Esportes

Shaqiri será desfalque para o Liverpool na Liga dos Campeões por motivo político

Publicado


O suíço xherdan shaqiri não estará em campo nesta terça-feira
Reprodução/ Site Liverpool FC

O suíço xherdan shaqiri não estará em campo nesta terça-feira

Por questões políticas, o jogador Xherdan Shaqiri não jogará contra o Estrela Vermelha nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões
. A decisão partiu da diretoria do Liverpool após uma pequena confusão entre o atleta e os torcedores sérvios na Copa do Mundo da Rússia, em junho.

Leia também:  Estátua em homenagem a Salah vira piada nas redes sociais. Veja os memes

Defendendo a seleção da Suíça profissionalmente, Xherdan Shaqiri
nasceu no Kosovo, uma província que declarou independência da Sérvia em 2008, mas não foi reconhecida oficialmente.

A luta da província pela independência foi marcada por dois conflitos armados entre os anos de 1998 e 1999. Mesmo depois de 20 anos da ‘Guerra do Kosovo’, como ficou conhecido a luta armada, ambos os países vivem uma tensão política muito grande.

Na Copa do Mundo de 2018, Xherdan Shaqiri marcou um gol contra a seleção da Sérvia e comemorou fazendo com a mão uma Águia de duas cabeças
, símbolo da bandeira do Kosovo. A atitude não foi bem recebida por torcedores e governantes.

“Ouvimos e lemos especulações e falamos sobre que tipo de recepção Shaq receberia e, embora não tenhamos ideia do que aconteceria, queremos ir até lá e nos concentrar 100% no futebol e não ter que pensar em mais nada”, disse o técnico do Liverpool
, Jurgen Klopp.

Veja Mais:  O jogo mudou; Arena Pantanal transforma em centro de Triagem para pessoas com sintomas da Covid-19

Xherdan Shaqiri e Xhaka (Arsenal) foram multados pela Fifa por comemoração pró-Kosovo
Reprodução/Ansa

Xherdan Shaqiri e Xhaka (Arsenal) foram multados pela Fifa por comemoração pró-Kosovo

“Nós não temos nenhuma mensagem politica, absolutamente. Queremos que o foco seja em um grande jogo de futebol, livre de qualquer outra coisa. Então, por essa razão, Shaq não está envolvido e ele aceita e entende isso”, finalizou o alemão.

A partida acontecerá as 15h55 (horário de Brasília) desta terça-feira, pela 4ª rodada do campeonato interclubes da Europa. No jogo da primeira rodada, no dia 24 de outubro, o Liverpool venceu o confronto por 4 a 0 (gols de Firmino, Salah e Mané). Xaqiri iniciou como titular e foi substituído durante a partida.

Leia também:  Barcelona pode contratar o zagueiro David Luiz em janeiro, diz jornal inglês

Sem Xherdan Shaqiri,
o Liverpool pode começar com Adam Lallana. Naby Keita e Dejan Lovren estão retornando de contusão e também estarão entre os 21 relacionados para o jogo em Belgrado.

Comentários Facebook

Esportes

Acordo de cooperação com UFPR viabiliza diagnóstico esportivo em Mato Grosso

Publicado

.

Um acordo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) vai possibilitar o diagnóstico da governança, gestão e infraestrutrua esportivas nos municípios mato-grossenses. A parceria foi firmada na última semana e suas ações serão viabilizadas pelo Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva (IPIE) que integra a universidade paranaense.

“Participar desse estudo do Instituto de Pesquisa Inteligência Esportiva será muito importante para o desenvolvimento do esporte e lazer em Mato Grosso. A partir do diagnóstico, poderemos ter uma visão geral das demandas do Estado e direcionar esforços em políticas esportivas que atendam de fatos as reais necessidades”, informa o superintendente de Esporte e Lazer da Secel, Rodrigo Siqueira.

O projeto de pesquisa em inteligência esportiva é uma ação articulada entre o Instituto e a Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania que começou em 2013 e teve seus estudos no campo de gestão e governança intensificados a partir de 2017. Por meio do levantamento de aspectos quantitativos e qualitativos desenvolvidos pelas secretarias estaduais/municipais na área de esporte e lazer, o projeto busca potencializar as ações dos diferentes entes federados, melhorar o nível de informação esportiva e possibilitar articulações futuras na área.

Com o acordo celebrado junto à Secel, as pesquisas em Mato Grosso terão início em breve. Para isso, uma equipe da secretaria adjunta de Esporte e Lazer participará de formação sobre a metodologia desenvolvida pelo IPIE e estabelecerá reuniões e tratativas individuais com gestores municipais do estado.

Veja Mais:  Governo instala Centro de Triagem da Covid-19 na Arena Pantanal

A ferramenta a ser utilizada tem como base quatro dimensões de estudo que envolvem características do Estado/município, as informações do órgão responsável pela gestão esportiva, recursos humanos disponíveis e políticas para o esporte. As coletas e análises de dados poderão caracterizar, classificar e apontar direções futuras sobre como as instituições podem potencializar sua gestão e melhorar suas práticas de governança.

Segundo o coordenador do IPIE, professor Fernando Mezzadri, o acordo celebrado poderá trazer inúmeras outras ações conjuntas visando melhorar e qualificar as políticas públicas para o desenvolvimento do esporte.

“Para nós será uma parceria muito frutífera. Além do cadastro e a partir dele, podemos melhorar também a gestão dos municípios, qualificar os gestores a melhorar suas ações junto aos atletas e pontencializar a infraestrutura do esporte no estado. Não podemos deixar de agradecer ao então secretário Allan Kardec que se prontificou para que a parceria acontecesse. Agora vamos caminhando juntos nessa ação tão importante para todos os envolvidos”, destaca Mezzadri.

A minuta do termo de cooperação com a UFPR pode ser acessada AQUI.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

O jogo mudou; Arena Pantanal transforma em centro de Triagem para pessoas com sintomas da Covid-19

Publicado

.

O Centro de Triagem da Covid-19 contará com equipes médicas para atendimento e avaliação das pessoas com sintomas do coronavírus que buscarem tratamento. O atendimento aos casos graves, como falta de ar e febre persistente, continua nas unidades municipais, que são a porta de entrada da rede de saúde pública.

O centro entra em funcionamento nos próximos dias, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

O objetivo com a abertura do Centro de Triagem é facilitar o acesso e possibilitar a detecção e o tratamento precoce do coronavírus em adultos.

O Governo do Estado busca com a iniciativa evitar o agravamento da doença em pessoas que, inicialmente, apresentem sintomas leves da síndrome respiratória e, com isso, diminuir os impactos na rede de saúde pública, com a necessidade de internação em leitos hospitalares, principalmente, em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

“O primeiro atendimento é fundamental para o tratamento da Covid-19 e, por isso, a gestão estadual atua no sentido de facilitar o acesso ao atendimento, aos exames e medicamentos. Com a detecção e atendimento precoces, a ideia é conter o número de internações por quadros graves da doença”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Atendimento

No centro, serão realizados os exames de detecção do vírus, as avaliações de quadro clínico, tomografia e a entrega de medicamentos para pacientes adultos.

Após triagem e consulta individualizada, poderá haver – caso recomendado pelo profissional médico – a prescrição de uma receita para a retirada, no local, de remédios que tratam os sintomas da Covid-19.

Veja Mais:  Governo instala Centro de Triagem da Covid-19 na Arena Pantanal
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Há 15 anos, São Paulo conquistava o Tri da libertadores das Américas

Publicado

Natanael Oliveira*,
especial para o site da FPF
O dia 14 de julho certamente é inesquecível para os torcedores do São Paulo. Há exatos 15 anos, o Tricolor Paulista goleou o Athletico, por 4 a 0, e se tornou o ‘dono’ da América pela terceira vez em sua história, sendo o primeiro time brasileiro a alcançar tal marca continental.

Atuando em um Morumbi completamente lotado, com mais de 70 mil pessoas, a equipe são-paulina não deu chances aos paranaenses. Após empatar por 1 a 1 na partida de ida, o clube precisava de uma vitória simples para levantar o troféu sul-americano. Mas o que se viu foi uma atuação de gala tricolor para não deixar dúvidas sobre a conquista.

Dono de grandes atuações ao longo da competição, Cicinho foi um dos grandes destaques do São Paulo naquela cconquista. “O principal trunfo e maior mérito que tivemos foi a união daquela equipe. Nosso time, praticando um bom futebol, chamava a atenção até dos adversários. Nós ganhamos o respeito de todos com boas exibições e pela maneira de jogar. Não menosprezávamos ninguém, sempre tratamos todos com respeito. Não é porque estávamos vivendo um grande momento que iriamos deixar a soberba tomar conta”, disse antes de ressaltar a importância do técnico Paulo Autuori.

“Além da união do elenco, acredito que o Paulo Autuori também foi um destaque, já que soube extrair o melhor de cada jogador para as partidas decisivas. Ele já chegou pegando uma equipe vitoriosa, que vinha do título paulista, dando somente a sequência. Então não pegou um time que estava acostumado com derrota, não. Chegou em um time acostumado a vencer, e usou dessa boa fase e a união do grupo para conquistarmos os objetivos”, analisou o lateral.

Veja Mais:  Governo instala Centro de Triagem da Covid-19 na Arena Pantanal

No ano anterior, o São Paulo chegou perto de conquistar a Libertadores, mas caiu na semifinal para o futuro campeão Once Caldas-COL. Mas apesar de não levantar a taça no ano anterior, o ex- lateral-direito tricolor acredita que a campanha em 2004 serviu de lição para o sucesso há 15 anos. “Nós sabíamos que as dificuldades iriam ser imensas, e em 2004 ficou aquele gostinho de ‘quero mais’. Nós procuramos o que? Acertar o que tínhamos errado, então a preparação foi totalmente diferente, a concentração foi outra, e acabou dando certo”, revelou.

Decisão
Digna de uma final continental, a partida começou com boas chances para as duas equipes. Aos sete minutos, o zagueiro Lugano levou perigo com uma cabeçada da pequena área, mas a bola foi para fora. Os paranaenses não demoraram para responder, e quase abriram o placar aos 12: após Fabricio cobrar falta, Alex desviou de cabeça e quase marcou contra.

O susto aumentou ainda mais o ímpeto são-paulino. Aos 16, o São Paulo abriu o placar em uma bela jogada construída com uma tabelinha entre Danilo e Luizão, que chutou para o gol. O goleiro do Athletico defendeu parcialmente, e no rebote, Danilo aproveitou para cruzar na cabeça de Amoroso.

Já no final do primeiro tempo, o São Paulo perdeu a oportunidade de ampliar. Aos 42, Danilo chutou forte e a bola passou raspando a trave do goleiro adversário. Nos acréscimos, os paranaenses provaram que ainda estavam no jogo: em cobrança de fala, Fabricio acertou a trave do goleiro Rogério Ceni.

Na segunda etapa, o Athletico começou pressionando os mandantes, mas a pressão não surtiu efeito. Logo aos sete minutos, o São Paulo ampliou a vantagem em uma cabeçada mortal do zagueiro Fabão, após cobrança de escanteio.

Veja Mais:  Secel abre edital para seleção de Pontos de Esporte e Lazer

A partir do segundo gol, o São Paulo tomou conta da partida. Aos 25, após grande jogada pela direita, Amoroso cruzou e Luizão tocou sem trabalho para ampliar o placar. Aos 43, Diego Tardelli fechou a conta: 4 a 0. O São Paulo conquistava a Copa Libertadores pela terceira vez em sua história, sendo o primeiro time brasileiro a alcançar tal marca.

Campanha
O São Paulo se classificou para a Copa Libertadores de 2005 após alcançar a terceira colocação no Campeonato Brasileiro do ano anterior. A equipe brasileira caiu no Grupo C, que também contava com a Universidade de Chile-CHI, Quilmes-ARG e The Strongest-BOL.

O Tricolor Paulista não teve muitos problemas para garantir a classificação, indo às fases posteriores na liderança do grupo. O time somou 12 pontos, com três vitórias e três empates –a equipe chilena da Universidad de Chile, ficou em segundo.

Nas oitavas, o São Paulo teve um clássico pela frente. Enfrentando o Palmeiras, o Tricolor venceu as duas partidas (1 a 0 e 2 a 0) para seguir adiante no sonho da conquista continental. Nas quartas, o time aplicou um 4 a 0 sobre o Tigres-MEX, e a vitória por 2 a 1 dos mexicanos na segunda partida passou longe de ameaçar a classificação dos brasileiros.

Nas semifinais, o adversário seria uma das grandes potências da América do Sul: o River Plate-ARG. O São Paulo bateu de frente e conseguiu vencer a primeira partida por 2 a 0. na Argentina, o Tricolor novamente saiu vitorioso, dessa vez com um placar de 3 a 2, garantindo sua vaga na grande final.

Falando justamente da partida contra os argentinos, Cicinho classificou o confronto como um dos mais marcantes na campanha do título. “Nós tivemos vários momentos marcantes, como os duelos contra o Palmeiras pelas oitavas. Mas o que está na minha memória como um momento crucial, foi o jogo contra o River Plate. Eu não participei, porque estava com a seleção brasileira na Alemanha, e acompanhei pela televisão. Eu torci muito para que o nosso time conquistasse a vitória e conseguisse chegar na grande decisão. Então esse foi o momento mais difícil no meu caso, porque não pude jogar. Acompanhei de longe a vitória sobre o River na Argentina e chegamos com muita moral na final”, finalizou.

Veja Mais:  CBF divulga calendário revisado da temporada 2020

Ficha técnica:
São Paulo 4 x 0 Athletico – (Final – Libertadores)

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP);
Data: 14 de julho de 2005, quinta-feira;
Horário: 21h45 (horário de Brasília);
Árbitro: Horácio Elizondo (Argentina);
Assistentes: Rodolfo Otero e Juan Carlos Rebollo (ambos da Argentina);
Público: 71.986 pagantes;
Cartões amarelos: Lugano, Fabão e Danilo (São Paulo); Evandro, Cocito e André Rocha (Atlhetico);
Gols: Amoroso, aos 16 minutos do primeiro tempo, Fabão, aos 7, Luizão, aos 25 e Diego Tardelli, aos 43 minutos do segundo tempo.

São Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Alex; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Junior (Fábio Santos); Amoroso (Diego Tardelli) e Luizão (Souza). Técnico: Paulo Autuori.

Athletico: Diego; Jancarlos, Danilo, Durvão e Marcão (Fernandinho); Cocito, André Rocha (Alan Bahia), Evandro e Fabrício; Lima (Rodrigo) e Aloísio. Técnico: Antônio Lopes.

Fotos: Rubens Chiri/São Paulo FC
Sob supervisão de Luiz Minici*

Últimas notícias

PAULISTÃO SICREDI 2020 – 14/07/2020 – 14:30

Confira a situação dos clubes para evitar o rebaixamento no estadual

PAULISTÃO A2 SICREDI – 14/07/2020 – 14:08

Comunicado – Conselho Técnico Paulistão A2

PAULISTÃO SICREDI 2020 – 14/07/2020 – 12:00

Hat-trick de Willian e Santo André embalado; a 3ª rodada do Paulistão Sicredi

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Rondonópolis

Rondonópolis

Polícia

Esportes

Famosos

Mais Lidas da Semana