Rondonópolis

Semed realiza rematrícula de forma automática e remota para 2021 em Rondonópolis

Publicado

Durante esse período inusitado de pandemia de Covid-19, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) adota medidas específicas para proteger seus alunos e profissionais contra o coronavírus. Assim, os estudantes que já são matriculados na Rede Pública de Ensino de Rondonópolis terão suas matrículas renovadas automaticamente, entre 23 de novembro e 04 de dezembro.

“Para evitarmos aglomerações, não haverá a rematrícula de forma presencial. Então as unidades avisaram os pais por diversos meios, entre eles, redes sociais, telefones e cartazes”, comenta a gerente da Divisão de Redimensionamento, Legislação e Normas da Semed, Maria Helena São Miguel Garcia Monteiro.

Após a realização da rematrícula, terá início o momento em que os pais que desejam solicitar a transferência de seu filho poderão fazê-lo – de 07 e 09 de dezembro. “Cada unidade vai divulgar o cronograma de acordo com sua realidade e sempre respeitando as normas de contenção exigidas para prevenção da pandemia”, lembra Maria Helena. No dia 11 de dezembro, as escolas farão o levantamento das vagas.

MATRÍCULAS

Entre os dias 14 e 17 de dezembro, as escolas irão se organizar para efetivarem as matrículas de alunos da Rede Municipal, Cáritas e Creche Santa Lúcia. “A partir de 18 de dezembro terão início as matrículas para alunos novos, se estendendo até o término das vagas nas unidades”, pontua a gerente.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis divulga plano de vacinação contra coronavírus

Atualmente, a Semed conta com 30 unidades escolares de educação infantil e 36 de ensino fundamental. “Em 2021 abriremos mais duas unidades de ensino fundamental, totalizando 38”, anuncia Maria Helena. São contempladas 3.893 crianças nas creches da Rede Municipal  – incluindo as de períodos parcial e integral -, 5.637 alunos na pré-escola, 257 na educação especial e 13.155 estudantes no ensino fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para o próximo ano, Maria Helena assinala que ainda está em avaliação a manutenção do ensino remoto ou a retomada do presencial. “Estamos vivendo tempos difíceis e em 2020 tivemos que tomas decisões difíceis e repentinas devido às medidas de combate à disseminação da Covid-19”.

Vivendo essa situação delicada, a Semed decidiu suspender a creche em período integral e, com essa providência, vai poder ampliar o número de atendimentos.

“Diante desse cenário de pandemia, tivemos que repensar o atendimento da educação infantil em período integral. Nesse momento de incerteza, temos que garantir a saúde das crianças e dos adolescentes, pois são direitos fundamentais e prioritários. Tendo em vista o quadro atual, as decisões que serão tomadas para o retorno das aulas serão bem criteriosas. Não temos como calcular os riscos que os alunos e os profissionais envolvidos estão sujeitos, afinal, não há vacina para conter o coronavírus. Então, todas as ações serão consideradas provisórias e serão revistas e analisadas. Essas unidades que atendem 1.621 crianças em tempo integral, com essa medida vão poder ampliar o atendimento e abranger 3.242 alunos”, declara a gerente.

Veja Mais:  Construção da sede da Unemat é um dos destaques da Seciti

Comentários Facebook

Rondonópolis

Prefeitura de Rondonópolis divulga plano de vacinação contra coronavírus

Publicado


 O prefeito José Carlos do Pátio, em companhia do Secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Ferreira, anunciou durante a realização de uma coletiva de imprensa, no final da tarde desta terça-feira (19) na sala de reuniões da prefeitura, o plano de vacinação emergencial contra Covid-19 na cidade.

Seguindo determinações do Ministério da Saúde o estado de Mato Grosso recebeu 126.160 doses da vacina Coronavac que está sendo produzida em parceria entre o Instituto Butantã de São Paulo e, a Farmacêutica Chinesa SINVAC, para ser distribuída entre os 141 municípios do estado.

O Governo do Estado usou os critérios de distribuição definido pela Comissão Intergestores Bipartite do Estado (CIB), e direcionou 9.958 doses para o Polo Regional de Saúde de Rondonópolis fazer a distribuição na região.

Desse montante, 5.166 doses deverão ficar na cidade, mas, 671 estarão disponíveis e deverão ficar disponíveis exclusivamente para os servidores do Hospital Regional da cidade. As demais 4.495 doses serão encaminhadas à Secretaria Municipal de Saúde, e distribuídas em duas etapas de vacinação com intervalo de 21 dias, entre os trabalhadores linha de frente no combate direto ao Coronavírus como, UPA-24, Hospital de Retaguarda (antigo PA), Santa Casa, Hospital Infantil e Postos do Projeto Sentinela e, o Hospital Municipal Cristyan Mary da Silveira Lima, localizado na Avenida Lions Internacional .

Veja Mais:  Coder atende indicação de vereadora Kalynka e realiza tapa-buracos na região do Mariela

O restante das 4.978 doses, armazenadas no Polo Regional de Saúde, serão distribuídas proporcionalmente entre os demais 18 municípios da região sul do estado de acordo as determinações do Min. da Saúde.

O segundo passo do plano de vacinação, será vacinar pessoas idosas de 60 anos ou mais institucionalizadas, ou seja, que estejam em instituições de abrigo ou internação, como: Lar dos Idosos, Lar Cristão, e Recanto dos idosos; comunidades indígenas aldeadas em terras demarcadas, e comunidades ribeirinhas, entre outros.

O Secretário de Saúde esclareceu que a população não precisa se deslocar para nenhum posto de saúde nesse primeiro momento, porque esta primeira fase da vacinação, segundo determinação do Ministério da Saúde, será direcionada para imunizar o chamado público-alvo, ou “linha de frente no combate ao Coronavírus”, como forma de proteção dos indivíduos com maior risco de infecção.

Posteriormente, assim que o governo federal for conseguindo um número maior de vacinas, vai disponibilizar para toda a população, seguindo os critérios de prioridade. “O ideal é que toda a população fosse imunizada nesse momento. Mas, o governo federal está se empenhando em cumprir o seu papel e nós faremos a nossa parte”. Externou Rodrigo Ferreira

Conforme o secretário, a prefeitura e Secretaria de Saúde, já estão se organizando para esta segunda fase, onde um número maior de vacinas será disponibilizado para o município fazer a cobertura total da sua população.

Veja Mais:  Construção da sede da Unemat é um dos destaques da Seciti

Ao final da coletiva Rodrigo reiterou a sua preocupação e pediu a população para não se descuidar dos cuidados necessários à prevenção do contágio do Coronavírus, como: uso de máscaras, higienização das mãos, evitar contato físico, e manter o distanciamento social em locais públicos evitando aglomerações, já que a vacina não garante a totalidade da imunização.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Construção da sede da Unemat é um dos destaques da Seciti

Publicado


A Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECITI), da Prefeitura de Rondonópolis tem um balanço positivo das suas ações em 2020. A pasta foi criada no de 2019 com a missão de organizar na cidade atividades e eventos que promovam as áreas da ciência,  de inovação e de tecnologia em Rondonópolis, que se firma cada vez mais como um polo educacional.

“Apesar do ano atípico, por conta da pandemia do novo coronavírus, sendo necessária uma adaptação, conseguimos com muito trabalho superar os desafios e entregar os resultados, inclusive ampliando a atuação da secretaria, contribuindo para o enfrentamento da Covid-19 e articulando todo o ecossistema nas nossas ações”, comentou a Secretária Municipal de Ciência e Tecnologia e Inovação, Neiva de Cól.

Um dos destaques das iniciativas da SECITI em andamento é a construção do prédio que sediará a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). Com as obras bem avançadas, a previsão é de que depois de abril as turmas dos cursos de Letras, Ciências da Computação e Direito possam ter as aulas ministradas no local.  

Uma vez que as empresas disseram que entregam até março o bloco da parte administrativa e da biblioteca, além de dois blocos com salas de aula e de sanitários, Neiva revelou que: “com a entrega destes blocos, as aulas das turmas em andamento na cidade já poderão ser ministradas no prédio”.

Atualmente, a Unemat de Rondonópolis, que conta com o apoio financeiro do município para sua manutenção, é uma extensão do campus de Alto Araguaia, funcionando de modo improvisado no prédio da Escola Estadual Professora Estela Maris Valeriano da Silva.

A construção do prédio para sediar a Unemat no município foi viabilizada pela parceria da Prefeitura e quatro empresas, por meio de uma cooperação social. 

 “A construção do prédio da Unemat possibilitará a expansão da universidade no município, com a vinda de novos cursos. Como por exemplo, o curso de medicina que o município vem trabalhando para trazer”, citou a secretária.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis faz estudos para tombamento de casa que pertenceu ao Marechal Rondon

O valor estimado da obra é de R$ 8 milhões, que serão custeados pelas empresas MDM, Grupo Rondobens, Grupo Echer e Grupo Euro. A
Prefeitura entrou com a doação do terreno, o cercamento da área, a terraplanagem e a confecção do projeto arquitetônico, que é
assinado pela arquiteta Juliana Zancanaro, uma ex-aluna da Unemat.

A estrutura terá sete mil metros quadrados de área construída. Contará, inicialmente, com 36 salas de aulas, duas alas administrativas, refeitório, biblioteca e auditório para 300 pessoas. A sua capacidade será para abrigar mais de 1.800 estudantes. O prédio fica localizado em um terreno de 101 mil metros quadrados na área do antigo aeroporto, na saída para Cuiabá.

Computadores

O curso de bacharelado em Ciências da Computação da Unemat recebeu 24 novos computadores para equipar o seu laboratório de informática.

O valor investido na aquisição dos 24 computadores de última geração, que irão contribuir para melhor preparo e capacitação dos acadêmicos, por meio das práticas de ensino e de aprendizagem promovidos pela universidade, foi de quase R$ 100 mil.

Transformando Vidas

Com objetivo de trabalhar a educação profissionalizante nas comunidades mais carentes, levando inclusão social e gerando profissionais qualificados para o mercado, foi lançado o projeto ‘Transformando Vidas’ em parceria com Obra Kolping.

O valor investido nesta parceria é superior a R$ 300 mil e já foram qualificadas mais de 400 pessoas ao longo de 2020. “Essa parceria visa preparar o cidadão, de forma gratuita, através dos cursos de qualificação profissional, para uma nova atividade, bem como aprimorar suas habilidades para executar funções demandadas pelo mercado de trabalho. Com isso, gerar renda, além de melhorar  sua qualidade de vida”, observou de Cól.

Cursinho Zumbi dos Palmares

Diante da pandemia do novo coronavírus, o Zumbi dos Palmares Cursinho Municipal Gratuito, encontrou uma forma para que seus alunos continuassem se preparando para as provas de ingresso aos cursos superiores, como o  Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem as provas realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro.

Veja Mais:  Inscrições para o Processo Seletivo da Educação em Rondonópolis encerra quarta-feira (20)

Em 2020, o cursinho ofertou 1500 vagas. Para evitar aglomeração, como preconiza as orientações para minimizar os riscos de contaminação, as aulas foram realizadas de forma virtual.

Os professores gravaram as aulas e as disponibilizaram, no mesmo horário que seriam realizados os encontros presenciais, no canal do Youtube: Zumbi dos Palmares Cursinho Gratuito. De segunda à sexta, das 18h30 às 21h45, por meio de um grupo criado no WhatsApp, os alunos puderam debater os assuntos e sanar as dúvidas.

Monitoramento da Covid-19

A SECITI realizou iniciativas importantes voltadas para ajudar no combate da pandemia, como a criação pelo departamento de Tecnologia e Informação de uma ferramenta para o município fazer o monitoramento dos casos de Covid-19.

O aplicativo foi utilizado na Secretaria Municipal de Saúde e nas unidades de saúde para informar casos da doença, fazer a classificação e o acompanhamento, além de fornecer dados para Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) gerar mapas de casos no espaço urbano.

Durante o ano de 2020, também foi criado um sistema de monitoramento de temperatura, no qual as unidades de saúde da rede municipal podem agora fazer o registro e verificar se o armazenamento das vacinas está ocorrendo dentro do ideal. Um dos seus benefícios é reduzir o risco de perda do produto e mais economia nos gastos do município com o monitoramento.

Teve ainda particip ação, em parceria com outras pastas, na elaboração do projeto e proposta que resultaram  no repasse de outras instituições de testes rápidos e EPI´s para auxílio no combate à pandemia, como o “Todos pela Saúde”, junto à Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Deu apoio tecnológico e logístico para Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizar durante todo o ano, capacitações dos seus profissionais, para aperfeiçoamento dos serviços a serem ofertados aos alunos da rede pública de ensino de Rondonópolis, através do Programa de Atividades para Além da Escola, implantado após suspensão das atividades presenciais por conta da pandemia.

Veja Mais:  Domingo (17): Rondonópolis registra 4 mortes e contabiliza 450 óbitos por Covid-19

Papiro

A equipe da Secretaria de Ciência , Tecnologia e Inovação realizou no ano passado, antes do início da pandemia, mentorias do Programa Acelerador de Projetos Inovadores de Rondonópolis (Papiro),  promovido com o objetivo de encontrar projetos inovadores aplicáveis em Rondonópolis, contribuindo assim com o desenvolvimento do ecossistema de inovação.

Os vencedores da primeira  edição do Papiro, realizado em 2019, receberam mentorias, como parte do combo de premiação, nas áreas de Gestão Financeira, Gestão de Projetos, Prototipagem, Desenvolvimento, Design de Produto, Identidade visual e Jurídica.

Rede Metropolitana

A pasta também trabalhou em projetos importantes para modernização institucional. Entre eles, destaca-se a instalação da nova rede de dados  para interligar por fibra ótica a  comunicação do Palácio da Cidadania com todos os órgãos municipais.

A nova rede, batizada de Rede Metropolitana, deverá  colocar as unidades municipais externas em rede com a central no Paço, proporcionando  maior agilidade na comunicação com os sistemas de gestão, concentração de dados, maior segurança e controle.

Desenvolveu ainda um Sistema de Acompanhamento do Índice de Participação do Município (IPM), que proporcionou diversas melhorias na parte de fiscalização de fiscalização das empresas.

Para melhorar e modernizar os serviços oferecidos na rede municipal de saúde prosseguiu implementado a implantação do “Gestor Saúde”. Um sistema de gestão informatizado integrado que permite o acompanhamento em tempo real de um paciente, além de controlar o estoque e a dispensação de medicamentos além de outros dados importantes para todo o processo de saúde. Até o momento, o sistema já foi implantado em 30 unidades de saúde da rede municipal.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Construção da sede da Unemat é um dos destaques da Seciti

Publicado

Foto: Assessoria

A Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECITI), da Prefeitura de Rondonópolis tem um balanço positivo das suas ações em 2020. A pasta foi criada no de 2019 com a missão de organizar na cidade atividades e eventos que promovam as áreas da ciência,  de inovação e de tecnologia em Rondonópolis, que se firma cada vez mais como um polo educacional.

“Apesar do ano atípico, por conta da pandemia do novo coronavírus, sendo necessária uma adaptação, conseguimos com muito trabalho superar os desafios e entregar os resultados, inclusive ampliando a atuação da secretaria, contribuindo para o enfrentamento da Covid-19 e articulando todo o ecossistema nas nossas ações”, comentou a Secretária Municipal de Ciência e Tecnologia e Inovação, Neiva de Cól.

Um dos destaques das iniciativas da SECITI em andamento é a construção do prédio que sediará a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). Com as obras bem avançadas, a previsão é de que depois de abril as turmas dos cursos de Letras, Ciências da Computação e Direito possam ter as aulas ministradas no local.

Uma vez que as empresas disseram que entregam até março o bloco da parte administrativa e da biblioteca, além de dois blocos com salas de aula e de sanitários, Neiva revelou que: “com a entrega destes blocos, as aulas das turmas em andamento na cidade já poderão ser ministradas no prédio”.

Atualmente, a Unemat de Rondonópolis, que conta com o apoio financeiro do município para sua manutenção, é uma extensão do campus de Alto Araguaia, funcionando de modo improvisado no prédio da Escola Estadual Professora Estela Maris Valeriano da Silva.

A construção do prédio para sediar a Unemat no município foi viabilizada pela parceria da Prefeitura e quatro empresas, por meio de uma cooperação social.

“A construção do prédio da Unemat possibilitará a expansão da universidade no município, com a vinda de novos cursos. Como por exemplo, o curso de medicina que o município vem trabalhando para trazer”, citou a secretária.

Veja Mais:  Prefeitura de Rondonópolis divulga plano de vacinação contra coronavírus

O valor estimado da obra é de R$ 8 milhões, que serão custeados pelas empresas MDM, Grupo Rondobens, Grupo Echer e Grupo Euro. A Prefeitura entrou com a doação do terreno, o cercamento da área, a terraplanagem e a confecção do projeto arquitetônico, que é assinado pela arquiteta Juliana Zancanaro, uma ex-aluna da Unemat.

A estrutura terá sete mil metros quadrados de área construída. Contará, inicialmente, com 36 salas de aulas, duas alas administrativas, refeitório, biblioteca e auditório para 300 pessoas. A sua capacidade será para abrigar mais de 1.800 estudantes. O prédio fica localizado em um terreno de 101 mil metros quadrados na área do antigo aeroporto, na saída para Cuiabá.

Computadores
O curso de bacharelado em Ciências da Computação da Unemat recebeu 24 novos computadores para equipar o seu laboratório de informática.

O valor investido na aquisição dos 24 computadores de última geração, que irão contribuir para melhor preparo e capacitação dos acadêmicos, por meio das práticas de ensino e de aprendizagem promovidos pela universidade, foi de quase R$ 100 mil.

Transformando Vidas
Com objetivo de trabalhar a educação profissionalizante nas comunidades mais carentes, levando inclusão social e gerando profissionais qualificados para o mercado, foi lançado o projeto ‘Transformando Vidas’ em parceria com Obra Kolping.

O valor investido nesta parceria é superior a R$ 300 mil e já foram qualificadas mais de 400 pessoas ao longo de 2020.

“Essa parceria visa preparar o cidadão, de forma gratuita, através dos cursos de qualificação profissional, para uma nova atividade, bem como aprimorar suas habilidades para executar funções demandadas pelo mercado de trabalho. Com isso, gerar renda, além de melhorar  sua qualidade de vida”, observou de Cól.

Cursinho Zumbi dos Palmares
Diante da pandemia do novo coronavírus, o Zumbi dos Palmares Cursinho Municipal Gratuito, encontrou uma forma para que seus alunos continuassem se preparando para as provas de  ingresso aos cursos superiores, como o  Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem as provas realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro.

Veja Mais:  Parque Escondidinho em Rondonópolis será entregue neste semestre

Em 2020, o cursinho ofertou 1500 vagas. Para evitar aglomeração, como preconiza as orientações para minimizar os riscos de contaminação, as aulas foram realizadas de forma virtual.

Os professores gravaram as aulas e as disponibilizaram, no mesmo horário que seriam realizados os encontros presenciais, no canal do Youtube: Zumbi dos Palmares Cursinho Gratuito. De segunda à sexta, das 18h30 às 21h45, por meio de um grupo criado no WhatsApp, os alunos puderam debater os assuntos e sanar as dúvidas.

Monitoramento da Covid-19
A SECITI realizou iniciativas importantes voltadas para ajudar no combate da pandemia, como a criação pelo departamento de Tecnologia e Informação de uma ferramenta para o município fazer o monitoramento dos casos de Covid-19.

O aplicativo foi utilizado na Secretaria Municipal de Saúde e nas unidades de saúde para informar casos da doença, fazer a classificação e o acompanhamento, além de fornecer dados para Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) gerar mapas de casos no espaço urbano.

Durante o ano de 2020, também foi criado um sistema de monitoramento de temperatura, no qual as unidades de saúde da rede municipal podem agora fazer o registro e verificar se o armazenamento das vacinas está ocorrendo dentro do ideal. Um dos seus benefícios é reduzir o risco de perda do produto e mais economia nos gastos do município com o monitoramento.

Teve ainda participação, em parceria com outras pastas, na elaboração do projeto e proposta que resultaram  no repasse de outras instituições de testes rápidos e EPI´s para auxílio no combate à pandemia, como o “Todos pela Saúde”, junto à Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Deu apoio tecnológico e logístico para Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizar durante todo o ano, capacitações dos seus profissionais, para aperfeiçoamento dos serviços a serem ofertados aos alunos da rede pública de ensino de Rondonópolis, através do

Veja Mais:  Construção da sede da Unemat é um dos destaques da Seciti

Programa de Atividades para Além da Escola, implantado após suspensão das atividades presenciais por conta da pandemia.

Papiro
A equipe da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação realizou no ano passado, antes do início da pandemia, mentorias do Programa Acelerador de Projetos Inovadores de Rondonópolis (Papiro),  promovido com o objetivo de encontrar projetos inovadores aplicáveis em Rondonópolis, contribuindo assim com o desenvolvimento do ecossistema de inovação.

Os vencedores da primeira edição do Papiro, realizado em 2019, receberam mentorias, como parte do combo de premiação, nas áreas de Gestão Financeira, Gestão de Projetos, Prototipagem, Desenvolvimento, Design de Produto, Identidade visual e Jurídica.

Rede Metropolitana
A pasta também trabalhou em projetos importantes para modernização institucional. Entre eles, destaca-se a instalação da nova rede de dados  para interligar por fibra ótica a comunicação do Palácio da Cidadania com todos os órgãos municipais.

A nova rede, batizada de Rede Metropolitana, deverá  colocar as unidades municipais externas em rede com a central no Paço, proporcionando  maior agilidade na comunicação com os sistemas de gestão, concentração de dados, maior segurança e controle.

Desenvolveu ainda um Sistema de Acompanhamento do Índice de Participação do Município (IPM), que proporcionou diversas melhorias na parte de fiscalização de fiscalização das empresas.

Para melhorar e modernizar os serviços oferecidos na rede municipal de saúde prosseguiu implementado a implantação do “Gestor Saúde”. Um sistema de gestão informatizado integrado que permite o acompanhamento em tempo real de um paciente, além de controlar o estoque e a dispensação de medicamentos além de outros dados importantes para todo o processo de saúde. Até o momento, o sistema já foi implantado em 30 unidades de saúde da rede municipal.

Comentários Facebook
Continue lendo

CAMPANHA COVID-19 ALMT

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana