguaia), Artes Visuais (nos polos de Água Boa, Cuiabá, Primavera do Leste, Sapezal e Sorriso), Geografia (Aripuanã, Barra do Bugres, Campo Verde, Pontes e Lacerda e São Félix do Araguaia), História (Alto Araguaia, Colíder, Jauru, Juína e Lucas do Rio Verde), Letras (Canarana, Cuiabá, Nova Xavantina, Porto Esperidião e Vila Rica), Matemática (Canarana, Comodoro, Jauru, Porto Esperidião e Vila Rica) e Pedagogia (Água Boa, Barra do Bugres, Diamantino, Guarantã do Norte e Sapezal).

Sistema de ingresso

A Unemat reserva 60% das vagas de todos os cursos aos estudantes que cumpriram integralmente o ensino médio em escola pública. Essas vagas são destinadas a candidatos negros, indígenas, portadores de deficiência e demais estudantes de escola pública, conforme quantidade prevista no edital.

Nos cursos de licenciaturas, há também reserva de vagas para professores da rede pública de ensino, em exercício, sem formação inicial em nível superior ou que não possuam formação na área em que atuam. Confira documentação necessária no item 4 do Edital.

Veja Mais:  Empaer realiza 94 mil atendimentos e viabiliza R$ 82 milhões em projetos de crédito para agricultura familiar

Inscrições

As inscrições são realizadas somente pela internet no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

Antes de efetivar a inscrição, o candidato deverá escrever a Carta de Intenção. No ato da inscrição deverá marcar: opção do curso e polo ao qual pretende concorrer, anexar fotografia atual e carta de intenção.

Isenção de taxa

O prazo de inscrição com isenção de taxa é de 25 a 28 de janeiro.

A Unemat aceita inscrições gratuitas para candidatos nas seguintes condições: com renda familiar inferior a dois salários mínimos, doador regular de sangue ou Profissional Técnico da Educação Superior. Para cada caso, há documentos de comprovação específicos para serem anexados no ato da inscrição. Confira documentação necessária no item 8 do Edital.

A inscrição com pagamento da taxa no valor de R$ 60 deve ser feita via internet, no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular, de 18 de janeiro a 14 de fevereiro.  

Processo seletivo

A seleção será constituída da avaliação da Carta de Intenção. Ela deverá ser escrita de forma objetiva, clara e concisa, conforme modelo e orientações disponibilizadas no anexo do edital. O documento deverá ser anexado no ato de inscrição.

O período letivo dos cursos na modalidade Educação a Distância terá início no dia 03 de maio. Todas as publicações referentes ao Processo Seletivo Simplificado serão divulgadas no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

Fonte: GOV MT

Veja Mais:  Seciteci prorroga prazo de matrículas para os cursos de Condutor de Turismo e Programador Web

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Batalhão Fazendário começa a autuar irregularidades fiscais no trânsito de mercadorias via app

Publicado


A Secretaria de Fazenda (Sefaz) e a Polícia Militar (PM), por meio do 27º Batalhão Fazendário (BPMFaz), lançaram nesta sexta-feira (15) um aplicativo de celular que permite que policiais autuem possíveis irregularidades fiscais e tributárias identificadas no trânsito de mercadorias. Desenvolvido pela equipe de tecnologia das instituições e da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), o aplicativo já está em funcionamento e seu uso foi demonstrado durante a solenidade realizada no Comando Geral da PM.

De acordo com o secretário de Fazenda em exercício, Kleber Geraldino dos Santos, a funcionalidade vai modernizar a fiscalização de mercadorias em trânsito, trazendo mais efetividade e eficiência para as ações. Atualmente, a Sefaz realiza o monitoramento nas principais rodovias do estado, principalmente nas divisas estaduais, e com a atuação do Batalhão Fazendário, com uso do aplicativo, a fiscalização estará presente em mais localidades.

“Entregamos hoje um aplicativo que vem fortalecer a PM e a Sefaz, e a fiscalização em Mato Grosso, fechando cada vez mais o cerco contra os sonegadores em nosso estado. Com o aplicativo vamos ampliar as ações de fiscalização. Estaremos presentes em mais lugares, por meio do Batalhão Fazendário, que poderá informar à Sefaz as possíveis infrações cometidas, mesmo quando não houver sinal de internet”, explica Kleber Geraldino dos Santos.

Para o comandante geral da PM, Cel PM Jonildo José De Assis, o aplicativo agregar as facilidades da tecnologia ao trabalho diário dos policiais. “Nós estamos buscando uma virada de chave, no sentido de agregar ao trabalho realizado pela Polícia Militar a tecnologia, de agregar valor a tudo o que nós entregamos à sociedade. E a ideia é justamente essa, combater a evasão fiscal, combater esses crimes contra a ordem tributária para que nós possamos converter isso em investimentos”, afirma.

Veja Mais:  Conselheiro substituto participa de webinar nesta sexta-feira (15)

Para isso, o aplicativo vai permitir que policiais militares, ao identificar um veículo de carga suspeito, façam a abordagem e informem ao Fisco Estadual as possíveis irregularidades fiscais e tributárias no que se refere ao Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Durante a ação, caso constatem, por exemplo, a ausência de documentação fiscal ou nota fiscal inidônea, os policiais farão o registro no aplicativo que está integrado à base de dados da Sefaz.

O secretário adjunto de Receita Pública, em exercício, Vinícius Simioni, explica que os dados fornecidos por meio do aplicativo serão analisados pela equipe de fiscalização da Sefaz. Essas informações vão para o banco de dados Sefaz e serão utilizadas nas nossas operações de monitoramento e de fiscalização. Os dados servirão de base para, quando houver necessidade, formalização do Termo de Apreensão e Depósito (TAD) e, por fim a constituir o crédito tributário, para que o imposto devido seja recolhido”.

Para garantir a segurança das informações, somente os policiais militares autorizados terão acesso ao aplicativo. Além da autorização, é necessário fazer um cadastro do usuário na plataforma, com registro da biometria e com dados pessoais que serão validados junto aos órgãos competentes.

Capacitação

Durante a solenidade de apresentação do aplicativo, a tropa do 27º Batalhão Fazendário, composta por 26 policiais militares, foi capacitada para o uso da ferramenta. Na ocasião, foram demonstradas todas as funcionalidades e informações importantes que devem ser fornecidas ao Fisco.

Veja Mais:  Aulas na rede estadual de ensino começam dia 8 de forma não presencial

Foram apresentados, também, os documentos fiscais utilizados no trânsito de mercadorias e exigidos para acobertar a operação. As palestras foram ministradas pelos superintendentes de Fiscalização, José Carlos Bezerra, e de Controle e Monitoramento, Henrique Carnaúba.

O comandante do 27º Batalhão Fazendário, Ten Cel PM Waldir Félix, destacou a facilidade e praticidade de manuseio do aplicativo, principalmente por funcionar de modo “off-line”. “A ferramenta é tudo o que a gente pensava um dia ter na Polícia Militar, em especial um trabalho off-line, porque em grande parte do estado tem sinal de internet. Então é válido tudo isto, é um aplicativo fácil e bem tranquilo para mexer”, afirma.

“A gente entende que qualquer tecnologia, qualquer instrumento que facilita a comunicação, vai potencializar o nosso serviço. Com o aplicativo, o policial na rua, em qualquer situação que ele entenda que possa ter uma irregularidade, ele vai poder comunicar à Sefaz, tudo via celular. Então a expectativa é de que a gente possa potencializar, ter resultados muito maiores em nossos serviços”, finaliza o Ten Cel PM Waldir Félix.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Seciteci prorroga prazo de matrículas para os cursos de Condutor de Turismo e Programador Web

Publicado


A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), prorrogou o prazo para a realização das matrículas para os alunos aprovados nos cursos profissionalizantes de Programador Web e Condutor de Turismo, para o dia 20 de janeiro.

O prazo para as matrículas se encerrariam nesta sexta-feira (15), porém foi ampliado para que os alunos possam providenciar a documentação necessária e concluir o processo. 

Os cursos são de Formação Inicial e Continuada (FIC) e serão realizados na modalidade de ensino a distância (EAD). 

O curso de Condutor de Turismo será realizado pela Escola Técnica Estadual (ETE) de Barra do Garças. As aulas terão início dia 25 de janeiro.

Já as aulas do curso de Programador Web terão início no dia 15 de janeiro. As turmas serão monitoradas pelas Escolas Técnicas Estaduais (ETE’s) de Barra do Garças, Rondonópolis, Tangará da Serra e Lucas do Rio Verde.

Os alunos receberão certificados após a conclusão do curso.

Veja os termos de prorrogações AQUI

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Veja Mais:  Seciteci abre inscrições para cursos EAD de Promotor de Vendas e Operador de Computador
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana