Portal Agro

Segunda pesquisa da Aprosoja sobre ferrugem-asiática é publicada em jornal científico do Canadá

Publicado


.

Segunda pesquisa da Aprosoja sobre ferrugem-asiática é publicada em jornal científico do Canadá

O estudo científico denominado de “Severidade da Ferrugem-asiática da Soja Semeada em Diferentes Épocas” é em relação à Safra 2019/2020.

Ascom

11/09/2020

Os resultados da pesquisa comparativa de severidade de ferrugem-asiática em soja semeada em dezembro e fevereiro, em Mato Grosso, foi publicada pelo Centro Canadense de Pesquisa e Educação, no Jornal de Agricultura e Ciência (Vol. 12, No. 10; 2020 ISSN 1916-9752 E-ISSN 1916-9760). Desta vez, o estudo científico denominado de “Severidade da Ferrugem-asiática da Soja Semeada em Diferentes Épocas” é em relação à Safra 2019/2020.

Como conclusão, além da redução do número de pulverizações de fungicidas nos plantios de fevereiro se comparados com os atuais feitos no final de dezembro, a pesquisa demonstrou que os plantios de fevereiro apresentaram menor severidade da ferrugem asiática por Phakopsora pachyrhizi. Os pesquisadores relatam que “a seleção direcional é contínua na safra normal de soja (setembro a dezembro) em 10 milhões de hectares por meio do uso de fungicidas de sítios-específicos, em função do elevado número de pulverizações por safra, assim como devido às plantas invasoras de soja presentes em meio às lavouras de algodão, em 1.0 milhão de hectares, infectada por P. pachyrhizi. Que estes fatores são, certamente, o que podem estar contribuindo para a redução da sensibilidade do fungo a um maior grau do que os plantios de fevereiro. E que estas graves situações devem ser consideradas tanto pelo Serviço Estadual de Proteção de Plantas quanto pela pesquisa”.

Veja Mais:  Ministra da Agricultura cancela vinda à Cuiabá

E continua a conclusão destacando que os resultados da pesquisa indicam que o período de semeadura pode ser alterado do final de dezembro para fevereiro, mas sempre com o uso de fungicidas multissítios. “Essa mudança, de acordo com o princípio básico de controle de doenças, escape, implica uma redução significativa dos riscos, menos danos ambientais, e uma redução dos custos, e ainda está de acordo com os princípios da Instrução Normativa nº 002/2015, principalmente com a preservação do vazio sanitário da soja, evitando a pressão de seleção do fungo da ferrugem-asiática, devido ao grande número de pulverizações curativas, que ocorrem na semeadura de final de ano”, aponta o a conclusão.

Para a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), mais uma vez, a Comunidade Científica reconhece e ratifica o que o produtor rural já vinha constatando em campo. De acordo com a Aprosoja, diversas entidades de pesquisa, dentre elas, a Embrapa Soja, foram convidadas para acompanhar a pesquisa, mas se negaram. Além disso, a Embrapa Soja já havia sido provocada a realizar a pesquisa, mas desconsiderou a possibilidade estudo científico mesmo com financiamento da Aprosoja.

“Essa publicação valida a repetição, em seu segundo ano, da pesquisa comparativa para plantio de semente para uso próprio em dezembro e fevereiro, reconhecendo o mês de fevereiro como o melhor período, demonstrando menos risco ambiental e fitossanitário, e principalmente, respeitando o período do vazio sanitário da soja”, finaliza Aprosoja.

Veja Mais:  Ministra da Agricultura vem a Cuiabá

A Pesquisa –O estudo científico a campo, solicitado pela Aprosoja, foi conduzido pela Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Rio Verde e pelo Instituto Agris de Passo Fundo, por meio do professor Ph.D em fitopatologia, Erlei Melo Reis. Nesta segunda fase contou, também, com a participação do professor aposentado da Universidade Federal de Viçosa, Ph.D em fitopatologia, Laércio Zambolim.

 

 

Fonte:

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Portal Agro

Antonio Galvan participa da Assembleia Geral APROSOJA BRASIL em Campinápolis/MG

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Antonio Galvan participa da Assembleia Geral APROSOJA BRASIL em Campinápolis/MG

No encontro também aconteceu a nona edição da Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra 2020/2021

24/09/2020

Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antonio Galvan, participou nos dias 23 e 24 de setembro, em Campinápolis/MG, da Assembleia Geral da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (APROSOJA BRASIL), no qual ele é vice-presidente, e da nona edição da Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra 2020/2021. O evento dá a largada oficial da semeadura da principal commodity brasileira.

Entre os assuntos em pauta estão: o agro no Supremo Tribunal Federal (STF), a conclusão acerca da proibição do ingrediente ativo Paraquate, o cenário Político, reformas estruturantes (Tributária e Administrativa) e o contrato de parceria de “Projetos Setoriais” entre Aprosoja Brasil, MEZZO e SollusPar.

“É sempre importante participarmos desses eventos da APROSOJA BRASIL. Discutimos assuntos de interesse de fortalecimento institucional para que possamos passar ao produtor rural as atualidades do que está se debatendo em nível nacional. Destaco a reforma tributária que tramita no Congresso Nacional, em fase adiantada, os produtores de soja e milho não são contra a pauta de reformas, evidentemente necessárias para o país, mas que uma reforma tributária no momento atual não seria adequada, já que o Brasil e o mundo ainda passam pelos efeitos devastadores econômicos por conta do atual cenário da pandemia do COVID-19”, declarou Galvan.

Veja Mais:  Fim do Vazio Sanitário: produtor deve ter cautela para iniciar o plantio, orienta Aprosoja

Já na Abertura Nacional do Plantio de Soja da Safra foram apresentadas as projeções das Aprosojas Brasil. A perspectiva é de aumento de 3,81% da área plantada, que deve alcançar 38,43 milhões de hectares. A produtividade deve ter uma elevação de 0,76%, chegando a 3,36 toneladas/ha, e a produção atingirá 129,15 milhões de toneladas, um crescimento de 3,44% em relação ao ciclo 2019/2020.

Em virtude da pandemia, o evento não teve presença de público na Fazenda Dois Corações e os painelistas participaram via internet. O encontro também foi transmitido ao vivo pelo Canal Rural.

 

 

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Continue lendo

Portal Agro

Ministra da Agricultura cancela vinda à Cuiabá

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Ministra da Agricultura cancela vinda à Cuiabá

Por meio de comunicação formal de sua assessoria, a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, cancelou, por motivos pessoais, sua vinda a Cuiabá no próximo dia 28

24/09/2020

A visita seria feita a convite da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), para que a Ministra pudesse conversar e ouvir produtores rurais sobre temas de interesse da produção de soja e milho e, especialmente, para tratar do tema “Calendarização do Plantio da Soja”, que limita o plantio da cultura até 31 de dezembro, e que a maioria do produtor de soja é terminantemente contra.

A revogação ou alteração da Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea-MT nº 002/2015, que estabeleceu a calendarização do plantio da soja, é uma luta constante da atual diretoria da Aprosoja.

Aprosoja entende que a Calendarização do Plantio da Soja no estado infringiu dispositivos da Lei nº 8.171, de 17 de janeiro de 1991, que dispõe sobre a Política Agrícola, do Decreto nº 5.741/2006, que organiza o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (SUASA), assim como da Instrução Normativa do Ministério da Agricultura nº 002/2007, que institui o Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja (PNCFS), esta, inclusive, dispondo em seu artigo 18, que os produtores e a Pesquisa agrícola deveriam ser previamente ouvidos, o que não aconteceu.

Veja Mais:  Fim do Vazio Sanitário: produtor deve ter cautela para iniciar o plantio, orienta Aprosoja

“Lamentamos o cancelamento da vinda da Ministra, pois seria uma oportunidade ímpar para ela não somente ouvir a realidade do campo, mas também constatar que a calendarização do plantio da soja em Mato Grosso foi feita de forma equivocada”, destaca a Aprosoja.

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Continue lendo

Portal Agro

Ministra da Agricultura vem a Cuiabá

Publicado


.

Defesa Agrícola

Ministra da Agricultura vem a Cuiabá

Na pauta temas de interesse da produção de soja e milho, especialmente a “Calendarização do Plantio da Soja”

24/09/2020

A convite da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, virá a Cuiabá no próximo dia 28.

 

Na pauta estará temas de interesse da produção de soja e milho, especialmente a “Calendarização do Plantio da Soja”, oportunidade onde em reunião fechada na sede da Aprosoja, a Ministra ouvirá os produtores, já que a maioria destes é contra essa limitação de plantio, respeitando, todavia, o vazio sanitário.

 

Em um primeiro momento, a reunião seria realizada em Brasília, mas a convite da Associação, feito pessoalmente no último dia 14, a Ministra preferiu vir à Capital Mato-grossense.

 

Fonte: Ascom

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Veja Mais:  Ministra da Agricultura cancela vinda à Cuiabá
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana